Timber by EMSIEN-3 LTD
Quinta, 06 Dezembro 2018 10:48

Daniela promete colaborar com investigações depois de prisão de vereadores

Escrito por
Vereadores Sergio e Lia Nogueira e o assessor jurídico Oscar Kruger, com Daniela, durante Coletiva de imprensa Vereadores Sergio e Lia Nogueira e o assessor jurídico Oscar Kruger, com Daniela, durante Coletiva de imprensa Assessoria

A presidente da Câmara de Dourados, vereadora Daniela Hall (PSD), convocou Coletiva de imprensa, na manhã desta quinta-feira (6), para prestar esclarecimentos dos fatos ocorridos na tarde desta quarta (5), com a Operação ‘Cifra Negra’, deflagrada pelo MPE (Ministério Público Estadual), e que culminou com a prisão de três vereadores e um suplente, além de servidor administrativo.

Segundo a presidente, o MPE e a Polícia Civil a convocaram, após encerramento do expediente da Casa, por conta de cumprimento mandado de busca e apreensão no setor de licitação. Ainda solicitaram a presença dos demais membros da Mesa Diretora, dos quais, dois (Cirilo Ramão e Pedro Pepa), foram presos. Ela ainda informou que o vereador Idenor Machado (PSDB), que não fazia parte da Mesa, foi preso na casa dele

Sobre a operação, Daniela apontou que, até o momento, ela foi informada que os processos investigados referem-se a ações praticadas entre 2010 a 2016 e que tratam sobre licitação para empresas de tecnologia da informação, porém não foram encaminhados os autos do processo, que apontam a motivação das prisões.

“Até segunda ordem”, conforme declarou a presidente ao Douranews, “todas as atividades da Câmara de Dourados serão mantidas”, como a eleição da nova Mesa Diretora (prevista para a tarde desta sexta-feira) e a 4ª sessão extraordinária de 2018, para a discussão e votação da LOA (Lei Orçamentária Anual) de 2019 e emendas anexas, convocada para às 17h30 desta quinta-feira.

Daniela ressaltou que os suplentes ainda não foram convocados, já que um pedido de investigação precisa ser protocolado na Casa, para apuração dos fatos e possível cassação, ou que a Justiça expeça o afastamento. “A Câmara disponibilizará todas as informações necessárias para colaborar com as investigações”, assegurou.

Além de documentos recolhidos do setor de licitações da Câmara, foram cumpridos mandados de prisão para os vereadores Pedro Pepa (DEM), Idenor Machado (PSDB) e Cirilo Ramão (MDB), o suplente Dirceu Longhi e o servidor administrativo Amilton Salinas.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus