Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Cerca de 500 alunos de dez escolas do campo e urbanas de Dourados e Itaporã formaram, nesta quinta-feira (20), uma grande feira de ciências junto aos acadêmicos da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) em Dourados. Além de visitarem os laboratórios, participaram das atividades que integram a programação da 13ª SNCT (a Semana Nacional de Tecnologia), que neste ano tem como tema “A Ciência Alimentando o Brasil”.

Participaram estudantes desde o Ceim (Centro de Educação Infantil Municipal) até o 3° ano do Ensino Médio. Eles puderam apresentar trabalhos e conhecer mais sobre diversas áreas, como, por exemplo, o funcionamento do fogão solar e a fabricação da cerveja de chocolate. Puderam assistir a contação de histórias e exibição de filmes educativos sobre a importância de preservar o meio ambiente. Os estudantes ainda puderam conhecer um pouco mais sobre astronomia em sessões do Planetário, organizadas pela Secretaria municipal de Educação de Dourados.

Todos os cursos da Universidade foram envolvidos, mas mais diretamente os de Letras, Biologia, Física, Química, Pedagogia e o Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais. De acordo com o professor da Uems, Adilson Crepalde, o objetivo é que haja troca de informações entre os alunos das escolas do campo e os universitários.

“Nós percebemos a consciência ecológica que as escolas do campo estão desenvolvendo, quando se conversa com os alunos a fluência deles em relação aquilo que eles fazem, eles conhecem as plantas, o que produzem, como controlam as pragas de maneira sustentável. Eles conhecem do que estão explicando, por isto tem facilidade para falar, daí se percebe o quanto informados e engajados eles estão na produção de alimentos orgânicos”, disse Crepalde.

Segundo o Assessor de Educação no Campo da Coordenadoria Regional de Educação da Grande Dourados, Mauro Sergio Almeida, com o tema da SNCT foi possível demostrar vários experimentos feitos nas escolas rurais em relação a segurança alimentar e agricultura familiar.

“Temos um currículo diferenciado na escola do campo que é Terra Vida e Trabalho (TVT), então nós trabalhamos agroecologia, sustentabilidade e agricultura familiar. Ela é uma disciplina que fomenta espaços para projetos interdisciplinares, específica do campo. Os professores tem especificidades do campo para poder trabalhar as regionalidades. Então cada escola trabalha a sua regionalidade”, explicou Almeida.

A aluna da Escola Estadual Dom Bosco, de Indápolis, Isabela Santos Silva, de 16 anos, apresentou um trabalho sobre biofertilizantes e aproveitou para conhecer a Universidade. “Os biofertilizantes são a base de cinzas, adubo e compostera, que são formas tradicionais que não vão agredir nem as plantas, nem a saúde de quem consome os vegetais. Achei bastante interessante este dia porque é uma forma dos alunos interagirem com a faculdade, poder conhecer várias outras pessoas e saber de muitas coisas que eu desconhecia”, relatou a garota.

Comentário

O prefeito Murilo Zauith (PSB) retoma neste sábado (22) o programa de entrega, em todos os finais de semana, das obras da 2ª fase de implantação da rede de drenagem, pavimentação asfáltica e sinalização viária no bairro Jardim Novo Horizonte. As atividades começam às 8 horas na rua Honória Osório leite e a solenidade oficial está marcada para as às 9 horas. Haverá atividades de lazer para as crianças, na área de saúde e doaçãode mudas de plantas.

A 1ª fase da pavimentação do bairro foi entregue por Murilo no dia 8 deste mês, na área que limita o Novo Horizonte com o Jardim Flórida II e Clube Indaiá. Agora, neste sábado, o prefeito entrega a 2ª fase, que é parte mais a sudoeste, região que fica nas proximidades da Subestação da Enersul, Vila Toscana e loteamento Cidade Jardim.

No total, nas duas fases, o Jardim Novo Horizonte está recebendo investimento, em recursos próprios da Prefeitura, da ordem de R$ 11,125 milhões. São 92.563,30 metros quadrados de asfalto, meio fio e calçadas e ainda 5.622,56 metros lineares de galerias de escoamento de águas pluviais. Esses recursos fazem parte do pacote de investimentos de R$ 52 milhões contratados na Caixa Econômica Federal. Além disso, a Prefeitura investe mais recursos próprios na sinalização viária vertical e horizontal das ruas do bairro.

Murilo executa em Dourados o maior programa de asfaltamento da história do município. Com os R$ 52 milhões e mais recursos de emendas federais e do governo do Estado, a cobertura asfáltica da cidade passa de 48% em 2010 para mais de 80% até o final deste ano. Ou seja, na sua gestão de seis anos, o prefeito dobrará a quantidade de asfalto na cidade.

Atenção especial

Ao longo dos seis anos de mandato, o prefeito Murilo tem dedicado atenção especial a essa região da cidade. Parte do bairro Parque do Lago II também foi asfaltado e Murilo abriu uma rua ligando a rotatória da Via Parque, no Jardim Climax, ao residencial Estrela Porã, construiu uma ponte e prepara o asfaltamento dessa via.

Os conjuntos habitacionais Ipê Roxo (186 casas), Martim Cristaldo (147 casas) e Roma I, II e III (800 apartamentos) foram construídos e entregueso. São 1.133 moradias construídas pela Prefeitura em parceria com o Governo Federal na região. São investimentos que, somadas aos empreendimentos da Vila Toscana, da construtora Engepar, ao Morada Dourados, da Rodobens, e obras particulares fez a população da região triplicar em seis anos.

Além do investimento em asfalto, Murilo já entregou o Ceim (Centro de Educação Infantil municipal) do bairro Ipê Roxo, a Praça do Parque do Lago II e está construindo o Ceim do Parque do Lago I. Está executando ainda o asfaltamento da avenida Antônio Tonani, que vai ligar a região à BR 463.

“Os investimentos feitos pelo prefeito Murilo mudaram o aspecto daquela região; a população triplicou. Hoje é uma região autônoma, com o comércio se estruturando, com boa infraestrutura, com bons acessos. Hoje essa região ficou ótima para se morar”, afirma Jorge Hamilton Torraca, diretor de Infraestrutura da Seplan (Secretaria de Planejamento) da Prefeitura.

Comentário

A Comissão de Infraestrutura do Senado aprovou três emendas propostas pelo senador Waldemir Moka (PMDB) para obras em Mato Grosso do Sul, totalizando R$ 400 milhões, referentes ao Orçamento da União para 2017.

Os investimentos estão previstos na Ferrovia Ferroeste, que prevê a ligação de Cascavel/PR a Maracaju, em Mato Grosso do Sul, no valor de R$ 300 milhões; na Ponte Internacional ligando Porto Murtinho a Carmelo Peralta (no Paraguai), de R$ 50 milhões; e na construção do Anel Rodoviário em Três Lagoas, cortando a BR 262, estimada em R$ 50 milhões.

Os recursos, segundo proposta do senador sul-mato-grossense, devem ser alocados no Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), encarregado de gerenciar as ações. Moka ressalva, no entanto, que os valores podem sofrer cortes na Comissão de Orçamento do Congresso, para onde elas seguem agora para apreciação de senadores e deputados.

Segundo Moka, as três emendas são de grande importância para a área de infraestrutura de Mato Grosso do Sul e região Centro-Oeste, com alcance internacional, já que a ponte em Porto Murtinho faz parte do projeto sobre o Corredor Bioceânico, que ligará por meio de rodovias os oceanos Atlântico ao Pacífico. “São propostas de grande impacto para o setor de transporte do Estado e do país”, reforça.

De acordo com o relatório da Comissão, as propostas apresentam interesse nacional, na forma de ações estruturantes. “Por essas razões, sou favorável às propostas”, afirmou o relator na comissão, senador Valdir Raupp (PMDB-RO, referindo-se às emendas defendidas por Moka. Com assessoria

Comentário

O vice-prefeito Odilon Azambuja participou na manhã desta quinta-feira (20), da reinauguração da Agência Parque dos Ipês do Banco do Brasil em Dourados, que passará ao atendimento exclusivo no agronegócio. A agência já atendia o setor, mas também as outras áreas de negócios do banco, mas agora será exclusiva do agronegócio.

De acordo com a assessoria do banco, essa é a primeira agência do Banco do Brasil no País a atender exclusivamente o setor do agronegócio. Os municípios de Araçatuba/SP e Cascavel/PR também vão contar com esse modelo de atendimento.

Odilon representou o prefeito Murilo Zauith (PSB), juntamente com os secretários Elizabeth Salomão (de Desenvolvimento Econômico Sustentável) e Luis Roberto Martins Araújo (de Planejamento).

A Agência Parque dos Ipês funcionará em horário estendido por agendamento, com equipe especializada e consultoria de engenheiros agrônomos, segundo explicou o vice-presidente de Governo do Banco, Júlio Cezar Alves de Oliveira.

O vice-prefeito Odilon Azambuja destaca a importância do Banco do Brasil em Dourados e região, financiando e fomentando a produção agropecuária. Ele disse ainda que para Dourados é um orgulho ter a primeira agência de atendimento exclusivo do agronegócio do banco.

“O Banco do Brasil quer constantemente reafirmar a parceria com seus clientes. Por essa razão estamos lançando um atendimento ainda mais especializado, de forma que o produtor se sinta em casa e encontre todas as soluções para o desenvolvimento da sua atividade", afirmou Júlio Cezar.

O Banco do Brasil detém 62% do mercado de crédito rural no país. No Mato Grosso do Sul, o banco responde por mais de 85% de todo o crédito rural aplicado. O secretário estadual de Agricultura e Produção, Fernando Lamas e o presidente da Famasul, Mauricio Saito, também prestigiaram a inauguração do novo espaço.

Comentário

Todo o efetivo da Guarda Municipal de Dourados, composto pelos 110 agentes, está realizando desde o começo deste mês um curso de práticas de tiros, com objetivo de aperfeiçoamento. O curso é realizado praticamente quase todos os anos tendo em vista a necessidade de melhorar a segurança da população e dos próprios agentes. O curso é de 100 horas de aulas teóricas e práticas, ministrado por um instrutor da própria Guarda Municipal, credenciado pela PF (Polícia Federal).

As aulas teóricas estão sendo ministradas na sede da Guarda e a prática, no Clube de Tiro, na BR 163, próximo ao Posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, João Vicente Chencareck, todo o curso é supervisionado pela Polícia Federal. Ele lembra que a Guarda Municipal de Dourados é a única no Estado autorizada a usar arma de fogo e está enquadrada no Estatuto do Desarmamento desde 2010.

Para obter a garantia de usar arma de fogo, a Guarda precisa cumprir uma série de exigências: o guarda com porte tem que ser submetido a um teste de capacidade psicológica a cada dois anos por profissional credenciado pela PF, receber acompanhamento psicológico e apresentar relatórios ao comando da Guarda sempre que estiver envolvido em tiros em vias públicas, com ou sem vítimas, fazer curso anual de pelo menos 80 horas-aula e frequentar curso de técnica de tiro ministrado por profissionais credenciados.

De acordo com Chencareck, a Guarda Municipal de Dourados tem uma grande responsabilidade com a sociedade local e por isso busca, cada vez mais, a integração com os demais os organismos de segurança.
“A Guarda de Dourados, além da população, contribui inclusive com a Polícia Federal, atuando de forma preventiva. Nosso objetivo não é usar a arma para matar, mas para a defesa e proteção de vidas”, destaca.

Comentário

As infrações de trânsito cometidas a partir do dia 1 de novembro terão penalidades mais pesadas. O aumento das multas, anunciado em maio último, será de até 66%, e os valores irão de R$ 88 (infração leve) a R$ 293,47 (gravíssima).

Algumas infrações serão agravadas: usar o celular ao volante, por exemplo, que é enquadrado como "dirigir com apenas uma das mãos", passará de grau médio para gravíssima. A multa saltará dos atuais R$ 85,13 para R$ 293,47, e os pontos na carteira de habilitação subirão de 4 para 7.

Ainda para o celular, o texto da lei passa citar que é infração segurar ou manusear o aparelho. Assim, o motorista que manda mensagens de texto ou fica olhando sites ou redes sociais também poderá ser punido, mesmo quando estiver parado no semáforo.

Veja o que muda nos valores de multas:

Infração leve

- De R$ 53,20 para R$ 88,38 (aumento de 66%)
Exemplos: parar sobre a faixa de pedestres ou calçada, usar a buzina em local ou horário proibidos pela sinalização.

Infração média

- De R$ 85,13 para R$ 130,16 (aumento de 52%)
Exemplos: transitar em horário ou local proibidos (o "rodízio" em São Paulo, por exemplo), dirigir com o braço para fora, farol ou lanterna queimados.

Infração grave

- De R$ 127,69 para R$ 195,23 (aumento de 52%)
Exemplos: estacionar sobre faixa de pedestres ou ciclovia, não dar seta, conduzir o veículo em mau estado de conservação (pneu careca, por exemplo).

Infração gravíssima

- De R$ 191,54 para R$ 293,47 (aumento de 53%)
Exemplos: falar ou manusear celular ao volante, estacionar em vagas reservadas para deficientes e idosos, dirigir sem carteira de habilitação, disputar racha, forçar a ultrapassagem em estradas e recusar fazer o teste do bafômetro.

Comentário

Há 32 anos, Dourados e região tem um dos maiores eventos que traz o desenvolvimento da produção artística e cultural de MS: a Uniarte. Para a edição de 2016, o evento, que ocorre simultaneamente com o XIII Encontro Multidisciplinar de Educação, abordará a temática “Criação, Mediação e Diferenças: sentidos e dilemas em ambientes educativos” entre os dias 24 e 28 de outubro.

Por meio da reflexão crítica, a Uniarte propõe ações, intercâmbios e inter-relações culturais. Conforme a diretora da Faculdade de Educação, Maria Cláudia Luz Ollé, o evento proporciona o intercâmbio cultural com a comunidade, por meio da realização de atividades integradoras, como conferências, palestras, mesas-redondas, cursos, oficinas, workshops, exposições de artes visuais e artesanato, feira de arte popular e étnica, performances, teatro, música e shows culturais.

Sobre a escolha do tema, Cláudia Ollé menciona as várias possibilidades de educar em ambientes distintos. “Não só na escola formal, mas também no espaço informal, ateliês, escolinhas, espaços de igrejas, ONGs e, para que isso aconteça, precisa ter uma mediação por professores capacitados, especializados na área, como um arte-educador, um profissional das artes cênicas, da música, da dança, estamos falando das linguagens artísticas”, garante.

A Unigran completa 40 anos neste mês e a Uniarte fará uma homenagem cultural aos mantenedores da Instituição, Murilo e Cecília Zauith. “Essa é uma data bastante significativa para Dourados, Mato Grosso do Sul e principalmente para nós. É louvável a ideia de vanguarda dos nossos mantenedores, na década de 80, abrir um curso onde uma cidade vivia do boi e do pasto, então, abre-se o 1º curso de Artes Visuais do Estado. É algo que tem que ser comemorado”, ressalta Cláudia.

A programação conta com ciclo de palestras; mesa temática; minicursos; sessão de comunicação; exposição de banners/painéis; exposição da produção artístico-cultural dos acadêmicos do curso de Artes Visuais; exposições individuais e coletivas de artistas convidados; performances e intervenções, além de um talkshow.

Como em todos os anos as escolas podem participar da Visita Monitorada, em que estudantes visitam a exposição das obras de arte. “A Uniarte é o único espaço que agrega a arte e a cultura de uma só vez, em uma semana. Recebemos inúmeras escolas, aqui os alunos têm uma interação de várias linguagens artísticas e o nosso público em especial são as crianças, para educarmos eles e termos daqui alguns anos, sentados nos bancos da Unigran, um público sensível, capaz de ter iniciativas, de pensar por si próprio, de tomar decisões e só a arte pode fazer isso”, considera Cláudia Ollé.

A abertura oficial acontece nesta segunda-feira (24), às 19h30, no Salão de Eventos da Unigran, com a Homenagem Cultural e espetáculo com o Grupo Sampri. Para mais informações, acesse o site www.unigran.br/uniarte ou ligue (67) 3411-4138.

Comentário

Uma comissão da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) se reuniu, na manhã de terça-feira (18), com o secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, no intuito de debater questões relacionadas à valorização dos trabalhadores em educação da Rede Estadual de Ensino.

De acordo com o presidente da Fetems, Roberto Magno Botareli Cesar, a reunião foi extremamente positiva e a pauta de debate é sobre o reajuste dos professores de 5,92% que é para ser concedido agora em outubro, referente à política salarial de implantação do piso por 20h, o retroativo de janeiro do Piso Nacional dos Professores, concedido a partir de fevereiro e cuja legislação prevê o início do ano letivo.

Pelas contas da Fetems, faltam 11,36% de um mês no salário dos educadores, o pagamento do 13° salário, a incorporação do abono no salário dos administrativos e o pagamento de 1/3 de hora-atividade de 2013, para quem estava em sala de aula, referente à ação judicial ganha pela Federação.

O presidente Roberto Botareli informou que as negociações caminharam bem e nova reunião, nesta quinta-feira (20), na Governadoria, entre uma comissão da entidade e com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e a equipe, deve finalizar as negociações.

Comentário

Na semana em que se encerra o prazo para apresentação das emendas individuais dos deputados federais e senadores ao OGU (Orçamento Geral da União) para 2017, prefeitos eleitos e reeleitos do Brasil inteiro estiveram em Brasília, com a intenção de buscar e garantir novos recursos para os municípios. De acordo com o Projeto de Lei Orçamentária Anual, cada congressista terá, no ano que vem, R$ 15,3 milhões em emendas, sendo que a metade do valor obrigatoriamente deverá ser alocado à Saúde.

O gabinete do deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS), parlamentar considerado dos mais experientes quando se trata de viabilizar recursos às prefeituras, e reconhecido pela habilidade de articulação política na gestão do dinheiro público do Governo federal, garantindo que os recursos realmente cheguem aos municípios, é um dos mais procurados em Brasília. “O dever do nosso mandato é assegurar aos prefeitos, sobretudo, à população do nosso Estado, melhorias para as nossas cidades, através de uma saúde mais descente e uma infraestrutura com maior qualidade”, disse Geraldo Resende.

O prefeito eleito de Deodápolis, Valdir Luiz Sartor (PMDB), foi um dos que procurou o deputado para solicitar que seja viabilizado recursos para drenagem, pavimentação asfáltica, habitação e melhorias na saúde do município. “Nossa cidade é que tem a menor malha de asfalto do Estado e queremos que o deputado Geraldo Resende, que sabe onde estão os recursos do Governo Federal para essa finalidade, seja nosso parceiro. Precisamos beneficiar muitas pessoas que vivem nos lugares mais pobres e que dependem dessas melhorias”, afirmou Sartor.

A reforma, ampliação e a compra de equipamentos para o Hospital Municipal de Porto Murtinho, vinculado ao SUS (Sistema Único de Saúde), é uma das prioridades do prefeito eleito Derlei Delevatti (PSDB). Ele também comentou a precariedade de infraestrutura, sobretudo, a falta de asfalto na cidade. “O município quase na sua totalidade está com deficiência. Onde há pavimentação, existem buracos, e, cada vez que chove a situação piora. É também nossa prioridade melhorar a infraestrutura do nosso hospital, que nunca recebeu uma grande reforma”, afirmou. Geraldo Resende se comprometeu em buscar recursos, tanto para a saúde pública, quanto para pavimentação e recuperação de ruas e avenidas do município. “Essas melhorias são fundamentais para a população, que não aguenta mais a precariedade do hospital, que eu, na condição de Secretário de Estado de Saúde, no início dos anos 2000, ajudei a construir. Precisamos recuperar a unidade hospitalar e as ruas”, enfatizou o parlamentar.

O prefeito reeleito de Caarapó, Mario Valério (PR) levou ao conhecimento do deputado Geraldo Resende a necessidade de investimentos para a construção de uma nova ala do Hospital Beneficente São Mateus. Hoje, pelo menos 25 mil pessoas dependem dessa unidade de saúde, que hoje atravessa dificuldades para atender a demanda cada vez mais crescente. “O prefeito assumiu o compromisso de buscar os projetos executivos e complementares, para que, assim que iniciar o seu segundo mandato, as obras comecem”, disse o Geraldo Resende.

Para Amambai, o parlamentar sul-mato-grossense assumiu o compromisso com o prefeito eleito Edinaldo Luis de Melo (PSDB) em viabilizar recursos para a implantação de um bloco cirúrgico completo para o hospital municipal, além de drenagem e pavimentação asfáltica. “Hoje são pelo menos 350 casas que estão sem qualquer infraestrutura dessa natureza. A terra batida e a lama, proveniente da água da chuva, provoca um verdadeiro caos aos moradores. Por isso que estamos pleiteando essa força do deputado Geraldo Resende para ajudar o município a superar esse problema crônico”, afirmou o prefeito.

Outros municípios

Outros prefeitos também visitaram o gabinete do deputado, como os dos municípios de Aral Moreira, Antônio João, Eldorado, Naviraí, Mundo Novo, Caracol, Nioaque, São Gabriel do Oeste, Novo Horizonte do Sul e Ponta Porã. Eles se somam aos outros gestores municipais que já haviam se encontrado com o deputado no escritório político do parlamentar em Dourados, entre eles de Itaporã, Angélica e Rio Brilhante.

Comentário

O presidente da Câmara de Dourados, vereador Idenor Machado (PSDB), acompanhado do colega vereador, ambos reeleitos, Elias Ishy (PT), participou nesta quarta-feira (19), no Clube Nipônico, da recepção ao Consul Geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae, que veio a Mato Grosso do Sul para receber o título de Cidadão Sul-mato-grossense, em Campo Grande.

Antes de seguir para a Capital, o Consul permaneceu em Dourados por algumas horas, para conhecer a comunidade nipônica douradense e as atividades que são desenvolvidas pelas quase 800 famílias nipo-brasileiras que vivem em Dourados e região. O evento foi organizado pelas Associações Nipo-brasileira Sul-mato-grossense e Cultural Esportiva Nipo-brasileira de Dourados, representadas pelos presentes José Shirota e Nélio Kurimori.

Takahiro Nakamae elogiou as associações por manterem a cultura, os costumes e a língua japonesa. “É com muito orgulho que vejo a nossa cultura ser levada de geração em geração”, destaca. Idenor Machado relembrou a instalação da colônia em Dourados e reforçou a importância da integração dos povos. “Com certeza há uma troca de experiências e nós nos orgulhamos muito dessa parceria. Dourados e Mato Grosso do Sul são muitos gratos pela contribuição dada nos mais variados segmentos, alavancando o progresso e o desenvolvimento de tantas gerações”, disse.

Comentário

Página 1195 de 1430

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus