Timber by EMSIEN-3 LTD
Quarta, 24 Julho 2019 18:31

Vereadores acompanham crise na Saúde e intervém para impedir caos no Hospital da Vida Destaque

Escrito por
Médico Raul Espinosa tenta explicar dificuldades enfrentadas para manter corpo clínico no hospital Médico Raul Espinosa tenta explicar dificuldades enfrentadas para manter corpo clínico no hospital Assessoria/ThiagoMorais

A situação do Hospital da Vida, considerada preocupante em função do anúncio de que grupo de médicos que atendiam na unidade decidiu abandonar as funções exercidas, mobilizou na tarde desta quarta-feira (24) a Câmara de Vereadores de Dourados. O presidente do Legislativo, Alan Guedes (DEM), liderou comissão de parlamentares do Município em visita ao hospital para acompanhar, de perto, a problemática anunciada.

Além de Alan Guedes e do primeiro secretário da Mesa Diretora, Sergio Nogueira (PSDB), a comissão integrada pelos membros da comissão de Saúde e Higiene da Câmara [presentes o presidente, Elias Ishy, do PT e Daniela Hall, do PSD] e ainda as vereadoras Lia Nogueira (PL) e Marinisa Mizogushi (PSB), conversaram com alguns servidores e pacientes, no sentido de obter mais informações sobre essa demissão em massa de profissionais da área e da real situação de funcionamento do local, e depois tiveram encontro com o diretor clínico da unidade, Raul Espinosa e da Fundação de Saúde, Maria Izabel.

Nesta semana, o diretor convocou assembleia geral [agendada para esta quinta-feira, 25, às 18h30, no salão da igreja Presbiteriana] com a equipe médica para discutir as dificuldades e buscar soluções para que o Hospital da Vida mantenha o ritmo de atendimento aos pacientes de Dourados e da macrorregião.

Considerado ‘porta de entrada’ do SUS (Sistema Único de Saúde) e responsável pelo atendimento de pacientes de cerca de 33 cidades, e da região de fronteira, incluindo o Paraguai, o Hospital da Vida registrou o pedido de afastamento declarado de, pelo menos, oito profissionais e a Prefeitura, confirmou, através da Secretaria municipal de Saúde, redução no atendimento a partir de agosto, quando o hospital vai priorizar apenas casos de trauma e urgência.

De acordo com o presidente da Câmara, os vereadores receberam várias reclamações, de servidores, inclusive, das deficiências do Hospital da Vida, e o médico Raul Espinosa admitiu a dificuldade, especialmente na questão do pronto-socorro, o principal gargalo em função da falta de médicos. “Vamos continuar acompanhando, muito de perto, os problemas apontados pelos servidores. Nossa Comissão de Saúde e a Mesa Diretora decidiu verificar in loco, ouvimos o diretor sobre problemas de ordem clínica, dificuldades de atendimento e esperamos chegar a uma solução dessa questão”, antecipou Alan Guedes..

Última modificação em Quarta, 24 Julho 2019 18:37
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus