Timber by EMSIEN-3 LTD
  • doaçao
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

A PF (Polícia Federal) entregou na tarde desta terça-feira (16) o relatório final do inquérito dos Portos, que investiga o presidente Michel Temer (MDB) ao ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no STF (Supremo Tribunal Federal). O ministro chegou a prorrogar a conclusão do inquérito por quatro vezes.

Barroso deve encaminhar o inquérito para a Procuradoria Geral da República se manifestar. A PGR tem até 15 dias para se pronunciar.
A investigação foi aberta no ano passado a partir de depoimentos de executivos do grupo J&F que fecharam acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. Desde novembro de 2017, o delegado Cleyber Malta Lopes investiga se empresas do setor portuário pagaram propina em troca de um decreto presidencial.

O presidente nega que o decreto tivesse essa finalidade desde o início das investigações. Empresas alvo do inquérito também negam o pagamento de propina. Em maio de 2017, o presidente Michel Temer ampliou de 25 para 35 anos o prazo de contratos de concessões de empresas portuárias, podendo chegar a até 70 anos.

O inquérito dos Portos foi aberto pelo ex-procurador da República, Rodrigo Janot, depois de delação de executivos do Grupo J&F, que denunciaram pagamentos de propina a agentes políticos, entre eles Michel Temer e o ex-assessor dele, Rodrigo Rocha Loures. Durante 11 meses, a PF investigou a edição do decreto e pessoas ligadas ao presidente Michel Temer, como o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer há mais de 30 anos e sócio da empresa de arquitetura Argeplan.

A suspeita da PF é a de que a empresa tenha sido usada para receber propina do setor portuário, pelo coronel Lima e seu sócio, Carlos Alberto Costa, em nome do presidente Michel Temer. A PF também investigou ao longo de quase um ano uma reforma feita na casa da filha do presidente, Maristela Temer. O imóvel passou por obras entre 2013 e 2015 e a suspeita da PF é de que pelo menos R$ 1 milhão tenha vindo do setor portuário.

Executivos do grupo J&F, donos da Eldorado Celulose, que atua no Porto de Santos, disseram à PF que repassaram 1 milhão de reais ao coronel João Baptista Lima Filho, em 2014, na sede da Argeplan, a pedido do presidente Temer. Com informações do portal G1

Comentário

Após quase 48 horas do desaparecimento, notificado no meio da noite de domingo (14) pelos familiares, uma força-tarefa do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Caarapó e ainda membros da Guarda Municipal e da Polícia Militar de Dourados localizaram a servidora pública do Tribunal Regional Eleitoral e empresária do ramo de confecções em Dourados, Cyntia Adriana Gimenes Kobus.

A empresária foi encontrada por volta das 15h20 desta terça-feira (16), em uma casa vazia onde havia uma placa com a inscrição ‘vende-se’. Conforme o sargento Vanilton, a casa fica localizada na rua Quintino Bocaiúva e a mulher já apresentava sinais de debilidade pelo fato de estar sem comida e remédios desde a noite de domingo.

Cyntia foi encaminhada ao Pronto Socorro de Caarapó para o recebimento de atendimento médico.

A servidora pública e empresária foi vista pela última vez na noite de domingo embarcando em um ônibus no terminal ‘Renato Lemes Soares’, após abandonar o carro com a chave na ignição e o celular dentro do veículo, nas proximidades da igreja Nossa Senhora de Fátima, na região da Cabeceira Alegre, em Dourados.

Conforme o marido dela, Sidney Aparecido Pedro, a mulher foi diagnosticada em abril com estágio de depressão profunda, mas após alguns meses de tratamento vinha apresentando melhoras significativas, segundo divulga o jornal Caaraponews.

O Laboratório de Ensino e Pesquisa de História Indígena (LEPHI) da UFGD realiza, até o dia 31, a 4ª Exposição Culturas Indígenas, no hall do Núcleo de Estudos Estratégicos de Fronteiras, localizado na Unidade 2 (último prédio da avenida principal da Cidade Universitária), no campus universitário.

Nesta quarta edição, a exposição é dedicada aos 11 povos indígenas vivos de Mato Grosso do Sul: Atikum, Terena, Kinikinau, Kadiweu, Ofaye, Camba, Kaiowa, Guarani, Guató, Ayoreo e Chamacoco.

O objetivo é promover a reflexão sobre a riqueza da diversidade étnica a partir do patrimônio da cultura material dos povos indígenas do Estado. Nesse sentido, o LEPHI convida estudantes tanto das escolas do ensino fundamental e médio, da rede pública e particular, quanto as turmas de estudantes universitários, indígenas e não indígenas, para visitarem a exposição.

Para isso é necessário apenas fazer o agendamento por telefone ou WhatsApp com a acadêmica Letícia de Jesus (67 99907-2404) ou com Rodrigo Reis (67 99659-3821). Os horários de referência para agendar são: 7h30 às 11, das 14 às 17h30 e das 19h30 às 22 horas. Fora do agendamento, o local estará fechado. O transporte fica por conta da comunidade escolar interessada.

Comentário

A entrada de Brasil e Argentina em campo no King Abdullah teve ares de Libertadores, com bandeiras, um ou outro sinalizador e papéis picados. O fim do jogo teve fumaça, fogo e festa no banco do Brasil com o gol de Miranda, nos acréscimos, ao completar cobrança de escanteio de Neymar: a sexta assistência do atacante em quatro jogos depois da Copa do Mundo.

Garçom e capitão, Neymar levantou o primeiro troféu com a Seleção: o “Superclásico”, que teve início e fim empolgantes, mas o resto não cativou. A Seleção teve dificuldade em fazer seus principais jogadores renderem numa escalação surpreendente de Tite, com Gabriel Jesus e Firmino juntos pela primeira vez como titulares.

Apesar do domínio técnico, a equipe fez menos do que costuma e deixou a mensagem da necessidade da busca de soluções. A Argentina sem Messi e outros protagonistas foi apenas uma seleção de lampejos, que recorreu às faltas para compensar o pouco talento.

Graças a Miranda, o Brasil é campeão do “Superclásico”, torneio tão artificial quanto a festa com pitadas sul-americanas. Mas valem a estatística e a gozação com os ‘hermanos’, sem títulos, grandes, pequenos ou insignificantes, há 25 anos, como resumiu o Globoesporte.com.

Comentário

Pesquisa realizada pelo instituto Real Time Big Data, encomendada pela TV Record de Mato Grosso do Sul, indica que se a eleição do 2º turno fosse realizada no Estado nesta terça-feira (16), o atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB) seria reeleito com 57% dos votos válidos [sistema que exclui do cálculo os votos brancos e nulos e os indecisos] contra 43% para o juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT).

O governador tem 51% das intenções de voto, conforme divulgou o instituto e o ex-juiz federal aparece com 38% da preferência do eleitorado na pesquisa estimulada encomendada pela TV Record. No levantamento, 6% dos eleitores declara que votará branco ou nulo e outros 5% que ainda estão indecisos.

Dentre os que votaram em Júnior Mochi (MDB), o terceiro colocado no 1º turno, 58% diz que votará no governador no dia 28 de outubro e ainda 55% dos entrevistados diz aprovar a atual gestão. Conforme a pesquisa, 27% ficam com Odilon. Outros 15% declararam que preferem anular o voto.

Dos que votam em Azambuja, 26% declaram que as propostas de Azambuja para a saúde o fazem escolher o governador. Já 28% dos que dizem votar em Odilon, opta pelo candidato do PDT porque prefere não votar no outro candidato e outros 28% por causa das propostas de combate a corrupção, conforme a sondagem realizada.

O levantamento foi feito nos dias 13 e 14 de outubro com 1.500 entrevistados, segundo divulgado pelo Big Data. A pesquisa está registrada sob o número MS-04015-2018 no Tribunal Regional Eleitoral.

Comentário

Em cerimônia que aconteceu no auditório do Centro Administrativo Municipal, foram empossados nesta terça-feira (16) os 41 servidores remanescentes de concurso público de 2016. Todos irão atuar na Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino. A prefeita Délia Razuk recepcionou os concursados. Os trâmites referentes à documentação foram acompanhados integralmente pela Secretaria de Administração.

Do total de profissionais, 10 serão designados para funções administrativas e 31 são professores. Eles iniciam as atividades nos próximos dias. O secretário de Educação, Upiran Jorge Gonçalves, destacou que o novo quadro de servidores muito vai contribuir para os serviços no Município.

“Sabemos que esses profissionais muito vão agregar no setor. Temos uma demanda de profissionais atualmente na Educação e, dentro do que tem sido possível, diante dos recursos financeiros e enquadramentos de gastos possíveis com pessoal, a Prefeitura de Dourados não tem medido esforços”, destacou Upiran.

No momento da entrega da documentação para a posse, os novos servidores eram orientados sobre convênios e benefícios que passam a obter, bem como o local em que vão atuar.

O secretário de Educação disse ainda que professores serão, de imediato, encaminhados para atuarem no Centro de Educação Infantil Municipal situado no Residencial Idelfonso Pedroso. A obra do Ceim foi entregue oficialmente na segunda-feira (16). Upiran enfatizou ainda que os técnicos prestarão grande apoio nos setores do núcleo de alimentação, supervisão escolar, obras e financeiro. “Todo esse corpo de servidores é essencial para o funcionamento da estrutura da Secretaria de Educação de maneira satisfatória para atender a população”.

Comentário

A prefeita Délia Razuk recebeu na manhã desta terça-feira (16) a visita do secretário estadual de Saúde, Carlos Coimbra, e manteve reunião no gabinete para tratar de assuntos referentes às ações que o Governo do Estado mantém e que estão previstas para acontecer no município no campo da saúde pública.

Com a presença do secretário Renato Vidigal, e o diretor do Instituto de Meio Ambiente, Fabiano Costa, a prefeita falou das tratativas para encaminhar a obra do Hospital Regional, no que se refere às licenças ambientais dos Centros de Diagnóstico e de Especialização Médica e o tratamento de esgoto para a unidade.

“Encaminhamos a solução para a questão do esgoto e as licenças para que a obra [do Hospital Regional] tenha o prosseguimento necessário. É importante esta preocupação com a questão ambiental, de forma que tenhamos o desenvolvimento que precisamos com a sustentabilidade necessária”, disse a prefeita Délia.

Além das questões relativas ao Hospital Regional, o secretário falou de eventos que a Saúde estadual deve realizar em Dourados. Em meio à reunião, o secretário destacou que está programada para a maior cidade do interior, nos primeiros meses de 2019, a realização da Caravana da Saúde nas Escolas, projeto que atendeu mais de 8 mil alunos das redes de ensino, do 4º ao 7º ano, na Capital, com exames gratuitos de visão e audição e, quando necessário, procedimentos e disposição de óculos, lentes e aparelhos auditivos.

“A próxima cidade será Dourados, com previsão para ocorrer no início do ano que vem. Esta ação é muito importante porque vai suprir uma demanda que preocupa. Pelo menos 15% dos alunos precisam de cuidados oftálmicos ou de otorrinolaringologia”, comunicou Carlos Coimbra.

O próximo passo é encaminhar o envolvimento da Secretaria de Educação e levantar o número de alunos que serão atendidos, bem como o período para a execução da ação. “Estou muito feliz com esta informação e ansiosa para receber as equipes que promoverão a saúde aos nossos alunos. O reflexo no desempenho escolar será notório”, pontuou a prefeita.

Outra Caravana de saúde, a indígena, também foi assunto da reunião. Prevista para junho passado, foi adiada, por motivos de logística e em razão do período eleitoral. Com o fim do pleito, a Secretaria propôs a realização deste serviço antes do fim do ano e a prefeita acenou com a possibilidade de ele ocorrer no começo de dezembro. “Será necessário rever os check list, atualizar a demanda e encaminhar as parcerias. O Estado banca o custeio, mas o município precisa organizar a realização”, disse Coimbra.

A prefeita reforçou que tem o desejo de poder contar com estes serviços para as aldeias e convocou os secretários das pastas envolvidas para analisar a possibilidade do município em realizar a caravana. O secretário Renato Vidigal destacou que as tratativas ocorridas no início do ano necessitam apenas ser atualizadas.

A caravana tem como principal objetivo eliminar a demanda reprimida dos procedimentos de média e alta complexidade nas especialidades de maior carência nas aldeias, estas definidas pelo Departamento de Saúde Especial Indígena. A meta é atender pelo menos mil índios em Dourados.

Comentário

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (15) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado sábado (13) e domingo (14), e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 59% e Fernando Haddad (PT): 41%.

Para calcular os votos válidos, explica o Ibope, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 52% e Fernando Haddad (PT): 37%. Em branco/nulo somam 9% e Não sabe: 2%. A pesquisa contratada pela TV Globo e o jornal O Estado de S.Paulo foi registrada no TSE sob o número BR‐01112/2018

Comentário

A Prefeitura de Dourados abre nesta terça-feira (16), e prossegue até quinta (18), a XVIII Semana do Meio Ambiente e a XXI Eco Dourados, eventos promovidos por meio do Imam (Instituto do Meio Ambiente), adiados do mês de julho, quando se comemora oficialmente a data. A programação conta com o apoio UFGD, Uems, Sanesul, Centro Social Marista, Financial Ambiental, Polícia Militar Ambiental e o CBH-Ivinhema.

Durante três dias os participantes terão palestras, debates e oficinas em torno do tema principal “Saneamento Ambiental: qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e justiça social”, com discussões pertinentes ao saneamento na maior cidade do interior do Estado.

“Para os profissionais e estudantes envolvidos, esta será uma grande oportunidade para debater políticas públicas, intercambiar informações e ampliar a rede de contatos profissionais. É o fomento ao assunto, ao conhecimento”, destacou o diretor do Imam, arquiteto Fabiano Costa.

A Semana do Meio Ambiente acontece no auditório da reitoria da UFGD, na rua João Rosa Góes. Já os minicursos serão realizados nas tardes dos dias 17 e 18 na Unidade 2 da UFGD. Na sexta-feira (19), a Eco Dourados acontece no Parque dos Ipês. As inscrições podem ser realizadas no local do evento, entre 17h30 e 19 horas, gratuitamente, e com direito a certificado de participação.

Programa

A programação desta terça (16) começa com Ecovisitas. À tarde acontece no auditório da reitoria da UFGD o plantio simbólico de espécies nativas que serão feitos no Horto da Aldeia Jaguapiru. À noite, a partir de 19 horas, show de MPB do grupo de performance vocal e canto do grupo Arsênicus marca a solenidade de abertura e da entrega do prêmio “Troféu Marco Verde”. No auditório da Universidade Federal da Grande Dourados acontece, a partir das 20 horas, a palestra “Saneamento: e o básico?”, ministrada pelo professor doutor Ricardo Augusto dos Passos (UFGD).

Na quarta (17) iniciam os minicursos na Unidade 2 da UFGD entre 13 e 17 horas. A partir das 19 horas tem apresentação cultural e a partir das 19h30 uma Mesa Redonda com o tema “Interfaces do Saneamento Ambiental: qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e justiça social”. Os palestrantes serão a professora mestre Elaine da Silva Ladeia (UFGD), o procurador da República Marco Antônio Delfino de Almeida e o secretário Carlos Dobes Pereira, de Planejamento do Município. O mediador é o professor doutor Jairo Gaona (UFGD).

Na quinta-feira, dia 18, também na unidade 2 da UFGD, seguem os minicursos na parte da tarde, apresentações cultuirasi no começo da noite e, a partir das 19h30, uma Mesa Redonda com o tema “O impacto ambiental e sanitário da contaminação dos corpos d’água superficiais afluentes do Rio Dourado”. Para este tema os palestrantes serão a professora doutora Alexéia Barufatti Grisolia (UFGD), professor doutor Yzel Rondon Súarez (UEMS), o engenheiro agrônomo Sidenei Ambrósio Tambosi (CBH-Ivinhema) e o representante da Sanesul, Nereu Fontes. O mediador o professor doutor Cláudio Arcanjo de Souza (UFGD).

Comentário

A Prefeitura de Dourados realiza, desta terça-feira (16) até quinta (18), a XVIII Semana do Meio Ambiente e a XXI Eco Dourados, eventos promovidos por meio do Imam (Instituto do Meio Ambiente), adiados do mês de julho, quando se comemora oficialmente a data. A programação conta com o apoio UFGD, Uems, Sanesul, Centro Social Marista, Financial Ambiental, Polícia Militar Ambiental e o CBH-Ivinhema.

Durante três dias os participantes terão palestras, debates e oficinas em torno do tema principal “Saneamento Ambiental: qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e justiça social”, com discussões pertinentes ao saneamento na maior cidade do interior do Estado.

“Para os profissionais e estudantes envolvidos, esta será uma grande oportunidade para debater políticas públicas, intercambiar informações e ampliar a rede de contatos profissionais. É o fomento ao assunto, ao conhecimento”, destacou o diretor do Imam, arquiteto Fabiano Costa.

A Semana do Meio Ambiente acontece no auditório da reitoria da UFGD, na rua João Rosa Góes. Já os minicursos serão realizados nas tardes dos dias 17 e 18 na Unidade 2 da UFGD. Na sexta-feira (19), a Eco Dourados acontece no Parque dos Ipês. As inscrições podem ser realizadas no local do evento, entre 17h30 e 19 horas, gratuitamente, e com direito a certificado de participação.

Comentário

Página 1 de 1085
  • Unimed 38

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus