Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 26 Março 2019 14:43

'Só união e mudança de hábitos podem combater mosquito da dengue' Destaque

Escrito por
Deputados mobilizados em torno de campanha para combater doenças provocadas pelo Aedes no Estado Deputados mobilizados em torno de campanha para combater doenças provocadas pelo Aedes no Estado Assessoria/Victor Chileno

A união de esforços entre o Poder Público e a população, aliada à mudança de hábitos simples no dia a dia serão determinantes para o combate à tríplice epidemia por que passa Mato Grosso do Sul, na avaliação do deputado Renato Câmara (MDB). Durante a sessão plenária desta terça-feira (26), ele contou estar participando da mobilização de combate à dengue, zika e chikungunya pelo Estado e ter constatado que falta informação.

"Precisamos conhecer o comportamento do mosquito transmissor [Aedes aegypti] para definir estratégias que podem salvar vidas", disse Renato ao apresentar projeto de lei que institui, no Calendário Oficial de Eventos de Mato Grosso do Sul, a Semana Estadual de Enfrentamento à Tríplice Epidemia: Dengue, Zika e Chikungunya. A proposta, que segue para apreciação da CCJ (a Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia), prevê a realização de ações anuais de conscientização, entre os dias 21 e 27 de outubro.

"Esta é uma luta permanente e temos que mudar nossos hábitos, recolhendo as garrafas pet, tampinhas e outros produtos. Isso, aliado ao trabalho dos agentes de saúde e outras ações, nos permitirá maior sucesso no combate ao mosquito", reiterou o parlamentar, que também coordena a Frente Parlamentar de Enfrentamento à Tríplice Epidemia: Dengue, Chikungunya e Zika.

Para os deputados Cabo Almi (PT), Coronel David (PSL) e Barbosinha (Democratas), este líder do Governo na Casa, as ações preventivas são essenciais. Eles defenderam parcerias. "As campanhas devem ser permanentes porque essa é uma problemática importante e atual", analisou Barbosinha. "É nosso dever contribuirmos para o combate ao mosquito transmissor", afirmou David. "Muitas vezes, as pessoas esquecem e a epidemia vem com força. Temos que ficar atentos", alertou Almi.

Conforme Boletim Epidemiológico nacional divulgado pelo Ministério da Saúde, o número de casos de dengue em Mato Grosso do Sul, nos três primeiros meses do ano, teve aumento de 912,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Entre 1º de janeiro e 18 de março, foram registrados mais de 10 mil casos de dengue no Estado, contra 999 notificados durante o mesmo período de 2018, divulga a assessoria da Assembleia Legislativa.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus