Timber by EMSIEN-3 LTD
Sexta, 26 Novembro 2010 09:39

Primeira noite do Fito em Campo Grande encanta público

Escrito por Redação Douranews, com Assessoria

Do saca-rolhas de 4 metros de altura ao talher de apenas 15 centímetros foram alguns dos objetos que mexeram com imaginário das pessoas

Ao passar pela catraca de entrada do Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande, o encanto da infância reluzia nos olhos daqueles que há muito esqueceram o que é se entregar a imaginação. Vestidos gigantes esvoaçam pelo teto, competindo atenção com móbiles das cadeiras da sala de jantar, enquanto no chão bailarinas-saca-rolhas de mais de 4 metros de altura esperam ansiosamente por quem as tire para dançar e, no meio de tudo isso, um homem feliz e bem munido de artefatos se banha em um ritual divertidíssimo.

A descrição revela a primeira impressão dos que foram na primeira noite ao Albano Franco acompanhar as atrações do Festival Internacional de Teatro de Objetos (Fito), que foi aberto ontem à tarde (25/11) pelo presidente da Fiems, Sérgio Longen, e prossegue até domingo (28/11). Após se deliciarem com o cenário produzido especialmente para os sul-mato-grossenses, os visitantes acompanham as apresentações especiais que interagem com o público, espetáculos de palco e nas salas preparadas para darem vida aos objetos que são protagonistas das cenas e dos sonhos dos que os vêem.

Grande parte das atrações tem classificação livre e todos os dias, após às 20 horas, espetáculos para adultos completam a programação. Um exemplo é o espetáculo “Mulheres”, da Cia Trecos e Cacarecos, que se apresentará também nesta sexta-feira, às 20h30, sendo que a peça conta quatro histórias baseadas no livro “Mulheres que correm com lobos”. “Queremos mostrar com as histórias mitos e arquétipos que compões o universo feminino. Por meio dessas quatro histórias que tentamos transmitir o ciclo feminino que passa pela perda de inocência em termos de mundo, o resgate de si mesma e do outro sob aquele olhar de cuidar e de construir que a mulher tem, e utilizamos então objetos do cotidiano feminino ao simular situações”, explicou Lilian Guerra, que contracena com a atriz Kelly Orasi durante a apresentação.

Além de atrizes, essas protagonistas dão vida aos objetos ao manipulá-los, e garantem também a rica manipulação do espetáculo. Leques, caixinhas de música, frutas, taças, talheres, bandejas e bonecas são algumas das ferramentas utilizadas. “Muitos objetos usados em cena tem uma bagagem histórica por terem pertencido às nossas mães e avós. Além da nossa bagagem cultura, transmitida nas cenas, contamos com a carga contida em cada expectador, e isso contribui com a nossa intenção de propor um universo imaginário e não entregar um espetáculo totalmente pronto”, finalizou Lilian Guerra.

O Fito

Pouco explorada no Brasil, a modalidade de teatro de objetos possui uma forte presença na Europa, continente de onde virá a maior parte das companhias cênicas. No total, o festival irá promover 76 apresentações com 15 companhias oriundas do Brasil, Argentina, Israel, Itália e França, sendo que, além das apresentações, inclui ainda uma feira de objetos e o espaço Fito Foto. O ambiente montado no Albano Franco conta com cinco salas para espetáculos nacionais e internacionais, sendo três delas com capacidade para receber até 200 pessoas e duas com capacidade para 50 espectadores.

Neste sábado (27/11), às 21h30, o baiano Tom Zé apresenta o show “Música/Contramúsica”, sendo que no Fito o público se depara com uma banda local e dez objetos gigantes que estão espalhados pelo espaço, fazendo evoluções. Entre as atrações, uma pistola rodopia e dispara balas-guloseimas coloridas, um isqueiro aceso é perseguido por um extintor, uma camiseta é paquerada por um ferro de passar que solta fumaça ao se encostar nela e um par de tênis tenta escapar de um desodorante aerossol que solta spray perfumado.

Outras atrações são o Fito Mostra Viva, que reúne performances curtas realizadas por atores em quatro mini-salas para pequenos grupos, o Fito Feira, que mostra de objetos interessantes ou inusitados, além de antiguidades, que poderão ser adquiridos pelos visitantes, o Foto Fito, que é um espaço interativo cenográfico onde o público é fotografado ao ‘bailar’ com um cabideiro, e o estande do Sesi, onde o visitante pode conferir obras de arte e performances feitas a partir de objetos da indústria.

 

 

Última modificação em Sexta, 26 Novembro 2010 09:35

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus