Imprimir esta página
Segunda, 13 Julho 2020 07:45

Polícia segue os rastros de assassino suicida que patrocinou tragédia em Dourados Destaque

Escrito por
Agentes funerários retiram o corpo de Rosemir do interior de igreja onde ele se suicidou após promover tiroteio Agentes funerários retiram o corpo de Rosemir do interior de igreja onde ele se suicidou após promover tiroteio Reprodução/Sidnei Bronka

Rosemir Fernandes de Souza, residente em Dourados, que assassinou a tiros a ex-mulher Lucineide Maria dos Santos Ortega, ainda baleou duas crianças, uma de três anos e outra de nove anos, atirou no ex-cunhado e em uma amiga de Lucineide antes de se matar, sobre o altar da igreja São José, no centro da cidade.

A trajetória do assassino suicida terminou no começo da noite deste domingo (12), quando, depois de passar o dia inteiro ingerindo bebida alcoólica, na presença dos filhos, inclusive, chegou na igreja, sentou na beira do altar, fez uma ligação para a irmã e atirou contra a própria cabeça.

A motivação aparente para toda a tragédia que patrocinou seria o fato de Rosemir não aceitar o fim do relacionamento amoroso que manteve com a vítima. Pelo caminho, até chegar na igreja, ele ainda tentou matar outras pessoas, inclusive o advogado que vinha atuando no caso da separação do casal. Policiais e agentes de investigação da Polícia Civil de Dourados começam a semana rastreando o que teria levado o vigilante a essa demonstração de ódio.

Atentados

Depois de ter matado a ex-mulher na rua Rangel Torres, ele foi até a Vila Cachoeirinha, e atirou nas costas de uma mulher identificada como Sonia Regina que foi levada por um familiar ao Hospital da Vida. Montado na motocicleta CB-300 de cor preta, Rosemir tentou matar outra pessoa no bairro Jardim Independência, onde desferiu tiros na frente da casa de um advogado que estava conversando com um amigo.

Redação Douranews

Mais recentes de Redação Douranews