Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (24) publicou a lista de habilitados para a próxima fase do concurso da PM (Polícia Militar) de Mato Grosso do Sul. Ao todo, 1.368 candidatos estão habilitados para a próxima fase do concurso para ingresso no curso de formação da PM estadual.

CONFIRA

São 1.164 candidatos às vagas de soldado; 150 para as vagas de Oficial PM; e 54 candidatos às vagas de Oficial de Saúde.

A edição também traz o resultado da entrevista de verificação de candidatos inscritos como cotistas. A lista traz a relação nominal de candidatos, precedida dos resultados descritos como favorável, não favorável ou ausente. Também traz ainda a alteração dos cronogramas para as próximas fases do certame.

O concurso

O concurso público de provas para ingresso no curso de formação da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul oferta 450 vagas, sendo 388 para o cargo de Soldado, 50 vagas para Oficial Combatente e 12 vagas para Oficial de Saúde.

Comentário

Marta é a grande vencedora do troféu de melhor jogadora do mundo da Fifa pela sexta vez. A premiação foi entregue nesta segunda-feira (24) em evento de gala da Fifa, em Londres. A norueguesa Ada Hegerberg, jogadora do Lyon, e a alemã Dzsenifer Marozsan, também do Lyon, eram as adversárias na disputa.

A brasileira, revelada no Santos, já havia vencido em 2006, 2007, 2008, 2009 e 2010 e, com a perda do título no masculino por CR7, ela se torna a maior vencedora entre todos os atletas no prêmio individual da entidade.

“Eu realmente estou sem palavras, pois é um momento fantástico. As pessoas falam: você já foi tantas vezes e se emociona sempre. Sim, faço isso porque representa muito para mim - afirmou Marta, emocionada com a premiação recebida.

Na temporada passada, em 2017, Marta foi vice-artilheira da NWSL com 13 gols, líder em assistências com 9 e peça decisiva para levar o Pride aos play-offs, onde avançou até as semifinais. Ela ainda foi a jogadora do mês de junho a setembro e também figurou na seleção da Concacaf de setembro.

Em abril, conquistou a Copa América com a seleção brasileira, assegurando a classificação à Copa do Mundo da França e também aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Em 2015, Marta se tornou a maior artilheira da história da Mundial feminino, com 15 gols.

Após a divulgação da premiação, a Marta recebeu homenagens nas redes sociais. Uma delas veio do seu ex-clube, o Santos, onde, entre os títulos, assegurou a Libertadores, conforme divulgou o portal G1.

Comentário

O lançamento de magnetite (agosto de 2017), terceiro disco de estúdio do Scalene, foi um passo firme em um terreno ainda não explorado. A banda brasiliense abarcou caminhos sonoros novos e agregou ao trabalho influências da MPB, da música eletrônica e do R&B, para mostrar ao público de Dourados, durante o Panta no Rock, dia 30, no Clube Indaiá.

Bem-recebido pelo público e pela crítica, o álbum ganhou um desdobramento em abril, quando o grupo lançou – pela slap – o EP +gnetite nas plataformas digitais. O quarteto quer aproveitar o Festival para mostrar as novas músicas ao vivo.

Produzido por Diego Marx e gravado nos estúdios Red Bull Studio (São Paulo) e Yebba Daor (Brasília), o +gnetite lista sete faixas e chega com capa assinada por Bruno Luglio. “impulso”, “tempo” e “zamboni” representam a safra inédita, enquanto “cartão postal”, “maré” e “phi” (co-produzida por Aloizio Michael) ganharam novos olhares do grupo, formado por Gustavo Bertoni (voz), Tomás Bertoni (guitarra), Lucas Furtado (baixo) e Philipe “Mkk” Nogueira (bateria).

Comentário

A prefeita Délia Razuk está comemorando uma das ações que considera mais significativas do atual mandato, a recuperação de um volume estimado em cerca de R$ 15 milhões em recursos do PAC I (uma das etapas do Programa de Aceleração do Crescimento), que estavam em vias de ser cancelados quando Délia assumiu a gestão, por conta de uma ocupação irregular promovida na área onde atualmente a Prefeitura implanta 200 unidades habitacionais.

“Felizmente, tivemos a sensibilidade do Governo do Estado e, através do esforço da secretária de Habitação Maria do Carmo Avezani, conseguimos fazer a migração do recurso do PAC I para o FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) e com isso vamos poder entregar em breve as 200 casas do Residencial Estrela Guassu na região do Jardim Clímax”, disse a prefeita que acompanha pessoalmente o projeto de construção, junto com as equipes da Agehab (Agência municipal de Habitação) e da Semop (Secretaria municipal de Obras Públicas).

O Estrela Guassu está localizado na Via Parque, que liga o centro da cidade com a BR 463 e corta importantes bairros da região Sul, bem próximo ao Parque Antenor Martins. No local já existe um Ceim (Centro de Educação Infantil) e um Centro Social, obra também recuperada pela atual administração e cuja construção foi retomada pela Secretaria de Obras. “Trata-se de um conjunto de empreendimentos públicos que vai tornar aquela região muito mais valorizada”, define o secretário Tahan Sales Mustafa.

A construção dessas casas ocorre em área doada pela Prefeitura ao Estado. O Município também executou parte dos serviços de terraplenagem, toda a patamarização (nivelamento do solo) dos lotes e a drenagem externa. Com a contrapartida da Prefeitura e os investimentos do Estado, o projeto demanda recursos superiores a R$ 23 milhões.

Os futuros moradores vão receber as casas com moderno padrão, rebocadas com laje, cobertura de telhas cerâmicas esmaltadas e aquecimento solar em cada uma das unidades com 54 metros quadrados. Todo o Residencial é servido por redes de drenagem, água e esgoto, iluminação pública e pavimentação asfáltica.

A prefeita Délia Razuk destaca, sempre, a importância de parcerias produtivas estabelecidas pelo Município com os Governos do Estado e da União, para poder levar essas melhorias para a população. “São ações que garantem a mais famílias uma oportunidade de trabalho garantido”, comentou a prefeita, ao cumprimentar operários na construção e que vai assegurar aos futuros moradores do Residencial “a certeza de um lote urbanizado, com casa própria, e para a Administração a certeza do dever cumprido, porque estaremos tirando essas pessoas de uma situação de vulnerabilidade social”.

Para Délia Razuk, “isso é muito gratificante porque está dentro do compromisso que firmamos com as pessoas”.

Comentário

Após a conclusão dos serviços de patrolamento e inserção de material fresado nas vias não pavimentadas do bairro Altos do Indaiá, região oeste de Dourados, um grupo de moradores da região manifestou satisfação com os serviços executados.

O patrolamento e aplicação de fresa foram concluídos na parte norte do bairro, entre as avenidas José Roberto Teixeira e Guaicurus. A recuperação das vias foi iniciada pela Secretaria municipal de Obras Públicas em meados de agosto.

Segundo a moradora Cleonice Mandacari, de 36 anos, moradora no bairro há 9 anos, o fim de semana após a conclusão do serviço na rua onde mora foi diferente. “Meu filho pôde andar de bicicleta na rua, algo que nunca fez devido às crateras que tinha aqui. Sentamos ali na frente, tomamos um tereré e cuidamos dele”, contou, mostrando as fotos do menino brincando.

Cleonice releva ainda que “havia uma valeta aqui na frente e por 8 anos ninguém se preocupou em melhorar a nossa rua”. O marido dela, Evandro Cesar, de 40 anos, disse que empresas do bairro que antes estavam estudando mudar de local estão mais satisfeitas agora. “Tem uma empresa agrícola ali perto do posto de saúde que, devido ao tráfego de caminhões, estava desistindo do bairro. A Prefeitura recuperou a rua e eles estão contentes também”, disse.

Segundo os moradores, a alegria com a fresa que deixou a rua em boas condições só veio mesmo com o fim do serviço. Segundo Eliton Santana, de 46 anos, depois do patrolamento um material mais argiloso foi depositado e coincidiu com uma chuva forte. “Nós assustamos um pouco. A argila molhada estava escorregadia e em alguns locais virou atoleiro. No entanto, nos dias seguintes, as máquinas retornaram e ficou muito bom”, disse.

O secretário Tahan Sales Mustafa explicou que o material que precede a fresa é para dar uma base melhor ao serviço e, como não havia sido compactado, com a chuva, ficou mais mole. “São percalços da obra. Mas, com paciência, tudo foi sanado”, disse.

Um outdoor instalado na entrada do bairro, assinado em nome de moradores, tratou com ironia os atoleiros antes do fim da obra. A moradora Cleonice disse que desconhece que aquela seja a mensagem de todos os moradores. “Vivo aqui há nove anos e nunca vi um outdoor mostrando que eu caía de moto nas valetas. Acho que temos que ter bom senso. O serviço está ótimo, sem valetas, menos poeira e agora nada de barro”, reconheceu.

Segundo Tahan, a exemplo do Jardim Vitória, onde as obras seguem em andamento, a determinação da prefeita Délia Razuk era para que fosse sanado o problema de crateras, barro e poeira enfrentado pelos moradores há muitos anos.

Os trechos são patrolados e depois recebem um resíduo de cascalho seguido de fresa. Segundo o secretário, é um pedido da comunidade atendido conforme as possibilidades de suprimento de fresa e de cascalho.

Asfalto

A recuperação das ruas no Altos do Indaiá precede os projetos para implementação da pavimentação asfáltica no restante do bairro. Parcialmente asfaltado com verbas parlamentares, a localidade não teve cobertura completa porque havia necessidade de amplo serviço de drenagem.

Agora, a Prefeitura está estudando a viabilidade de implantação do asfalto comunitário no local, modalidade que, a exemplo do que ocorreu no Residencial Monte Carlo, tem dado certo. A pavimentação da rua Joaquim Luiz Azambuja, com recursos federais e a aplicação de mais R$ 1,4 milhão da atual administração também foi citada por Tahan.

“Esta verba conseguida por um parlamentar de Dourados foi perdida há muitos anos. A prefeita então conseguiu recuperar o recurso, colocou mais um valor e está fazendo a obra”, finalizou o secretário.

Comentário

Segunda, 24 Setembro 2018 09:07

Agrotec abre quarta-feira na Unigran

Promovida pelos cursos de Agronomia e Tecnologia em Produção Agrícola, começa quarta-feira (26) e vai até sexta (28), no salão de eventos da Unigran, a 6ª edição da Agro Tec. O tema deste ano, “Desafios da Nova Agricultura: Viabilidade Econômica e Sustentabilidade” tem o intuito de enaltecer o cenário agrícola de Dourados, uma vez que a agricultura é predominante no Mato Grosso do Sul, um dos principais Estados onde a economia gira em torno da agropecuária.

Entre outros motivos, a finalidade principal da Agro Tec é trazer palestras e minicursos para agregar mais informações ao conhecimento já adquirido na universidade. “Acrescentar conhecimentos dos cursos agrários da Unigran com a realidade agrícola de Dourados e da região é extremamente importante para os alunos de ambas as graduações envolvidas. Ano passado tivemos pelo menos 640 inscritos em todos os dias de feira e este ano devemos ultrapassar esse número”, afirma o coordenador do curso de Agronomia, Mateus Secretti.

Acadêmico do 6º semestre de Agronomia, Alan Mendes é um dos organizadores da Agro Tec. Segundo ele, quem participar do evento terá a possibilidade de conhecer o que há de novidade no mercado agrícola, além de novas tecnologias de precisão utilizadas no campo. “Nós temos o apoio de várias empresas de vários setores como de maquinário agrícola, agricultura de precisão e até de informática que auxilia no dia-a-dia do campo tanto na área técnica como na do próprio produtor rural”, diz.

As inscrições podem ser feitas através do link unigran.br/agrotec e o interessado em participar do evento deve preencher uma ficha de inscrição com dados pessoais e em seguida gerar o boleto. O valor das inscrições até quarta-feira (26) será de R$ 70 e na hora, R$ 80.

Comentário

O Aquário do Pantanal, empreendimento planejado na gestão do ex-governador André Puccinelli para ter 24 tanques, somando um volume de água de aproximadamente 6,2 milhões de litros e 12.500 animais subdivididos em mais de 260 espécies, é ‘letra morta’ nos programas de governo dos seis candidatos que disputam o comando do Parque dos Poderes nas eleições deste ano em Mato Grosso do Sul.

Em fevereiro de 2011, na gestão de André Puccinelli (MDB), a Egelte Engenharia venceu licitação por R$ 84 milhões para construir o Aquário nos altos da avenida Afonso Pena, em Campo Grande. No ano de 2014, a construção foi repassada em subempreita para a Proteco Construções. Gravações da operação Lama Asfáltica, realizada pela PF (Polícia Federal), apontam uma frenética negociação para que a obra trocasse de mãos e ganhasse aditivo de R$ 21 milhões, o máximo previsto pela Lei de Licitações.

Em 2016, a obra voltou para a Egelte, mas não caminhou. O contrato foi rompido e a segunda colocada recusou. Sem o Aquário, peixes ficam no galpão da PMA (Polícia Militar Ambiental), e o prejuízo só acumula. O governo atual informou que busca na Justiça um aval para contratar duas empresas e gastar R$ 38,7 milhões com dispensa de licitação para concluir a obra. Porém uma liminar determina que o empreendimento seja licitado.

Finalidade

De acordo com justificativa de motivos publicada no portal do Imasul (o Instituto de Maio Ambiente de Mato Grosso do Sul), o Aquário foi projetado para oferecer ao público uma oportunidade única de conhecer a riqueza da biodiversidade do Pantanal e de outros ecossistemas brasileiros.

O arquiteto Ruy Ohtake, responsável pelo projeto arquitetônico, um dos mais renomados do Brasil, destaca que além de ponto turístico, o Aquário será referência para o Pantanal, com um banco de dados para estudos científicos servindo de base para formação de dissertações de mestrado e teses de doutorado.
Além de enriquecer consideravelmente a oferta turística de Campo Grande e Mato Grosso do Sul, o local vai oferecer uma atração de entretenimento cinco estrelas. Trata-se de uma conquista histórica para Campo Grande e para o Estado, aponta o histórico da obra.

‘Letra morta’

A expressão ‘Aquário do Pantanal’ não é grafada em nenhum dos seis programas de governo, obrigatoriamente registrados pelos candidatos junto ao pedido de inscrição para a disputa do comando do Estado. Em uma referência isolada, o programa do atual governador fala em apoiar “o desenvolvimento de parques tecnológicos”. Apenas.

Em levantamento aos programas registrados junto ao portal do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) pelos candidatos Humberto Amaducci (PT), em 21 folhas; João Alfredo (Psol), em 16 folhas; Odilon de Oliveira (PDT), em 31 folhas; Junior Mochi (MDB), em 9 páginas; Marcelo Bluma (PV), em 17 folhas; e Reinaldo Azambuja (PSDB), em 26 páginas, o Aquário simplesmente não existe.
'

Comentário

Giovana Franco Dias, de 25 anos, a amiga que encontrou o corpo de Mayara Freitas Matoso, de 21 anos, morta na tarde deste sábado (22), em Dourados, na casa em que dividiam o mesmo espaço, foi presa em flagrante por tráfico de drogas.

De acordo com relato da Polícia Civil, que investiga o caso, Giovana contou a polícia que recebeu uma ligação de alguém de um salão de beleza, perguntando por Mayara que havia marcado um horário, e que decidiu ver se ela estava no quarto, onde a encontrou morta.

No local, foram encontradas três porções de maconha, totalizando 50 gramas, além de papel para embalar o entorpecente e ‘bitucas’ de cigarro feitos com a droga.

Comentário

Candidato a vice-governador na chapa do candidato a reeleição Reinaldo Azambuja para o Governo, o ex-prefeito de Dourados Murilo Zauith disse, ao participar de ato de campanha na noite deste sábado (22), no comitê central da campanha deste ano, que o governador vai precisar do apoio e da representatividade política do deputado Barbosinha a partir do próximo ano na Assembleia Legislativa.

Barbosinha foi eleito para o primeiro mandato em 2014 depois de ser presidente da Sanesul no Governo anterior, durante sete anos. Como deputado estadual, também pode emprestar conhecimentos durante pouco mais de um ano para a Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública, onde coordenou a execução do programa “MS mais Seguro”, que distribuiu armas e viaturas para todos os municípios e realizou o maior concurso da história das Polícias no Estado.

“O Barbosinha já mostrou que é competente, presidiu a Sanesul, foi secretário de Estado, na Assembleia comanda a mais importante Comissão Parlamentar, de Constituição e Justiça, é um nome preparado e que vai ser de suma importância para os projetos que eu e o Reinaldo temos para Mato Grosso do Sul para os próximos quatro anos”, discursou o candidato a vice-governador.

Comentário

O deputado Zé Teixeira (DEM), candidato ao sétimo mandato na Assembleia Legislativa, defendeu, durante encontro realizado no auditório da Associação Comercial, na noite deste sábado (22), no centro de Dourados, o voto para presidente da República no deputado federal carioca Jair Bolsonaro (PSL), que se recupera no hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, de atentado a faca sofrido durante caminhada em Juiz de Fora (MG).

Esse foi o primeiro encontro ampliado com eleitores de Dourados após deixar a prisão. Zé Teixeira ficou cinco dias detido em Campo Grande por conta das investigações da operação Vostok, da Polícia Federal, que levou outras 13 pessoas para a cadeia, incluindo o filho do governador Reinaldo Azambuja, Rodrigo Silva e investigados em operações envolvendo a troca de notas por incentivos fiscais do Governo ao setor produtivo.

O deputado citou nominalmente todos os membros da família, presentes no evento, para dizer que aprendeu honestidade com o pai e que esse era o maior legado que pode deixar para o futuro. Ao falar sobre as eleições deste ano, defendeu a reeleição do atual governador, “o que mais fez por este Estado nos 40 anos de Mato Grosso do Sul” e sugeriu ao grande público presente, incluindo prefeitos, vereadores e lideranças de cerca de vinte municípios, o voto em Bolsonaro.

“Temos o Meirelles, para mim o melhor preparado, já levou o nome do Brasil pra todo o mundo, o Alckmin, que foi vereador, governador de São Paulo por quatro mandatos, já disputou pra presidente, mas eu vou votar no Bolsonaro”, resumiu, arrancando aplausos da plateia. Depois emendou: “Mas o voto é secreto, democrático, cada um escolhe o que achar melhor”. No cenário nacional, o partido dele apoia a candidatura de Geraldo Alckmin.

Comentário

Página 3 de 1063

Brasileirão - Rodada

Classificação

  • Unimed 38
  • kikao esquenta

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus