Imprimir esta página
Terça, 11 Junho 2019 14:53

Operação elimina mais de 1.200 toneladas de maconha na fronteira Destaque

Escrito por
Com a ajuda de helicóptero, policiais da Senad eliminam plantação de maconha Com a ajuda de helicóptero, policiais da Senad eliminam plantação de maconha Divulgação/Poranews

Em 12 dias de operações, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) tirou de circulação mais de 1.200 toneladas de maconha na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

A operação “Nova Aliança XIX”, desencadeada no estado de Amambay, na fronteira com o estado do Mato Grosso do Sul, durante a visita do ministro da Justiça do Brasil, Sérgio Moro, anulou até agora 413 hectare de plantio de maconha e destruiu 103 acampamentos utilizados pelo narcotráfico na região das colônias Maria Auxiliadora, Alpasa e Cerro Guazu.

Os serviços de inteligência, concentrados nessa área, detectaram as plantações de maconha que foram destruídas com o apoio de helicóptero da Polícia Federal do Brasil e da Força Aérea do Paraguai pelo ar e forças operacionais por terra. 81 mil quilos de maconha picada, 880 quilos de maconha em tablete, 860 quilos de semente da droga, além de 103 acampamentos do narcotráfico que, segundo informações, causou uma perda econômica de mais de 39 milhões de dólares americanos ao crime organizado e ao narcotráfico que atua nesta parte da fronteira com o Mato Grosso do Sul, serão incinerados.

As autoridades de combate ao narcotráfico e ao crime organizado do Paraguai destacaram a importância da visita do ministro do Brasil e da ministra da Justiça da Argentina, Patrícia Bullrich, que conheceram os trabalhos desenvolvidos pela Senad na região, e o apoio das autoridades brasileiras na destruição de grandes áreas de cultivo e de apreensão de grandes toneladas da droga no estado de Amambay.

Redação Douranews

Mais recentes de Redação Douranews