Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Com a temática ‘Integração odontológica: compartilhando conhecimentos’, o curso de Odontologia da Unigran promoveu em Dourados a 7ª Jogran (Jornada Acadêmica), oferecendo aos estudantes minicursos e palestras com profissionais renomados da área. Participaram do evento cerca de 400 congressistas.

Segundo a professora do curso, Thaís Imada, organizadora da Jogran, é de extrema importância para o estudante ter contato com a realidade da profissão, além da oportunidade de aprender mais sobre temas atuais. “Nós pensamos em abranger assuntos fundamentais dentro da Odontologia, somando conhecimentos aos avanços tecnológicos dentro da profissão e, com isso, reunimos várias temáticas sobre marketing, fotografia odontológica, tomografia de feixe cônico, reabilitação bucal, odontopediatria, odontologia hospitalar, endodontia, entre tantos outros temas importantes dentro da profissão”, menciona.

Especialista em cirurgia e prótese buco-maxilo-facial pela Abeno, a Associação Brasileira de Ensino Odontológico, Adriana Corsetti foi uma das palestrantes do evento e discorreu sobre o assunto com os acadêmicos, instruindo e tirando dúvidas. A cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial, de acordo com o Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial é uma especialidade da odontologia que trata doenças da cavidade oral e seus anexos, tais como: traumatismos e deformidades faciais (congênitos ou adquiridos) e traumas e deformidades dos maxilares.

“Eu atendo pacientes SUS [Sistema Único de Saúde], uma vez que sou professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, mas em consultório particular que atendo casos bucomaxilo o mercado é um pouco mais restrito, mesmo tendo pacientes. O mais interessante dessa área é que temos pouquíssimos profissionais especializados, aqui no MS temos apenas um e no RS, dois especialistas. Então, é uma área que está expandindo e que cada vez mais nós vemos a importância dela”, diz.

Fellipe Diogo Ortega, acadêmico do 8º semestre do curso, afirma que a jornada colaborou para obter conhecimentos além de assuntos relacionados à boca ou dentes, mas também à estética facial. “Tivemos uma palestra superinteressante sobre toxina botulínica e também da Dra. Adriana Corsetti sobre próteses bucomaxilofacial, ambas bem esclarecedoras tanto para quem já tinha intenção de se especializar na área, quanto para os alunos que ainda não se decidiram e eu, com certeza, vou levar esse conhecimento todo para minha vida profissional”, enfatiza.

Além das palestras, os estudantes participaram de atividades científicas, workshops com demonstrações de técnicas aplicadas, “hands on” (práticas manuais), apresentações de trabalhos científicos, feira comercial além das atividades sociais promovidas pelos envolvidos.

Comentário

A Escola Municipal Geraldino Neves Correia, localizada no distrito de Picadinha, em Dourados, foi mais uma vez premiada no programa Sistema Campo Limpo, realizado pelo Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), sempre com foco no meio ambiente.

Para este ano o tema foi responsabilidade compartilhada, destinado a estudantes do 4º ano, na categoria desenho e, 5º ano com redação. A escola conseguiu premiação por meio de um desenho do aluno Luiz Carlos Soares Rodrigues, do 4º ano da manhã. Ele concorreu com alunos de escolas municipais, estaduais e particulares de Dourados e região.

A professora Marislei Barbosa de Oliveira Silva cita que já participou com seus alunos de sete edições do prêmio, sendo que em quatro delas conquistaram premiações. Ela contou que neste ano houve envolvimento de toda a escola e o tema foi levado para o desfile de 7 de setembro.

Marislei disse ainda que a premiação é de grande importância porque é visível o interesse dos alunos, fazendo com que o trabalho “extrapole o teórico, levando aprendizado para a vida pratica dos educandos”.

Os professores recebem um kit pedagógico com jogos e atividades referente ao tema. Em sala de aula ele é trabalhado de forma prática com o reaproveitamento de latas de alumínio onde os alunos fazem decoração, transformando em porta-treco.

O Inpev atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação. É uma instituição sem fins lucrativos, formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

O Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas.

O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

Comentário

A prefeita Délia Razuk autorizou a entrega, nesta terça-feira (6), de mais três veículos novos para atendimento no setor social. Dois são destinados ao Conselho Tutelar (um da região central e outro da região leste) e o terceiro, para o programa Família Acolhedora. São todos da Nissan, adquiridos com recursos do Fundo Municipal de Assistência Social.

O secretário de Assistência Social Landmark Rios ressaltou que, no caso dos Conselhos Tutelares, eles estão atualmente com um veículo com vários anos de uso, sem a segurança necessária e que precisa trabalhar 24 horas, já que os Conselhos atuam em regime de plantão. “Com esses carros novos a atuação nas medidas protetivas das crianças terá maior agilidade”, disse ele.

Quanto ao programa Famíla Acolhedora, o veículo será utilizado para visitas e acompanhamento das famílias que são atendidas diariamente, dentro das atividades desenvolvidas pelas equipes responsáveis. “É um grande benefício que nos foi disponibilizado pela prefeita Délia Razuk, o que demonstra a preocupação que ele tem com essa causa”, destacou o secretário.

Janine Matos Lima Cerveira, coordenadora do colegiado do Conselho Tutelar Leste, disse que a partir de agora será possível atender com mais tranquilidade até mesmo os distritos.

Comentário

O Crea-MS (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de MS) está realizando, em Dourados, desde segunda-feira (5), uma intensificação das atividades fiscalizatórias, a chamada “Operação Pente-Fino”, que vai até sexta-feira (9), contando com a participação de seis agentes fiscais, com o objetivo de combater irregularidades que possam comprometer a segurança da população.

Para realizar obras e serviços, seja na área da engenharia, agronomia ou geociências, é necessário, além da contratação de profissional responsável técnico registrado no Crea-MS, a emissão da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), o formulário onde são informados local, proprietário, atividades desenvolvidas e certificação de autoria dos serviços executados.

“O documento é essencial para garantia de segurança do contratante e do contratado, pois serve também como contrato de prestação de serviços, registrando as atividades técnicas para as quais o profissional foi contratado”, explica o presidente do Conselho, Dirson Freitag.

Na área urbana, a fiscalização estará concentrada em concreteiras, condomínios residenciais, prefeituras, eventos e na construção civil. Na rural, a fiscalização estará in loco, nas lavouras, verificando os responsáveis técnicos pelo plantio, armazenamento e receituário agronômico e, em cartórios, serão verificados projetos agropecuários, responsáveis técnicos e ART. “Nossa expectativa é fiscalizar mais de 320 locais, conferindo à sociedade segurança e garantia dos serviços prestados através da presença de um profissional devidamente registrado no Conselho”, garantiu Freitag.

Denúncias

Irregularidades em empreendimentos e serviços e demais atividades profissionais ligadas à engenharia, agronomia, geografia, geologia e meteorologia podem ser encaminhadas para verificação pelos agentes fiscais.
Clicando no link Denúncia Fiscalização, no site do Crea-MS, é possível, a qualquer pessoa relatar irregularidades como, por exemplo, ausência de profissionais, inexistência de placa em obras, atividade sendo realizada por leigos, acobertamento por parte de profissionais, entre outras irregularidades. O sistema também permite o envio de imagens.

Outras informações podem ser obtidas no Departamento de Fiscalização, de segunda a sexta-feira das 12 às 18 horas, pelo telefone 67 3368-1014 ou na inspetoria de Dourados, pelo telefone 3426-3190, informa o Crea-MS.

Comentário

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) criticou, nesta segunda-feira (5), uma questão presente na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias do Enem (o Exame Nacional do Ensino Médio), aplicada domingo (4) na pri9meira etapa da prova. A questão tratava do pajubá, linguagem utilizada pelas travestis e gays, que traz referências de origem africana. Descrito na prova como um “dialeto secreto”, o pajubá, vindo do iorubá, ganhou espaço como forma de comunicação dentro de um grupo social e assim foi abordado.

"Uma questão de prova que entra na dialética, na linguagem secreta de travesti, não tem nada a ver, não mede conhecimento nenhum. A não ser obrigar para que no futuro a garotada se interesse mais por esse assunto”, disse Bolsonaro em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, da Band.

Na entrevista, o presidente eleito negou a intenção de acabar com o exame, mas afirma que o Enem “não tratará os assuntos dessa forma” e que, em seu governo, não ficará “divagando sobre questões menores”. "Tem que cobrar o que realmente tem a ver com a história e a cultura do Brasil, não com uma questão específica dos LGBT. Parece que há uma supervalorização de quem nasceu assim”, afirmou.

Pelo Twitter, Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente eleito, também opinou. “Aviso que não é requisito para ser ministro da educação saber sobre dicionário de travestis ou feminismo”, ironizou.

Professores aprovam

Considerada como a questão mais polêmica da prova, a pergunta nº 31 do caderno amarelo abordou a linguagem típica entre gays e travestis, fazendo uma relação direta com uma linguagem de matriz africana. Segundo Camila Souza, professora de filosofia e sociologia do Sistema Positivo de Ensino, esses são dois temas que normalmente geram bastante discordância e até rejeição de determinados grupos. “São temas que, dependendo da falta de compreensão da pessoa, ela pode responder baseada em estereótipos e não em conhecimento científico nem na base do texto apresentado para ela”.

Para a professora, a questão foi muito bem elaborada, deixando claro o foco na diferenciação de dialeto enquanto elemento linguístico. A professora de língua portuguesa, Lucienne Lautenschlager, conta que, do ponto de vista técnico, a resposta correta seria aquela que afirma que o Pajubá ganha status de dialeto, “especialmente por ser consolidado por objetos formais de registro”, conforme repercutiu reportagem do jornal Correio Braziliense.

Comentário

A Universidade Federal da Grande Dourados inscreve até às 17 horas desta segunda-feira (5)para o Vestibular 2019. O prazo terminaria em 19 de outubro, mas foi ampliado para o início de novembro, visando oferecer mais oportunidades a quem busca uma vaga no ensino superior.

O vestibular 2019 oferece 952 vagas para 32 cursos: Administração; Agronomia; Artes Cênicas; Biotecnologia; Ciências Biológicas; Ciências Contábeis; Ciências Econômicas; Ciências Sociais; Direito; Educação Física; Engenharia Agrícola; Engenharia de Alimentos; Engenharia de Aquicultura; Engenharia Civil; Engenharia da Computação; Engenharia de Energia; Engenharia de Produção; Engenharia Mecânica; Física; Geografia; Gestão Ambiental; História; Letras; Matemática; Medicina; Nutrição; Pedagogia; Psicologia; Química; Relações Internacionais; Sistemas de Informação e Zootecnia.

As inscrições são feitas pela internet, na página do Vestibular (https://cs.ufgd.edu.br/vestibular/2019), com taxa de inscrição de R$ 100. O candidato, ao fazer a sua inscrição, deverá preencher os dados cadastrais solicitados; preencher a ficha de inscrição eletrônica, atentando-se às opções de concorrência e necessidade de posterior comprovação; imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU) específica para o pagamento da taxa de inscrição e efetuar o pagamento conforme orientações.

Os candidatos terão duas opções de sistemas de ingresso: acesso universal e reserva de vagas, nos termos da Lei nº 12.711/2012, que garante no mínimo 50% das vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Prova

As provas serão realizadas em Dourados e Campo Grande, no dia 25 deste mês nos locais indicados no ato da confirmação da inscrição (Área restrita do Candidato). Haverá Prova de Redação em Língua Portuguesa, das 8h às 10h30, e a Prova Objetiva (Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências da Humanas e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias) das 14h às 18h. A divulgação da classificação final será no dia 15 de janeiro de 2019, pela internet, na página do Vestibular, a partir das 17 horas.

Comentário

Um jovem de 25 anos morreu depois de perder o controle da direção da motocicleta que pilotava e bater em uma árvore, no fim da tarde deste domingo (4) em Dourados. Fábio Ávila dos Santos conduzia uma moto Titan 125, em alta velocidade, segundo a Polícia.

De acordo com o boletim de ocorrência, o rapaz perdeu o controle da direção em uma curva, na rua Ignácio de Matos Brandão, próximo do Parque do Lago na região do Jardim Flórida. A moto subiu na calçada e bateu em uma árvore. O Corpo de Bombeiros foi acionado e quando os socorristas chegaram ao local Fábio já estava morto.

Amigos da vítima disseram que ele pegou a motocicleta emprestada de um colega para dar uma volta, quando houve o acidente, conforme repercutiu o jornal MSemFoco.

Comentário

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) foi nomeado, nesta segunda-feira (5), ministro extraordinário do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). A nomeação, assinada pelo presidente Michel Temer e o ministro Eliseu Padilha, está publicada na edição desta segunda do "Diário Oficial da União".

Um dos principais articuladores da candidatura de Bolsonaro e um dos coordenadores da campanha, Onyx Lorenzoni já foi anunciado pelo presidente eleito como futuro chefe da Casa Civil. Desde que Bolsonaro venceu a eleição presidencial, domingo (28) passado, Onyx passou a comandar o processo de transição do novo governo. Na semana que passou ele se reuniu quase que diariamente com o presidente eleito no Rio de Janeiro, onde Bolsonaro reside com a família.

O futuro presidente poderá indicar até 50 pessoas para cargos temporários na equipe de transição. Entre esses nomes está o de Onyx Lorenzoni, que se licenciará do mandato de deputado a partir do ano que vem para assumir o comando da Casa Civil, mas Bolsonaro já avisou que não pretende ocupar todas as vagas; acha que com menos de 30 pessoas pode conduzir essa transição.

Transição

A equipe de transição de Bolsonaro passará a despachar, a partir desta segunda-feira, na sede do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) em Brasília. São 22 gabinetes para a equipe do presidente eleito, além de sala de reuniões e auditório.

Bolsonaro confirmou que vai a Brasília nesta terça-feira (6). Na quarta (7), o presidente eleito vai se encontrar o presidente Michel Temer, pela primeira vez depois que foi eleito para suceder o chefe da Nação a partir de janeiro do ano que vem.

Os ministérios de Temer abasteceram um sistema eletrônico com informações gerais e sigilosas para a nova equipe. Os integrantes terão acesso às contas, programas e projetos do governo federal e vão mergulhar nos números. Eles também receberão celulares para acessar o sistema "governa".

Novo ministério

Até agora, cinco ministros que já foram anunciados pelo presidente eleito: Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Paulo Guedes (Economia), General Augusto Heleno (Defesa), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública).

Comentário

Thiago Alves do Carmo, de 35 anos, morreu por volta das 20 horas desta sexta-feira (2) depois de se envolver em acidente automobilístico nas imediações da Prefeitura de Dourados. Ele conduzia um Palio de cor prata pela rua Coronel Ponciano quando colidiu com um HB20 branco, dirigido por Carolina Casari da Silva, de 40 anos.

De acordo com peritos da Polícia Civil, Thiago trafegava no sentido bairro/centro, quando na rotatória que dá acesso à sede da prefeitura perdeu controle da direção, invadiu a pista contrária e bateu de frente contra o HB20, dirigido por Carolina que estava acompanhada de Ivone Casari da Silva, de 68 anos.

As três vítimas foram socorridas por uma equipe do Samu ao Hospital da Vida onde Thiago morreu antes de receber os primeiros socorros. As mulheres tiveram ferimentos leves. Os dois carros, com o impacto da colisão, ficaram parados próximos ao prédio onde funciona a Secretaria de Educação, no pavilhão de eventos da Coronel Ponciano.

Comentário

Thiago Alves do Carmo, de 35 anos, morreu por volta das 20 horas desta sexta-feira (2) depois de se envolver em acidente automobilístico nas imediações da Prefeitura de Dourados. Ele conduzia um Palio de cor prata pela rua Coronel Ponciano quando colidiu com um HB20 branco, dirigido por Carolina Casari da Silva, de 40 anos.

De acordo com peritos da Polícia Civil, Thiago trafegava no sentido bairro/centro, quando na rotatória que dá acesso à sede da prefeitura perdeu controle da direção, invadiu a pista contrária e bateu de frente contra o HB20, dirigido por Carolina que estava acompanhada de Ivone Casari da Silva, de 68 anos.

As três vítimas foram socorridas por uma equipe do Samu ao Hospital da Vida onde Thiago morreu antes de receber os primeiros socorros. As mulheres tiveram ferimentos leves. Os dois carros, com o impacto da colisão, ficaram parados próximos ao prédio onde funciona a Secretaria de Educação, no pavilhão de eventos da Coronel Ponciano.

Comentário

Página 9 de 1113
  • Unimed 38

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus