Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Mesmo com muitas limitações, a Sérvia venceu a Costa Rica no primeiro jogo deste domingo (17) pela Copa do Mundo da Rússia e vai liderando o Grupo E, que ainda tem Brasil x Suiça, às 14 horas (de MS).

O gol de Kolarov foi o terceiro em cobrança de falta no Mundial até agora. Golovin, da Rússia, deixou um contra a Arábia Saudita, e o craque português Cristiano Ronaldo anotou o outro, diante da Espanha.

Comentário

O presidente da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Maurício Saito, foi reeleito na presidência da entidade para o triênio 2018/2021 durante as eleições realizadas neste sábado (16), em Campo Grande.

Saito obteve 81,25% dos votos válidos da primeira eleição em que houve disputa, realizada na Casa Rural com a presença de delegados indicados pelos sindicatos rurais do Estado, concorrendo com a atual secretária da entidade, Terezinha Cândido, que preside o Sindicato Rural de Coxim.

Comentário

A Seleção Brasileira estreia neste domingo (17) na Copa do Mundo contra a Suíça. As duas equipes vêm de vitórias em amistosos preparatórios para o Mundial. O time do técnico Tite venceu a Rússia (3 x 0), Alemanha (1 x 0), Croácia (2 x 0) e Áustria (3 x 0). Os suíços não perdem há seis jogos. Em um deles, seguraram um empate de 1 x 1 contra a Espanha (considerada uma das favoritas ao título do Mundial), no início do mês.

Tite confirmou o time titular após o treino de sexta-feira (15), e será o mesmo que iniciou o jogo contra a Áustria: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda, Marcelo, Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho, Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

Para tentar surpreender o Brasil, a equipe do técnico Vladimir Petkcovic deve explorar a roubada de bola para puxar contra-ataques. Os destaques do time são o volante Xhaka (Arsenal - ING), os laterais Lichtsteiner (Arsenal – ING) e Ricardo Rodríguez (Milan - ITA), além de Shaquiri (Stoke City – ING) e Seferovic (Benfica – POR) – responsáveis pela parte ofensiva da equipe.

O Brasil não tropeça em estreias desde a Copa de 1978, quando empatou com a Suécia por 1 a 1. A última derrota faz ainda mais tempo: 82 anos. Foi na primeira partida da Copa de 34, revés por 3 a 1 diante da Espanha. Ao todo, a Seleção acumula 16 vitórias, dois empates e duas derrotas, conforme resumo da Agência Brasil de notícias e do Globoesporte.com

Comentário

Um policial militar que estava de folga reagiu a uma tentativa de assalto ao estabelecimento comercial da mãe dele em um bairro de Campo Grande na noite deste sábado (16), prendeu dois suspeitos e ainda feriu um terceiro, que acabou morrendo durante a troca de tiros.

De acordo com a reportagem do portal G1, o policial relatou que entrou no mercado e viu três homens de capuz, sendo um com arma em punho e abrindo a gaveta do caixa. Percebendo que era um assalto foi até a casa, para pegar a arma, uma pistola e retornou ao estabelecimento onde se identificou como policial para os suspeitos, que não obedeceram a ordem de parada e fugiram. Os três assaltantes correram por cerca de duas quadras e se esconderam em um terreno baldio.

O policial conseguiu prender um dos suspeitos e o deixou com sob a guarda do pai, próximo da rua e continuou as buscas no meio do mato alto do terreno onde localizou o segundo suspeito. Em seguida, disse que escutou o barulho de um tiro disparado em sua direção e revidou fazendo um disparo. Nesse momento, já com o apoio de um outro policial militar que chegou ao local, constatou que o terceiro suspeito estava caído no solo, ainda com a arma na mão

Uma equipe do Batalhão de Choque da PM (Polícia Militar) que foi acionada pelo próprio policial à paisana esteve no local e prendeu os suspeitos que haviam sido imobilizados e ainda removeram o rapaz que foi atingido pelo tiro ao Pronto-Socorro da Santa Casa, onde ele não resistiu ao ferimento e morreu.

Comentário

A Polícia prendeu no começo da madrugada deste domingo (17) um casal suspeito de envolvimento direto no atentado contra o prefeito de Paranhos, Dirceu Bettoni (PSDB), ocorrido na noite de quinta-feira (14) quando ele chegava na casa em uma caminhonete. Gabriel Queiroz e a esposa Djuly Priscilla Pena Couto foram preso por volta da 1 hora na rodovia BR-163, em Rio Brilhante.

Segundo o delegado Mikail Faria, de Amambai, que participou da ação, o suspeito confessou ser o atirador que estava na motocicleta que entrou na garagem da casa do prefeito e o atingiu com quatro tiros. Já a mulher nega participação no crime, mas a polícia investiga se ela teria dado apoio ao companheiro. A prisão foi feita por polícias da região sul do estado e da Delegacia Especializada do grupo Garras (de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros), conforme publica o portal G1.

Djuly teria ajudado na compra da moto que foi utilizada no atentado. Ela alega que ajudou sem saber para que o veículo seria utilizado. Os dois são de Campo Grande e as investigações chegaram até o casal depois que a Polícia descobriu que a moto foi comprada em Sete Quedas, no mesmo dia do crime. O vendedor da moto, interrogado, foi quem teria revelado os planos da dupla.

Conforme o delegado, o contratante do crime seria um brasileiro que vive no Paraguai. Ele revelou ainda que a Polícia já sabe qual seria a motivação do crime, mas que ainda não pode revelar para não atrapalhar as investigações. A arma utilizada no atentado, um revólver 38, não foi encontrada, porque o suspeito se desfez dela após a tentativa de homicídio.

O prefeito continua internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital do Coração, em Dourados, após ter sido submetido a processo de retirada de um dos projéteis que ficou alojado na região do abdômen. Os médicos já fizeram duas cirurgias em Bettoni, segundo as últimas informações, mas o quadro clínico dele permanece estável.

Comentário

Com a previsão de realizar mais de 17 mil cirurgias e 32 mil consultas de diversas especialidades, o Governo do Estado vai retomar sábado (23) a Caravana da Saúde nos hospitais. O projeto Saúde Mais Perto de Você tem a finalidade de zerar as filas de espera pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Também serão realizados procedimentos em Maracaju e Costa Rica.

A previsão é realizar 32 mil consultas de diversas especialidades (ginecologistas, cardiologistas, neurologista, dermatologista, urologista, gastroenterologista, proctologista, endocrinologista, mastologista, nefrologista, reumatologista e pneumologista), além de mais de 17 mil cirurgias (geral, vascular, oftalmologia, ginecologia, otorrinolaringologia e urologia).

Os procedimentos serão realizados nos hospitais credenciados pela Caravana em Campo Grande – Santa Casa, São Julião, Maternidade Cândido Mariano e Hospital Regional de Mato Grosso do Sul e devem seguir até o fim do ano, de acordo com a conclusão dos atendimentos.

Ainda no sábado a Caravana inicia, no Parque Ayrton Senna, em Campo Grande, cirurgias de oftalmologia e vascular. No entanto, na estrutura montada para atender os pacientes, serão feitas apenas cirurgias mais simples dessas duas especialidades e os atendimentos terminam no dia 6 de julho.

“No Parque Ayrton Senna serão realizadas as cirurgias mais simples de oftalmo e vascular, até o dia 6 de julho. As outras cirurgias serão feitas em ambiente hospitalar para mantermos a linha de cuidado em todo o pós-operatório”, explica a superintendente de Atenção à Saúde da Secretaria estadual de Saúde, Mariana Croda.

Comentário

O Concurso 2.050 da Mega-Sena, com prêmio previsto de R$ 30 milhões, foi sorteado na noite desse sábado (17) em Pelotas-RS e não teve nenhum apostador contemplado com as dezenas 08 31 32 33 38 50.

34 apostas acertaram a quina e cada uma levará o prêmio de R$ 75.709,93, enquanto mais de 3.500 bilhetes acertaram quatro das seis dezenas principais e ainda levarão um prêmio de R$ 1.038,79 cada do rateio do bolão.

O próximo concurso, quarta-feira (20), tem prêmio acumulado em R$ 35 milhões. As apostas podem ser feitas até as 18 horas (de MS) nas lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

Comentário

Com o intuito de trazer uma nova especialização aos profissionais do segmento de gastronomia em Campo Grande, a Unigran apresenta o curso de pós-graduação lato sensu em Gastronomia Funcional e Orgânica. O curso é promovido em parceria com o Território Lab, onde serão realizadas as aulas práticas e teóricas.

Com duração de dois anos, o curso tem o objetivo de fazer com que o aluno compreenda a histórias, as tendências, restrições alimentares e ainda temas como sustentabilidade e a interseção da nutrição funcional e gastronomia como um todo.

Também serão abordadas a singularidade dos alimentos e seus benefícios e, os alunos poderão aprender na prática como é atuar em uma cozinha profissional, bem como desenvolver pratos que estimulem, promovam e enriqueçam a saúde e qualidade de vida da população e do planeta com seu grande potencial preventivo.

A pós em Gastronomia Funcional e Orgânica é a primeira em Mato Grosso do Sul e traz grandes nomes do segmento, como o chef Renato Caleffi, sócio-proprietário e chef executivo do restaurante gourmet de cozinha orgânica Le Manjue Organique, em São Paulo. Graduado em gastronomia, ele também fez cursos de aperfeiçoamento sobre culinária na Argentina, Havaí, San Francisco, Canadá e por todo o território brasileiro.

Para apresentar o curso ao público, acontece na terça-feira (21), no Território Lab, um café da manhã de lançamento. O evento é voltado para a imprensa, profissionais do segmento e interessados no curso de pós-graduação. “Essa é a primeira pós com essa abordagem em Mato Grosso do Sul. Além de ser um tema super interessante, ainda traz grandes nomes em seu corpo docente, como Renato Caleffi, Nadia Campeotto e Paulo Machado”, explica Diogo Wendling, proprietário do Território Lab e um dos professores do curso.

O curso é coordenado por Thalis Maciel, especialista em Gestão de Negócios e Serviços de Alimentação, e por Luciana Espíndola Rexende, especialista em Gestão Empresarial e Recursos Humanos. Para mais informações, acesse: pos.unigrancapital.com.br/gastrolab ou entre em contato pelo telefone (67) 3389-3365.

Comentário

Nem o calor humano da torcida, nem o poder de fogo de um dos melhores do mundo foram capazes de fazer a Argentina superar o iceberg defensivo da Islândia e impedir o tropeço na estreia na Copa do Mundo.

A sensação europeia congelou Messi, que perdeu pênalti, e debutou em Mundiais com o empate por 1 a 1 com a bicampeã. Agüero abriu o placar, mas Finnbogason empatou logo depois em partida válida pelo Grupo D, neste sábado (16), no Spartak, em Moscou.

No primeiro jogo do dia, a França venceu a Australia por 2 a 1 e ainda vao jogar Peru x Dinamarca e a Croácia contra a Nigéria.

Comentário

O Brasil aparece como o país mais preocupado com as chamadas “notícias falsas” (os fake news) em um estudo global que analisou a realidade de 37 nações. Dos entrevistados brasileiros, 85% manifestaram preocupação com a veracidade e a possibilidade de manipulação nas notícias lidas. A lista é seguida por Portugal (71%), Espanha (69%), Chile (66%) e Grécia (66%). Na opinião dos autores, a polarização política nesses países provocada por eleições, referendos e outros grandes processos de disputa na sociedade, podem ter favorecido essa percepção.

Já os menos preocupados com a possibilidade de uma notícia não ser verdadeira ou contar algum tipo de desinformação são Holanda (30%), Dinamarca (36%), Suécia (36%), Alemanha (37%) e Áustria (38%). Os autores destacaram na análise que, diferentemente dos Estados Unidos, a Alemanha passou recentemente por eleições em que a disseminação de notícias falsas não apareceu como um problema grave.

Quando tomada a amostra de forma conjunta, a média geral das pessoas consultadas pelo levantamento preocupadas com a veracidade das informações lidas na Internet ficou em 54%. O Relatório sobre Notícias Digitais, do Instituto Reuters, uma das mais importantes pesquisas do mundo sobre o tema, foi divulgado nesta semana. O levantamento fez entrevistas para identificar hábitos de consumo da população em relação a veículos de mídia e produtos jornalísticos.

Percepção

Os autores da pesquisa apontam uma percepção maior do que a realidade vivida pelas pessoas. Do total dos entrevistados, 58% disseram estar preocupados com notícias “fabricadas”, mas apenas 26% conseguiram identificar casos concretos. Essa diferenciação, entretanto, não foi feita por país, não permitindo identificar se essa disparidade ocorre nas nações onde a preocupação foi maior, como no Brasil.

“Quando olhamos para os resultados do nosso estudo, descobrimos que quando consumidores falam sobre ´fake news´ eles estão preocupados também com mau jornalismo, práticas de caça de cliques e enviesamento”, argumentam os autores da pesquisa.

Providências

Mesmo assim, as pessoas consultadas colocaram a necessidade de providências sobre o assunto. Na avaliação dos entrevistados, os principais responsáveis por adotar medidas de combate às chamadas notícias falsas deveriam ser os veículos tradicionais de mídia (75%) e as plataformas digitais (71%).

Na compreensão dos autores, essa percepção estaria relacionada ao fato de muitas reclamações com foco na veracidade ou manipulação estarem relacionadas a mídias tradicionais, e não a conteúdos fabricados por sites desconhecidos. A adoção de alguma regulação pelo Estado para atacar o problema ganhou aceitação sobretudo entre asiáticos (63%) e europeus (60%). Na Europa, a regulação do tema tem ganhado espaço. No último ano, a Alemanha aprovou uma lei que passa a responsabilidade pela fiscalização de conteúdos falsos e ilegais às plataformas. No Brasil, já há diversos projetos de lei tramitando no Congresso visando estabelecer regras sobre o tema. Com Agência Brasil

Comentário

Página 1 de 955
  • Unimed 38

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus