Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

José Antônio da Costa Duarte, de 40 anos, preso na segunda-feira (19), poderia responder em liberdade pelo crime de armazenar pornografia infantil, caso pagasse fiança de R$ 400. Essa foi a decisão do juiz plantonista, no entanto, ele também foi preso por outros crimes e será definido em audiência de custódia se o flagrante será convertido em prisão preventiva.

Até o momento, a informação é de que José está custodiado em uma das celas da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), mas deve passar por audiência ainda nesta terça-feira (20). José era investigado pela Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) por receptação, já que mantinha em seu poder um celular furtado no último dia 5.

Durante a prisão, os investigadores e agentes encontraram no celular de José imagens de pornográficas envolvendo crianças, bebês e adolescentes. Um pen drive que estava acoplado ao computador de José também foi apreendido e continha mais de 1 mil imagens de pornografia infantil, entre fotos e vídeos.

O crime, configurado no artigo 241 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) segue investigado pela Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). O delegado Mário Queiroz, responsável pelas investigações, contou ao Midiamax que a fiança arbitrada pelo juiz plantonista foi de R$ 400, para que José pudesse responder em liberdade, mas ele ainda não teria pagado.

Também segundo o delegado, as imagens passarão por perícia e o laudo deve ficar pronto em até 30 dias. Isso é feito para constatar se os vídeos e fotos realmente foram baixados da internet, conforme declarado pelo preso, e identificar a origem. O delegado Mário Queiroz ainda pontuou que José é usuário de drogas e chegou a tentar explicar porque baixou as imagens.

Em depoimento, o homem disse que procurava por conteúdo pornográfico com a palavra 'novinha' e, com isso, foi direcionado ao site que continha as imagens e vídeos envolvendo crianças, adolescentes e até bebês. José responderá por “Vender ou expor à venda fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”, cuja pena é de reclusão e varia de 4 a 8 anos, além de multa.

Comentário

Ação em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) envolveu representantes de conselhos municipais de saúde de Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas na tarde de hoje. Os presidentes entregaram documento na sede do Ministério Público Federal (MPF) solicitando bloqueio das contas do Governo do Estado.

Conforme os representantes, o governo não aplicou 12% dos recursos públicos destinado à área da saúde em 2013, cerca de R$ 374 milhões. Documento pede que verba seja repassada aos fundos Municipais de Saúde para serem destinados à construção de novos leitos hospitalares e melhorias no atendimento aos pacientes.

“Queremos que o Estado invista mais recursos na Saúde, como exemplo do Hospital Regional de Dourados, que tinha previsão de término para 2013, mas estamos em 2016 e não está pronto. Já está na terceira licitação e nada”, disse Sebastião de Campos Arinos Júnior, coordenador do Conselho Municipal de Saúde de Campo Grande ao Portal Correio do Estado.

Ainda segundo os representantes, os leitos de Campo Grande são suficientes para a população local, mas devido a falta de investimentos no interior, moradores procuram a Capital para atendimento e superlotação acaba acontecendo nas unidades hospitalares.

Berenice de Oliveira Machado Souza, presidente do Conselho Municipal de Saúde de Dourados, afirmou que pacientes da cidade passam por dificuldades e muitos morrem na espera por uma vaga nos hospitais. “O Hospital da Vida está sobrecarregado, o que o Governo envia é pouco para a demanda”, afirmou.

Além de entregar o documento para ser protocolado, um manifesto às margens da Avenida Afonso Pena, no canteiro central, com 100 cruzes. “As cruzes representam todas as vítimas que já morreram por esperar atendimento pelo SUS no interior”, concluiu Berenice.

Coincidentemente, hoje faz 26 anos que a lei orgânica do SUS foi criada no país, destacou os representantes.

Comentário

Edson Nantes dos Santos, de 39 anos, morreu depois de perder controle de direção e caminhão boiadeiro cair em ribanceira de seis metros. Vários animais também morreram em acidente de trânsito que aconteceu por volta das 5h de hoje, no km 515 da MS-060, na região da Serra de Maracaju. Já Weslen da Costa Silva, 20 anos, ficou gravemente ferido.

Segundo informações repassadas por equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Edson conduzia caminhão, placas de Sidrolândia, carregado de bois em direção a Nioaque.

A suspeita da polícia é de que caminhão apresentou problema no sistema de freio, condutor perdeu controle da direção, veículo invadiu a contração, colidiu em guard rail e caiu em ribanceira.

Edson morreu no local do acidente, enquanto Weslen sofreu ferimentos graves, foi socorrido e encaminhado para unidade de saúde, na cidade de Nioaque.

Motoristas que passam pelo local, esperam liberação para carnear os bois que morreram no acidente.

