Timber by EMSIEN-3 LTD
  • Refis novo
Redação Douranews

Redação Douranews

Empresas que estiverem envolvidas em casos de corrupção ficarão impedidas de firmar contratos com o Governo de Mato Grosso do Sul. Isso é que determina decreto normativo publicado pelo governador Reinaldo Azambuja no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (12), observando que o impedimento se dará após processo administrativo em que ficar comprovada a má atuação da instituição licitante interessada em prestar serviços ao Governo.

O Decreto 14.890, de 11 de dezembro de 2017, regulamenta a Lei Federal 12.846, de 2013. “É a chamada Lei Anticorrupção, que torna mais ágil a punição de empresas que atuam à margem da lei”, explica o controlador-geral do Estado, Carlos Eduardo Girão.

Na prática, as pessoas jurídicas que forem objetos de investigação na Justiça também passarão por processos administrativos dentro da CGE (Controladoria-Geral do Estado) e da PGE (a Procuradoria-Geral), podendo sofrer sanções administrativas, como o impedimento de prestar serviço ao Governo durante até dois anos.

A norma é mais uma das ações do Governo do Estado para ampliar a transparência. “Isso é bom para Mato Grosso do Sul e melhora ainda mais o ambiente de confiança que nosso governo está transmitindo à sociedade. Transparência é um dos fatores que dão segurança. A credibilidade do nosso governo é uma conquista de toda população”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Com o regulamento, o Estado tem 60 dias para concluir uma investigação preliminar de casos envolvendo empresas com vínculos com o Executivo. Essa primeira investigação pode ser arquivada ou transformada em Processo Administrativo de Responsabilização que tem prazo de 180 dias para ser finalizado. O período é inferior a trâmites judiciais, o que torna o processo do Executivo mais ágil.

“No meio do procedimento os envolvidos podem propor um acordo de leniência, para trazer novos fatos e diminuir a penalidade”, completa Girão. Para o controlador-geral do Estado, o decreto privilegia organizações privadas que têm boa prática de governança. “Acreditamos que com esse instrumento podemos dar mais agilidade e coibir empresas que atuam à margem da lei”, pontuou.

Comentário

O médico psiquiatra Marcos Estevão Moura lança nesta quinta-feira (14) um livro de poemas denominado “Pedaços de Mim". A obra é fruto da paixão pela poesia e reúne textos escritos ao longo de mais de 10 anos, abordando diversos temas de interesse humano.

A noite de autógrafos será realizada a partir das 19h30 no Fran’s Café.

O autor é médico psiquiatra, especialista em psiquiatria forense e possui um reconhecido trabalho na recuperação de viciados em drogas, como membro do Conselho Estadual Antidrogas de Mato Grosso do Sul.

Comentário

O senador Pedro Chaves tomou posse como imortal na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. Ele foi eleito em assembleia em junho e, ontem, assumiu a cadeira nº 19, anteriormente ocupada pela escritora Maria da Glória Sá Rosa, e que tem como patrono João Guimarães Rosa.

A abertura teve participação dos cantores e compositores Celito e Gilson Espíndola.

Pedro Chaves é educador, senador da República, palestrante, articulista e escritor, autor do livro “Vencendo Desafios” (obra autobiográfica com 276 págs) e centenas de pronunciamentos e palestras (materiais compendiados em volumes editados). É membro do Instituto Histórico e Geográfico de MS, Conselheiro do Instituto Sul-Mato-Grossense de Ensino Superior, diplomado em Economia (pela Unicamp), tem curso de formação educacional universitária na Universidade de Michigan-USA. É doutor Honoris Causa pelo Centro Universitário de Brasília.

Comentário

Dando continuidade à política evolucionista da Instituição, a Unigran desta vez firma parceria com uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, o Google, que passará a fornecer todas as ferramentas da inovadora plataforma 'Google for Education', um sistema integrado de softwares que potencializam a capacidade pedagógica do Centro Universitário. Essa novidade possibilita que alunos e professores deem um salto didático considerável ao ingressarem de forma efetiva na 'metodologia ativa', a nova concepção de ensino na qual os estudantes são, de fato, os protagonistas do processo educacional.

São muitos os recursos disponibilizados pela plataforma, um dos que mais chama a atenção é o 'Classroom' (Sala de Aula), um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente pelo celular, tanto aqueles com sistema operacional Android, como também os iPhones. Nesta ferramenta a interação entre professores e alunos é estimulada e facilitada, sendo possível compartilhar e criar conteúdos, corrigir trabalhados, estabelecer chat, entre outras facilidades. Como de costume em todos os sistemas Google, o Classroom é integrado aos demais, de modo que datas para entrega de trabalhos, por exemplo, aparecerão para o usuário na agenda Android do dispositivo. Ou seja, fará o ensino se integrar de forma simbiótica ao smartphone, assim os alunos poderão estudar sem precisar desgrudar do telefone.

A parceria também possibilita uma armazenagem irrestrita de conteúdo, ao qual os usuários terão acesso de forma rápida em uma interface intuitiva. Vídeos e fotos em alta resolução estarão ao acesso de todos em um clique, o que será muito útil especialmente para os cursos que lidam cotidianamente com imagens, como Publicidade e Propaganda, Design de Interiores, Arquitetura e Urbanismo, etc.

De acordo com Rodrigo Vale, representante do Google que esteve na Unigran apresentando a novidade aos professores, a suíte de aplicativos coloca a Instituição na vanguarda da tecnologia, ao criar mecanismos que possibilitam a prática da educação colaborativa, um método que incentiva os alunos a trabalharem em conjunto para desenvolverem pesquisas ou debaterem sobre determinado assunto. Nos últimos anos a Instituição fez diversos investimentos a fim de romper paradigmas na esfera das práticas de ensino na educação superior, assim, este foi mais um passo para a perene elevação do nível de qualidade.

O diretor de TI da Unigtran, Adriano Câmara, celebra a consolidação desta parceria, que inicialmente será disponibilizada ao corpo docente, que posteriormente de forma gradual, porém, intensa, fomentará o uso também pelos alunos. "Hoje em dia vivemos a era da metodologia ativa e por isso estamos nadando junto com esta maré, que é uma tendência contemporânea que está mudando o ensino para melhor, ao maximizar a assimilação do conteúdo. Dentro desta tendência há a vertente da 'sala de aula invertida', cuja proposta são aulas menos expositivas e mais produtivas e participativas, colocando os alunos como protagonistas. Assim, acreditamos que as novas gerações irão se interessar ainda mais pelos estudos, que diante desta nova realidade tecnológica deixa de ser uma obrigação e passa a ser também um prazer", salientou.

E para quem deseja provar dessa nova tecnologia já no próximo ano letivo, pode obter informações sobre o Vestibular 2018 através dos telefones 3411-4194 e 9222-5948 (WhatsApp) e também pelo site www.vestibularunigran.com.br.

Comentário

Um jovem de 19 anos e o pai dele, de 48, foram levados para a delegacia e indiciados por lesão corporal recíprocas neste domingo (11), em Coxim, depois de se desentenderem por conta de droga, segundo o registro policial.

Os envolvidos estavam em casa, já que o suspeito foi até a casa do pai para passar o fim de ano. Ambos seriam usuários de entorpecente e o jovem teria adquirido R$ 400 em crack. Ao perceber que o pai fumou a mais do que a partilha, o suspeito iniciou a briga. Ele também teria escutado o pai falando com a madrasta sobre ele.

Além de agressões e xingamentos, os envolvidos trocaram socos. O jovem ficou com uma lesão no joelho e mão. Eles pararam somente quando houve intervenção da madrasta do jovem e testemunhas. A pena para este crime varia de três meses a um ano de reclusão, conforme publicou o G1.

Comentário

O diretório nacional do PPS decidiu neste sábado (9), em Brasília, fechar questão a favor da reforma da Previdência, que tem como relator o deputado Arthur Maia, filiado ao partido. Quando isso ocorre, os parlamentares da legenda ficam obrigados a seguir a orientação do partido sob pena de punição. No entanto, como há divergências dentro do partido, especialmente na bancada na Câmara dos Deputados, é improvável que a sigla puna os desobedientes.

As divergências entre a direção do partido e parte da bancada na Câmara ficaram claras durante a reunião do diretório nacional, quando apenas dois deputados se colocaram a favor da mudança nas regras da aposentadoria e seis não compareceram ao encontro. O presidente do partido, deputado Roberto Freire, ex-ministro da Cultura do governo Temer, disse que não pedirá aos deputados para seguirem a determinação da direção do partido e lamentou as divergências.

“Pedir a mim para falar com uma bancada que, quando eu era ministro do governo, não teve a mínima consideração, votou com a sua consciência”, disse Freire, referindo-se às votações das denúncias contra o presidente Michel Temer, quando alguns deputados contrariaram o fechamento de questão pela admissibilidade dos pedidos, conforme relata matéria da revista Veja na internet.

Comentário

Três homens foram presos em operação realizada sexta-feira (8) pelos policiais rodoviários federais, em Mato Grosso do Sul, quando transportavam para o Rio de Janeiro 1260 munições e cinco armas, entre elas espingardas calibre 12 e pistolas 9mm. O flagrante aconteceu em Rio Brilhante.

Aos policiais o trio disse que buscou o material em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, e seguia para a capital fluminense. Segundo os suspeitos, eles usariam os armamentos para se protegerem de traficantes cariocas que os estava ameaçando, conforme descreve reportagem do G1/MS.

A apreensão foi feita no momento em que os agentes da PRF pararam um ônibus na rodovia BR 163 e desconfiaram dos três passageiros, que ficaram inquietos. Dois deles estavam armados. Todas as armas tinham a numeração raspada. Os três homens foram presos em flagrante e encaminhados juntamente com as armas e as munições para a sede da Polícia Federal de Dourados.

Comentário

O futuro ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), disse ao blog do jornalista Gerson Camarotti, no G1, que agora é preciso criar uma onda para aprovar a reforma da Previdência. "O ambiente é favorável, a contabilidade tem aumentado a favor da reforma da Previdência,mas é preciso agora criar uma onda a favor da reforma", disse Marun, apostando em uma pressão externa de setores da sociedade para influenciar no voto de deputados.

Ele também disse que apóia a proposta do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de iniciar os debates da matéria já na quinta-feira (14). Maia tem dito também que pretende colocar o texto em votação ainda esta semana. "É preciso desmistificar o tema da Previdência, e botar de forma clara no plenário argumentos a favor e contra", defendeu Marun.

Neste sábado (9), ele recebeu oficialmente o convite do presidente Michel Temer para comandar a Secretaria de Governo. O presidente também chamou o novo ministro para viagem oficial à Argentina, neste domingo (10), junto com o relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA). A intenção de Temer é aproveitar a viagem para debater a estratégia para votar o texto ainda neste ano.

Comentário

Após ser eleito presidente nacional do PSDB quase por unanimidade [foram apenas três votos contra e uma abstenção], o governador de São Paulo Geraldo Alckmin, informalmente lançado como pré-candidato do partido à Presidência da República, em 2018, fez um discurso no qual pregou a unidade da legenda, com ataques ao PT e acenos ao governo do presidente Michel Temer e a partidos do centrão, na convenção realizada neste sábado (9), em São Paulo. A corrupção e a Lava-Jato ficaram fora da fala do tucano, observa reportagem do jornal OGlobo.

Em um discurso de cerca de 20 minutos, o tucano pregou a unidade do PSDB, defendeu as reformas e a modernização do estado brasileiro, e se apresentou como oposição a Lula e ao PT, hoje polarizado com o deputado Jair Bolsonaro na corrida presidencial.

“Registrem-se os esforços do atual governo que, pouco a pouco, começa a reversão da tragédia econômica em que o país foi colocado. O PSDB reitera sua disposição no âmbito do Congresso na aprovação de reformas necessárias ao nosso país”, disse Alckmin.

Quase todas as lideranças tucanas presentes no palanque discursaram defendendo o engajamento da candidatura do governador paulista ao Planalto a partir de já. A exceção foi o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que reafirmou sua pré-candidatura e foi o obstáculo na convenção à aclamação do governador paulista. Se Virgílio se mantiver irredutível, ele deve disputar prévias com Alckmin entre fevereiro e março.

Alckmin assume no lugar do senador Aécio Neves (MG), licenciado da presidência do partido desde que veio à tona a gravação de uma conversa na qual ele pede R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, da JBS. Retirado da mesa de autoridades, o mineiro teve uma passagem relâmpago pela convenção. Aécio entrou pela porta principal, ladeado de uma claque barulhenta, mas dentro do espaço onde ocorreu a convenção chegou a ser alvo de vaias de um pequeno grupo. Havia uma cadeira na plateia com seu nome, junto da primeira fila. No entanto, ele passou direto e ficou atrás do painel do palanque, esperando a entrada de Alckmin e da comitiva que comporia a mesa. Quando todos entraram, o senador cumprimentou apenas Fernando Henrique e saiu pelos fundos.

O prefeito de São Paulo, João Doria, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso fizeram discursos de apoio ao paulista, apesar de reconhecerem o direito de Virgílio de disputar as prévias.

“Geraldo (Alckmin) é simples, eu o conheço há décadas, nunca mudou. Médico, deputado, é um ser humano. Uma pessoa. Precisamos de gente assim”, disse Fernando Henrique. Ao defender a candidatura de Alckmin, FHC disse que o PSDB tem condições de derrotar o ex-presidente Lula nas urnas: “Eu já ganhei do Lula duas vezes, e temos energia para combatê-lo cara a cara. Prefiro combatê-lo na urna a vê-lo na cadeia”, discursou.

No mesmo tom, o prefeito de São Paulo, João Doria, que até meses atrás era apontado como uma possível alternativa a Alckmin, declarou apoio incondicional à candidatura do governador à Presidência da República. “Quero dizer aqui do meu apoio, e reafirmar meu apoio incondicional a Geraldo Alckmin, não apenas como presidente do PSDB, mas também pedir à militância para juntos termos a liderança de Geraldo Alckmin para caminhar à Presidência da República. O futuro presidente do Brasil é Geraldo Alckmin”, acenou Doria.

Comentário

Um dos maiores problemas enfrentados atualmente na faixa de fronteira é a falta de segurança nas comunicações e seus sistemas obsoletos. Através de convênio firmado com a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) do Ministério da Justiça, por meio do programa Enafron (Estratégia Nacional de Segurança Pública na Fronteira), o Governo do Estado vai contar com tecnologia de ponta para combater os delitos transfronteiriços.

Nesta segunda-feira (11), às 14 horas, o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosinha, entrega moderno sistema de radiocomunicação profissional móvel troncalizado digital, em substituição ao sistema analógico, visando proporcionar um aprimoramento da comunicação entre os profissionais da Segurança Pública que desempenham funções na faixa de fronteira.

Com o novo sistema, o Estado oferece, ainda, aperfeiçoamento da metodologia de enfrentamento à criminalidade e à violência na região de fronteira, com utilização de tecnologia de ponta na área da comunicação; torna segura a rede de comunicação, com a utilização de criptografia e vai garantir comunicação de voz de forma clara e imediata, sem chiados, e também prestar um melhor serviço aos cidadãos sul-mato-grossenses, bem como, uma melhor proteção à sociedade e ao próprio Estado brasileiro.

O novo sistema é composto de softwares e rádios (hand talks), além de outros equipamentos modernos de última geração. Ao todo são 22 antenas (sítios de repetição) instaladas na fronteira sul-mato-grossense, recebendo e distribuindo informações para 1.466 rádios, entre portáteis, móveis e fixos, com capacidade de expansão e uma tecnologia digital que permite fornecer localizações exatas.

O novo Sistema de Radiocomunicação vai receber investimentos superiores a R$ 20.7 milhões, sendo R$ 213.232,35 a contrapartida do Estado, e até o momento já foram aplicados cerca de R$ 13 milhões. No cronograma de implantação, já funcionam nove sítios, entre eles o de Ponta Porã, totalizando 22 sítios.

Nesta primeira fase os municípios beneficiados com o sistema são: Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Itaquiraí, Japorã, Jateí, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Paranhos, Ponta Porã, Sete Quedas, Sidrolândia, Tacuru e Vicentina.

Comentário

Página 1 de 770

Brasileirão - Rodada

Classificação

  • kikao natal
  • Mito

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus