Imprimir esta página
Terça, 21 Junho 2011 15:37

Para poder assumir como senador, Antonio Russo se filia ao PR

Escrito por Redação Douranews, com Assessoria
Para estar em condições de assumir o cargo de senador que se tornará vago com a renúncia de Marisa Serrano, o empresário Antonio Russo Netto assinou na manhã de hoje (21) a ficha de filiação ao Partido da República (PR), em Brasília. A ficha foi abonada pelo presidente do PR, ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, com a presença do deputado federal Giroto (PR-MS), do líder do bloco partidário  PR, PRB, PTdoB, PRTB, PRP, PHS, PTC, PSL na Câmara dos Deputados, Lincoln Portela, e do líder do PR no Senado Federal, Magno Malta (ES).

O presidente nacional da legenda destacou que: “Somos o quarto maior partido do país, com sete senadores, 40 deputados federais e temos certa influência no processo político, um grupo bom de se conviver. Seja bem vindo, com, certeza, seremos grandes parceiros”, enfatizando que Russo vai contribuir muito no Senado Federal.

Alfredo Nascimento fez esta afirmação porque Antonio Russo vai assumir a vaga de senador da República em substituição à senadora Marisa Serrano (PSDB), da qual é o primeiro suplente, que vai renunciar ao mandato para ocupar vaga de conselheira no Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Mato Grosso do Sul. Antonio Russo esteve filiado ao PR na coligação que elegeu Serrano, mas depois deixou a legenda.

Após assinatura da filiação, Russo explicou que defenderá o agronegócio. “O foco da senadora Marisa é a Educação, eu estou mais centrado no agronegócio, na pecuária, na agricultura, sou produtor a 40 anos. Existem vários projetos que vão passar pelo Senado Federal que tratam das questões do campo, uma delas é o Código Florestal. O Brasil será um dos países que vai abastecer o mundo de alimentos e isso depende de pesquisa, por isso é primordial termos ligação com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária)”, destacou Antonio Russo após assinar a filiação, completando que por ter esta ligação com o setor agrícola iria tentar uma vaga na Comissão de Agricultura do Senado Federal.

Para Giroto, o retorno do empresário ao PR é “muito importante, o partido ganha mais um senador e o Toninho vai contribuir no Congresso Nacional para o desenvolvimento do Estado, ele vai defender o agronegócio de Mato Grosso do Sul e do Brasil”, destacando que o ministro (Alfredo Nascimento) enfatizou que o Toninho será importante para viabilizar infraestrutura de transportes necessária ao escoamento da produção agrícola da   Região Centro-Oeste.