Boliviana, 50 anos, que teve identidade preservada, foi flagrada na manhã de hoje tentando entrar no Brasil com uma quantia de US$ 12,5 mil, valor equivalente a R$ 40,750 mil. Flagrante aconteceu na BR-262, em frente ao Posto da Receita Federal, no município de Corumbá.

Segundo informações do site Diário Corumbaense, pela não declaração do valor, US$ 9,4 mil, (R$ 30.644) foram detidos pelos agentes. O dinheiro estava distribuídos em notas de 100 dólares.

Como informa a legislação do sistema Monetário Nacional, foram devolvidos para a mulher uma quantia de US$ 3,1 mil (R$ 10,1 mil), o que correspondem aos valores permitidos pela lei federal.

De acordo com a Receita Federal do Brasil, quem possuir moedas nacionais ou estrangeiras, no valor próximo à R$ 10 mil e estiver entrando no país, é obrigado a apresentar uma Declaração Eletrônica de Bens de Viajantes (e-DBV) na saída da alfândega. 

Após duas rodadas de negociação na semana passada sem avanço, os bancários resolveram divulgar Carta Aberta à população quanto à proposta rebaixada de 7% de reajuste (2,9 pontos percentuais abaixo da inflação) com abono feita pelos banqueiros, informando que a greve nacional não para de crescer, superando o recorde de paralisação da última sexta-feira.

“Decretada no dia 6 de setembro, a paralisação entrou na terceira semana nesta segunda-feira (19) fechando 13.071 agências em todo o país, contra as 12.779 unidades da sexta-feira (16), informou a entidade. A greve nacional de 2016 já superou a paralisação do ano passado, que em seu 14º dia fechou 12.496 unidades. A greve também é recorde no Centro Norte, onde no ano passado foram fechadas na mesma data 1.384 agências.

“Mais uma vez a categoria dá uma grande demonstração de sua capacidade de mobilização e de unidade nacional e dão um recado claro aos banqueiros de que não aceitam a estratégia de reajuste abaixo da inflação em troca de abono e exigem aumento real de salário, assim como avanços nas reivindicações sobre emprego, saúde e condições de trabalho, segurança e igualdade de oportunidades”, afirmou o Comando Nacional dos Bancários.

Em Dourados e Região, o sindicato informa que 100% das agencias continuam fechadas, funcionando apenas os caixas eletrônicos para coletar depósitos (serviços essenciais) e à realização de operações de transferência e saques de valores.

Comentário

Nova pesquisa comparativa de preços de medicamentos, realizada pelo Procon entre os dias 16 e 19 deste mês, divulgada nesta terça-feira (20), indicam alta da ordem de 11,3% em relação ao levantamento realizado com os mesmos itens em julho. A pesquisa envolveu oito drogarias da cidade onde foram pesquisados os preços de 68 medicamentos, sendo 34 de referência e a outra metade de genéricos ou similares.

Veja os produtos pesquisados e preços

Do total dos itens comparados, a farmácia Ultra Popular foi a que apresentou a maior quantidade de medicamentos com menor preço (49 itens), seguida da Pague Menos com oito itens mais baratos. Entre os medicamentos de referência, a maior diferença do menor para o maior preço encontrada foi de 216,30% para o creme Dexason do laboratório Teuto; 151,45% nas capsulas de Amoxil e de até 1.621% no comprimido de Albendazol.

De acordo com o setor de fiscalização do Procon, a comparação entre preços de medicamentos de referência e genéricos ou similares apresenta grande diferença. Por serem produzidos por diversos laboratórios, os medicamentos genéricos ou similares são, em geral, mais baratos. Um genérico ou similar de um mesmo laboratório também pode apresentar preços diferentes entre as drogarias. Por isso, recomenda o órgão de defesa do consumidor, é essencial a pesquisa de preços sempre aliada com a recomendação e prescrição médica.

Comentário

O prefeito Murilo Zauith (PSB) disse na manhã desta terça-feira (20), ao inaugurar os prédios readaptados da Central de Assistência Social, da Casa dos Conselhos e do Conselho Tutelar, no espaço onde funcionou por muitos anos a sede da Prefeitura de Dourados, no centro da cidade, que priorizou a realização de ações “para quem precisa” nesses cinco anos de mandato.

Ao anunciar que, até o último dia de mandato, pretende entregar uma obra nova realizada por sábado, Murilo disse que “as pessoas que falam sobre o trabalho realizado por nós devem se atentar que, quando assumimos o desafio de recolocar esta cidade nos trilhos, priorizamos realmente quem mais precisa”.

Em todas as regiões da cidade estão sendo entregues conjuntos de escola, Ceim, pavimentação asfáltica e infraestrutura mínima para melhorar a vida da comunidade. “Esse foi o desafio que assumimos, e enfrentamos, de trabalhar todos os dias para fazer a vida das pessoas melhor. Entramos animados na Prefeitura, trabalhamos muito e saímos felizes, pela porta da frente, porque estamos deixando Dourados muito melhor do que encontramos para o próximo prefeito.

Durante a solenidade de entrega das melhorias no prédio que por muitos anos ficou conhecido como “casarão” da rua João Rosa Góes e agora ganhou estrutura moderna, com salas individuais para cada um dos membros do Conselho Tutelar, além de dependências exclusivas para o funcionamento dos oito Conselhos de apoio, a Prefeitura ainda recebeu a doação de um veículo Doblô, adquirido com recursos de demandas trabalhistas, entregue pelo procurador do MPT (Ministério Público do Trabalho), Jeferson Pereira, e que ainda vai ser adaptado para o transporte da conselheira Luciane, portadora de necessidades especiais, serviço já contratado e pago.

O juiz e a promotora da Infância e da Juventude, Zaloar Murat Martins e Fabrícia Barbosa Lima, respectivamente, prestigiaram o ato, que reuniu a maioria dos conselheiros, muitos empossados durante o ato, juntamente com os secretários municipais Ledi Ferla (Assistência Social), Elizabeth Salomão (Desenvolvimento Econômico), Luis Roberto Martins de Araújo (Planejamento) e Márcio Katayama (Serviços Urbanos), além de lideranças da área social e empresarial.

Comentário

Operários começaram a construção de um muro de quatro metros na cidade francesa de Calais, no norte da França, para tentar impedir que os imigrantes se escondam em caminhões e entrem sem visto no Reino Unido. O muro, com mais de um quilômetro de comprimento e quatro metros de altura, custará cerca de 1,9 milhão de libras, equivalente a R$ 8,1 milhões.

"As pessoas ainda estão entrando. Colocamos cercas e agora vamos construir um muro como parte do aumento da segurança na região", afirmou o secretário de Estado de Imigração do Reino Unido, Robert Goodwill, na semana passada.

Segundo as autoridades britânicas, o muro, que pode ficar concluído até o final do ano, será construído com um concreto ligeiramente escorregadio para que seja mais difícil de ser escalado.
Esta obra faz parte de um plano conjunto de medidas entre Londres e Paris dotado com 17 milhões de libras (ou R$ 74 milhões) para reforçar a segurança na região de Calais.

Campo de refugiados

Maior campo de refugiados da França, o local ganhou o apelido de "Jungle" (selva, em inglês) e abriga mais de 10 mil pessoas.
Refugiados e imigrantes vindos de países como Síria, Afeganistão, Eritreia e Marrocos vivem em Calais em tendas no meio da lama desde o ano passado, como divulga o portal G1.

Comentário

TSE e IBGE afim de ajudar e proporcionar aos cidadãos a oportunidade de facilitar debates e oferecer dados sobre os candidatos de todo o país, lançaram o material informativo “O seu Município em Números 2016”. 

São folhetos em papel e em meio digital, que trazem dados relevantes sobre os 5.570 municípios brasileiros, com o objetivo de apoiar candidatos, eleitores e formadores de opinião nas eleições do próximo dia 2 de outubro.

Ele traz para cada município, os folhetos trazem informações do IBGE e outras fontes oficiais (ministérios da Saúde e da Educação, TSE etc.) sobre perfil da população e dos domicílios, saúde, educação, economia e sobre o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), produzido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O produto tem como foco temas que são de responsabilidade municipal, como destino final do lixo, e que afetam diretamente a população, como acesso a creche, pré-escola e ao ensino fundamental, mortalidade infantil e casos de dengue, entre outros.

Também há explicações sobre o que fazem prefeitos(as) e vereadores(as) e quais as responsabilidades de cada cargo, além da quantidade de eleitores por grupos de idade para cada município.

Foram impressos cerca de 1,1 milhão de folhetos, que serão distribuídos em todo o território nacional, por meio da rede de 584 agências do IBGE.

Comentário

Augusto da Silva Fonseca, 42 anos, foi preso ao ser surpreendido por equipe do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) transportando 150 quilos de maconha e dois quilos de cocaína em fundo falso de caminhonete. Fato aconteceu ontem durante fiscalização na MS-164 entre a cidade de Ponta Porã e o distrito de Vista Alegre.

De acordo com a polícia, Augusto estava em uma caminhonete modelo Nissan Frontier, quando foi abordado pela equipe. Diante do nervosismo do condutor, militares desconfiaram e fizeram vistoria no veículo, ocasião em que encontraram fundo falso na carroceria do automóvel, onde estavam tabletes de maconha e cocaína.

Augusto então confessou que foi contratado para levar os entorpecentes de Ponta Porã até a cidade de São Paulo. Pelo transporte, receberia R$ 10 mil.

Comentário

Página 983 de 1149

Brasileirão - Rodada

Classificação

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus