Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul desencadeou, na manhã desta quarta-feira (20), através da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), no interior do Estabelecimento de Segurança Máxima de Campo Grande e na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), a Operação ‘Impetus’, que desarticulou a formação de uma Central de Inteligência do PCC (o Primeiro Comando da Capital), que já teria, como alvos certos para execução, 12 servidores da segurança pública do Estado.

A Central de Inteligência do PCC foi montada de forma compartimentada e reservada dentro da própria facção criminosa, onde presos com funções de liderança criminosa recrutaram internos integrantes do PCC distribuídos entre os sistemas fechado, aberto e semi aberto, bem como, alguns simpatizantes, repassando-lhes a missão, chamada por eles de ‘Salve do Quadro’, para que levantassem, de forma sigilosa, os mais diversos dados pessoais e profissionais em torno de servidores de segurança pública para que pudessem atentar contra a vida deles.

A ação, segundo divulga a Secretaria, significa mais uma afronta do crime organizado contra o Estado e suas forças de segurança pública.

A investigação especializada desenvolvida pela equipe policial da Deco vem sendo feita há quatro meses, e constatou que essa Central de Inteligência do crime organizado foi montada especificamente para levantamentos de dados dos mais variados que levassem a identificação e localização exata de servidores de segurança pública, apurando-se então que os presos encarregados pelo PCC utilizavam-se de técnicas avançadas e atuais, com pesquisas aprofundadas em diversas fontes, dentre elas, redes sociais (utilizando-se de facebook, instagram, twitter, snapchat, bem como, fontes oficiais, dentre elas, cadastros de dados publicados em páginas oficiais nos mais diversos órgãos públicos e inclusive, junto as publicações funcionais elencadas em diários oficiais, desde dados funcionais, qualificação completa, escalas de serviço, remoções e até mesmo promoções funcionais, quando então, os integrantes encarcerados repassavam de forma sigilosa e reservada os dados produzidos para membros do grupo que encontram-se evadidos e/ou em liberdade condicional a missão de continuar com os levantamentos de campo desenvolvidos a partir do que haviam levantado nas mais diversas fontes, quando esses internos escalados extra muros passavam a acompanhar, inclusive com fotos e vídeos, os servidores de segurança pública marcados como alvos, juntamente com familiares, parentes, amigos colegas de profissão, acompanhando minuciosamente a rotina diária, os locais frequentados, residências, veículos utilizados, trajetos de deslocamentos e horários vulneráveis, entre outros detalhes da vida do agente público.

Após o monitoramento dessa engenharia criminosa durante esses quatro meses de investigação, a ação criminosa foi neutralizada nesta quarta-feira em torno dos internos. Agentes da Deco constataram, inclusive, que a partir do mês passado já havia ordens para a ‘inteligência do PCC’ acelerar a execução dos propósitos do comando do crime, em torno de servidores de segurança pública. “É possível afirmar que a ação criminosa orquestrada pela facção criminosa se daria nos próximos dias, tendo como alvo certo, 12 servidores de segurança pública identificados e que seriam potenciais vítimas do crime organizado exclusivamente pela função que exercem junto a segurança pública e tratados pelo PCC como ‘opressores da irmandade’, como descreve a nota divulgada pela Secretaria.

Ação criminosa semelhante à desarticulada pela Deco já havia sido instalada em outros Estados, resultando na execução e morte de três servidores de presídios federais, quando a mesma facção hoje reprimida pela ação das autoridades do Estado também se utilizou de uma ‘central de inteligência’ com a contratação, inclusive, de detetive particular para acompanhamento da rotina dos servidores públicos. A investigação também apurou que, pelo menos, 20 presos do sistema penitenciário estadual, todos integrantes da facção, estavam seguindo as ordens de forma compartimentada a ponto dos integrantes encarregados dos levantamentos em torno dos servidores não terem acesso às ‘missões’ que vinham sendo cumpridas pelos outros grupos de levantamentos a cargo do crime organizado.

Presos

Foram escoltados para a sede da Deco, nessa operação, os presos Augusto Macedo Ribeiro (o Abraão), Laudemir Costa dos Santos (o Dentinho) e Willyan Luiz de Figueiredo, o ‘Daniel’), custodiados no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande e ainda Diego Duveza Lopes Nunes, o ‘Pitbull’ e Wantensir Sampatti Nazareth, o ‘Inverno’, da PED de Dourados. De acordo com a nota, todos serão interrogados e indiciados pelo crime de ameaça e organização criminosa.

Comentário

A cada 60 minutos, uma criança ou um adolescente morre no Brasil em decorrência de ferimentos por arma de fogo. Entre 1997 e 2016, mais de 145 mil jovens com até 19 anos faleceram em consequência de disparos acidentais ou intencionais, como em casos de homicídio e suicídio. Os dados fazem parte de um levantamento divulgado nesta quarta-feira (20) pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

De acordo com o estudo, que considerou dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, em 2016, ano mais recente disponível, foram registrados 9.517 óbitos entre crianças e adolescentes no país. O número é praticamente o dobro do identificado há 20 anos – 4.846 casos em 1997 – e representa, em valores absolutos, o pico da série histórica.

O levantamento mostra que, a cada duas horas, uma criança ou adolescente dá entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento por disparo de arma de fogo. Entre 1999 e 2018, foram registradas quase 96 mil internações de jovens com até 19 anos no SUS (Sistema Único de Saúde).

Despesas

As principais causas externas de morte por arma de fogo nessa faixa etária estão relacionadas a homicídios (94%), seguidos de intenções indeterminadas (4%), suicídios (2%) e acidentes (1%). No caso das internações, embora as tentativas de homicídio continuem na liderança (67%), é bastante expressivo o volume de acidentes (26%) envolvendo arma de fogo.

A avaliação contabilizou ainda as despesas diretas do SUS com pacientes atendidos após contato com armas de fogo. Nos últimos 20 anos, as internações de crianças e adolescente provocadas por disparos custaram mais de R$ 210 milhões aos cofres públicos.

O estudo considerou causas de morbidade hospitalar e mortalidade identificadas nas bases oficiais do Ministério da Saúde como acidentais, suicídios ou tentativas de suicídio, homicídios ou tentativas de homicídio e intenções indeterminadas, conforme divulga a Agência Brasil de notícias.

Comentário

A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) atende 128 localidades com abastecimento de água tratada e tratamento de esgotamento sanitário, em 68 municípios e 60 distritos do Estado. Produz (capta, trata e distribui) bilhões de litros de água por mês, por meio das 13 ETAs (as Estações de Tratamento de Água), e os 405 poços e 388 reservatórios instalados.

Para que possa ser consumida, sem apresentar riscos à saúde, ou seja, tornar-se potável, a água tem que ser tratada, limpa e descontaminada. A Sanesul capta água dos rios, córregos e poços por meio de bombas. Esta água é conduzida, através das adutoras de água bruta, até as estações de tratamento de água, também chamadas ETAs. Ali é transformada em água limpa e saudável.

Produzir água potável requer grandes investimentos para construir estações de tratamento e comprar os insumos necessários para purificá-la, além de constantes análises laboratoriais para garantir que as normas de qualidade estão sendo cumpridas.

Para levar água de qualidade até a torneira do consumidor, a empresa investe constantemente em tecnologia e equipamentos para serem usados no tratamento. Para controle dos padrões de potabilidade, são 11 laboratórios sendo um central em Campo Grande e outros 10 nas regionais de Dourados, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Juntos, processam mais de 8 mil análises microbiológicas e físico químicas/mês.

A Sanesul está, todos os dias, o tempo todo, na vida de milhares de sul-mato-grossenses. Cada gota de água que sai das torneiras das casas de moradores dos municípios onde atua é de responsabilidade da Sanesul. Para que isso aconteça de forma eficiente e responsável, há uma equipe enorme de profissionais trabalhando por traz desse processo tão complexo do saneamento. A análise da água no processo de tratamento e controle é feita várias vezes ao dia, todos os dias da semana, por profissionais capacitados para garantir que o consumidor tenha a melhor água para consumo.

Tecnologia

A Sanesul está utilizando tecnologia avançada para monitorar em tempo real os sistemas de abastecimento de água dos municípios de Dourados, Corumbá, Ponta Porã, Três Lagoas, Maracaju e do distrito de Vista Alegre. O Núcleo de Operações e Controle, instalado na sede da Sanesul, em Campo Grande consegue acompanhar, por meio de telemetria (sistema tecnológico de monitoramento), em tempo real, todo o sistema de abastecimento de água nesses municípios.

Recentemente, a empresa adquiriu duas unidades de um equipamento para detectar problemas na rede de esgoto. Uma câmera de vídeo percorre a rede coletora de esgoto e detecta problemas e irregularidades. É possível visualizar qualquer anormalidade, desde lixo acumulado até gordura excessiva nas paredes dos tubos.

Esgotamento sanitário

Também investe em esgotamento sanitário, implantando redes coletoras, estações elevatórias, sistemas de supervisão e controle operacional, e estações de tratamento chamadas de ETEs, atualmente 62 distribuídas por todas as localidades atendidas. Todo o esgoto coletado pela Sanesul é tratado.

“A meta da Sanesul é manter a gestão de qualidade dos serviços e buscar a expansão da coleta e tratamento de esgoto em Mato Grosso do Sul, a fim de se tornar uma referência no setor”, garante o diretor-presidente da empresa, Walter Carneiro Júnior. Segundo o Instituto Trata Brasil (http://www.tratabrasil.org.br), para cada R$ 1,00 investido em saneamento gera economia de R$ 4,00 na saúde.

Investimentos

A Sanesul mantém um grande plano de investimento que vai promover qualidade de vida onde opera. São melhorias importantes na captação, tratamento e distribuição de água, e ampliação da rede e tratamento de esgoto. Atualmente, só em contratos vigentes, foi viabilizado cerca de R$ 399 milhões, desse total a Sanesul já executou 39% das obras. Estão previstos, para novos projetos importantes em diversos municípios, outros R$ 411 milhões.

Além de recursos próprios, a Sanesul também faz a gestão de recursos provenientes do Programa FGTS, Saneamento para Todos e Avançar Cidades e de convênio com o PAC/Funasa. Só de recursos próprios e/ou FGTS os investimentos são realizados em 26 cidades, um total de 41 obras, totalizando mais de R$ 800 milhões.

Na prática, o investimento no saneamento básico do município melhora a qualidade de vida da população e garante a proteção ao meio ambiente urbano, ao mesmo tempo em que gera emprego e renda para a cidade. “Universalizar o saneamento condiciona resultados positivos para todos”, raciocina Walter Carneiro Júnior.

Todas as obras de saneamento da Sanesul respeitam as leis estaduais, federais e licenciamento ambiental, instrumento legal que autoriza e acompanha a implantação e operação de atividades de saneamento, estabelecendo regras e prazo de renovação, das atividades que utilizam recursos naturais.

Política Ambiental

O objetivo principal da Gemam (a Gerência de Meio Ambiente e Ação Social) da Sanesul é o atendimento dos preceitos legais, além da articulação com as políticas ambientais de desenvolvimento do Estado, buscando a preservação ambiental, redução dos passivos ambientais e a educação ambiental e sanitária. Todo ano, são promovidas palestras nas escolas, blitz educativas, campanhas em prol do uso consciente da água e a preservação do meio ambiente. Em 2018, os resultados das atividades de educação ambiental incluíram 133 palestras, 5.300 blitz, 1.235 visitas nas ETEs, ETAs e poços, 10.448 alunos atendidos nas escolas, plantio de 5.000 mudas de árvores nativas, 9.734 materiais educativos distribuídos. Total da população geral atendida: 53.651.

Essas atividades são coordenadas pela sede e realizadas pelas 10 regionais, contando com a colaboração dos funcionários. Na semana em que comemora o Dia Mundial da Água, novas ações serão realizadas nos municípios, junto a uma veiculação de campanha de conscientização por meio de rádio e internet.

Comentário

O Brasil perderá o certificado de país livre do sarampo. O Ministério da Saúde informou, nesta terça-feira (19), à Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) o registro de um caso de sarampo endêmico no Pará, em 23 de fevereiro deste ano. Desta forma, o país iniciará um plano com duração de um ano para retomar o status. Com isso, o Brasil perderá a certificação de país livre da doença e iniciará o plano para retomar o título, concedido pela Opas em 2016, dentro dos próximos 12 meses.

Em comunicado, o ministro Luiz Henrique Mandetta informou que as taxas de vacinação caíram muito nos últimos anos e precisam voltar ao patamar de 95%. “Nosso plano consiste em encaminhar medidas importantes ao Congresso Nacional, como a exigência do certificado de vacinação, não impeditiva, de ingresso na escola e no serviço militar. Reforçaremos, ainda, o monitoramento da vacinação, por meio dos programas de integração de renda e como norma para os trabalhadores de saúde”, disse. O ministro acrescentou que uma secretaria será criada para monitorar os índices de imunização no país.

Ministério da Saúde
✔@minsaude

Em comunicado oficial enviado nesta terça-feira (19) à @OPASOMSBrasil, o @minsaude confirmou um caso de sarampo endêmico ocorrido no Pará em fevereiro deste ano.

Outra medida é a veiculação de uma campanha, em abril, para estimular a vacinação contra a doenças nos estados do Amazonas, Roraima e Pará, que, desde o ano passado, registram a transmissão ativa do vírus. O foco da imunização são crianças de seis meses a menores de cinco anos, público com menor indicador imunização e mais vulnerável.

Os primeiros casos da doença foram identificados em fevereiro de 2018. A partir desses casos, o bloqueio vacinal foi intensificado, com campanhas específicas em Roraima e em Manaus no primeiro semestre. A campanha nacional para as crianças ocorreu em agosto.

Sarampo

De acordo com o Ministério da Saúde, até 19 de março deste ano, 48 casos de sarampo foram confirmados no Brasil, sendo 20 importados e 28 endêmicos. Dos casos endêmicos, 23 foram registrados no Pará e cinco no Amazonas. Em 2018, o país teve 10.326 casos da doença, com pico em julho (3.950 casos).

Comentário

A vida está melhor para Rosangela de Jesus, de 42 anos. Ela trabalhava no lixão e morava em um barraco, mas nesta terça-feira (19) recebeu as chaves da casa de alvenaria, que ela mesmo ajudou a construir, no conjunto Bom Retiro (antiga Cidade de Deus), em Campo Grande. “Estou muito feliz! Vivi muitos anos dentro do barraco. Quando chovia alagava tudo, perdia tudo. É uma tristeza. Agora, vou dormir tranquila, graças a Deus. Quatro anos vivendo em um barraco. É difícil, passei dificuldade”, contou.

Ela fez curso de pedreiro azulejista. A capacitação foi oferecida pela Funsat (a Fundação Social do Trabalho), da Prefeitura. Já os materiais de construção foram subsidiados pelo Governo de Mato Grosso do Sul.

Ao lado do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, o governador Reinaldo Azambuja participou da visita que marcou a conclusão de mais 24 casas e destacou a parceria para garantir moradia, dignidade e profissionalização.

“É um projeto inovador, que você qualifica mão de obra, faz uma parceria em que o Estado repassa recursos financeiros para compra do material, dá uma oportunidade de formação profissional e o mutuário constrói a sua própria casa. É um projeto que todo mundo ganha. É um exemplo a ser seguido”, disse Reinaldo Azambuja.

O Governo do Estado subsidiou a compra dos materiais de construção no valor de R$ 4,9 milhões para a edificação das 136 unidades e mais 192 unidades que serão distribuídas nos bairros Jardim Canguru, José Teruel e Vespasiano Martins. Trinta e nove residências já foram edificadas – 15 delas concluídas na primeira etapa, em novembro de 2018.

O projeto está sendo executado em parceria com a Prefeitura da Capital para abrigar famílias que viviam em situação de vulnerabilidade, em barracos. Os moradores edificaram suas próprias casas com piso, reboco e forro. Eles estão inscritos no Programa de Inclusão Profissional (Proinc), recebendo bolsa-auxílio de R$ 954, cesta básica, almoço e vale-transporte, e não terão que pagar mensalidade. Metade da mão de obra é de mulheres.

As novas habitações têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço, em 46,07 m² de área construída. “Eram pessoas que simplesmente não tinham onde morar e não tinham nenhum tipo de trabalho. Nós fornecemos cursos. Hoje tem homens e mulheres que hoje são especialistas em azulejo, em pedreiro, em servente, em marcenaria, serralheria, pintura, em todas as etapas até a colocação das telhas”, afirmou Marquinhos Trad.

Comentário

O reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Marcelo Turine, assumiu nesta segunda-feira (18), a presidência do Conselho de Reitores das Instituições de Ensino Superior de Mato Grosso do Sul (o Crie-MS), em substituição ao primeiro presidente da entidade criada há dois anos, o reitor da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), Fábio Edir dos Santos Costa para um mandato de dois anos.

“O Crie-MS é um espaço permanente de debates, no qual pautamos decisões importantes e criamos um pensamento coletivo sobre o ensino superior em nosso Estado”, destacou Marcelo Turine, que presidirá o Conselho durante o biênio 2019-2020. Como vice-presidente, foi empossado o reitor da Universidade Anhanguera Uniderp, Taner Bitencourt.

Também compõem o Conselho os reitores da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), padre Ricardo Carlos; do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), Luiz Simão Staszczak; e da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Liane Maria Calarge, que por estar de licença para tratamento de saúde, foi representada na cerimônia de posse pela Pró-Reitora de Assuntos Comunitários e Estudantis, Mara Mussury,

Comentário

A Agehab (Agência de Habitação Popular e Interesse Social) está convidando os moradores de loteamentos sociais da região sudoeste do município para reunião de esclarecimentos sobre a regularização e escritura dos imóveis.

Os encontros serão realizados no Cras do Cachoeirinha, na sexta-feira (22), às 19 horas, e no sábado (23), das 8 até às 12 horas. Os atendimentos serão voltados nesta ação para os beneficiários de residências em loteamentos sociais na Vila Cachoeirinha, Canaã VI, Brasil 500 e Ipê Roxo.

A diretora de Assuntos Habitacionais da Agehab, Zelinda Fernandes, destaca que no encontro da sexta-feira serão entregues escrituras aos moradores da região que encaminharam a documentação junto à Agência. Na oportunidade, informações serão repassadas pela equipe da Agehab aos beneficiários que ainda não possuem as escrituras para que possam encaminhar a documentação de forma gratuita.

“A Lei Federal 13.465, de 2017, garante a gratuidade do primeiro registro de imóvel aos beneficiários de loteamentos sociais e o direcionamento da prefeita Délia Razuk é que realizemos essas ações para que as pessoas tenham a documentação correta de suas residências dentro desse direito”, aponta.

O Município oferece condições para regularização da posse e todos os demais serviços para o registro. Zelinda enfatiza que muitos beneficiários destes imóveis receberam anteriormente um documento de posse, mas não registraram os imóveis em cartório, sendo necessário fazê-lo.

Para um atendimento mais ágil, os beneficiários devem levar a documentação das residências nas reuniões para que sejam orientados nos procedimentos a serem realizados.

Nesta terça-feira (19), a Prefeitura encaminhou o convite físico dos encontros no Cras do Cachoeirinha para os moradores da região que ainda não possuem os registros. Outras regiões da cidade contarão com ações semelhantes a essa nos próximos meses.

No ano passado, a Prefeitura entregou documentos para proprietários de imóveis nos bairros Estrela Yvaté, Estrela Porã, João Paulo II, Parque das Nações II, Parque dos Beija-Flores, Jardim Monte Líbano, Canaãs I, II, III, IV e V, Estrela Tovy, Estrela Jupy, Ipê Roxo, Brasil 500, Vila Cachoeirinha, Estrela Hory, Estrela Poravi e Estrela Verá.

Comentário

A Copa Indaiá Sub 13 “Milton José de Paula” de Futebol de Campo, organizada pelo tradicional clube social da cidade, segue neste sábado (23) com a realização de quatro jogos e a estreia de três municípios: Juti, Caarapó e Maracaju.

Segundo informações do professor Zé Maria, diretor de esportes do Clube, os confrontos serão em dois campos: Às 8 horas Apaefs x Ceart pelo grupo A (Campo Um) e no mesmo horário, pelo grupo B, Maracaju x Instituto Aefa (Campo Dois). Às 9 horas pela chave A, Ubiratan/Inflex x Escola Municipal Doraci Fernandes de Juti e, no mesmo horário, pela chave B, Escolinha de Futebol Caarapó x Indaiá.

O torneio foi aberto sábado (16) com dois jogos. Na abertura, Apaefs 2 x 5 Progol 06 e Instituto Aefa 11 x 1 Indaiá. O evento cumpre planejamento estabelecido pelo presidente Angelo Ximenes juntamente com a diretoria, que é incentivar a base e investir no futuro.

Dez times

A Copa Indaiá Sub 13 “Milton José de Paula” 2019 Futebol de Campo conta com dez equipes participantes divididas em duas chaves: A - Ubiratan/Inflex, EM Doraci Fernandes (Juti), Apaefs, Ceart e Progol 06, e B - Progol 07, Aefa, Indaiá, Maracaju e Caarapó.

Comentário

O presidente da Câmara de Dourados, vereador Alan Guedes (Democratas), recebeu sexta-feira (15) passada a visita do deputado estadual Herculano Borges (Solidariedade). O parlamentar é o segundo-secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. O vereador Marcelo Mourão (PRP) acompanhou o ato.

Em visita à Casa de Leis o deputado, que está em seu segundo mandato e teve uma votação expressiva em Dourados na eleição de 2018, colocou-se à disposição do parlamento douradense e fez um breve relato do seu trabalho. A atuação de Herculano visa valorizar o esporte e a família, promovendo a inclusão social.

“A visita foi muito proveitosa, nos deixou muito felizes. Uma oportunidade em que o deputado, se deslocando da capital do estado para o interior, reafirma seu compromisso com nossas pautas em comum e com o desenvolvimento de nossa Dourados”, menciona Alan Guedes.

Para o vereador Marcelo Mourão, “é muito bom termos deputados que saem da capital e visitam outras cidades, a fim de conhecer os problemas que enfrentamos e que muitas vezes não chegam às autoridades em Campo Grande. Vamos acionar o mandato de Herculano, sempre que necessário, para buscar juntos soluções para as demandas da nossa população”.

O deputado estadual Herculano Borges agradeceu a abertura na agenda da Câmara de Dourados. “Aproveito para me colocar à disposição de todos nas pautas pelo desenvolvimento de Dourados”, ressaltou.

Herculano Borges foi vereador em Campo Grande por dois mandatos entre 2008 e 2016 e primeiro secretário de Governo da Juventude. Atualmente é presidente do Solidariedade na capital e 2º vice-presidente estadual do partido.

Comentário

A Unidade Básica de Saúde ‘Dr. Luiz Carlos Siebert’, do Residencial Ildefonso Pedroso, recebe das equipes da Prefeitura de Dourados, através da Secretaria municipal de Saúde, os ajustes e estruturação interna para iniciar o atendimento à comunidade da região.

Para que a unidade esteja apta para o atendimento, uma parceria com o Ministério Público permitiu a viabilização de equipamentos e mobília, a posse de concursados foi feita e a organização da unidade vem ocorrendo de acordo com o cronograma definido pela equipe técnica.

Toda a mobília foi alocada, os aparelhos de ar condicionado estão sendo instalados e demais ajustes sendo feitos, além do cadastramento das famílias pelas equipes de agentes de saúde da Estratégia de Saúde da Família, que também explicam como será o funcionamento da unidade e como as pessoas poderão usufruir do atendimento na moderna unidade.

A UBS terá o trabalho dos servidores empossados na primeira quinzena de fevereiro [agentes comunitários de saúde, assistentes de serviços administrativos, dentistas, enfermeiros, vigias, farmacêutico, atendente de farmácia e auxiliar de saúde bucal], profissionais que comporão pelo menos três equipes de Estratégia de Saúde da Família para atendimento na região.

Fruto do empenho determinado pela prefeita Délia Razuk para que mais uma estrutura pública seja dotada de implementos e pessoal para atender aos douradenses, a UBS do Ildefonso tem previsão para iniciar o atendimento no mês de abril, mas os esforços têm sido concentrados em ativar a unidade o quanto antes.

Conforme informação da Secretaria de Saúde, pelo menos 10 mil usuários terão acesso a mais uma estrutura para atendimento em saúde.

O posto de saúde é denominado Dr. Luiz Carlos Siebert, médico, chefe escoteiro, piloto amador e escritor falecido em acidente automobilístico no ano de 2006. Gaúcho de São Martinho, mas morador no Paraná desde muito jovem, chegou a Dourados na metade da década de 1990, trazendo consigo, além da esposa e dos dois filhos, os conhecimentos da terapia ortomolecular.

Comentário

Página 4 de 1252

Brasileirão - Rodada

Classificação

  • roze

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus