Timber by EMSIEN-3 LTD
  • Dnews Whats
  • dengue gov
Quarta, 18 Novembro 2020 14:10

Alan Guedes já tem o ‘preferido’, mas não quer confronto na eleição da Câmara Destaque

Escrito por
Sergio Nogueira, assinando cheques com Alan, vê 'cavalo encilhado' para ficar na cadeira do prefeito eleito Sergio Nogueira, assinando cheques com Alan, vê 'cavalo encilhado' para ficar na cadeira do prefeito eleito Douranews/Arquivo

A Câmara de Dourados, renovada em mais de dois terços após as eleições de domingo (15), embora parte dos novos eleitos já tenha ocupado mandatos em legislaturas anteriores, começa a viver novo clima de eleição. Agora para a escolha dos membros da próxima Mesa Diretora para a gestão 2021-22.

Apesar de eleito prefeito, e conhecedor dos meandros do funcionamento da Casa legislativa, o atual presidente da Câmara, Alan Guedes (PP), ainda adota postura cautelosa em relação ao processo da sucessão dele no comando do Legislativo. A interlocutores diretos, ele já teria manifestado preferências, mas em público evita antecipar o confronto que não interessa a quem terá tantos desafios a partir de janeiro e que, certamente, muitos dos obstáculos a herdar da atual Administração terão que passar pelo crivo dos vereadores.

Ainda durante a campanha eleitoral alguns dos candidatos que acabaram eleitos já anunciavam o desejo de vir a presidir a Câmara. O PP do novo prefeito elegeu apenas uma vereadora, a radialista Lia Nogueira, segunda mais votada na disputa com 1.880 votos e que não esconde a pretensão de presidir o colegiado, ainda que reconheça a existência de dificuldades. Ela só perdeu para o reeleito Jânio Miguel, do PTB, que teve 14 votos a mais.

Derrotado na eleição majoritária, o deputado Barbosinha (DEM) comemora a manutenção da maior bancada do partido na Casa – todos novatos: Márcio Pudim, Juscelino Cabral, Diogo Castilho e Creusimar Barbosa, que recompõe o grupo depois que Madson Valente desistiu da disputa, Cirilo foi para o MDB e Idenor Machado para o PSDB. Os que permaneceram, Cido Medeiros e Pedro Pepa, foram derrotados nas urnas de domingo passado.

Se o próprio prefeito eleito sabe que a representação eleitoral obtida da população representa pouco mais de um terço (exatos 33,09%) da vontade popular, todo cuidado é pouco para começar o mandato com um desgaste no ponto onde mais vai precisar de apoio se quiser enfrentar a grave crise retratada ao longo da campanha para gerenciar o Município.

A lista

laudir na mesa1

15 anos depois, Laudir reencontra Ishy reeleito e volta a alimentar sonhos diretivos na Mesa (Acervo)

E, como a disputa pelo comando do Legislativo se mostra “aberta”, e, em tese, ainda sem cartas marcadas, afloram expectativas por parte da ex-presidente da Casa, vereadora reeleita Daniela Hall (PSD), do campeão de votos Jânio Miguel, e, também, entre os que se identificariam como ‘oposição’ ao novo prefeito, os novatos Márcio Pudim e Juscelino Cabral, como ‘trincheira de resistência’ aos estragos causados ao principal dirigente do DEM no Município, o deputado Zé Teixeira, que ficou sem os aliados de primeira hora Pepa e Cido.

Não dá pra ignorar as pretensões, igualmente, de Laudir Munaretto (MDB), que já foi vereador eleito em 2004 [na época com 1.858 votos e que agora retorna com 1.329 votos] 1º. Secretário da Mesa entre 2005-06, Rogério Yuri, o novato tucano que chega cacifado com o histórico de ex-diretor do Imam na gestão de Murilo Zauith prefeito e ex-candidato a vice do atual secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende e do reeleito colega dele, Sérgio Nogueira, atualmente o homem que assina os cheques da Câmara junto com o prefeito eleito.

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis