Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A IV Conferência de POT (Psicologia Organizacional e do Trabalho), realizada pelo curso de Psicologia da Unigran, trouxe apresentação de Casos de Grupos de Estágios em POT e palestra com Gabriel Gomes de Luca, professor efetivo do Departamento de Psicologia da UFPR (a Universidade Federal do Paraná).

O evento trouxe esclarecimentos quanto ao papel do psicólogo dentro das organizações. “Em nossa região existe uma potencialidade de trabalho dentro dessa área da Psicologia. Temos grandes empresas e essas grandes empresas, obrigatoriamente, tem que ter um psicólogo da área organizacional, é uma demanda”, garante a coordenadora do curso, Ticiane Araújo da Silva.

Gabriel Gomes de Luca abordou os temas “Sob o controle do quê deve ficar o comportamento de um analista do comportamento ao intervir em organizações?” e “Análise do Comportamento em organizações: de conceitos básicos a tipos de intervenções”.

O psicólogo trabalha em organizações com base na análise do comportamento. Segundo Gabriel de Luca, o analista do comportamento tem o entendimento de que as organizações são orientadas para a produção de resultados sociais. “O papel do analista é criar condições especificas dentro das organizações, para que as pessoas consigam, enfim, apresentar os comportamentos que constituem sua atuação profissional com vista à produção de resultado relevante a ser produzido na sociedade”, afirma.

Comentário

Técnicos administrativos da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) entraram hoje (25) no segundo dia de greve em protesto para pressionar o Congresso Nacional a rejeitar a PEC 241, a Proposta de Emenda Constitucional que limita os gastos do governo federal e está na pauta desta terça-feira da Câmara dos Deputados.

De acordo com Cleiton Rodrigues, coordenador geral do sindicato dos administrativos da UFGD, dos mil servidores que trabalham na universidade e no HU (Hospital Universitário), pelo menos 25% já aderiram à greve. Às 17h de hoje, os grevistas fazem um ato público na Praça Antonio João.

“Para os acadêmicos, a greve afeta os acessos e assistências nos laboratórios, empréstimos nas bibliotecas e solicitações de documentos nas secretarias. Para a população, restringe o atendimento em geral de informações e até de solicitação de algum serviço. Também pode impactar no atendimento no HU, principalmente novas internações e cirurgias eletivas”, afirmou.

De acordo com o Sintef, a greve dos técnicos administrativos das universidades federais ocorre em todo o país. Na UFGD, os servidores decidiram aderir à paralisação na semana passada.

“Essa mudança na Constituição prevê que nos próximos 20 anos os investimentos do governo serão congelados. Entende-se que, a partir de 2018, a universidade vai receber o mesmo recurso que pode gastar em 2016. Se houver algum aumento no repasse de verbas, este será no máximo de acordo com a inflação do ano anterior”, afirma o Sintef.

Na avaliação dos grevistas, o congelamento vai afetar a qualidade do ensino e afetar as pesquisas e projetos de extensão. “O impacto será sentido não apenas pelos trabalhadores, mas especialmente pelos estudantes que são o principal público do serviço que prestamos”.

O Sintef afirma que essa é uma greve diferente, já que faz uma reivindicação política e a pauta não tem a ver com reposição salarial ou benefício específico para a categoria. “Por isso, mais do que nunca, a estratégia de cruzar os braços e paralisar as atividades não será suficiente. É necessário mobilizar a sociedade, e divulgar o que o governo está fazendo com o futuro da saúde e da educação”, diz nota do sindicato.

Comentário

A construção dos Centros de Diagnóstico e de Especialidades Médicas de Dourados (o Centro de Imagens) vai começar no 1º semestre de 2017, informou nesta terça-feira (25) o deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS), autor dos recursos federais. O primeiro é de R$ 3,5 milhões, fruto de emenda individual ao OGU (Orçamento Geral da União) 2016. O valor foi empenhado em julho pelo Ministério da Saúde; e o segundo de R$ 3,4 milhões, oriundo do OGU 2015, que foi empenhado em dezembro do ano passado. Ao todo são R$ 6,9 milhões viabilizados somente pelo congressista sul-mato-grossense para ajudar a resgatar a saúde pública de Dourados. Veja 'espelhos' dos empenhos abaixo.

Conforme o parlamentar, com os recursos aprovados, o Estado já contratou a empresa MEP Arquitetura e Planejamento Ltda., que foi a vencedora do processo licitatório para elaborar o projeto final da obra que deverá ser entregue em dezembro deste ano. “Concluindo esta etapa, o Estado vai começar as obras já no primeiro semestre de 2017”, destaca Geraldo Resende, observando que a estrutura terá uma central de exames e outra de diagnóstico funcionando de forma integrada.

Segundo o deputado, o Centro de Diagnóstico será um amplo serviço para a realização de exames e o Centro de Especialidades concentrará serviços médicos com especialistas em diversas áreas. Geraldo Resende afirma que o objetivo do Centro de Diagnóstico Especializado é dar fim a dependência que a saúde pública municipal douradense “desenvolveu ao longo dos anos junto à rede privada de serviços médicos hospitalares e diagnósticos”.

Ainda de acordo com o parlamentar, “a grande maioria dos serviços oferecidos à população de Dourados e região é contratualizada, ou seja, conveniada com clínicas e laboratórios particulares, o que em muitas vezes acaba onerando os cofres públicos municipais, haja vista que tais contratualizações extrapolam a tabela SUS de pagamentos de procedimentos”, afirmou Geraldo Resende. Para o parlamentar, o fato de Dourados ser a sede de uma macrorregião composta por 38 municípios, agrava a situação da saúde pública, uma vez que o sistema atende aproximadamente 800 mil habitantes em todas as especialidades médicas, bem como exames de baixa, média e de alta complexidade.

A proposta é resolver o problema de uma forma definitiva, a exemplo do que já ocorreu em Maringá/PR, Ribeirão Preto/SP e várias outras cidades, sedes de macrorregiões, como é o caso de Dourados, onde centros semelhantes são locais onde as pessoas fazem todos os exames solicitados pelos médicos que atendem a rede pública de saúde.

Espelho 1Espelho 2

 

 

 

 

Comentário

A Prefeitura de Dourados abriu inscrições para vendedores ambulantes interessados em comercializar seus produtos no Dia de Finados, dias 27 e 28 de outubro e ainda, no dia 1º de novembro, junto aos cemitérios da cidade.

De acordo com o diretor do Departamento de Fiscalização de Posturas da Semsur (Secretaria municipal de Serviços Urbanos), Luiz Carlos Lopes, as inscrições devem ser feitas na sede da Secretaria, no pavimento superior do Terminal Rodoviário, na avenida Marcelino Pires, ao lado do shopping, nos dias úteis, das 8 às 13h30. Há pelo menos 100 vagas disponíveis.

Os ambulantes vão poder atender as pessoas com a oferta de flores, velas, coroas, arranjos, água, refrigerantes e sucos, caldo de cana, lanches, salgados e produtos afins. Não é permitida a venda de bebidas alcoólicas. Espaços estão sendo demarcados na entrada dos dois cemitérios públicos de Dourados, o Santo Antônio de Pádua, cuja entrada é pela rua Coronel Ponciano, e Santo Antônio de Pádua, que tem entrada pela rua Palmeiras.

A previsão é de que pelo menos 50 mil pessoas, moradores de Dourados e região, passem pelos dois cemitérios na terça (véspera) e quarta-feira (Dia de Finados). Nos dois cemitérios, que tem área de 12 hectares, existem em torno de 59 mil túmulos. Dourados também tem dois cemitérios privados.

Na última semana do mês de outubro a Prefeitura intensifica os trabalhos para que o ambiente fique mais bonito para que as famílias se reúnam para visitar os túmulos dos entes queridos. Boa parte das famílias procuram os cemitérios antes do dia para a limpeza, preparo e reparo dos túmulos, mas na véspera essa ação não é permitida por conta dos resíduos das obras.

No Dia de Finados a Prefeitura também reforça a estrutura, com banheiros químicos e mantém caminhões pipas com água de reserva para casos emergenciais. Desde a semana passada a prefeitura vem promovendo uma série de melhorias nos dois cemitérios municipais e, à frente do Santo Antônio de Pádua está revitalizando o canteiro e estacionamento, além da realização de outros serviços que possam facilitar o acesso das pessoas ao local, no dia 2 de novembro.

Comentário

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) interceptaram carregamento de quase uma tonelada de maconha que seguia em viagem de mais de dois mil quilômetros, com destino à Bahia.

O flagrante ocorreu ontem, na BR-463, próximo ao trevo de acesso ao município de Laguna Carapã. Alecsandro Jesus dos Santos, 19 anos, era quem fazia o transporte em picape Strada e foi preso em flagrante.

De acordo com informações do portal Dourados News, equipe do DOF parou, inicialmente, homem, de 38 anos, que dirigia Cobalt, com placas de Salvador, e agia como batedor do carregamento.

Ele ficou nervoso diante da ação policial e deu respostas contraditórias com relação a viagem. Enquanto era questionado, aproximou-se da barreira e também foi abordado Alecsandro. O carro dele foi vistoriado e encontrados diversos tabletes de maconha, que totalizaram 835 quilos.

O traficante alegou que a droga havia sido adquirida em Ponta Porã e seguiria para a capital baiana. Pelo transporte, ele declarou que receberia R$ 8 mil e o comparsa que agia na função de cuidar fiscalização policial, R$ 3 mil. Ambos foram presos em flagrante por tráfico de drogas.

Comentário

A braçadeira de capitão sempre lhe caiu bem. Porte esguio, olhar penetrante, personalidade marcante. Não tinha jogador que não ouvisse com atenção as observações ou conselhos dele, ou, na pior das hipóteses, suas broncas. Nem Pelé escapava, e foram muitas as vezes em que precisou até baixar a cabeça. E foi esse grande capitão que o futebol brasileiro e o mundo perderam nesta terça-feira (25), aos 72 anos. Morreu, no Rio de Janeiro, vítima de enfarte fulminante, Carlos Alberto Torres, atualmente comentarista do SporTV.

Nome e sobrenome de craque. O homem do tricampeonato mundial em 1970, que beijou e levantou a Taça Jules Rimet. O pai de Andrea e de Alexandre Torres, zagueiro que atuou no Fluminense e no Vasco. Casado três vezes - uma das esposas foi a atriz Terezinha Sodré -, o capitão do tri, que também foi vereador no Rio, de 1989 a 1993, pelo PDT, estava em casa quando passou mal, na Barra da Tijuca. Ainda foi levado para o Hospital Riomar, mas as tentativas de reanimá-lo foram em vão. Ele tinha um irmão gêmeo, Carlos Roberto, falecido há um mês.

Nascido a 17 de julho de 1944, carioca do bairro da Vila da Penha, Carlos Alberto, seja como lateral-direito, onde começou na base do Fluminense, seja como zagueiro, sempre desfilou pelos gramados uma classe com a bola nos pés em que não ficava para trás nem para um astro do nível de Franz Beckenbauer. Santos, Botafogo, Flamengo e New York Cosmos tiveram em campo a sua classe. Era reverenciado no mundo todo pelo seu passado. Depois, como treinador, o Capita, como era carinhosamente chamado, teve como pontos altos a conquista do Campeonato Brasileiro de 1983, pelo Flamengo, da Copa Conmebol, em 1993, pelo Botafogo, e do Campeonato Carioca de 1984, pelo Fluminense. Com informações do Globoesporte.com

Comentário

A Perícia técnica da Polícia Civil de Dourados foi deslocada para a região de Angélica onde existe a informação de que um homem, que seria ligado ao setor de transporte, foi encontrado morto no final da manhã desta terça-feira (25).

Um empresário, identificado como Pedro Paulo Lopes Loubet, conhecido como ‘Paulo da Van’, morador em Deodápolis foi encontrado com marca de tiro no peito, na divisa com Deodápolis.

Uma equipe da Polícia Civil de Rio Brilhante também se deslocou para a divisa dos municípios, depois que o corpo foi localizado às margens do rio Brilhante.

A Clínica da Mulher realizou sábado (22) um mutirão de coleta de preventivos e exame clínico das mamas, como parte da programação da campanha Dourados Rosa, realizada pela Prefeitura neste mês. Outubro é lembrado no mundo pelo combate ao câncer de mama e colo do útero. As ações atenderam mulheres que procuraram a unidade de forma espontânea, além de contemplar outros atendimentos.

Durante este mês, a Clínica tem feito um atendimento especial devido à campanha. Outra ação foi realizada segunda-feira (24) pela manhã, com palestra dos acadêmicos de psicologia da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), sobre o tema “A importância do autocuidado”.

Várias ações também foram realizadas anteriormente neste mês. Entre estas a distribuição de materiais informativos, orientações com acadêmicos de nutrição sobre alimentação e de psicologia sobre planejamento familiar, entre outros.

A campanha Dourados Rosa é realizada pela Prefeitura através da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Mulher em parceria com a Rede de Enfrentamento de Violência contra Mulher e instituições como as Secretarias de Saúde e de Cultura do Município.

As ações tiveram início no dia 3 deste mês e seguem acontecendo durante todo o mês de outubro. São vários serviços gratuitos levados durante este período, desde atendimento em saúde até orientação jurídica, psicossocial e sensibilização acerca dos direitos da mulher.

Também há coleta de preventivos, palestras entre outras ações em órgãos de saúde que fazem atendimento à mulher. A ideia é conscientizar sobre a importância de realizar os exames necessários e os mecanismos que hoje existem na rede pública.

Ao final das atividades, ainda haverá a Corrida Rosa marcada para este sábado (29), onde mulheres acima de 18 anos de idade podem se inscrever. Para isso, basta acessar o portal da Prefeitura de Dourados (www.dourados.ms.gov.br).

Comentário

Temido pela população de países tropicais, como o Brasil, devido ao clima favorável à sua proliferação, o mosquito Aedes Aegypti possui um ciclo de vida de 45 dias e, apesar do período curto de sobrevivência, pode colocar até 450 ovos, transmitindo doenças como a dengue – que matou 17 pessoas em Mato Grosso do Sul no ano passado.  Como outras espécies na natureza, o mosquito também se adapta às condições de subsistência e a água limpa deixou de ser a única opção para que a fêmea deposite seus ovos.

“O mosquito se adapta e a fêmea já começou a procurar água suja para depositar os ovos”, alerta o coordenador Estadual do Controle de Vetores, Mauro Lúcio Rosário. E por isso, segundo ele, os cuidados com água parada, seja ela suja ou limpa, precisam ser constantes e acentuados, disse ele.

Ficar atento aos hábitos do mosquito pode ajudar a se livrar do inseto tão inconveniente. Segundo Mauro, já que as fêmeas são as únicas que picam, por precisarem extrair do sangue humano proteínas que ajudam na produção dos ovos, é importante saber que 90% delas são encontradas dentro de casa. “Duas condições favorecem para que as fêmeas permaneçam em uma residência. A primeira é a fonte de alimentação, ou seja, os moradores, e a segunda é o local para depositar os ovos”.

No inverno a proliferação dos mosquitos é menos intensa, já que a fêmea leva mais tempo para colocar os ovos. No entanto, além de continuar depositando ovos em recipientes com água parada, a sua alimentação segue normalmente, ou seja, ela vai continuar picando.  Também com temperaturas mais amenas, os ovos demoram mais tempo para eclodir quando estão em contato com a água, mas ao contrário dos que as pessoas acreditam os mosquitos não param de se proliferar.

“Se no verão a larva leva de 8 a 10 dias para chegar à fase adulta, no inverno poderá levar até 20 dias por causa da temperatura da água. No calor, a fêmea se sente mais a vontade para se alimentar e colocar os ovos. Porém, os hábitos continuam os mesmos no inverno. Em temperaturas iguais ou menores de 5° graus a fêmea não resiste e morre e isso também acontece quando os termômetros marcam mais de 40° graus”.

jbc_5686
Bacia com água é local ideal do criadouro dos mosquito. Foto: Arquivo

Já os ovos do mosquito são de extrema resistência e podem  suportar em um recipiente, sem ter entrado em contato com a água, entre 300 e 400 dias. “Por isso a população precisa estar atenta aos cuidados com possíveis criadouros do mosquito, porque assim que vier uma chuva os ovos vão eclodir”, afirmou.

Segundo Mauro, dentro de uma residência uma fêmea é capaz de picar até cinco pessoas e esse “ataque” pode acontecer em qualquer horário do dia. “Antes acreditava-se que as picadas só aconteciam no início do dia ou no fim da tarde, mas isso não funciona assim. O mosquito pica durante todo tempo”, explicou.

Se a fêmea estiver infectada ao colocar seus ovos, pelo menos 60% das larvas já estarão contaminadas ao eclodirem. “Isso se chama transmissão transovariana. O mosquito Aedes Aegypti pode se contaminar com o vírus da dengue, febre amarela, chikungunya ou da zika através dessa transmissão transovariana, da fêmea para larva, ou picando uma pessoa que esteja contaminada com uma dessas doenças”. Segundo Mauro, a transmissão transovariana contribui e muito para as epidemias.

Lixo ou entulhos acumulados são locais onde fêmea do mosquito deposita os ovos. Foto: Arquivo

Lixo ou entulhos acumulados são locais onde fêmea do mosquito deposita os ovos. Foto: Arquivo

Podendo voar em um raio de até 100 metros de distância, o mosquito é capaz de deixar a residência para colocar os ovos em outro local, caso ali não encontre um recipiente com água parada, e ainda voltar para a mesma casa onde ele consegue alimento.

“Por isso a preocupação grande com a limpeza de terrenos baldios onde o lixo é criadouro certo para esse mosquito. Sem contar com os cuidados necessários dentro de casa, evitando deixar recipientes, garrafas, vasilhas nos quintais, tratando a piscina com cloro, entre outras medidas extremamente necessárias”, explicou o coordenador.

O Aedes Aegypti ficou conhecido por ser rajado de listras pretas e brancas, mas Mauro lembra que ao completar 30 dias de vida essas escamas caem e assim se torna mais difícil reconhecê-lo. “Eles podem ter o tamanho de um pernilongo, aproximadamente de 0,5 centímetros, ou ainda ser um pouco menor”.

Campanha Estadual de Continuidade no Combate ao Mosquito Aedes Aegypti 

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul lança nesta terça-feira (25) a Campanha Estadual de Continuidade no Combate ao Mosquito Aedes Aegypti. A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES/MS) reforçará os trabalhos de conscientização no combate ao foco de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, em especial na redução do acúmulo de resíduos nas residências e em terrenos baldios nos municípios de Mato Grosso do Sul.

Para auxiliar nos trabalhos de enfrentamento ao Aedes Aegypti nos municípios, o governo também entregará 15 veículos, sendo: 9 caminhonetes Fiat Strada com bombas de aplicação de veneno acopladas, 2 veículos modelo Nissan Versa e mais 4 veículos modelos Doblô, doados pelo Ministério da Saúde, por meio da Sala Nacional de Situação.

Comentário

A presidente da Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), Elizabeth Salomão, disse na manhã desta terça-feira (25), ao lançar a campanha ‘Natal Premiado’, evento estadual coordenado pela Faems (a Federação das Associações Comerciais de Mato Grosso do Sul), que esse é o momento que o setor empresarial esperava para alavancar os negócios.

“Temos a chance de elevar as vendas, movimentar nossas atividades empresariais e fechar 2016 em grande estilo. Dourados vai distribuir R$ 1 milhão em prêmios entre os consumidores das lojas que aderirem à campanha”, anunciou a presidente.

Beth Salomão recepcionou autoridades, como o vereador reeleito Alan Guedes (DEM), empresários e dirigentes de entidades para anunciar a parceria firmada com a CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), e destacou a iniciativa da Faems, que conta com o respaldo do Governo do Estado, nessa arrojada iniciativa.

“Estamos acreditando que o final de ano será bem movimentado e a melhor oportunidade já criada para que o nosso comércio possa se recuperar dos maus momentos que passamos até agora; essa é a oportunidade de fechar 2016 em grande festa, distribuindo prêmios”, avaliou a presidente.

Elizabeth Salomão mostrou-se otimista e chegou a prognosticar que dos 20 carros que encabeçam a lista de prêmios, “pelo menos uns dois deveriam ser sorteados entre os nossos consumidores”, além das barras de ouro no valor de R$ 1.500 (são 20 para todo o Estado), e mais 420 vales-compra de R$ 400 cada, outros 25 vales-compra de R$ 1 mil cada e dos cinco vales-viagem, no valor de R$ 5.000 cada um.

A campanha

A campanha funciona da seguinte forma: a partir do dia 21 de novembro, a cada R$ 50 em compras na loja identificada, o empresário entrega ao cliente uma rasgadinha contendo um código alfanumérico. Este código deverá ser digitado pelo consumidor no site www.campanhafaems.com.br. O consumidor terá que fazer um cadastro no site somente uma única vez usando seu CPF, depois disso pode cadastrar até 100 códigos de rasgadinhas por pessoa.

O procedimento pode ser feito em casa pelos consumidores que receberem as rasgadinhas da campanha. Mas, aqueles que não têm acesso à internet ou preferem realizar o procedimento pessoalmente, poderão fazê-lo num ponto de cadastramento que ficará fixo no Shopping Avenida Center, parceiro de primeira hora da Aced nessa campanha, como sustentou no ato de lançamento o relações públicas do Avenida, João Paulo.

Quanto mais códigos de rasgadinhas um consumidor cadastra, mais chances têm de ganhar. Isso porque todos concorrem a todos os prêmios, que serão destinados aos clientes por ordem de sorteio feito através da Loteria Federal.

Comentário

Página 1190 de 1434

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus