Timber by EMSIEN-3 LTD
Quinta, 22 Novembro 2018 07:52

Acadêmicos participam de bate-papo sobre transplantes de órgãos Destaque

Escrito por
Evento reúne estudantes com membros da Comissão municipal de Transplantes Evento reúne estudantes com membros da Comissão municipal de Transplantes Assessoria

Desmistificar a doação de órgãos. Mostrar para as pessoas, possíveis doadores, o quão importante é este, que é sim, um ato de solidariedade, amor ao próximo. E para melhorar o entendimento e criar uma vertente no meio acadêmico, alunos do curso de Radiologia da Unigran participaram, no auditório do bloco 4, de um bate-papo com integrantes da equipe multidisciplinar do CIDOHTT (Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante) do Hospital Universitário da UFGD.

A Comissão, que foi instituída em agosto de 2012, é responsável pela captação de órgãos e orientação aos familiares dos doadores e tem como função também identificar possíveis doadores viabilizando a possível condição de doação. Convidada para trazer mais informações para os acadêmicos, a enfermeira do Hospital Universitário, Cristiane de Sá Dan, é coordenadora do projeto ‘Incentivo a Doação de Órgãos’, que tem como foco a conscientização da população nesse sentido.

“Nós vamos a várias instituições de ensino, escolas públicas, privadas, universidades, para mostrar aos estudantes o quão é importante ser doador. Fornecemos ainda, várias informações sobre a doação de órgãos, para que estas possam, assim, serem levadas aos familiares e que seja colocado em discussão dentro dos lares”, pondera Dan.

De acordo com o coordenador do curso de Radiologia da Unigran, Fábio Rodrigues de Souza, a ideia da palestra é não apenas inteirar os estudantes sobre a captação e doação de órgãos e tecidos, mas também, promover essa ação entre eles. “Somos todos profissionais da saúde e estamos sempre, senão diariamente, mas um bom período do dia, lidando com potenciais doadores e receptores de órgãos; então, é de extrema importância que saibamos como lidar com familiares nestas situações”, afirma.

O Brasil é referência mundial em transplantes e conforme informações do Ministério da Saúde possui o maior sistema público de transplantes do mundo. Atualmente, pelo menos 96% dos procedimentos feitos no País são financiados pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Ainda de acordo com o portal da saúde do Ministério, os pacientes recebem, antes e depois dos transplantes, assistência integral e gratuita, o que inclui exames preparatórios, procedimento cirúrgico, acompanhamento pós, além de medicamentos gratuitos pós-transplante.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus