Timber by EMSIEN-3 LTD
  • 10 anos
  • 10 anos1
Redação Douranews

Redação Douranews

A manutenção da 18ª Brigada de Infantaria e da 18ª Companhia de Comunicações do Exército em Corumbá, em Mato Grosso do Sul, foi o tema da audiência que senadores e o prefeito corumbaense, Paulo Duarte, mantiveram nesta quarta-feira (22) com o ministro da Defesa, Raul Jungmann.

“A notícia de que os contingentes podem ser desativados pegou o município de surpresa, deixando a população extremamente preocupada”, revelou o prefeito Paulo Duarte, que chama a atenção para a grande extensão territorial de Corumbá, a segurança na fronteira e o significado histórico da presença do Exército no município.

Na condição de coordenador da bancada sul-mato-grossense, o senador Waldemir Moka (PMDB) explicou ao ministro Jungmann a importância da manutenção daqueles contingentes em Corumbá. De acordo com Moka, é fundamental que, para a tomada de uma decisão desse porte, seja levada em consideração a segurança da fronteira.

Paulo Duarte explicou que há cerca de dois anos o Exército lhe havia solicitado uma área maior para a expansão geográfica dos contingentes militares. “Nós, inclusive, providenciamos a nova área, devida e legalmente, e, agora, somos surpreendidos com a notícia de que os contingentes serão desativados”, lamentou o prefeito.

A senadora Simone Tebet (PMDB) destacou ao ministro a necessidade de manutenção das referidas unidades do Exército em Corumbá: “O município tem importância estratégica para o Brasil, mesmo, muito além da questão específica do Mato Grosso do Sul, e a presença do Exército, no local, empresta indispensável sensação de segurança à fronteira”.

Na opinião do senador Pedro Chaves, “Corumbá é uma fronteira seca, extremamente perigosa, se constituindo em porta de entrada do tráfico de drogas, daí a necessidade extrema de manutenção das guarnições do Exército, no município, justamente o que viemos pedir ao ministro da Defesa”.

“Nenhuma decisão será tomada a respeito da desativação das guarnições do Exército em Corumbá sem que nova conversa aconteça com os senhores senadores e deputados federais de Mato Grosso do Sul”, afirmou o titular da Defesa.

Ao deixar a reunião, o senador Moka considerou “essencial que o ministro Jungmann haja firmado o compromisso de que nenhuma decisão será tomada sem que a bancada e o prefeito sejam ouvidos, garantindo, ainda, que ele, o ministro, se considerava muito sensível à reivindicação do Mato Grosso do Sul”.

Os nove agentes da Senad (a Secretaria Nacional Antidrogas), apontados pelo homicídio da menina Viviana Paredes, de apenas 3 anos de idade, serão remetidos ao presídio penal militar de Vinhas Cue, por disposição do juiz Leonardo Ledesma.

Depois que o próprio Ministério de Justiça havia descartado a possibilidade de que os nove agentes antidrogas fossem levados ao presídio de Tacumbú, o magistrado resolveu encaminhá-los à penitenciária militar.

O translado deverá ser feito nas próximas horas, como informou rádio paraguaia ABC Cardinal. Antes dessa disposição do juiz, os suspeitos percorreram ao menos duas prisões, onde foram recusados, tanto em Tacumbú como no presídio de Emboscada, devido a informações de possíveis represálias por parte de internos.

Os agentes da Senad participavam de operação sábado (18) passado quando acabaram ferindo de morte a menina Viviane, em troca de tiros com marginais da cidade, como reproduziu o jornal ABC Color.

Comentário

Uma equipe da PM (Policial Militar) de Ponta Porã recuperou nesta terça-feira (21) um veículo produto de furto/roubo e prendeu dois homens por receptação. De acordo com a ocorrência, por volta das 16h30, durante patrulhamento ostensivo preventivo na rua Marechal Floriano Peixoto na área central, os policiais visualizaram o veículo Kia Soul de cor prata com placas de Uberaba/MG.

O carro era conduzido por um homem de 47 anos, tendo por passageiro outro homem de 33 anos, ambos de nacionalidade brasileira. Após checagem, os policiais descobriram que o veículo havia sido furtado na segunda-feira (20) em Uberaba. Os dois homens foram presos e encaminhados ao 1° DP (Distrito Policial) da cidade, juntamente com o automóvel recuperado.

Os presos foram identificados como Amélio José de Oliveira Junior, de 47 anos e Melcíades Daniel Vera Cabrera, de 33 anos.

Comentário

Empreendimento anunciado como negócio sólido e consistente, quando começou a operar, no início de 2009, a Usina São Fernando Açúcar e Álcool projetava atingir em 2017 a capacidade plena de produção. A partir de 2013, porém, ao entrar em processo de insolvência, o grupo passou a conviver com a síndrome de escândalos que atingiu o PT e aliados, como o empresário e pecuarista José Carlos Bumlai, preso pela PF (Polícia Federal) na 21ª fase da Operação Lava Jato, por suspeita de obstruir os trabalhos da PF. Agora, além de não pagar salários de quem trabalha, a usina, com uma dívida estimada em R$ 1,4 bilhão, vem promovendo o desemprego em série. De acordo com o sindicato dos trabalhadores da área, cerca de 600 já perderam o emprego nos últimos sete meses.

As empresas do grupo de Bumlai [além da usina São Fernando, a São Fernando Energia I Ltda, São Fernando Energia II Ltda, São Marcos Energia e Participações Ltda e São Pio Empreendimentos Participações Ltda] passam por um processo de recuperação judicial que corre na 5ª Vara Cível de Dourados desde 2013. Nesse período, enfrentou pedidos de falência de credores como o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e denúncias envolvendo o principal acionista.

Recuperação judicial

Reportagem produzida pela rádio FM94 mostra que, nomeado pelo juiz Jonas Hass Silva Júnior para atuar como administrador judicial das empresas e evitar a falência, o escritório Vinicius Coutinho Consultoria e Perícia S/A Ltda informou dívida total de R$ 1.327.978.900,00 em documento anexado ao processo no dia 17 de junho de 2013. No dia 21 de março de 2016, ao trocar ofícios com o desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho, que julgava um agravo de instrumento interposto pela Heber Participações na 4ª Seção Cível do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o magistrado de 1ª instância relatou que as empresas do Grupo São Fernando “devem em torno de 1,4 bilhão de reais”.

A dívida crescente do Grupo São Fernando é agravada pelos resultados negativos dos balanços fiscais apresentados até agora, por R$ 488.483,578,66 em contas atrasadas desde 2015 e cinco pedidos de falência feitos pelo maior credor, o BNDES. O resultado dessa crise é sentido, sobretudo, pelos trabalhadores. Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Açúcar e Álcool de Dourados, Donizetti Aparecido Martins revelou que em outubro de 2015 foram ao menos 400 homologações de acordos para rescisão contratual. Em maio deste ano, mais 180 demissões. São quase 600 desempregados num intervalo de sete meses.

O sindicalista reconhece que a situação é preocupante, mas argumenta que nesse mesmo período 120 trabalhadores foram remanejados ou readequados no quadro da empresa para evitar mais demissões. “Infelizmente, como a empresa está numa situação difícil, não tem a mesma produção”, pondera o sindicalista.

Comentário

Os traficantes Lucas Antônio Carrijo, de 31 anos e Robson Martins Silva, de 37, que estavam presos provisoriamente em uma cela da delegacia de Polícia Civil de Fátima do Sul, cerraram as grades e fugiram, na madrugada desta quarta-feira (22), segundo a Polícia.

Conforme Boletim de Ocorrência, o investigador plantonista escutou barulho na carceragem, por volta de 5 horas e, ao verificar o que acontecia, deparou-se com duas barras de ferro da grade superior da cela e uma barra da passagem de ar entre o solário e o corredor, cerradas.

Em conferência à lista de presos, foi constatado que Lucas e Robson, que haviam sido presos por tráfico de drogas, haviam fugido. Buscas foram feitas, mas nenhum deles foi localizado ainda.

Em Chapadão

Outra fuga de delegacia ocorreu na madrugada de segunda-feira (20), quando cinco presos cortaram a tela de proteção do solário de cela da unidade policial de Chapadão do Sul e fugiram. Depois de abrirem o buraco eles colocaram toalhas sobre o arame farpado para evitar cortes, escalaram o prédio até o pátio de muros baixos e sumiram.

Os fugitivos foram identificados como sendo Adilson Ferreira da Costa, preso por assassinar a esposa no Paraná; Maicon Jonathan Lopes, Josué Henrique do Nascimento, Alcides Francisco dos Santos Júnior e Felipe de Araújo Veron, por envolvimento com o tráfico de drogas.

Três homens que seriam integrantes da organização criminosa do PCC (o Primeiro Comando da Capital) foram presos nesta terça-feira (21) na fronteira e a polícia agora investiga se eles tiveram envolvimento na execução do empresário Jorge Rafaat Toumani, considerado o ‘rei’ do narcotráfico na fronteira do Brasil com o Paraguai, ocorrido na quarta-feira (15) passada em Pedro Juan Caballero.

Os suspeitos de integrarem a facção foram presos na mesma cidade paraguaia, e identificados como Cristian Souza do Nascimento, de 34 anos, Luciano Ibarra, de 39 e Jackson da Silva, de 35 anos. Segundo o jornal ABC Color, de Assunção, o trio ocupava um veículo Siena, com placas de Campo Grande, quando foi abordado em operação policial.

De acordo com as informações da Polícia Federal do Brasil, os três presos têm importantes relações no Paraguai e fariam parte do PCC, organização criminosa que chegou a reivindicar a autoria do crime e que estaria em disputa com outros grupos pelo controle do tráfico de drogas na fronteira.

Comentário

A expectativa de vida do brasileiro, assim como no mundo, tem aumentado bastante. Isso é reflexo dos excelentes avanços em pesquisas científicas, que tem proporcionado maiores resultados no controle às doenças, e também devido à preocupação geral com a alimentação e a atividade física. Mas, mesmo com a combinação dos dois fatores, a verdade é absoluta: uma hora iremos envelhecer. E isso pode incomodar muitas pessoas.
Em busca de um estilo de vida mais natural e saudável, a preocupação com a beleza física também se reflete nos novos ideais de vida longa. Por isso, as cirurgias plásticas em idosos têm sido tão corriqueiras quanto nos jovens e adultos. A regra é bem simples: se tem vontade e coragem de encarar o bisturi, vá em frente. Mas existem os pequenos detalhes que podem ser muito importantes na hora da recuperação, e até mesmo no resultado final da cirurgia.

“O médico-cirurgião deve estar atento aos problemas de saúde do paciente, pois existem restrições, além de pedir exames mais detalhados e fora do padrão convencional”, alerta Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica. Exames como holter e teste ergométrico são essenciais para os idosos, e dependendo do resultado de um deles, já indica que o paciente não está apto para a cirurgia. Alguns exames, por outro lado, podem informar ao médico se o paciente pode realizar uma cirurgia na face, mas não no abdômen. Realizar duas cirurgias de uma única vez em pacientes idosos está fora de cogitação.

Com o envelhecimento natural do corpo e do organismo, há algumas particularidades que caracterizam pequenos detalhes para a cirurgia. Por exemplo, a circulação sanguínea, que se torna mais lenta e difícil com o avanço da idade – o que significa que o cirurgião não deve fazer grandes retalhos ou descolamentos de pele, já que a recuperação dos tecidos pode ficar comprometida. O tempo da cirurgia também precisa ser bem pensado, para manter o paciente pouco tempo sob o efeito da anestesia.

Obedecendo as regras e os limites do paciente, vale de tudo para se sentir mais jovial, tanto na alma quanto no corpo. Diferente dos mais jovens, os idosos não procuram a cirurgia plástica meramente por questões estéticas, mas por causa do bem-estar e da saúde. Mesmo quem sobrevive apenas com a aposentadoria, pensão ou ajuda de custo, há como procurar uma maneira mais acessível de pagamento em empresas como o Centro Nacional – Cirurgia Plástica, que parcelam e tornam as condições financeiras mais favoráveis, além é claro de contar com os médicos-cirurgiões devidamente credenciados e aptos a realizar os procedimentos, sem o medo de estar caindo em um golpe falso.

Pela qualidade de vida e pelo bem-estar, a terceira idade avança no campo da vida em busca de melhorias para viver mais e melhor. Após anos de trabalho, dos cuidados com a família e das preocupações, é chegado o momento de pensar em si mesmo. Talvez por isso esse período da vida seja também conhecido como a melhor idade.

Um bom alerta é se precaver com os exageros e as imagens falsas demais com peles faciais excessivamente puxadas, sobrancelhas arcadas além do normal e bocas deformadas ou desproporcionais aos contornos da face. Com bom senso dá para rejuvenescer com equilíbrio, tomando cuidado para não exagerar.

Para conhecer mais, acesse aqui

Comentário

O ministro Marco Aurélio de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu liminar nesta terça-feira (21) beneficiando oito presos durante a segunda fase da operação Lama Asfáltica, que investiga esquema de desvio de recursos públicos de obras do estado de Mato Grosso do Sul, como informa o G1.

Das 15 prisões decretadas no dia 10 de maio de 2016, oito foram convertidas em preventivas. O ex-secretário estadual de Obras e ex-deputado federal Edson Giroto, o ex-prefeito de Paranaíba e servidor da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimento), Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o empreiteiro e dono da Proteco, João Amorim, e o empresário do interior de São Paulo Flávio Henrique Garcia foram levados para o Centro de Triagem “Anísio Lima”, que fica ao lado do presídio de Segurança Máxima, em Campo Grande.

A filha do ex-prefeito, Mariane Mariano, por estar em fase de amamentação, a advogada Raquel Giroto, mulher do ex-deputado federal Edson Giroto, por ser advogada e ter uma filha de 7 anos, e Elza Cristina Araújo dos Santos, advogada, secretária e sócia de João Amorim conseguiram o direito da prisão domiciliar. Outra mulher que teve a prisão preventiva decretada foi Ana Paula Amorim, filha do empreiteiro. Ela foi presa no Rio Grande do Sul. Todas também conseguiram liberdade provisória.

Outros investigados durante a segunda fase são: ex-secretário-adjunto de Fazenda de MS, André Luiz Cance; ex-diretora-presidente da Agesul, Maria Vilma Casanova Rosa; Ana Lúcia Amorim Dolzan; Renata Amorim; Ana Cristina Pereira da Silva; ex-servidor da Agesul, Hélio Yudi; e Evaldo Furrer Matos. Eles foram libertados com o fim da prisão temporária.

Comentário

De imediato, a repórter se assusta com a semelhança entre Katia Aveiro e o irmão, o astro do Real Madrid e da seleção portuguesa Cristiano Ronaldo. Até a pinta no canto esquerdo superior da boca é idêntica à do atacante, eleito três vezes melhor do mundo pela Fifa

 "Ele que é parecido comigo, porque eu nasci primeiro", retruca, em tom de brincadeira, a cantora de 39 anos.

Ouvir sobre a semelhança com o atleta é algo com o qual a cantora está acostumada. Em turnê promocional pelo país, a irmã de CR7 coleciona "causos" sobre o assunto. O mais recente passou no aeroporto de Porto Alegre, de onde voltava após cantar na final do Gigante Bowl, evento de futebol americano, no sábado (18).

"O moço que trabalhava no controle de passagens olhou para mim e perguntou: 'você é irmã do Cristiano Ronaldo, né?'. Pensei que ele tivesse me visto no show, mas só tinha me achado parecida", comenta.

De vez em quando me olho no espelho e percebo que quanto mais os anos passam, mais o Cristiano fica parecido comigo. Mas sou mais bonita", diverte-se.
Aos 39 anos, Katia Aveiro não se incomoda em ser chamada de a irmã de Cristiano Ronaldo. Mas, aos poucos e sem pressa, tenta ganhar espaço no mercado fonográfico (seu estilo é pop romântico) sem que o parentesco pese tanto. Na Espanha, país onde o irmão vive desde 2009, nem sequer precisa mais do aposto, ela garante.

"A Espanha já é a minha segunda casa. Depois que eu participei de um programa de TV ("Supervenientes"), eles passaram a me conhecer como Katia Aveiro, a cantora. Valorizam o meu trabalho", orgulha-se ela, que chegou a se apresentar na festa promovida pelo Real em Milão, a pretexto da final da Liga dos Campeões, vencida pelo time madrileno. "É um momento que eu jamais vou esquecer."
No Brasil, Katia reconhece que ainda está dando os primeiros passos.

Acostumada a visitar o país, esta é a primeira vez, no entanto, que vem a trabalho. Katia termina sua passagem nessa quinta, depois de uma pequena maratona que a afastou das arquibancadas da Eurocopa - ela costuma prestigiar a seleção portuguesa em todas as competições. Além de entrevistas, a cantora fez, no Brasil, apresentações ao vivo, gravou o clipe da música "Garota Sensação", num dueto com o cantor catarinense Juliano Rosa, e fechou um contrato para venda online de acessórios que levam o seu nome.

"Vim para promover a minha carreira, minha imagem. Sempre quis entrar no mercado brasileiro, porque me identifico com ele. O Brasil é um país muito quente, animado. Eu sou assim, então me sinto em casa", afirma ela, que tira uma experiência positiva da turnê: "Só lamento não ter conseguido pegar sol", brinca.

Família unida

Katia é a segunda filha entre os quatro irmãos e é discreta ao citar o caçula, de 31 anos, o mais famoso deles. Mas entende a curiosidade que as pessoas têm do maior jogador da história do futebol português. Assim, as citações a Cristiano Ronaldo acontecem ao recordar memórias da infância na Ilha da Madeira.

"Nascemos numa casa muito humilde. Mas tínhamos a vista do mar e da serra, era a melhor do mundo. Hoje podendo frequentar os melhores hotéis, em várias partes, eu tenho certeza que nós éramos muito felizes na Madeira.

O nosso cantinho de céu", diz, referindo-se à relação que os irmãos têm do local onde nasceram.

Até hoje, Ronaldo mantém imóveis na ilha que cresceu e começou a carreira.

Ao falar dos pais, novas referências ao irmão. A mãe, dona Dolores, ganha uma citação especial. "É difícil explicar com palavras o que ela representa para mim, para o Cristiano e para os irmãos. Depois que nosso pai se foi ela se tornou ainda mais importante. É a matriarca, que nós respeitamos, mesmo quando não tem razão. Ela é o pilar da nossa família. Se não existisse, não faria sentido as casas, as joias, os carros, nenhum dinheiro", declara ela, que lamenta o fato de o pai, morto em 2005, não ter visto a vitória dos filhos.

"Meu pai era muito orgulhoso de todos nós. Contava as horas para me ver subir ao palco, ver o Cristiano entrar em campo. Sofremos a ausência dele mais ainda porque ele não viu o nosso sucesso".
Katia conta que apesar dos compromissos, eles sempre frequentam a casa um dos outros. E não deixam que brigas mexam com a rotina familiar. "Não ficamos 15 dias sem nos ver. Somos uma família normal como todas as outras, os irmãos discutem, quando um fala algo que não deveria falar... Quando isso passa, fico muito mal. Porque nós precisamos muito um do outro. Até demais", avalia.
CR7 incentivou irmã a emagrecer

Divorciada do pai de seus dois filhos, Katia diz não estar com pressa de encontrar um novo parceiro. Mas afirma que o fato de ter Cristiano Ronaldo como irmão acaba tornando o processo de encontrar um amor mais complicado.

"Não vamos ser hipócritas, porque o fato de eu ser irmã de um atleta mundialmente conhecido faz, sim, com que as pessoas me vejam de outra forma. Sei que eu tenho qualidades para que gostem de mim independentemente dele e sei que muita gente se aproxima por ele. Mas aprendi a lidar com isso porque tenho pessoas de verdade ao meu redor. Tenho uma redoma em minha volta, a maturidade, tudo isso me ensinou a selecionar. Mas isso não quer dizer que eu não possa me enganar um dia", admite ela, que, perto de completar 40 anos, se vê melhor hoje.

"Fui casada, tive dois filhos, me divorcie. A partir daí tive que me tornar independente, mais segura. Percebi que poderia ser mãe, cantora, empresária. Toda mulher depois dos 30 anos se sente mais confiante. Isso me tornou mais bonita, claro", relaciona.

A percepção passa também pelo lado estético. Nos últimos anos, Katia perdeu 34 quilos, o que lhe deixou mais segura para mostrar o seu lado mais sensual. A mudança, segundo ela, deixou o irmão orgulhoso. A cantora conta que ele nunca teve ciúme dela.

"Cristiano ficou feliz. Sempre me incentivou a me cuidar, mas eu era muito relaxada, nunca gostei de ir à academia. No início, o incentivo era mental. Me dizia: 'seja persistente, tem que malhar todos os dias, tem que cuidar de você, investir em você'. Agora eu vejo que ele tinha razão".
O incentivo à carreira musical é também óbvio. Fã de música, CR7, conta, também esconde um certo talento para cantar. "Cantamos juntos, todos os irmãos. Eles cantam mais ou menos. Mas já vi artistas que vivem da música que cantam pior que ele", diverte-se. UOL

Comentário

A quarta-feira (22) deve amanhecer com temperatura baixa, umidade e alguns nevoeiros em Mato Grosso do Sul, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O órgão emitiu alerta para declínio de temperatura com risco potencial para 50 municípios, onde os níveis podem atingir 3°C. Além disso, existe aviso para chuvas intensas com perigo potencial.

Conforme a meteorologia, áreas de instabilidade provocam pancadas de chuva e algumas trovoadas isoladas no sudeste, leste e nordeste do estado. No sul e centro-norte também pode chover de forma isolada, enquanto no Pantanal o céu fica parcialmente nublado e não chove.

Estão previstas chuvas de até 50 milímetros e risco de pequenos alagamentos e deslizamentos em 11 municípios, sendo Anaurilândia, Batayporã, Eldorado, Itaquiraí, Ivinhema, Jateí, Jutí,Naviraí, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Taquarussu.

A máxima prevista no estado é de 28°C e a mínima de 8°C. Em Campo Grande, o dia será nublado com possibilidade de chuva em áreas isoladas. Além disso, a meteorologia tem previsão de névoa úmida ou nevoeiro ao amanhecer. As temperaturas oscilam entre 14°C e 25°C.

Comentário

Página 1709 de 1743

O Tempo Agora

  • unigran novo
  • live full house

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis