Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Eleuzi Silva Nascimento, de 64 anos, que teve o óbito confirmado no início da tarde desta terça-feira (31), vítima da Covid-19, abre a polêmica em torno de eventuais falhas que possam estar relacionadas com as notificações da doença em Mato Grosso do Sul.

A aposentada vivia em Batayporã onde foi merendeira em escola pública estadual durante quase toda a vida, e estava internada no Hospital da Cassems, em Dourados há uma semana. A família diz que ela teve que ser transferida de Nova Andradina, onde foi internada com problemas respiratórios graves, mas que em nenhum momento foi testada para coronavírus. Uma irmã da vítima está em isolamento domiciliar depois que teve a doença confirmada.

O teste só aconteceu um dia após receber alta e passar mal novamente, a ponto de precisar ser entubada e trazida às pressas para Dourados, repercute o jornal Correio do Estado. “Só então desconfiaram que poderia ser coronavírus. Aí que viram, porque piorou muito e foi entubada. Mas a gente não imaginou que poderia ser coronavírus”, explicou a cunhada da vítima, Leonilda do Amaral Silva, de 65 anos.

“Quando levaram ela (a Eleuzi) para Dourados a irmã que tinha voltado da Bélgica fez o exame e deu positivo para o coronavírus. Só depois de tudo isso. Ela está bem, em casa e não teve sintomas. Outras pessoas da família, uma filha e uma sobrinha, também fizeram o teste e deu negativo. Mas a Eleuzi esteve em Cuiabá no começo do mês. Voltou para Batayporã no dia 7, já bem gripada, comprometida”, relata Leonilda.

A situação grave da aposentada pode ter sido mascarada por outros problemas de saúde que ela enfrentava. “Ela já tinha problemas respiratórios, acharam que era pneumonia. Ela era fumante, fazia tratamento para efizema há quatro anos”, explicou a cunhada. O corpo da mulher será sepultado na cidade onde morou, sem o ritual funerário, atendendo orientação das autoridades de saúde do Estado.

A prefeita Délia Razuk participou de uma live, de dois minutos, na página da Prefeitura pelo Facebook, no final da manhã desta terça-feira (31), e reafirmou que os serviços essenciais da atividade comercial seguem sendo permitidas, “mas, infelizmente, essa triste necessidade do fechamento do comércio ainda vai ter que continuar até o dia 7 de abril”.

Délia disse que estudos são feitos, diariamente, pelos profissionais que avaliam o quadro de evolução do coronavírus na sociedade. “O funcionamento do setor produtivo também nos preocupa, mas a segurança da população é a primeira necessidade”. O objetivo dessas medidas, segundo a prefeita, é proteger a população para que “os casos não aumentem”.

A prefeita também orientou os setores em que há funcionamento parcial autorizado, como agências bancárias e casas lotéricas, para que as filas sejam disciplinadas, com distância mínima de um metro entre as pessoas e proteção para evitar aglomerações.

Comentário

O cantor Mariano [da dupla com o irmão Munhoz], informou na noite desta segunda-feira (30), pelo Instagram, que foi diagnosticado com o novo coronavírus. "Infelizmente saiu o resultado do meu exame, e eu também fui detectado positivo para o Covid”, revelou.

“Mas graças a Deus eu estou bem, não estou com sintomas fortes, estou bem tranquilo", disse Mariano em série de stories postados no Instagram. O cantor informou que o irmão também apresentou alguns sintomas, passou mal no último sábado (28) e está internado. Mariano ressaltou que está assintomático e pediu para que os fãs redobrem os cuidados com a doença.

"Não estou com dores, não estou com falta de ar. Não estou com nada. Fiquem em casa. Redobrem os cuidados aí com higienização, com a saúde de vocês", postou. (Com informações do Campo Grande News)

Comentário

“Mato Grosso do Sul deve ter um número de casos maior, até porque casos inconclusos ou que deram negativo, mas que os sintomas do paciente indicam coronavírus, são enviados para refazer”, admite o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, na live promovida diariamente pelo Governo para apresentar o boletim diário da doença em Mato Grosso do Sul.

“Há mais casos em Mato Grosso do Sul? Certamente que há. Mesmo porque nós temos algumas amostras de exames que foram remetidos, principalmente aqueles feitos pela iniciativa privada, ao laboratório de referência em São Paulo” e que, conforme o Instituto Adolfo Lutz vai liberando os resultados, serão adicionados ao boletim. “Assim, alguns casos que a pessoa já tenha confirmação, logicamente que vão ser acrescidos nos boletins assim que nós recebermos as informações oficiais”, diz o secretário, conforme repercute o site Campo Grande News.

Há casos de pessoas que, ao sentirem os sintomas do novo vírus procuram atendimento médico na rede privada e diferentes laboratórios encaminham os pedidos de exame, de forma restrita, “sem necessariamente passar pelos controles que adotamos na Secretaria”. Por isso mesmo, Geraldo Resende admite que não é possível informar quantos exames de Mato Grosso do Sul estão na fila de espera do IAL (Instituto Adolfo Lutz), por exemplo, a principal referência no País.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológoico, divulgado na tarde desta segunda-feira (30), o Estado tem 524 casos notificados do novo vírus e, desse total, 44 confirmados e 51 em investigação. Dourados tem dois casos diagnosticados oficialmente, um de paciente hospitalizado e outro em regime de isolamento domiciliar, conforme as estatísticas.

Comentário

Comprometido com o desenvolvimento econômico do Brasil e com o objetivo de contribuir com análises a respeito dos impactos na economia brasileira gerados a partir da pandemia do novo coronavírus, o Sicredi lançou um espaço exclusivo para podcasts sobre o atual cenário econômico.

O conteúdo “Análise do Dia – Um Podcast do Sicredi” é comandado pelo economista-chefe da instituição, Pedro Ramos, e aborda diariamente os reflexos da crise gerada pelo coronavírus na taxa cambial e no mercado financeiro, além das medidas tomadas para minimizar impactos.

Os podcasts são divulgados à noite, de segunda a sexta-feira, no site do Sicredi (www.sicredi.com.br/economia) e também nas plataformas digitais Spotify, Deezer, Apple Podcasts e Google Podcasts. Pelo site do Sicredi ainda é possível acessar a resenha financeira sobre como os mercados globais reagem aos fatos do dia, a nota econômica semanal e o resumo econômico mensal.

Comentário

O TRT24 (Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região) vai promover, por meio dos Cejusc (Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas) de 1º e 2º grau, audiências de mediação e conciliação eletrônica em ações relacionadas ao novo coronavírus.

A medida tem como objetivo dar uma resposta rápida à sociedade diante da repercussão da pandemia nas relações de trabalho e leva em consideração a suspensão das atividades presenciais judiciárias, como regra, no âmbito da Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul.

A coordenadora do Cejusc em Campo Grande, juíza do trabalho Déa Marisa Brandão Cubel Yule, explica que a prioridade é buscar a solução consensual dos conflitos trabalhistas desencadeados nesse momento de crise. "A participação dos interessados em negociar será promovida por meio de aplicativos de mensagens eletrônicas e/ou videoconferência e abrangerá o atendimento pré-processual e processual dos conflitos individuais e coletivos, relacionados a situações decorrentes da crise pela pandemia Covid-19", afirma a magistrada.

Como requerer audiência?

Empresas e sindicatos poderão ajustar, com a intermediação de juízes e desembargadores, condições específicas para atravessarem o grave momento. A abertura dos procedimentos de mediação e conciliação online poderá ser requerida, gratuitamente e de forma simplificada, com a indicação do nome das partes interessadas (com CNPJ/CPF, telefone de contato e endereço), e do assunto principal que será objeto da negociação.

O requerimento deverá ser enviado aos seguintes canais de comunicação: e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (Cejusc 1º Grau) ou Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. (Cejusc 2º Grau), ou pelo WhatsApp no telefone (67) 99144-2682, com atendimento das 10h às 17h. Feito isso, as partes indicadas serão contatadas diretamente, para o agendamento do dia e horário da negociação.

A iniciativa está alinhada à Recomendação CSJT.GVP 1/2020, que prevê a adoção de diretrizes excepcionais para o emprego de instrumentos de mediação e conciliação de conflitos individuais e coletivos no contexto da pandemia do novo coronavírus.

Comentário

Terça, 31 Março 2020 09:22

Vacinação contra a gripe é retomada

Dourados está recebendo na manhã desta terça-feira (31) mais um lote de vacinas contra a gripe Influenza e retomará, no início da tarde, a imunização do público alvo, formado pelos grupos de idosos e profissionais da área de saúde. Esta é a terceira etapa da campanha de vacinação contra a gripe que se estenderá pelas próximas semanas.

O coordenador do Núcleo de Imunização da Secretaria de Saúde, Edvan Marcelo, pede às pessoas que evitem aglomerações, conforme recomendam as autoridades de saúde, para prevenir dos riscos de contágio pelo Coronavírus.

“Pedimos calma à população. A campanha de vacinação contra a gripe seguirá até o mês de maio. Existe um cronograma a ser seguido, semanalmente. Portanto, não há necessidade da corrida aos postos de vacinação. Haverá vacina para todos”, orienta o coordenador.

De acordo com Edvan Marcelo, as doses de vacina chegaram na manhã desta terça e imediatamente teve início a reposição nas unidades básicas de saúde, para atender ao público alvo.

‘Drive thru’

A vacinação de idosos no sistema ‘drive thru’ (em que não há necessidade de a pessoa descer do carro para ser vacinada) será retomada também no estádio Douradão, também a partir das 13 horas, informa a assessoria de comunicação do Município.

Comentário

Portaria publicada no Diário Oficial da União estabelece medidas emergenciais na gestão do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, em decorrência da Declaração de Emergência em Saúde Pública por conta do novo coronavírus.

A portaria considera a necessidade de evitar aglomerações de pessoas e de evitar que os integrantes de famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família, assim como os cidadãos que trabalham em unidades de cadastramento destas famílias, exponham-se à infecção. Com isso, estão suspensos, pelo prazo de 120 dias, os seguintes processos de gestão e operacionais do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único:

I – a Averiguação Cadastral, regulamentada pela Portaria 94, de 4 de setembro de 2013;
II – a Revisão Cadastral, que abrange o Programa Bolsa Família, previstas nas Portarias 555, de 11 de novembro de 2005; 341, de 7 de outubro de 2008; e a 177, de 16 de junho de 2011;
III – a aplicação das ações comandadas pelo Ministério da Cidadania, de bloqueio, suspensão e cancelamento de benefícios financeiros, decorrentes do descumprimento das regras de gestão de benefícios do Programa Bolsa Família, previstas na Portaria 555, a partir de abril;
IV – as ações especiais de pagamento previstas no art. 12 da Portaria 204, de 8 de julho de 2011;
V – a aplicação dos efeitos decorrentes do descumprimento das condicionalidades do Programa Bolsa Família, previstos no art. 4º da Portaria 251, de 12 de dezembro de 2012, a contar do início de abril;
VI – as medidas de bloqueio de famílias sem informação de acompanhamento das condicionalidades do Programa Bolsa Família, prevista no art. 9º da Portaria 251, a contar do início de abril e
VII – o cálculo do fator de operação do Índice de Gestão Descentralizada do Programa Bolsa Família e do Cadastro Único, para apuração do valor do apoio financeiro à gestão descentralizada nos âmbitos municipal, estadual e do Distrito Federal, na forma das Portarias 256, de 19 de março de 2010, e 754, de 20 de outubro de 2010.

Comentário

A Justiça dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira (30) que o ex-dirigente de futebol brasileiro José Maria Marin, que está preso no país, poderá sair da prisão por motivo de compaixão. Ele havia feito um pedido em que citou a idade avançada (87 anos), saúde em deterioração, risco de consequências graves pelo surto de Covid-19, situação de estrangeiro não-violento e o cumprimento já de 80% da pena.

Marin vai ficar mais alguns dias na prisão em Allenwood, na Pensilvânia, até que seja finalizado todo o processo burocrático da libertação, publica o portal G1. “Queremos que ele volte ao Brasil, onde tem mais recursos para cuidar da saúde e para estar perto do conforto da família. Estamos muito contentes com o resultado da negociação”, disse Júlio Barbosa, advogado brasileiro que atua nos EUA com advogados americanos contratados por Marin.

Em 2017, um júri popular condenou Marin por seis crimes, entre eles organização criminosa, fraude bancária e lavagem de dinheiro. Os crimes estão ligados a campeonatos de futebol e foram cometidos entre 2012 e 2015, período em que Marin era presidente da CBF. Segundo a promotoria, Marin recebeu, ao todo, US$ 6,5 milhões em propina de empresas de marketing esportivo para assinar com essas empresas contratos de direitos comerciais de competições de futebol.

Comentário

O Pibic, Programa Institucional de Bolsas Iniciação Científica para o Ensino Médio da UFGD está com inscrições abertas. Voltado a estudantes do Ensino Médio regular ou técnico da rede pública, o projeto tem como objetivo apresentar o ambiente universitário e oportunizar o desenvolvimento de atividades de pesquisa com orientação de professores da UFGD.

A participação pode auxiliar, ainda, na escolha do curso de graduação e preparo pós-ingresso na Universidade, caso o estudante queira dar continuidade ao desenvolvimento da pesquisa. As opções de pesquisa são diversas: atividades em laboratórios de química, física, matemática, no horto medicinal, desenvolvimento de aplicativos, estudos de linguagens, dentre outras.

CONSULTE EDITAL COMPLETO AQIUI

As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas entre os dias 2 de março a 30 de abril, mediante envio dos documentos necessários para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Os documentos exigidos são: Ficha de inscrição, RG, CPF, Boletim do ano de 2019 e a Declaração de matrícula 2020. Se não for possível enviar a declaração devido ao fechamento das escolas por motivo da pandemia, isso poderá ser feito na ocasião do cadastramento da bolsa, em julho/agosto.

Requisitos

Para participar do Pibic, o aluno deve estar regularmente matriculado no Ensino Médio regular ou técnico de escola pública, com frequência escolar igual ou superior a 80%; e não ter vínculo de trabalho nem receber bolsa de instituições públicas ou privadas durante toda a vigência da bolsa, que vai de agosto deste ano a julho de 2021.

A carga horária de atividades será de 8 horas semanais, sob orientação de professor pesquisador da área de interesse. A quantidade e valor das bolsas serão definidos somente após a divulgação da quota institucional da UFGD junto ao CNPq, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Comentário

Página 11 de 1613
  • alemsmais

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus