Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Dois profissionais de saúde de Nova Andradina, ambos funcionários do Hospital da Cassems na cidade e que foram responsáveis pelos primeiros procedimentos realizados com a paciente Eleuzi Silva Nascimento, de 64 anos, transferida de Batayporã para aquela cidade no dia 16 e que morreu nesta terça-feira (31), em Dourados, estão em isolamento domiciliar, após terem adquirido o novo coronavírus, confirmou a Secretaria estadual de Saúde.

LEIA MAIS SOBRE

Esses dois novos casos integram a lista de exames confirmados laboratorialmente, juntamente com mais um caso ocorrido em Campo Grande, que lidera as estatísticas e o primeiro de Alcinópolis, elevando a relação de municípios onde existem casos positivos de seis para 8.

De acordo com o novo boletim, divulgado no final da tarde desta terça-feira, há pessoas com o coronavírus em Campo Grande (37), Batayporã (3), Dourados (2) e Nova Andradina (2), além de Ponta Porã, Sidrolândia, Alcinópolis e Rio Verde de Mato Grosso cada uma com um caso.

Do total confirmado, há seis pacientes internados, 18 em isolamento domiciliar e 23 que finalizaram quarentena sem apresentarem sintomas, além da primeira morte registrada no Estado, conforme repercute o site Campo Grande News.

Comentário

O músico e compositor Carlos Fábio Selhorst dos Santos pediu exoneração do cargo de diretor da Agetran (Agência Municipal de Trânsito de Dourados), função que ocupava desde janeiro de 2017, sendo o mais antigo integrante do primeiro escalão da atual administração municipal.

O prazo para eventuais candidatos que ocupam cargos públicos deixarem as funções vence no domingo (5), conforme a legislação eleitoral, que fixa período obrigatório de desincompatibilização equivalente a seis meses antes do pleito eleitoral do dia 6 de outubro.

Carlos Fábio disse ao Diário MS, no início da tarde desta terça-feira (31), ao justificar o pedido de exoneração, que pretende disputar uma cadeira de vereador na Câmara de Dourados. Ele vai assinar ficha de filiação no PP (Progressistas), acompanhando decisão já tomada pelo atual presidente da Câmara, Alan Guedes.

Carlos Fábio que chegou a ser presidente municipal do PPS, antes da legenda transformar-se em Cidadania, foi, por 4 anos, secretário de Cultura durante a administração do ex-prefeito e atual vice-governador Murilo Zauith. Depois, foi para a Agetran, onde permaneceu até o final da gestão passada, sendo mantido na função pela prefeita Délia Razuk.

Outros que saem

Também estão deixando os cargos os secretários Cláudio Gaiofato, de Desenvolvimento Econômico e o de Cultura, Wesley Queiroz, conforme publica edição desta terça do Diário Oficial do Município. Ambos manifestam interesse em também disputar eleições.

Para a vaga de Gaiofato foi indicada a ex-secretária de Governo, Patrícia Donzelli Bulcão, e na Cultura entra Davilene de Souza Borges. O nome do substituto de Carlos Fábio na Agetran deve sair junto com a publicação oficial da exoneração dele da função nas próximas horas.

Comentário

Professor Cido Barbosa, como é conhecido Joel Aparecido Barbosa Pereira, de 48 anos, atualmente presidente do Simted, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Antônio João, e ex-candidato a vereador nas últimas eleições, quando conquistou a primeira suplência, é pré-candidato a prefeito do Município pelo PCdoB. “Quero ser candidato a prefeito por entender que Antônio João merece renovação com gestão democrática transparente, ou seja, um novo pensamento e uma nova dinâmica administrativa, quebrando um ciclo de longos anos de políticos profissionais”, defendeu, ao ter o nome pré-aprovado este mês pela legenda.

Filho de Antônio Pereira Machado e Maria Barbosa Pereira, nascido em Antônio João em 11 de junho de 1971, o professor Cido Barbosa é casado com a também professora Maria Aparecida Rodrigues da Silva, a professora Cidinha, com quem tem dois filhos, Joel Júnior e Caio Márcio, e é licenciado em Pedagogia nas Séries Iniciais e pós-graduado em Educação Ambiental em Ambientes Sustentáveis pela UFMS.

Professor efetivo da Rede Municipal de Ensino, o pré-candidato vê desafios em vários e diferentes setores da administração, como melhorar a acessibilidade das vias e nas instituições públicas; infraestrutura e criação de vagas nas escolas; um projeto do município para construção de moradias; infraestrutura e massificação do atendimento no lazer, esporte e desporto escolar, como as Olimpíadas da Independência entre escolas do município e a volta da Escolinha de Futebol das crianças e a criação de um calendário esportivo anual priorizando todas as categorias.

Para a área da Cultura, reestruturar o Museu Histórico Eugênio Penzo e recriar a Banda do Município são metas a que se propõe o pré-candidato. “Melhorar na saúde o atendimento aos exames de imagem e outros; melhorar o salário dos servidores pagando o Piso de acordo com a lei e o salário base de todos os Administrativos sobre o mínimo vigente, priorizando o pagamento em dia; melhorar os gastos, com licitações mais justas e pagamento em dia aos fornecedores; buscar mais emendas para elevar a quantidade de ruas asfaltadas, arborização e rede de saneamento”, também são alvos desse projeto.

“Não sou candidato apoiado pelo prefeito, não sou candidato do governador, não sou candidato do presidente da República. Meu apoio até o momento é do eleitor, que entende que estamos perdendo muito com a velha política profissional”, observa o professor Cido, justificando ainda que, se confirmado candidato, vai realizar campanha sem dinheiro, “primeiro porque não tenho e, se tivesse, não colocaria na política. E em sã consciência quando se investe milhões para ganhar uma campanha é porque a intenção não é boa, e terei de repor de volta como? De onde? Quem vai pagar essa conta? Quem vem pagando essa conta?”, indaga.

“As pessoas me falam: ‘Professor, você não vai ganhar, porque não tem grupo político forte’. Eu falo: ‘É contra esta ideia que estou trabalhando, vou ser prefeito de todos, não de um grupo político, cada um no seu quadrado’ e ainda falam pra mim: ‘Professor Cido, você não vai ganhar, porque você não tem dinheiro’ e eu respondo: ‘E se tivesse não gastaria com a política, pra quê investir milhões para ser prefeito e depois ter de devolver’. O nosso município é voltado ao agronegócio, o produtor rural é um dos que alavancam o nosso desenvolvimento. Temos que apoiá-los e manter sempre em dia os serviços de que necessitam para melhoria na produção, como a manutenção das estradas para escoamento da produção. Da mesma forma nos assentamentos, cuidar bem das famílias que trabalham com nossos produtores, proporcionando-lhes um bom atendimento nas áreas de saúde, educação, lazer e moradia. O grande desenvolvimento do município depende de um conjunto de fatores oriundos da política”, frisou o pré-candidato.

Comentário

Eleuzi Silva Nascimento, de 64 anos, que teve o óbito confirmado no início da tarde desta terça-feira (31), vítima da Covid-19, abre a polêmica em torno de eventuais falhas que possam estar relacionadas com as notificações da doença em Mato Grosso do Sul.

A aposentada vivia em Batayporã onde foi merendeira em escola pública estadual durante quase toda a vida, e estava internada no Hospital da Cassems, em Dourados há uma semana. A família diz que ela teve que ser transferida de Nova Andradina, onde foi internada com problemas respiratórios graves, mas que em nenhum momento foi testada para coronavírus. Uma irmã da vítima está em isolamento domiciliar depois que teve a doença confirmada.

O teste só aconteceu um dia após receber alta e passar mal novamente, a ponto de precisar ser entubada e trazida às pressas para Dourados, repercute o jornal Correio do Estado. “Só então desconfiaram que poderia ser coronavírus. Aí que viram, porque piorou muito e foi entubada. Mas a gente não imaginou que poderia ser coronavírus”, explicou a cunhada da vítima, Leonilda do Amaral Silva, de 65 anos.

“Quando levaram ela (a Eleuzi) para Dourados a irmã que tinha voltado da Bélgica fez o exame e deu positivo para o coronavírus. Só depois de tudo isso. Ela está bem, em casa e não teve sintomas. Outras pessoas da família, uma filha e uma sobrinha, também fizeram o teste e deu negativo. Mas a Eleuzi esteve em Cuiabá no começo do mês. Voltou para Batayporã no dia 7, já bem gripada, comprometida”, relata Leonilda.

A situação grave da aposentada pode ter sido mascarada por outros problemas de saúde que ela enfrentava. “Ela já tinha problemas respiratórios, acharam que era pneumonia. Ela era fumante, fazia tratamento para efizema há quatro anos”, explicou a cunhada. O corpo da mulher será sepultado na cidade onde morou, sem o ritual funerário, atendendo orientação das autoridades de saúde do Estado.

A prefeita Délia Razuk participou de uma live, de dois minutos, na página da Prefeitura pelo Facebook, no final da manhã desta terça-feira (31), e reafirmou que os serviços essenciais da atividade comercial seguem sendo permitidas, “mas, infelizmente, essa triste necessidade do fechamento do comércio ainda vai ter que continuar até o dia 7 de abril”.

Délia disse que estudos são feitos, diariamente, pelos profissionais que avaliam o quadro de evolução do coronavírus na sociedade. “O funcionamento do setor produtivo também nos preocupa, mas a segurança da população é a primeira necessidade”. O objetivo dessas medidas, segundo a prefeita, é proteger a população para que “os casos não aumentem”.

A prefeita também orientou os setores em que há funcionamento parcial autorizado, como agências bancárias e casas lotéricas, para que as filas sejam disciplinadas, com distância mínima de um metro entre as pessoas e proteção para evitar aglomerações.

Comentário

O cantor Mariano [da dupla com o irmão Munhoz], informou na noite desta segunda-feira (30), pelo Instagram, que foi diagnosticado com o novo coronavírus. "Infelizmente saiu o resultado do meu exame, e eu também fui detectado positivo para o Covid”, revelou.

“Mas graças a Deus eu estou bem, não estou com sintomas fortes, estou bem tranquilo", disse Mariano em série de stories postados no Instagram. O cantor informou que o irmão também apresentou alguns sintomas, passou mal no último sábado (28) e está internado. Mariano ressaltou que está assintomático e pediu para que os fãs redobrem os cuidados com a doença.

"Não estou com dores, não estou com falta de ar. Não estou com nada. Fiquem em casa. Redobrem os cuidados aí com higienização, com a saúde de vocês", postou. (Com informações do Campo Grande News)

Comentário

“Mato Grosso do Sul deve ter um número de casos maior, até porque casos inconclusos ou que deram negativo, mas que os sintomas do paciente indicam coronavírus, são enviados para refazer”, admite o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, na live promovida diariamente pelo Governo para apresentar o boletim diário da doença em Mato Grosso do Sul.

“Há mais casos em Mato Grosso do Sul? Certamente que há. Mesmo porque nós temos algumas amostras de exames que foram remetidos, principalmente aqueles feitos pela iniciativa privada, ao laboratório de referência em São Paulo” e que, conforme o Instituto Adolfo Lutz vai liberando os resultados, serão adicionados ao boletim. “Assim, alguns casos que a pessoa já tenha confirmação, logicamente que vão ser acrescidos nos boletins assim que nós recebermos as informações oficiais”, diz o secretário, conforme repercute o site Campo Grande News.

Há casos de pessoas que, ao sentirem os sintomas do novo vírus procuram atendimento médico na rede privada e diferentes laboratórios encaminham os pedidos de exame, de forma restrita, “sem necessariamente passar pelos controles que adotamos na Secretaria”. Por isso mesmo, Geraldo Resende admite que não é possível informar quantos exames de Mato Grosso do Sul estão na fila de espera do IAL (Instituto Adolfo Lutz), por exemplo, a principal referência no País.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológoico, divulgado na tarde desta segunda-feira (30), o Estado tem 524 casos notificados do novo vírus e, desse total, 44 confirmados e 51 em investigação. Dourados tem dois casos diagnosticados oficialmente, um de paciente hospitalizado e outro em regime de isolamento domiciliar, conforme as estatísticas.

Comentário

Comprometido com o desenvolvimento econômico do Brasil e com o objetivo de contribuir com análises a respeito dos impactos na economia brasileira gerados a partir da pandemia do novo coronavírus, o Sicredi lançou um espaço exclusivo para podcasts sobre o atual cenário econômico.

O conteúdo “Análise do Dia – Um Podcast do Sicredi” é comandado pelo economista-chefe da instituição, Pedro Ramos, e aborda diariamente os reflexos da crise gerada pelo coronavírus na taxa cambial e no mercado financeiro, além das medidas tomadas para minimizar impactos.

Os podcasts são divulgados à noite, de segunda a sexta-feira, no site do Sicredi (www.sicredi.com.br/economia) e também nas plataformas digitais Spotify, Deezer, Apple Podcasts e Google Podcasts. Pelo site do Sicredi ainda é possível acessar a resenha financeira sobre como os mercados globais reagem aos fatos do dia, a nota econômica semanal e o resumo econômico mensal.

Comentário

O TRT24 (Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região) vai promover, por meio dos Cejusc (Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas) de 1º e 2º grau, audiências de mediação e conciliação eletrônica em ações relacionadas ao novo coronavírus.

A medida tem como objetivo dar uma resposta rápida à sociedade diante da repercussão da pandemia nas relações de trabalho e leva em consideração a suspensão das atividades presenciais judiciárias, como regra, no âmbito da Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul.

A coordenadora do Cejusc em Campo Grande, juíza do trabalho Déa Marisa Brandão Cubel Yule, explica que a prioridade é buscar a solução consensual dos conflitos trabalhistas desencadeados nesse momento de crise. "A participação dos interessados em negociar será promovida por meio de aplicativos de mensagens eletrônicas e/ou videoconferência e abrangerá o atendimento pré-processual e processual dos conflitos individuais e coletivos, relacionados a situações decorrentes da crise pela pandemia Covid-19", afirma a magistrada.

Como requerer audiência?

Empresas e sindicatos poderão ajustar, com a intermediação de juízes e desembargadores, condições específicas para atravessarem o grave momento. A abertura dos procedimentos de mediação e conciliação online poderá ser requerida, gratuitamente e de forma simplificada, com a indicação do nome das partes interessadas (com CNPJ/CPF, telefone de contato e endereço), e do assunto principal que será objeto da negociação.

O requerimento deverá ser enviado aos seguintes canais de comunicação: e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (Cejusc 1º Grau) ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (Cejusc 2º Grau), ou pelo WhatsApp no telefone (67) 99144-2682, com atendimento das 10h às 17h. Feito isso, as partes indicadas serão contatadas diretamente, para o agendamento do dia e horário da negociação.

A iniciativa está alinhada à Recomendação CSJT.GVP 1/2020, que prevê a adoção de diretrizes excepcionais para o emprego de instrumentos de mediação e conciliação de conflitos individuais e coletivos no contexto da pandemia do novo coronavírus.

Comentário

Terça, 31 Março 2020 09:22

Vacinação contra a gripe é retomada

Dourados está recebendo na manhã desta terça-feira (31) mais um lote de vacinas contra a gripe Influenza e retomará, no início da tarde, a imunização do público alvo, formado pelos grupos de idosos e profissionais da área de saúde. Esta é a terceira etapa da campanha de vacinação contra a gripe que se estenderá pelas próximas semanas.

O coordenador do Núcleo de Imunização da Secretaria de Saúde, Edvan Marcelo, pede às pessoas que evitem aglomerações, conforme recomendam as autoridades de saúde, para prevenir dos riscos de contágio pelo Coronavírus.

“Pedimos calma à população. A campanha de vacinação contra a gripe seguirá até o mês de maio. Existe um cronograma a ser seguido, semanalmente. Portanto, não há necessidade da corrida aos postos de vacinação. Haverá vacina para todos”, orienta o coordenador.

De acordo com Edvan Marcelo, as doses de vacina chegaram na manhã desta terça e imediatamente teve início a reposição nas unidades básicas de saúde, para atender ao público alvo.

‘Drive thru’

A vacinação de idosos no sistema ‘drive thru’ (em que não há necessidade de a pessoa descer do carro para ser vacinada) será retomada também no estádio Douradão, também a partir das 13 horas, informa a assessoria de comunicação do Município.

Comentário

Página 1 de 1603
  • alemsmais

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus