Timber by EMSIEN-3 LTD
Sexta, 26 Novembro 2010 09:41

Aquário Cósmico se apresenta amanhã em Campo Grande

Escrito por Redação Douranews, com Assessoria

Neste fim de semana, no sábado, na Rua das Garças 229, no auditório do Curso Nota 10, apresentação da banda de música brasileira Aquário Cósmico, do compositor Fernando D'andréa, que é escritor, artista plástico, compositor, poeta e professor.

Sobre Fernando D’andréa e Aquário Cósmico

José Fernando D’Andréa é o representante do expressionismo abstrato nas artes plásticas do Mato Grosso do Sul. Estilo e linguagem imagética inauguradas há duas décadas pelo artista que universaliza os arquétipos dos espaços regionais, conferindo-lhes uma dimensão cósmica. A intensa pigmentação, o traço vigoroso e elíptico, a sugestão simbólica aos elementos da nossa natureza conferem aos “Aquários Cósmicos” - painéis e telas de intenso colorido que evocam águas, estrelas, peixes, canoas e elementos indígenas - um caráter inaugural e inusitado que se projeta ao místico, ao estéreo, ao espaço. 
O imprevisível de evaporar, o equilíbrio do caos, a unidade na diversidade, a percepção do ser diante do imenso, o encantamento do ínfimo (ou nada disso) com peixes siderais.
O inexistente da paisagem que evapora à passagem do barco estelar: Aquário Cósmico 
Professor de Língua Portuguesa, Redação e Literatura Brasileira.
Poeta, autor de "Poesia Grega","Poesia Japonesa", "O Orvalho e a Relva","o Livro da Adivinhanças", "A Flauta de Bambu", dentre outros inéditos.
Formado em Música pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, elaborou recital constituído de composições criadas a partir de textos de poetas da literatura brasileira e portuguesa, especialmente, Vinícius de Moraes, Cecília Meireles, Mário Quintana, Manuel Bandeira, Joaquim Cardoso e Ferreira Gullar.

Parceiro do poeta Manoel de Barros, na canção "Rosa Esplendente", inserida no repertório do disco "Aquário Cósmico", gravação em andamento.
Parceiro de Ivan Vilella, na canção "Pérola", vencedora de Festivais ,na década de oitenta, e abertura do disco "Hortelã", executado inclusive na Holanda, em radiodifusão mundial.
Autor de "Monalisa Futurista" e "Olhos Negros", esta, uma das três classificadas - dentre mais de seiscentas músicas concorrentes, de todo o país-a tocar no "Circo Voador" em evento paralelo ao Rock-in-Rio. Canções gravadas pela banda carioca "Toque de Midas".
Parceiro do compositor e violonista Gabriel Sater, em canções como: "Chuvas de Janeiro", "Andarilho das Águas", "Inesquecíveis Canções", "Condor Peregrino" e "Noites Pantaneiras", dentre outras.
Autor, em três participações, das canções que conquistaram, além de outras premiações, o 1º lugar e melhor letra do festival Universitário da Canção MS.
Entre as pedras e os Mantras do Mar-1º lugar, melhor letra, melhor canção ;
Noites Pantaneiras (parceria com Gabriel Sater) - 3º lugar- , melhor letra
Os Mosaicos do Metrô-1ºlugar, melhor música, melhor letra, melhor intérprete - Com a banda Tomada Acústica
O Argonauta - com Évelyn Lechuga-1º lugar, - Canção que denomina o disco a ser gravado pela intérprete, aprovado pelo FIC- Fundo de Incentivo à Cultura/MS. A cantora grava, também, "Aventura", de D'Andréa e Gabriel Sater.

  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus