Timber by EMSIEN-3 LTD
Segunda, 14 Maio 2018 15:17

Morre aos 86 anos o cineasta Roberto Farias

Escrito por
Cineasta Roberto Farias produziu e dirigiu grandes clássicos para o cinema e a tv brasileira Cineasta Roberto Farias produziu e dirigiu grandes clássicos para o cinema e a tv brasileira TV Brasil/Arquivo

O cineasta, produtor e distribuidor Roberto Farias morreu nesta segunda-feira (14) aos 86 anos, no Hospital Copa Star, em Copacabana, no Rio de Janeiro, onde estava internado para tratamento de um câncer. Ele produziu e dirigiu mais de 25 filmes.

Nascido em 1932 em Nova Friburgo, região serrana do Rio, ainda jovem cursou a Escola de Belas Artes, indo trabalhar nos estúdios Atlântida. A empresa cinematográfica se notabilizou por produções consideradas baratas e de grande apelo popular, conhecidas como chanchadas.

Farias foi realizador do clássico “O assalto ao trem pagador” (1962), diretor-presidente da Academia Brasileira de Cinema e diretor geral da Embrafilme, entre 1974 e 1978. O cineasta começou a carreira no início dos anos 1950 como assistente de direção da Atlântida, conforme resumo da Agência Brasil de notícias.

Entre as obras de maior projeção, em 1981 dirigiu “Pra frente Brasil”, filme que falava explicitamente da tortura na ditadura militar, premiado nos festivais de Berlim e de Huelva. Produziu ainda “Azyllo muito louco” (1968), de Nelson Pereira dos Santos, “Os machões” (1973) e “Barra pesada” (1977), ambos do irmão Reginaldo Faria. Foi responsável também pelo sucesso “Os trapalhões e o auto da Compadecida” (1987). Na TV, dirigiu minisséries como "As Noivas de Copacabana" e "Memorial de Maria Moura", além de vários episódios do programa "Você decide".

  • Unimed 38
  • stand up

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus