Timber by EMSIEN-3 LTD
  • semeadura
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

O lançamento do jogo interativo para Educação de Trânsito, produzido pelas turmas de Informática da Internet do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), em parceria firmada recentemente com a Prefeitura de Dourados, será o grande marco da abertura da Semana Nacional do Trânsito no município. A campanha, realizada por meio da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), será lançada oficialmente em solenidade no gabinete da prefeita Délia Razuk a partir de 7h30 desta terça-feira (18), com o tema “Nós Somos o Trânsito”.

O protótipo, que ainda recebe finalização de detalhes, é uma ferramenta que visa interatividade como forma de fixar regras e ensinamentos do trânsito e tem a reprodução de cenários e situações de trânsito da cidade de Dourados. “O público-alvo é de alunos da rede municipal que terão um jogo interativo pelo qual conquistam pontos ao acertar a aplicação de regras e reordenamento do trânsito nas situações apresentadas na plataforma”, disse o diretor-presidente da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos.

O diretor do departamento de Educação para o Trânsito, idealizador do projeto, Christian Lelis, destacou que a ferramenta tem quase os mesmos efeitos de uma palestra. “É muito importante na fixação do aprendizado para crianças e adolescentes. A partir de um jogo menos elaborado que conheci em outro Estado, elaborei esta ideia que amadureceu com a cooperação de várias pessoas e foi ao encontro deste projeto de parceria com o IFMS, dando este fruto importante”, disse.

Exposição

Conforme Lelis, o jogo estará à mostra na ExpoTrânsito que acontece na Praça Antônio João de quarta (19) até sexta-feira (21), das 8 às 11 e das 13h30 às 17 horas. “Haverá exposição do jogo e quem visitar terá a oportunidade de conhecer o aplicativo”, disse Lelis.

O coordenador destacou que, além da apresentação do jogo, a ExpoTrânsito conta com ampla estrutura para visitação. A mini-cidade, que já foi sucesso no ano passado, e a participação de órgãos vinculados às ações de trânsito, como o Detran, a PRF, Sest/Senat e Samu, trarão inúmeras oportunidades de conhecimentos aos visitantes. “A mini-cidade serve para que as crianças entendam na prática que os espaços no contexto do trânsito precisam ser respeitados”, disse Lelis.

A Semana Nacional do Trânsito é mais uma ação de conscientização a respeito de regras e convivência no trânsito. Em Dourados, o tema segue o do Maio Amarelo, que integra a sociedade em prol do sentimento de unidade no trânsito. Segundo Christian Lelis, tanto o Departamento Nacional de Trânsito como a Organização Mundial da Saúde apontam que 90% dos acidentes de trânsito têm na causa o comportamento humano. “Se a imprudência, o desrespeito à sinalização e outros problemas causam acidentes e mortes, temos que fomentar a educação para o trânsito e pedir às pessoas que se atentem a todos estes ensinamentos”, disse.

A realização da campanha é da Agetran, com o apoio de inúmeras instituições e entidades, entre elas: Universidade Federal da Grande Dourados, Polícia Rodoviária Federal, Sest/Senat, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Detran, Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Educação, Samu, Guarda Mirim, CCR MSVia e Grand Prix.

Comentário

Com investimentos de 70% do valor da obra, a Prefeitura de Dourados está concluindo mais um projeto de parceria com a população, finalizando os serviços de asfalto comunitário que vai beneficiar moradores do Residencial Monte Carlo. O custo total da obra, estimado em R$ 4,8 milhões, contou com a contrapartida equivalente a 30% rateada entre os moradores que aderiram ao plano.

De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Tahan Sales Mustafa, a Prefeitura aplicou mais de R$ 3,5 milhões do total da obra em drenagem, áreas públicas, parte dos terrenos de esquina e não aderentes ao plano de asfaltamento comunitário. Atualmente, a obra está em fase final de implantação de meios-fios e colocação de algumas bocas-de-lobo.

Jardim Guaicurus

No Jardim Guaicurus, igualmente, a Prefeitura já executou mais de 70% da pavimentação de parte das ruas G1, G8, G12, G17, G18, G19, G20 e G21, em um empreendimento que ao final terá consumido recursos da ordem de R$ 4 milhões, resultado de captação junto à Caixa Econômica Federal.

A área pavimentada totaliza cerca de 4 quilômetros e compreende ainda 2.723 metros quadrados de drenagem e 9.311 m² de calçamento e está sendo executada pela empresa LC Braga, vencedora da licitação para utilização dessa verba.

Comentário

Mato Grosso do Sul abriu mais uma vez, nesta segunda-feira (17), o plantio da soja em todo o Brasil. Conforme projeção da Aprosoja (a Associação de Produtores de Soja de MS), o Estado deve alcançar produção de 10 milhões de toneladas do grão na safra 2018/19 com três milhões de hectares cultivados.

Durante o ato na cidade de Terenos, palestrantes falaram de pautas importantes para o agronegócio atual, como a tabela do frete, o cenário político, a instabilidade do dólar, a guerra comercial entre China e EUA e as perspectivas para a safra atual. Em 20 anos a produção estadual de soja cresceu 320%, resultado do trabalho do agricultor sul-mato-grossense e dos avanços das pesquisas.

A área cultivada deve crescer 4% em relação à safra passada, enquanto que a produtividade deve alcançar média de 59 sacas por hectare. Na safra 2017/18 Mato Grosso do Sul produziu 9,6 milhões de toneladas de soja, segundo os números apresentados nesse ato.

A agricultura de Mato Grosso do Sul tem um ambiente favorável à produção de soja, que apresentará um aumento de área inferior a 5%, mas com uma capacidade de produção elevada, com expectativa de atingir, na temporada 2018/19, um patamar aproximado de 10 milhões de toneladas.

Comentário

O vereador Olavo Sul (PEN) cobrou da Prefeitura informações sobre a manutenção da infraestrutura e atendimentos do PAM (Pronto Atendimento Médico) de Dourados. Ele solicitou informações, através de requerimento, em fevereiro de 2017, porém até o momento não foram realizados os serviços.

De acordo com Olavo, ele requereu informações sobre uma nova licitação para compra de medicamento, que estão em falta, sobre a manutenção do aparelho de raio-x, além de questionar sobre quando seriam realizadas as melhorias no prédio, tanto na parte interna quanto externa.

"É sabido que a saúde em qualquer lugar do mundo enfrenta problemas, mas no caso do PAM, é inadmissível a situação que se encontra hoje, um descaso que não podemos deixar passar, o cidadão pede o mínimo de dignidade, e nem isso a administração está oferecendo", ressaltou o vereador.

Com isso, o vereador protocolou outro requerimento, questionando a Prefeitura de Dourados quanto aos serviços no PAM. "Sou um vereador que trabalha pela sociedade de modo coletivo. É por estas pessoas que utilizam o SUS (Sistema Único de Saúde) que estamos hoje aqui requerendo e cobrando", finalizou Olavo. (Da assessoria)

Comentário

A receita com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul apresentou crescimento de 24% nos primeiros oito meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, aumentando de US$ 1,90 bilhão para US$ 2,35 bilhões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Se considerado apenas agosto deste ano comparado com agosto do ano passado, o aumento nas exportações de industrializados foi de 9%, saltando de US$ 289,7 milhões para US$ 316,5 milhões.

Na prática, esse montante representa o melhor resultado das exportações sul-mato-grossense para o mês de agosto dos últimos quatro anos, conforme a avaliação do coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende. “Em relação ao volume, no ano, tivemos aumento de 8% e, quanto à participação relativa, no mês, a indústria respondeu por 70% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul, enquanto no acumulado do ano a participação ficou em 59%”, detalhou.

O economista explica que, de janeiro a agosto, os principais destaques ficaram por conta dos grupos “Celulose e Papel”, “Complexo Frigorífico”, “Extrativo Mineral”, “Óleos Vegetais”, “Açúcar e Etanol” e “Couros e Peles”. “A produção desses grupos somadas representaram 98% da receita total das vendas sul-mato-grossenses de produtos industriais ao exterior”, informou.

Comentário

Várias atividades vão marcar o mês de comemoração aos 45 anos de fundação da Apae, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Dourados. A entidade filantrópica foi fundada na cidade no dia 1 de setembro de 1973 e oferece, desde então, atendimento especializado a pessoas com deficiência mental e intelectual.

De acordo com a professora Elizabeth Wirgues, que há 27 anos dirige a associação, atualmente a Apae assiste a 250 alunos com ações que são desempenhadas por uma equipe multidisciplinar composta por pedagogos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, entre outros profissionais.

"Para todos nós é motivo de muito orgulho comemorar esses 45 anos de lutas pelas pessoas que tem algum tipo de deficiência múltipla ou intelectual. Muitas foram nossas conquistas e nós sempre acreditamos e investimos na nossa instituição, sempre com muita determinação para crescer, o que faz da Apae uma instituição séria, forte e transparente", diz Wirgues.

Associação sem fins lucrativos, para manter os atendimentos aos alunos a Apae conta com doações, além de promover eventos para arrecadação de recursos. Um deles é o chá bingo, que será realizado no próximo dia 24, no salão de eventos da Unigran, parceira da Apae, ocasião em que, entre os prêmios mais concorridos, será sorteada uma motocicleta 0 km.

"A Unigran já tem parceria firmada com a Apae e nós sempre colaboramos no que é preciso para promover melhorias para a associação. É um dever nosso enquanto instituição de ensino, mostrar para nossos acadêmicos que a solidariedade é também muito importante. Ajudar as pessoas a ter qualidade de vida, buscando sempre a felicidade. Para comemorar esse aniversário, nossos alunos de Publicidade e Propaganda fizeram uma revista contanto a história de filantropia da associação, nosso departamento de comunicação elaborou um vídeo, porque é nosso dever colaborar com essa entidade que tem todo nosso respeito", comenta a Reitora da Unigran, professora Rosa Maria D'Amato De Déa.

Como parte da comemoração foi lançada uma revista contando a história de pouco mais de quatro décadas da entidade. O projeto foi desenvolvido em parceria com o curso de Publicidade e Propaganda da Unigran e envolveu professores e alunos. "Para nós todo o trabalho foi muito gratificante. O vídeo, a captação das imagens, a fotografia, a edição, o texto, tudo foi feito por nossos alunos, tem a mão deles então para nós é muito emocionante. Além de tudo a formação continuada dos nossos alunos em projetos de extensão como esse são características fundamentais da formação cidadã que proporcionamos em nossa instituição de ensino", finaliza Lana Guedes, coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda.

O telefone da Apae para os interessados em colaborar com as ações da associação é o (67) 3421 4972.

Comentário

Um homem de 61 anos morreu após uma caixa d'água desabar no quarto onde dormia, no fim da tarde deste domingo (16), em Itaquiraí. Luiz Campos Neves ainda foi socorrido para um hospital de Dourados, mas não resistiu.

Conforme boletim de ocorrência, registrado por Bruno Caobianco Neves, de 28 anos, filho da vítima, chovia muito, quando uma caixa d'água de 5 mil litros desabou e caiu em cima do quarto onde o pai dele dormia.

Ao ser socorrido, Luiz ainda conversou com o filho, com quem reclamou de dores. Levado para uma unidade de saúde na cidade e depois foi transferido para o Hospital da Vida, o homem morreu nas primeiras desta segunda-feira (17) em Dourados.

Comentário

Sem a prorrogação da prisão temporária de 5 dias, o deputado Zé Teixeira (DEM) deixou a prisão no final da tarde deste domingo (16) juntamente com os outros 12 presos na operação Vostok, realizada na semana passada pela Polícia Federal. A ordem de soltura veio do mesmo ministro que ordenou as prisões, Felix Fischer. Dos 14 alvos da operação, só um, o corretor José Carlos Guitti Guimaro, não se apresentou.

Além de Zé Teixeira (DEM), estavam presos o ex-prefeito de Porto Murtinho, Nelson Cintra, e o filho do governador Reinaldo Azambuja(PSDB), o advogado Rodrigo Sousa e Silva, além de pecuaristas e empresários. Os presos estavam espalhados pelo presídio militar e em delegacias de Polícia Civil de Campo Grande, como relembra reportagem do jornal Campo Grande News.

A operação Vistok foi deflagrada quarta-feira (12) passada e cumpriu 41 mandados de busca e apreensão e 13 de prisão temporária, como parte das investigações de um esquema que teria concedido créditos irregulares à empresa JBS, controlada pela J&F, dos empresários Joesley e Wesley Batista. Tudo começou com a delação premiada dos irmãos que apontaram a existência de um esquema de pagamentos por meio de notas frias destinadas ao atual governador, valendo-se de Tares (Termos de Acordo de Regime Especial). O sistema teria surgido na gestão do ex-governador Zeca do PT, sendo mantido nas de André Puccinelli (MDB) e no atual Governo.

No despacho do ministro Felix Fischer, o Ministério Público Federal aponta um esquema de pagamentos de propinas da empresa do ramo frigorífico a políticos, dividido em três núcleos e que teria rendido um lucro de, pelo menos, R$ 67.791.309 aos denunciados. As fraudes teriam somado prejuízo de R$ 209 milhões ao Estado entre 2014 e 2016. A Operação Vostok apurou ainda que as fraudes causaram prejuízo de R$ 209 milhões aos cofres estaduais, entre 2014 e 2016.

Também foram presos os pecuaristas Francisco Carlos Freire de Oliveira, Ivanildo da Cunha Miranda (delator da Lama Asfáltica), Rubens Massahiro Matsuda, e João Roberto Baird (empresário, ex-dono da Itel Informática) e Antônio Celso Cortez (dono da PSG Tecnologia Aplicada); além de Zelito Ribeiro (pecuarista, que permaneceu na Superintendência da PF); Osvane Aparecido Ramos (ex-deputado estadual e ex-prefeito de Dois Irmãos do Buriti, detido no Garras); e os também pecuaristas Miltro Rodrigues Pereira e Elvio Rodrigues.

Comentário

A Receita Federal paga nesta segunda-feira (17) os valores referentes ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda de 2018, que contempla 34.658 contribuintes em Mato Grosso do Sul. O valor é de R$ 41.064.120,68.

O lote também abrange restituições residuais dos exercícios de 2012 a 2017. Para saber se está incluído nesta leva de liberações, o contribuinte pode fazer a consulta na página da Receita, no serviço e-CAC, onde é possível verificar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Caso haja problemas, o contribuinte pode fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. A Receita oferece ainda aplicativos para tablets e smartphones para consulta à declaração e situação cadastral no CPF (Cadastro de Pessoas Físicas). Com ele, é possível verificar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre a liberação das restituições e a situação cadastral de uma inscrição no CPF. A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Para quem não fizer o resgate nesse prazo, será necessário fazer requerimento - por meio da internet - mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Comentário

Depois que os donos da cachorrinha Sandy morreram, há mais de 3 anos, ela ficou depressiva e desde então se recusa a sair da casa onde foi criada, em Camapuã. Segundo a funcionária Ednir Oliveira, o filho do casal dono do animal até tentou levar a Sandy para a casa dele, mas ela faz o trajeto de volta.

“Já tentamos levá-la para a casa de um dos filhos do casal, mas quando a gente solta a Sandy, ela corre umas quatro quadras e volta para a casa dela. Sempre chorando para alguém abrir a porta”, explica a funcionária, em reportagem do G1 que ganha repercussão no Fantástico deste domingo (16) da Rede Globo.

De acordo com a funcionária, o animal tem 10 anos de idade e começou a apresentar os sintomas da depressão quando o dono morreu há 5 anos. Dois anos depois, a esposa dele teve um AVC e também morreu, uma semana após dar entrada no hospital.

Ednir explica que ao sair com a cachorrinha, ela sempre chora para retornar para a casa e recentemente, o único percurso que ela faz é do quarto para a sala de estar. “Hoje ela praticamente não sai da caminha dela. Ela apenas vai até a sala para comer e depois volta para o quarto, sempre com um semblante triste”, conta.

Segundo o filho do casal, Jucimar Cardoso, de 41 anos, que mora na cidade de Paraiso das Águas, todo fim de semana ele vai visitar o animal e diz que cuida da Sandy porque ela era muito especial para os pais. “Quando minha madrasta morreu, ela pediu para eu cuidar da cachorrinha, mas acabei passando em um concurso público e tive que mudar de cidade. Agora pago para uma pessoa cuidar dela. Não dá para abandoná-la", explica.

Comentário

Página 7 de 1060
  • Unimed 38
  • kikao esquenta

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus