Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A Justiça do Rio proibiu, nesta quarta-feira (12), a cremação do corpo do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega. O pedido de cremação havia sido feito pela família do ex-policial. Para cremar qualquer corpo de morto por causas violentas, é necessária autorização judicial, publica o portal do G1. A cerimônia estava prevista para as 10 horas locais desta quarta no Crematório do Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária do Rio.

Na decisão, a juíza do plantão judiciário, Maria Izabel Pena Pieranti, diz que "não se encontram preenchidos os requisitos previstos na Lei de Registros Públicos (lei 6.075/1973)". Segundo a juíza, não constam no pedido documentos imprescindíveis para a cremação, como a cópia da Guia de Remoção de Cadáver e o Registro de Ocorrência. A juíza reitera, ainda, que Adriano não morreu de causas naturais e que, segundo consta da certidão de óbito, ele sofreu anemia aguda e politraumatismo causados por instrumento perfuro-cortante.

Rota de fuga

No Jornal Nacional desta terça-feira (11), a TV Globo mostrou os esconderijos e a rota de fuga do miliciano, até ser baleado e morto por policiais em Esplanada, município da Bahia. Ex-capitão do Bope (o Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar fluminense, Nóbrega era suspeito de comandar um grupo que cometeu dezenas de homicídios: o Escritório do Crime.


Expulso da corporação por envolvimento com o jogo do bicho, o Capitão Adriano (como era conhecido) foi homenageado, mais de uma vez, pelo então deputado estadual Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ), hoje senador. Antes de ser morto na operação, Nóbrega estava foragido há mais de um ano ao ser alvo de mandado de prisão expedido em janeiro de 2019.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia informou que o ex-capitão do Bope passou a ser monitorado por equipes do órgão a partir de informações de que ele teria buscado esconderijo na Bahia. Segundo informações da pasta, Adriano foi localizado em um sítio de um vereador do PSL de Esplanada. Na segunda-feira (10), a Corregedoria-Geral da Secretaria de Segurança Pública da Bahia abriu investigação sobre as circunstâncias da morte do miliciano.

O advogado de Nóbrega, Paulo Emílio Cata Pretta, disse acreditar que o ex-capitão da PM foi vítima de "queima de arquivo" e revelou que ele já temia ser assassinado. Para o secretário de Segurança da Bahia, Maurício Barbosa, a versão é "estapafúrdia".

Comentário

Com recursos próprios do Município, oriundos de acordo de compensação por área institucional, a Prefeitura de Dourados está recuperando a pavimentação asfáltica da rua Aziz Rasselen, entre a Avenida Weimar Torres e a rua Ciro Melo, na zona oeste da cidade. A rua passa em frente à Vila Popular e a sede da Polícia Federal e dá acesso ao aeroporto, centros universitários e quartéis do Exército, pela Avenida Guaicurus.

No início da via, próximo à Avenida Weimar Torres, e no final, próximo à Rua Ciro Melo, trechos que se encontravam em situação mais crítica, será feita a recuperação do pavimento com remendos profundos e o recapeamento. No trecho intermediário serão feitos os reparos necessários para devolver as boas condições de tráfego aos condutores que utilizam a via diariamente.

A obra tem custo de R$ 258,7 mil e é executada pela Saad Lorensini e Cia. Ltda. A mesma empresa fará serviço semelhante na Rua General Osório, desde a rotatória da rua Frei Antônio até o acesso à BR 463, no BNH 4º Plano. Esses dois trechos foram os que ficaram fora do acordo feito com a Sanesul para a recuperação, com tapa-buracos e recapeamento, das ruas do quadrilátero central de Dourados.

Comentário

O vereador Silas Zanata (Cidadania) solicitou à prefeita Délia Razuk (PTB) e à secretária municipal de Planejamento, Adriana Benício Toneloto Galvão e ao diretor da Agehab (a Agência municipal de Habitação e Interesse Social), Carlos Augusto de Melo Pimentel, a elaboração de projeto para a implantação do programa de lotes humanizados nos distritos de Indápolis, Vila Formosa e Vila São Pedro.

Silas Zanata justifica que o Programa de Lotes Humanizados, já regulamentado no município, autoriza a doação de lotes para as famílias construírem suas próprias casas com recursos próprios, sendo que será fornecido pela Prefeitura dois kits de materiais de construção no valor de R$ 5 mil cada, beneficiando prioritariamente famílias em situação de vulnerabilidade social, com moradias precárias, que não possuem imóvel, e não tenha sido contemplado ainda com outro programa social de moradia.

“Nos distritos de Indápolis, Vila Formosa e Vila São Pedro, a Prefeitura possui terrenos reservados para o Projeto Minha Casa, Minha Vida. Nossa indicação é no sentido de que esses terrenos sejam destinados ao Programa Lote Humanizado, e que possam beneficiar as famílias pré-cadastradas e selecionadas”, comentou o vereador.

“O atendimento desse pleito irá possibilitar aos munícipes a oportunidade de obter uma moradia digna, realizando assim o sonho da casa própria e dando melhor qualidade de vida a todos”, finalizou Silas. (Da assessoria)

Comentário

Trabalhadores em educação dos Ceims, os Centros de Educação Infantil de Dourados), decidiram, reunidos em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (11) na sede do Simted, paralisar as atividades na segunda-feira (17), pela falta do grupo de apoio para atendimento às crianças.

A categoria decidiu paralisar totalmente as atividades, segundo deliberado na assembleia, em protesto contra a falta de auxiliares para atuarem em sala juntamente com professoras da educação infantil. Os profissionais também decidiram que, a partir de terça-feira (18), vão realizar paralisação parcial, de acordo com a demanda de cada unidade de ensino e para evitar riscos aos alunos e falta de condições de trabalho às docentes.

Os educadores defendem a realização de concurso público para o grupo de apoio à educação infantil, já que a demanda de auxiliares é de cerca de 700 profissionais.

Denúncia

Na quinta-feira (6) passada a diretoria do Simted protocolou ofício no Ministério Público Estadual, denunciando a falta de condições de trabalho nos Ceims do município de Dourados. A Deliberação 080/2014 do Conselho Municipal de Educação recomenda que "em qualquer faixa etária as funções de educar e cuidar deverão ser exercidas pelo professor, acompanhado por um auxiliar em período integral".

A 17ª. Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos, Idoso, Pessoas com Deficiência da Infância e da Juventude da Comarca de Dourados vai realizar, quarta-feira (19) que vem, uma reunião para tratar da situação de vulnerabilidade das crianças nos Ceims do município.

Comentário

A Unidade Móvel do Hospital de Amor, doada pelo Sicredi para atender Dourados e a macrorregião, reiniciou nesta terça-feira (11), os atendimentos às mulheres de Dourados. Para realizar os exames, que nesta semana estão sendo feitos sem agendamento, e por ordem de chegada, na Unidade Móvel instalada no CAM à Rua Salviano Pedroso, 1050, no Jardim Água Boa, onde ficará até o final de fevereiro, é necessário a apresentação do RG, CPF, Cartão SUS e Comprovante de Residência.

Os atendimentos ocorrerão de segunda à sexta-feira, das 7 às 16h30. Na próxima semana, a partir de segunda-feira (17), os atendimentos ocorrerão através de agendamento no período da manhã e à tarde, e continuarão a ser realizados sem horário marcado, por ordem de chegada. O agendamento pode ser realizado na própria Unidade Móvel ou pelo celular/whatsapp 99611-0371.

No ano passado a Unidade realizou seus primeiros atendimentos no Município e entre os meses de novembro e dezembro, durante dez dias, foram realizados 400 preventivos e 336 exames de mamografia.

Para a realização do exame preventivo - Papanicolau - as mulheres precisam ter entre 25 a 64 anos e um ano de intervalo do último exame. Já para a Mamografia é necessário ter entre 40 a 49 anos, um ano de intervalo do último exame; e entre 50 a 69 anos, ter dois anos de intervalo do último exame.

Estes exames possibilitam o diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo de útero, propiciando a realização de tratamentos muito mais rápidos, menos agressivos, aumentando de forma importante as chances de cura. O Hospital de Amor segue protocolos internacionais, oferecendo um atendimento integral e humanizado às pacientes, com segurança e qualidade.

Comentário

Buscando um mandato em prol da população, o vereador Alan Guedes (DEM), presidente da Câmara de Dourados, realizou solenidade, durante sessão ordinária desta segunda-feira (10), para promulgação da Lei 4.432, que dispõe sobre a realização de exame de ecocardiograma nos recém-nascidos com Síndrome de Down no município.

Esta é a terceira lei promulgada por Alan Guedes, sendo duas em 2019 e uma em 2020, durante o mandato e como componente da Mesa Diretora. “Nós estamos cumprindo o que determina a lei orgânica e o regimento interno, sempre para o bem da população. Agora estas leis entraram em vigor e terão efeitos positivos na vida cotidiana do cidadão”, ressaltou o vereador.

Conforme o § 4º, do Artigo 128 do Regimento Interno, caso uma lei aprovada em plenário não seja sancionada pelo Poder Executivo, o presidente da Câmara poderá promulga-la, dentro de 48 horas.

“Decidimos pela promulgação da lei porque acreditamos que estes exames trarão benefícios para quem precisa”, completou Alan. “Eu tenho visado um mandato que gere resultados, que deixe um legado positivo para a população, por isso temos buscado, dentro da lei, cumprir com o nosso dever como vereador”, enfatizou.

A Lei 4.432, de autoria do vereador Madson Valente (DEM), visa a realização de exames de ecocardiograma nos recém-nascidos com Síndrome de Down, em estabelecimentos públicos ou privados, credenciados ao SUS (Sistema Único de Saúde), mediante prescrição médica previamente autorizada pela Secretaria de Saúde.

Ainda conforme a lei, o SUS deverá receber novo aporte financeiro para a realização dos exames, sendo que as despesas da aplicação desta lei ficarão a cargo o orçamento anual do município. (Da assessoria)

Comentário

Como já acontece a cinco anos, centenas de estudantes do Paraguai, Brasil, Argentina, Bolívia, Venezuela e outros países iniciaram mais uma jornada em busca de sonho de se formar em medicina. Entre as muitas opções existentes no Paraguai, eles escolheram a UCP (Universidad Central Del Paraguay) que se tornou em uma das maiores instituições de ensino superior do país.

A recepção dos calouros aconteceu no último dia 5 em Ciudad Del Este e em Pedro Juan Caballero e era visível a emoção e a ansiedade dos novos universitários em começar o curso, um dos mais concorridos e que tem uma das carreiras mais gratificantes para os profissionais que a exercem.

A importância da profissão para a sociedade e o desenvolvimento humano foram alguns dos aspectos abordados pelo reitor da UCP, Luiz Alberto López Zayas, que deu as boas vindas para os estudantes de Cuidad Del Este.
“Hoje vocês estão fazendo um compromisso com a universidade e com vocês mesmos, mas quando sairem daqui com o diploma que eu mesmo pretendo entregar nas suas mãos, o compromisso será com a sociedade e com a humanidade. Os rostos não serãos os mesmos, pois todos vamos mudar. Alguns não ficarão até o fim, mas o compromisso em ajudar a melhorar a vida das pessoas este tem que permanecer sempre”, disse o reitor.

Já em Pedro Juan Caballero, os calouros foram recebidos pelo diretor administrativo da UCP, Karlos Bernardo que também falou da importância de se aproveitar ao máximo os ensinamentos dos professores e do que o médico em suas mais diversas especialidades representa para as pessoas nos momentos mais difíceis da vida. “Aqui todos terão a oportunidade de aprender em sala de aula, nos nossos modernos laboratórios e o mais importante no dia-a-dia nas nossas clínicas quando chegar o momento de vocês acompanharem seus professores e no contato com as pessoas nos nossos programas de extensão universitária. Aproveitem cada momento pois eles serão muito importante na carreira profissional que acabaram de escolher”, disse Karlos.

A Universidade Central Del Paraguay possui dois pólos em Ciudad Del Este e outros dois em Pedro Juan Caballero com toda a estrutura necessária para a formação de profissionais capacitados e um corpo docente formado pelos melhores professores, mestres e doutores do Paraguai.

Comentário

O vereador Sergio Nogueira (PSDB) solicitou à prefeita de Dourados, Délia Razuk (PTB) e ao governo do Estado informações a respeito da obra realizada na Avenida Presidente Vargas, para reparar uma cratera surgida em 2019. Moradores da região têm reclamado da qualidade da obra realizada na via.

Depois de seis meses interditada e custando R$ 871 mil, a obra da Avenida Presidente Vargas foi finalizada em outubro de 2019, porém cerca de cinco meses após o término, moradores da região do BNH 3º Plano e também do município de Itaporã que trafegam diariamente pelo local têm reclamado da qualidade do asfalto no local onde foi realizada a obra.

De acordo com Sergio Nogueira, os moradores alertaram para os problemas e apontaram que em dias de chuva a água fica empossada do lado esquerdo da via por não ter o desnível necessário e não consegue escoar, por conta do bueiro que permanentemente se encontra entupido com dejetos plásticos e de madeira, sendo que via fica alagada, chegando ao nível do meio fio.

“Nós ainda verificamos, durante visita ao local, que está surgindo algumas fissuras no asfalto”, comentou o vereador. “Os moradores ainda apontaram que a caída de água ficou do lado oposto da boca de lobo existente”, completou.

Com isso, Sergio Nogueira requereu ao Poder Executivo que busque informações junto a empresa responsável pela obra, quanto a resolução destes problemas. “É preciso verificar estas denúncias, para saber se isso poderá comprometer ou não a segurança das pessoas que trafegam pela via. Este requerimento tem o objetivo de fazer um alerta ao Governo do Estado, para que haja preocupação pós obra, pós serviço realizado”, finalizou. (Com assessoria)

Comentário

A Câmara de Dourados recebeu, na segunda sessão ordinária após a volta dos trabalhos, na noite desta segunda-feira (10), a presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde e Agentes de Combate a Endemias da Região da Grande Dourados, Silvia Salgueiro, que discorreu a respeito do piso salarial e dos incentivos da categoria.

De acordo com Silvia, em 2016 o Governo Federal emitiu ordem aos municípios para regularização do piso salarial da categoria, que deveria ser de R$ 1.550, porém escalonado em três vezes. Em Dourados, o escalonamento ficou para 2019, 2020 e 2021. Porém, a presidente do sindicato afirmou que em Dourados a demora da correção salarial se deu por conta de falha de comunicação entre a Prefeitura, Governo Federal e o sindicato.

“Este ano fizemos o que acreditamos ser o jeito certo. Avisamos o município no dia 5 de fevereiro, informando que o novo piso da categoria para 2020 seria de R$ 1.400. Porém ainda não foi realizado o reajuste. Isto é um descaso com a categoria, é uma falta de respeito”, ressaltou Silvia. “Este dinheiro faz falta. É nosso IPTU, material escolar, nossas contas. Então a gente não está cobrando a mais, está cobrando o que é nosso”.

Lei

Ainda durante a sessão ordinária, foi realizada solenidade para promulgação da Lei 4.432, de autoria do vereador Madson Valente (DEM), que visa a realização de exames de ecocardiograma nos recém-nascidos com Síndrome de Down. Conforme o § 4º do Artigo 128 do Regimento Interno, caso a lei não seja sancionada pelo Poder Executivo, o presidente da Câmara poderá promulgar, dentro de 48 horas.

Ordem do Dia

A Casa de Leis aprovou, em 2ª discussão e votação, o Projeto de Lei 239/2019, de autoria do Poder Executivo, que autoriza alienação de Área Pública e Projeto de Lei 318/2019, do vereador Bebeto (PL), que inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município as festividades alusivas ao Dia da Criança, realizadas pelo Instituto Semear, com sede no distrito de Vila Vargas.

Comentário

A unidade da Seara em Dourados continua, nesta quarta-feira (12), recebendo inscrições dos candidatos para vagas na função de operador de produção.

Moradores das cidades de Glória de Dourados e Fátima do Sul interessados nas oportunidades também devem se dirigir à planta de Dourados para participar da seleção.

Para participar do processo seletivo, os candidatos devem comparecer nesta manhã, levando currículo e documentos pessoais, como Carteira de Trabalho e RG na unidade localizada no Km 6 da BR 163, na saída de Dourados para Campo Grande.

Comentário

Página 8 de 1570

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus