Imprimir esta página
Sábado, 21 Março 2020 15:15

HU confirma morte de bebê indígena e aguarda confirmação de H1N1

Escrito por

O HU (Hospital Universitário) de Dourados confirmou, em forma de ‘nota de esclarecimento’, no começo da tarde deste sábado (21), a morte de uma criança indígena, do sexo feminino, de 8 meses de idade, que deu entrada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) Pediátrica, proveniente de Amambai, na manhã de terça-feira (17) passada.

[A criança] “apresentava histórico de 3 dias com de tosse e febre, com piora do esforço respiratório nas últimas 12 horas. O diagnóstico inicial foi de Pneumonia e Septicemia. Imediatamente foram realizados todos os exames iniciais e complementares (laboratoriais e radiológicos) e também foram iniciadas todas as medicações de indicação”, diz a nota.

Baseado nos critérios definidos pela Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde, “a paciente não apresentava critérios de infecção por Coronavírus”, esclarece o HU, rejeitando informações nesse sentido divulgadas via redes sociais ao longo deste sábado. “Foram colhidos exames de confirmação para H1N1 e outros vírus, que foram encaminhados para o Lacen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul) na cidade de Campo Grande na última quinta-feira (19)”, continua.

A criança morreu na quinta-feira (19) por volta das 13h30 e o Hospital Universitário da UFGD aguarda o resultado do exame de confirmação de H1N1. “Reforçamos que nossa instituição continuará atuando com toda a transparência e baseada no cumprimento dos fluxos determinados por órgãos superiores e competentes no que diz respeito aos fatos relacionados a pandemia que vivemos”.

Redação Douranews

Mais recentes de Redação Douranews