Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 04 Julho 2017 08:51

Dicas para driblar as dificuldades e estudar para concursos

Escrito por Lia Salgado
Lia Salgado é fiscal de rendas no município do Rio de Janeiro e consultora em concursos públicos. Lia Salgado é fiscal de rendas no município do Rio de Janeiro e consultora em concursos públicos. Divulgação

A sua vida está complicada e parece impossível estudar para concursos públicos?

Claro que o ideal é poder se matricular num curso ou contratar uma consultoria, comprar os materiais indicados, ter local de estudo adequado e tempo para dedicar à sua preparação. Mas, na vida real, pouca gente dispõe desses recursos todos. Por outro lado, muitas vezes não temos um recurso, mas temos outros. Então, se você realmente quer ser aprovado, esqueça as dificuldades e pense em soluções, mesmo que pareçam estranhas.

A seguir, comento alguns dos problemas mais comuns e alternativas possíveis. São opções extremas, mas funcionam. E, às vezes, temos de lançar mão dos caminhos possíveis para chegar onde queremos. A propósito, experimentei todas elas, no tempo de concurso e em outros momentos da vida.

1) Falta de dinheiro

Realidade da maioria dos concurseiros, a situação financeira complicada é um desafio para quem precisa de cursos e materiais para garantir uma boa preparação.

- Use a internet
Você vai se surpreender com a quantidade - e qualidade - de aulas gratuitas e fontes importantes de informação.

Descubra os tópicos cobrados nos editais dos concursos da área que você escolheu, para o nível de escolaridade que você pretende prestar. A partir daí, pesquise aulas gratuitas de cada tema, que podem ser escritas ou vídeo-aulas. Lembre-se de acessar também o youtube, que oferece excelentes opções. Você pode assistir a aulas diferentes sobre o mesmo assunto, o que facilita a compreensão e a fixação. Dessa forma, também o conteúdo fica mais completo e evita-se o risco de lacunas ou incorreções, já que estamos usando aulas gratuitas e que podem apresentar alguma falha. Depois, faça anotações, como se estivesse em sala de aula. Essa será a base das suas fichas-resumo.

No caso de português e matemática - disciplinas cobradas em vestibulares e no ENEM-, a oferta de materiais gratuitos é muito grande. Por exemplo, pesquise na Fundação Lemann.

Para leis, é possível cosultar a legislação federal no site do Planalto, a legislação estadual também está disponível na página do Planalto ou consultar a Assembleia Legislativa do estado. Já a legislação municipal pode ser consultada na Câmara Legislativa do município ou na página da prefeitura.

Já as provas anteriores podem ser consultadas em sites gratuitos e outros pagos (baratos) – a escolha é sua, mas o material é essencial para uma boa preparação, após o estudo da teoria. É possível selecionar questões por matéria/assunto/banca, etc.

– Pegue material emprestado
Para concurso de nível médio, o material da escola pode ajudar bastante. Pode ser o seu mesmo (se você saiu há pouco da escola), de seus filhos/as ou de amigos/as.

– Produza algo
Pense também em algo simples, que possa gerar o dinheiro necessário para pagar uma inscrição ou algum material importante. Por exemplo, fazer brigadeiro e levar para vender no trabalho, oferecer-se para algum serviço eventual para algum familiar; enfim, seja criativo e abandone escrúpulos bobos: todo trabalho honesto é digno.

2) Falta de tempo

- Transforme minutos em horas
Você usa as redes sociais? Substitua por estudo. Atualmente, aproveitamos qualquer minuto para nos atualizarmos nas redes. Há vezes em que, quando nos damos conta, gastamos quase uma hora (ou muito mais). Em vez disso, esteja sempre com algum material em mãos, exercícios a serem feitos, fichas para serem revisadas. E use qualquer tempinho para isso. Pode ser no transporte, no horário de almoço, enquanto aguarda numa fila. Ou logo que acorda, antes de dormir (como fazia com as redes sociais).
Mas prepare um planejamento de matérias, para não ficar tudo muito aleatório e saber o que deve estudar a cada dia.

– Horário alternativo
Quando você chega do trabalho, o cansaço é tanto que não é possível estudar? Experimente dormir bem cedo e acordar no meio da madrugada para estudar. Garanta ao menos 6 horas de sono, e depois aproveite o cérebro descansado e o silêncio da madrugada para a sua preparação. Com o tempo, o corpo acostuma.

– Peça ajuda aos “universitários”
Alguma matéria que você não consegue entender de jeito algum? Pense se não tem um amigo que possa ajudar. Pesquise no trabalho. Peça ajuda pelas redes sociais (pra isso vale, mas não se perca em conversinhas).

Há uma coisa curiosa: as pessoas gostam de ajudar quem está lutando por algo. Não vale se pendurar nos outros, porque o projeto é seu, e o esforço também deve ser. Mas ajudas pontuais costumam ser concedidas de forma generosa.

3) Local de estudo

Se você mora com outras pessoas e não consegue privacidade para estudar ou não tem um local adequado, com boa iluminação e algum conforto, experimente usar bibliotecas de universidade ou públicas.

São silenciosas, frescas, e minimamente confortáveis. O ambiente limita as interrupções e favorece a concentração.

Se a sua dificuldade não foi abordada aqui, não importa. O que eu queria mostrar é que sempre há um caminho por onde é possível passar. Esqueça o normal, o previsível, e invente a sua própria estrada, desde que ela leve aonde você deseja.

Lia Salgado é fiscal de rendas no município do Rio de Janeiro e consultora em concursos públicos.

Última modificação em Terça, 04 Julho 2017 08:30
  • Unimed 38
  • unigran vest 18 menor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus