Timber by EMSIEN-3 LTD
Quarta, 31 Outubro 2018 19:10

Câmara ainda não sabe o que vai fazer no caso da vereadora presa em Dourados Destaque

Escrito por
Vereadora Denize Portolann é conduzida por policiais para cela do Primeiro Distrito Vereadora Denize Portolann é conduzida por policiais para cela do Primeiro Distrito Adilson Domingos

A Câmara de Dourados ainda não se manifestou sobre eventual afastamento das funções da vereadora Denize Portolann, que assumiu o cargo há menos de dois meses e já se vê envolvida em investigação policial por conta de atos praticados ainda quando foi secretária de Educação do Município.

Denize foi presa no começo da manhã desta quarta-feira (31) e no final da tarde transferida para uma das celas do 1º. DP (Distrito Policial), com mandado judicial de prisão preventiva por conta de apuração dos fatos decorrentes da operação ‘Pregão’, desencadeada pelo Ministério Público Estadual.

Junto com a vereadora, que já substituiu o ex-prefeito Braz Melo, titular do cargo, e condenado depois de vinte anos por ato de improbidade administrativa quando exerceu o comando do Município na década de 90, foram presos o secretário de Fazenda Prefeitura, João Fava Neto e o chefe do setor de licitações do Município, Anilton Garcia de Souz.

O empresário Messias José da Silva, dono da Douraser, prestadora de serviços de limpeza e conservação, que mantinha contrato milionário com a Prefeitura, da ordem de R$ 22,7 milhões, rescindido na primeira quinzena deste mês, também está entre os presos da operação que envolveu 75 policiais.

O Ministério Público não divulgou maiores detalhes sobre as prisões e os 16 mandados de busca e apreensão cumpridos nesta quarta, mas equipes também teriam ‘visitado’ a casa do contador da Prefeitura, Rosenildo França, a empresa Energia Engenharia Serviços e Manutenções Ltda. e na casa do dono da empresa, Pedro Brum Vasconcelos Oliveira. As informações de que eles teriam sido levados a prestar depoimentos também não foi confirmada.

Impasse

A Câmara ainda não sabe qual a atitude que vai tomar nesse caso. Pela manhã, a presidente Daniela Hall disse que só se manifestaria após notificação oficial da prisão da vereadora Denize, e o assessor jurídico da Casa de Leis, Oscar Kruger, confirmou que o Legislativo não recebeu nenhum comunicado dessas investigações.

A dúvida é porque os fatos envolvendo a vereadora ocorreram quando ela era integrante de outro poder, no caso o Executivo, como secretária de Educação indicada pela prefeita Délia Razuk. A substituta imediata de Denize Portolann, em caso de afastamento ou perda da função, é a radialista Lia Nogueira que, procurada, pelo Douranews, disse que não vai se manifestar, por enquanto, nesse sentido.

  • mistura
  • Unimed 38

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus