Timber by EMSIEN-3 LTD
Quarta, 15 Maio 2019 21:45

Baraúna compara Cirilo a Lula e vereador é absolvido em processo de cassação Destaque

Escrito por
Impedido de votar, Marcelo Mourão se concentra diante da hipótese de ver mandato ameaçado Impedido de votar, Marcelo Mourão se concentra diante da hipótese de ver mandato ameaçado Reprodução/YouTube

O advogado Fernando Baraúna, patrocinador da defesa do vereador afastado Cirilo Ramão (MDB), concluiu a fala dele, após quase duas horas analisando o processo que pedia a cassação do vereador denunciado como integrante da operação ‘Cifra Negra’, comparando Cirilo ao ex-presidente Lula.

Por 12 votos favoráveis, seis contrários e um impedimento (do vereador Marcelo Mourão, suplente imediato), o processo contra Cirilo foi arquivado. Faltou um voto para que o pedido de cassação fosse aprovado, porém, prevaleceu o relatório da Comissão Processante presidida pelo vereador Bebeto, tendo como relator Junior Rodrigues, ambos do PR e Silas Zanata (PPS), que recomendava o arquivamento.

Votaram, pela cassação: Alan Guedes, Elias Ishy, Sergio Nogueira e Daniela Hall, membros da Mesa Diretora, além de Cido Medeiros, Madson Valente, Toninho Cruz, Silas Zanata, Lia Nogueira, Romualdo Ramim, Olavo Sul e Marinisa Mizoguchi. Contra a cassação: Mauricio Lemes, Janio Miguel, Carlito do Gás, Junior Rodrigues, Bebeto e Juarez de Oliveira.

Ele leu um trecho onde o então juiz federal Sergio Moro questionava Lula, em audiência em Curitiba antes de o ex-presidente ser preso pela Polícia Federal. No depoimento de Lula, Sergio Moro perguntava se o ex-presidente era dono do tríplex do Guarujá, no litoral paulista e diante do questionamento sobre quem teria dito isso, Moro responde que “está no jornal Folha de São Paulo e no Globo”.

Com essa comparação, Baraúna pediu aos vereadores que “não julguem o meu cliente pelo que saiu nas redes sociais, porque os mesmos que diariamente vão para as ruas pedir ‘Lula livre’, ‘Dilma é golpe’, hoje usam os mesmos artifícios contra o denunciado”.

“Aqui não é tribunal de exceção, é aqui que se criam leis, e é aqui que está se descumprindo a lei. O MP (Ministério Público) diz que fatos imputados ao acusado são aqueles relatados na reclamação que deu origem ao processo de cassação e que documentos suficientes ao conhecimento das condutas ali imputadas seriam juntados aos autos. Agora diz que provas são notícias de jornal”, discursou o advogado.

Última modificação em Quarta, 15 Maio 2019 22:45
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus