Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Em entrevista gravada na noite desta sexta-feira (4) para a TV do governo, a NBR, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que as medidas que o governo federal adotou para manter a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em sua data original, nestes sábado (5) e domingo (6), garantiram a participação da maioria dos estudantes inscritos.

“Cerca de 98% dos inscritos, ou seja, 8,4 milhões de jovens terão acesso ao Enem sem nenhuma alteração. Apenas pouco mais de 200 mil jovens terão que fazer o Enem em um segundo momento no início de dezembro”, esclareceu.

Um total de 8.386.944 estudantes farão as provas neste final de semana em 1.727 municípios brasileiros. Outros 240.304 candidatos farão o exame nos dias 3 e 4 de dezembro, devido à ocupação de seus locais de prova. Até a manhã desta sexta-feira, 4, as ocupações haviam afetado 364 localidades. Participantes que se enquadram na condição de pessoas privadas de liberdade (PPL) e jovens que cumprem medida socioeducativa farão as provas nos dias 13 e 14 de dezembro.

Mesmo com a realização da avaliação em datas diferentes, ressaltou o ministro, está assegurada a isonomia e homogeneidade de critérios para os dois grupos de estudantes. O resultado final será divulgado de forma consolidada após a conclusão dos exames e será critério para acesso ao ensino superior por meio de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no Programa Universidade Para Todos (ProUni), ou no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os candidatos que tiveram seus exames adiados foram comunicados da mudança por mensagem eletrônica (e-mail), mensagem de texto (SMS), pela página do participante e, ainda, pelo aplicativo Enem 2016.

Durante os dias de realização do Enem, os candidatos também terão à disposição uma central de atendimento para sanar dúvidas e obter informações.

Os estudantes poderão acessar as páginas do MEC e do Inep na internet ou, ainda, telefonar para o plantão de atendimento, no número 0800 61 61 61. Nesses canais também será possível consultar os locais de prova com seus respectivos endereços.

Comentário

O período de pré-inscrição para a matrícula na Rede de Ensino Estadual de Mato Grosso do Sul começa nesta segunda-feira (7), com uma solenidade de lançamento às 8 horas, no auditório da Governadoria, em Campo Grande. Todas as escolas localizadas em áreas urbanas contam com o sistema de Matrícula Digital, uma forma rápida e segura de realizar esse processo, via internet, no site www.matriculadigital.ms.gov.br.

O acesso pode ser feito a qualquer hora, de qualquer lugar, utilizando um computador, tablet ou smartphone e o candidato deverá se inscrever apenas uma vez, entre 7/11/2016 e 6/1/2017. Para quem perder esse prazo, haverá uma nova chance, de 23/1/2017 a 27/1/2017. A pré-inscrição é para estudantes concluintes do 9º ano em escola que não ofereça o ensino médio; estudantes de escola estadual que não ofereça a série subsequente; estudantes novos ou que desejam mudar de escola; estudantes desistentes.

No dia 20/1/2017, os candidatos inscritos na primeira etapa deverão consultar o site e verificar para qual escola foram designados e assim efetuarem a matrícula, de 23 a 27/1/2017, munidos dos documentos listados na ficha de inscrição. A segunda designação sairá no dia 3/2, para inscritos entre 23 e 27/1, com matrículas entre 6 e 10/2/2017.

Caso a matrícula não seja efetuada no prazo estipulado, a vaga será destinada a outro candidato. Lembrando que não estará assegurada a vaga para o interessado quando as informações fornecidas na inscrição não corresponderem à documentação apresentada no ato da matrícula.

Dúvidas e outras informações podem ser esclarecidas na Central de Matrículas: 0800-6470028.

Comentário

Neste fim de semana (5 e 6), segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mais de 8 milhões de pessoas em todo o país realizarão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A seleção é a principal forma de acesso às Universidades Federais e fundamental para quem pretende uma bolsa de estudos ou financiamento estudantil em universidades particulares. Este ano, o Enem traz uma novidade: durante a aplicação das provas, os chefes de sala farão a coleta de dados biométricos dos participantes.

Em Mato Grosso do Sul, os estudantes que vislumbram uma vaga na universidade contam com o apoio do Curso Estadual Preparatório para o Ingresso no Ensino Superior (CIES), oferecido pela Secretaria de Estado de Educação (SED) em 45 escolas, de 29 municípios e que, em 2016, atendeu mais de três mil estudantes. Na semana que antecede o Enem, os estudantes participaram de aulas especiais e de um simulado. “Os professores organizam um plantão de dúvidas nos dois dias que antecedem as provas do Enem, para que os estudantes façam a correção de seus simulados”, explicou a coordenadora do CIES na EE Joaquim Murtinho, Ana Maria Pessoa Ortiz.

Na Escola Estadual Amélio de Carvalho Baís a ansiedade tomou conta dos estudantes que farão o Enem, como Gabrielli de Almeida Rodrigues, do 3º ano do ensino médio e que há três anos está se preparando para esta prova. “Estou muito ansiosa para a chegada do Enem, mas tenho boas expectativas, até porque tive professores ótimos, que me deram muitas dicas e trabalharam formas dinâmicas para que houvesse um aprendizado diferenciado. Sou grata por todo o conhecimento adquirido e me sinto pronta para o Enem, vou dar o meu melhor e fazer valer a pena o esforço de cada professor”, contou a estudante.

Depois de uma rotina pesada de estudos, revisões e simulados, agora é hora de descansar. “Os alunos devem tirar a sexta para relaxar e não pensar em estudo, pois eles já fizeram isso ao ano todo”, destacou o professor de Língua Portuguesa e Literatura, Alan Silus. O professor explica que neste momento é importante manter a calma para não perder a concentração. “Eu sugiro aos alunos que durmam cedo hoje e levantem amanhã em um horário propício para quem possam tomar um bom café da manhã e chegarem ao local de provas sem atraso”, alertou Silus.

Provas

De acordo com o Inep, os portões de acesso serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília). O exame terá início às 13h30 (horário oficial de Brasília) e será composto por quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada, e uma redação.

No sábado, a prova terá duração de quatro horas e meia e conteúdos de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Já no domingo, os candidatos terão cinco horas e meia para concluírem as provas nas áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e fazerem a redação.

Cada Participante deve ter em mãos caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, obrigatória para o Exame. O uso de outra cor poderá comprometer a leitura ótica do Cartão-Resposta. É necessário, também portar um documento de identificação original com foto e o cartão de confirmação de inscrição.

Adiamento

O Ministério da Saúde (MEC) divulgou nesta sexta-feira (4), a lista de escolas ocupadas onde o Enem será adiado. Em Mato Grosso do Sul, de acordo com o Inep, 488 pessoas terão de fazer as provas nos dias 3 e 4 de dezembro. Para saber mais acesse www.mec.gov.br.

Comentário

A MSGÁS (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul) bateu no mês de outubro o 4º recorde de distribuição de gás natural, em menos de seis meses, com a marca de 390,51 mil m³/dia provenientes do segmento não térmico, que inclui indústria, comércio, residência e gás veicular. De acordo com a estatal, o maior responsável por esse volume continua sendo o setor industrial, que responde por 95% do consumo total do gás natural importado da Bolívia.

O diretor-presidente da MSGÁS, Rudel Trindade Júnior, reforça que a expectativa para os próximos anos é continuar crescendo e atingindo novos recordes. “Esses recordes que vêm sendo registrados mostram a estabilidade e a força econômica de Mato Grosso do Sul. Nesse cenário de instabilidade econômica, em que as estatísticas mostram redução de 25% do consumo de gás natural em várias regiões do País, o Estado evidencia-se de forma positiva. O gás natural é sem dúvida uma excelente escolha para geração de energia devido ao seu excelente custo/benefício e, especialmente na indústria, tem mostrado a que veio. Basta ver o crescimento de 40% no último ano”, comparou.

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, destaca que o gás natural está entre os principais diferenciais de Mato Grosso do Sul no fomento industrial. “O gás natural, com preço competitivo, contribui para o avanço do setor no Estado e a MSGÁS vem ajudando a construir uma indústria diferente, que usa um combustível energético adequado nas questões ambientais. A atual diretoria da estatal, comandada pelo presidente Rudel Trindade, tem feito a diferença ao anunciar investimentos e permitindo que as empresas, cada vez mais, possam buscar o gás natural como fonte energética”, declarou.

Para o diretor-comercial da MSGÁS, Roberto Henrique Moehlecke, a expectativa para os próximos anos é continuar avançando, especialmente, no setor comercial, pois o industrial já conhece as vantagens econômicas do uso do gás natural. “O comércio está tomando ciência de que o uso do gás é bastante vantajoso e eu acredito que, quando a economia voltar a crescer, nossa base de clientes estará bastante ampliada o que impactará positivamente no volume de distribuição”, falou.

Comentário

Dados do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta-feira (3), apontam que Mato Grosso do Sul está entre os estados da Federação que apresentam queda nos índices referentes aos crimes letais intencionais (homicídio doloso, latrocínio e lesão corporal seguida por morte).

De acordo com os números publicados, houve uma redução de 7,8% em relação ao número de vítimas e ocorrências de homicídios dolosos.  No caso dos latrocínios – roubo seguido de morte -, apresentaram incidência ainda menor, uma queda de 15,3%. Já em relação às ocorrências de lesão corporal seguida de morte, os índices apontam uma redução de 25,9%.

Ao comentar a pesquisa, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, avalia os bons índices obtidos como resultados das ações das instituições policiais.  “São dados bastante positivos para o Estado que está investindo por meio do programa MS Mais Seguro, quase R$ 100 milhões para melhorar ainda mais estes índices, tanto no quesito redução da criminalidade, quanto na taxa de homicídios”, disse o secretário.

De acordo com dados do Ministério da Justiça, dos estados brasileiros, Mato Grosso do Sul é o que mais apreende drogas, tendo tirado de circulação no ano passado quase 281 toneladas de drogas, índice histórico, mas que já foi superado nesses primeiros dez meses deste ano pelas forças estaduais de segurança que apreenderam mais de 300 toneladas de drogas.

Quando o assunto é elucidação de crimes, Mato Grosso do Sul também é líder nacional, com taxa de mais de 69% nos municípios do interior e superior a 70% em Campo Grande, índice maior que países de primeiro mundo como os Estados Unidos e comparado ao do Reino Unido.

Comentário

Um adolescente de 13 anos confessou ter assassinado com um tiro na nuca a própria mãe, Rosângela Brasil, de 33 anos, na manhã desta sexta-feira (4) na fazenda Caetés, a aproximadamente 45 quilômetros de Coxim. Investigadores do SIG (Serviço de Inteligência Geral) chegaram a conclusão de que o menor era o principal suspeito de ter tirado a vida da mãe.

Durante as investigações o menino disse que havia passado um caminhão e que um disparo foi efetuado e atingido a sua mãe, mas que ele não sabia quem poderia ser o autor do crime, além disso, o menor disse que na noite anterior os pais haviam tido uma conversa muito séria a respeito de notas escolares, conforme reproduz o jornal Coximagora.

Na mesma noite, ele foi até o quarto dos pais, abriu o guarda-roupas pegou a arma e a escondeu, pela manhã seguiu até o ponto de ônibus junto com a mãe, levando a arma escondida na jaqueta, segundo revelou aos policiais. Enquanto esperavam o transporte escolar, ambos tiveram uma discussão, momento em que o menor sacou a arma puxou o gatilho e atirou na direção da mãe.

Após perceber que a vítima estava ferida, o adolescente retornou para a fazenda e chamou o pai O.J.J., de 35 anos e os seus familiares, informando que a mãe havia levado um tiro. O corpo foi encontrado em seguida e, diante das informações desencontradas do menor, chegou-se à apuração dos fatos.

O projeto de extensão Cineclube UFGD exibe neste sábado (5) e promove e debate em torno do documentário “O Mercado de Notícias” (2014), dirigido por Jorge Furtado. A sessão ocorrerá às 17 horas no cineauditório da Unidade 1.

O documentário enfatiza dois aspectos destacados na peça “O Mercado de Notícias”, do dramaturgo inglês Ben Jonson (1572- 1637): o primeiro, o debate sobre a credibilidade da notícia, que inevitavelmente contraria e favorece interesses e o segundo, a necessidade constante e crescente de informações, a demanda por notícias que acaba por se tornar entretenimento. Entre os 13 jornalistas entrevistados estão Mino Carta, Luiz Nassif, Paulo Moreira Leite, Cristiana Lôbo, Renata Lo Prete e José Roberto de Toledo.

Para o diretor e roteirista Jorge Furtado, o documentário “debate critérios jornalísticos, e este é o seu sentido e o sentido da peça de Jonson. É também uma defesa da atividade jornalística, do bom jornalismo, sem o qual não há democracia”.

Sinopse

Veja o trailer

O filme traz os depoimentos de treze importantes jornalistas brasileiros sobre o sentido e a prática da profissão, as mudanças na maneira de consumir notícias, o futuro do jornalismo, e também sobre casos recentes da política brasileira, onde a cobertura da imprensa teve papel de grande destaque.

O surgimento do jornalismo, no século 17, é apresentado pelo humor da peça “O Mercado de Notícias”, escrita pelo dramaturgo inglês Ben Jonson em 1625. Trechos da comédia de Jonson, montada e encenada para a produção do filme, revelam a espantosa visão crítica dele, capaz de perceber na imprensa de notícias, recém-nascida, uma invenção de grande poder e grandes riscos.

Comentário

A administração do prefeito Murilo Zauith (PSB) entregou recentemente a pavimentação asfáltica da região da Chácaras Caiuás, setor norte de Dourados. Trata-se de uma luta antiga, de mais de 40 anos, dos moradores daquela comunidade e que, agora, é contemplada graças aos esforços do vereador Pedro Pepa (DEM), representante da comunidade na Câmara.

O novo asfalto beneficia, além da Chácaras Caiuás, bairros populosos como as vilas Araci e Hyran de Mattos. Foram asfaltados vários trechos de ruas no quadrilátero entre as ruas Clóvis Cersósimo de Souza e Paranhos e entre Santos Dumont e Projetada 01, o corredor público Arlindo Borba. O investimento é de R$ 3,878 milhões de recursos próprios da Prefeitura. Além do asfalto, foram construídos meios-fios e implantadas as galerias pluviais.

“Estamos muito felizes por ver nossa luta sendo contemplada. Só temos que agradecer ao prefeito Murilo Zauith entender a necessidade daqueles moradores e atender nosso pedido”, diz o vereador Pedro Pepa, reafirmando o compromisso de continuar lutando para ver atendidos os anseios da comunidade dos diferentes bairros de Dourados.

Pedro Pepa diz ainda que além de continuar lutando para garantir infraestrutura nos bairros da cidade, terá como prioridade no novo mandato que começa em janeiro, lutar pela construção do Hospital Regional de Dourados e a construção de uma nova UPA (Unidade de Pronto Atendimento), entre outras iniciativas, “de maneira que a população tenha, cada vez mais, melhor acesso aos serviços públicos, e que estes sejam de qualidade”. Com assessoria

Comentário

O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) participa, com duas equipes, da edição 2016 da Jornada de Foguetes, evento nacional que reúne alunos do ensino médio e é promovido pela Sab (Sociedade Astronômica Brasileira), em parceria com a AEB (Agência Espacial Brasileira), até o dia 7, no município de Barra do Piraí/RJ.

Participam da Jornada os estudantes dos campi de Corumbá e Dourados em equipes compostas por três estudantes e um professor selecionados durante a Mostra Brasileira de Foguetes, realizada nos dois municípios no mês de abril.

Feitos com garrafas pet, os foguetes são lançados a partir de uma base presa no chão e utilizam como combustível uma mistura de vinagre e bicarbonato de sódio. Classificaram-se para a competição nacional as equipes que atingiram alcances horizontais acima de 120 metros, medidos entre o ponto de saída e a parada do foguete.

O Campus Dourados é representado por estudantes do 2º semestre do curso técnico integrado em Informática para Internet. Na mostra local, o lançamento da equipe atingiu 122 metros. Ela é liderada pelo professor Rafael dos Santos. A aluna Raysa Caroline Lima, uma das integrantes da equipe, disse que o grupo não esperava atingir essa marca.

A 10ª edição do evento reúne cerca de 200 equipes de todo o Brasil. Além dos lançamentos, as equipes precisam também apresentar o foguete, com detalhes, fotos, esquemas e vídeos dos lançamentos.

Comentário

Um adolescente de 17 anos foi apreendido na tarde desta sexta-feira (4) pelos policiais da PMRv (Polícia Militar Rodoviária), durante revista no ônibus intermunicipal que fazia a linha de Dourados a Curitiba pela empresa Eucatur, portando duas mochilas que continham 16,4 quilos de maconha.

De acordo com o registro policial, o infrator J.L.B. relatou que pegou o entorpecente em Ponta Porã e levaria até a cidade de Camboriú/SC, onde receberia a quantia de mil reais. O rapaz foi identificado depois de mostrar muito nervosismo durante revista policial aos passageiros do ônibus.

O menor foi encaminhado, juntamente com o entorpecente, para a delegacia de Polícia Civil de Amambai.

Comentário

Página 1184 de 1461

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus