Timber by EMSIEN-3 LTD
  • unigran futuro
  • pmd tapaburaco
Sexta, 16 Junho 2017 07:55

Deputados podem adiar recesso para votar denúncia contra Temer

Escrito por
Rodrigo Maia disse que prioridade é atender preocupação da PGR com denúncia sobre atuação do presidente Rodrigo Maia disse que prioridade é atender preocupação da PGR com denúncia sobre atuação do presidente Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nesta quinta-feira (15) a possibilidade de que o recesso parlamentar do Congresso Nacional seja suspenso para análise de um eventual pedido de denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o presidente Michel Temer, informa a Agência Brasil.

De acordo com Rodrigo Maia, a questão pode justificar uma suspensão do recesso, marcado para acontecer entre 18 e 31 de julho. "Enquanto tiver este processo na Câmara, esta vai ser a agenda prioritária da Casa e deve ser mesmo. Só depois disso que se consegue retomar com mais tranquilidade as outras agendas", disse ele.

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Efraim Filho (PB), concorda com uma eventual suspensão do recesso parlamentar. "É difícil comentar hipóteses. Não sabemos que data chega a eventual denúncia, com que conteúdo, com que elementos de prova. O que não devemos é responder com inércia ou omissão. A sociedade espera respostas rápidas e superação da crise e o Congresso tem de fazer sua parte”, afirmou o deputado.

A eventual denúncia teria como base a gravação de uma conversa entre Temer e o presidente da JBS, Joesley Batista, além de delações de executivos da empresa. O possível pedido, a ser apresentado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao STF (Supremo Tribunal Federal), acusaria o presidente da República dos crimes de obstrução de Justiça, corrupção passiva e participação em organização criminosa.

A denúncia começaria a tramitar pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara. Para que a investigação tenha andamento é necessária a autorização de, no mínimo, dois terços dos representantes da Câmara. O recesso parlamentar está previsto para começar no dia 18 de julho. Entretanto, para que seja suspenso é preciso a convocação conjunta dos presidentes da Câmara e do Senado ou a aprovação de um requerimento com esse pedido pela maioria absoluta dos integrantes das duas casas, ou seja, pelo menos 257 deputados e 42 senadores.

  • mistura
  • unimed
  • ead mba

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus