Timber by EMSIEN-3 LTD
Sexta, 29 Novembro 2019 07:56

Senador paraguaio que pregou a morte de 100 mil 'brasileiros bandidos' é cassado Destaque

Escrito por
'Brasiguaios', que cultivam lavouras no lado paraguaio, são ameaçados por senador do País 'Brasiguaios', que cultivam lavouras no lado paraguaio, são ameaçados por senador do País Reprodução/Gazetaweb

Vídeo mostrando um senador paraguaio que defende a morte de 100 mil brasileiros que vivem no país provocou reação imediata dos meios políticos locais, conforme repercute o portal do Yahoo Notícias a partir da publicação veiculação em publicações regionais Em gravação feita com celular na segunda-feira (25), o senador paraguaio Cubas Colomes, de 57 anos, se dirige a um grupo de pessoas às margens de e uma estrada na cidade de Minga Porá, ao lado de um caminhão carregado de madeira e questiona se o carregamento saiu de uma estância de "rapai", termo informal usado no país em referência a brasileiros.

O senador paraguaio que disse ser preciso "matar pelo menos 100 mil brasileiros bandidos" no país teve o mandato cassado nesta quinta-feira (28) por agredir um policial. O Senado do Paraguai afirmou que o paraguaio Cubas, que pertence ao "Cruzada Nacional", perdeu o cargo pelo "uso indevido de influências". "Se manifestou com violência, bateu em um policial e chutou um carro de patrulha", argumentou o senador Enrique Bacchetta, segundo o site paraguaio ABC Color. "Se fosse um paraguaio comum, estaria preso", afirmou.

De acordo com o jornal paraguaio "La Nación", o agora ex-senador foi a Minga Porá porque, segundo explicou em suas redes sociais, recebeu uma denúncia de que os policiais iriam liberar três caminhões com madeira traficada e desmatada ilegalmente. Os veículos foram apreendidos pelos próprios moradores, segundo o "ABC Color".

VEJA O VÍDEO

O senador Colomes pede, em seguida, "paredão" para os brasileiros que não têm "cortina de vento", termo que se refere a uma técnica de manejo florestal que consiste na plantação de árvores, geralmente eucaliptos, para isolar lavouras de soja. O objetivo é evitar que o vento carregue pesticidas para propriedades menores nas redondezas de grandes áreas plantadas.

A região onde o vídeo foi gravado, no Departamento de Alto Paraná, perto da fronteira com o Brasil, é forte produtora de soja e grande parte das propriedades é de brasileiros que migraram ao país vizinho há décadas, os conhecidos ‘brasiguaios’.

Um segundo vídeo, filmado logo em seguida, causou polêmica ainda maior no país. Nele, o senador investe contra policiais que, segundo ele, estariam protegendo os brasileiros. Ele chuta um carro e chega a dar um tapa num policial, que não reage. Em seguida, furioso e proferindo xingamentos, arremessa um vaso no chão.

Os vídeos geraram reação no Senado paraguaio, que discute a possibilidade de punição ao senador. Senadores pediram desculpas aos brasileiros pelas declarações do colega. Há alguns meses, Colomes já havia sido suspenso por ter atirado um copo de água num colega durante uma discussão no parlamento paraguaio.

 

Última modificação em Sexta, 29 Novembro 2019 09:14

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus