Timber by EMSIEN-3 LTD
Terça, 24 Dezembro 2019 10:53

Bíblia não diz que Jesus nasceu no dia 25 de dezembro Destaque

Escrito por Fonte: jw.org
Estudos científicos dizem que a tradição de montar árvores enfeitadas é um costume pagão Estudos científicos dizem que a tradição de montar árvores enfeitadas é um costume pagão Reprodução

A Bíblia não informa a data do nascimento de Jesus nem diz que as pessoas devem comemorar o aniversário dele. Uma publicação tradicional, a Cyclopedia de McClintock e Strong comenta: “A observância do Natal não foi divinamente instituída, nem se origina do Novo Testamento”, conjunto de livros bíblicos mais procurados.

Na realidade, uma análise da história do Natal revela que essa celebração se origina de rituais religiosos pagãos. A Bíblia mostra que, quando se tenta adorar a Deus de um modo que ele não aprova, as pessoas acabam o ofendendo. Essa situação está demonstrada no livro de Êxodo 32:5-7.

A história de alguns costumes natalinos mostra que os primeiros cristãos não celebravam o nascimento de Cristo porque consideravam a comemoração do aniversário um costume pagão, conforme cita a Enciclopédia Delta Universal. Também não existem provas de que Jesus tenha nascido no dia 25 de dezembro. É provável que líderes da Igreja tenham escolhido essa data para coincidir com festas pagãs realizadas no solstício de inverno ou por volta dele.

Sobre a troca de presentes, banquetes e festas, a obra de consulta literária The Encyclopedia Americana diz que “as saturnais, festa romana celebrada em meados de dezembro, forneceram o modelo para muitos costumes festivos do Natal. Dessa celebração, por exemplo, derivam-se os banquetes suntuosos, a troca de presentes e a queima de velas”. A Encyclopædia Britannica observa que “todo trabalho e negociações eram interrompidos” durante as saturnais.

De acordo com a The Encyclopedia of Religion (Enciclopédia da Religião), os europeus decoravam suas casas “com luzes e sempre-verdes de todos os tipos” para celebrar o solstício de inverno e combater espíritos maus. O Visco e azevinho eram plantas usadas em decorações de Natal em muitos países. “Os druidas atribuíam propriedades mágicas ao visco. O azevinho sempre-verde era adorado como uma promessa de que o Sol retornaria”, diz a The Encyclopedia Americana.

“Cultuar árvores (de Natal), ato comum entre os europeus pagãos, sobreviveu à conversão deles ao cristianismo. “Um exemplo atual disso é o costume de “colocar uma árvore de natal na entrada ou dentro da casa durante as festividades em meados do inverno”, observa a Encyclopædia Britannica.

  • Vitoria

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis