Timber by EMSIEN-3 LTD
  • semeadura
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Uma explosão de cores e muita animação. Os Jogos Publicitários – Jogalos 2018 foram marcados por um show das equipes CMYK – Cyan (Ciano), Magenta (Magenta), Yellow (Amarelo) e Black (Preto), as cores utilizadas para impressão de materiais de comunicação. O evento é desenvolvido pelos acadêmicos da disciplina de Marketing em Áreas Especiais do curso de Publicidade e Propaganda da Unigran, com o objetivo de disseminar os conhecimentos trabalhados nas aulas de forma interativa e competitiva.

O tema deste ano foi: ‘Conecte-se. Viva o Jogo’, com provas ligadas às novas tecnologias e internet. Orientados pelo professor Oseias Iapequino, coordenador do projeto de extensão, a turma que organiza é quem escolhe a temática. “Este ano os alunos apontaram que mais do que nunca a imersão dos meios digitais na internet estão cada vez mais no nosso dia a dia. E a internet nos liga a um mundo das possibilidades. Portanto, ‘Conecte-se. Viva o jogo’ expressou o que exploramos nos Jogos Publicitários 2018: viva num mundo das possibilidades. Comunique-se num mundo de possibilidades”, disse Iapequino.

O professor menciona que, a cada edição, há uma evolução criativa nos games propostos. O principal objetivo do projeto, segundo Oseias, “é fazer com que os estudantes vejam que a teoria se torna prática quando colocamos em situações reais de mercado, e eles têm as ferramentas de comunicação para resolver cada etapa e problemática proposta. Este ano, um destaque que chamou a atenção foi a utilização da tecnologia de projeção mapeada utilizada na abertura dos Jogalos”.

A atividade envolve acadêmicos de todos os semestres, que são divididos em equipes pelas cores CMYK para trabalhar a competitividade, o trabalho em equipe, a interatividade, além de conhecimentos específicos de publicidade e de marketing por meio de uma competição em games. As modalidades foram criadas pelos alunos. Os professores do curso são os padrinhos das turmas e profissionais de comunicação de veículos e agências de propaganda da região da Grande Dourados participam como jurados.

Neste ano, o Team Ciano foi o grande vencedor. Murillo Alencar Candido Cardoso, professor da disciplina de Design e Layout e padrinho da equipe, comandou a vitória dos acadêmicos do 2º semestre. O professor, que também é egresso do curso, destaca o engajamento do Jogalos. “Vimos o engajamento e a dedicação da equipe que organizou para promover o evento e para que fosse o sucesso que foi. Também vimos o engajamento das esquipes que se uniram pelo time para realizar as provas. Esse é o verdadeiro intuito do Jogalos: promover a união do curso, de maneira lúdica e compartilhando conhecimentos”, afirmou.

A pontuação do Ciano foi de 4.050 pontos, os vencedores ganharam medalhas, troféu e ainda um vale lanche no valor de R$ 500.

Comentário

Um estudo divulgado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) nesta terça-feira (18) indica que cerca de 6,3 milhões de crianças menores de 15 anos morreram em 2017, ou 1 a cada 5 segundos, principalmente de causas evitáveis, segundo novas estimativas de mortalidade A grande maioria dessas mortes - 5,4 milhões - ocorre nos primeiros 5 anos de vida, sendo metade deste número mortes de recém-nascidos.

“Sem ação urgente, 56 milhões de crianças menores de 5 anos morrerão até 2030 - metade delas recém-nascidas”, disse Laurence Chandy, Diretora de Dados, Pesquisa e Política do UNICEF. “Temos feito progressos notáveis para salvar crianças desde 1990, mas milhões ainda estão morrendo por causa de quem são e de onde nasceram. Com soluções simples como remédios, água limpa, eletricidade e vacinas, podemos mudar essa realidade para todas as crianças”, diz.

Globalmente, em 2017, metade de todas as mortes com menos de 5 anos de idade ocorreu na África subsaariana e outros 30% no sul da Ásia. Na África subsaariana, 1 em cada 13 crianças morreu antes do quinto aniversário. Nos países de alta renda, esse número era de 1 em 185.

A maioria das crianças menores de 5 anos morre devido a causas evitáveis ou tratáveis, como complicações durante o parto, pneumonia, diarréia, sepse neonatal e malária. Em comparação, entre as crianças entre 5 e 14 anos de idade, as lesões se tornam uma causa mais proeminente de morte, especialmente devido ao afogamento e a acidente rodoviário. Dentro dessa faixa etária, também existem diferenças regionais, com o risco de morrer por uma criança da África subsaariana 15 vezes maior do que na Europa.

"Milhões de bebês e crianças não deveriam estar morrendo todos os anos por falta de acesso a água, saneamento, nutrição adequada ou serviços básicos de saúde", disse Nono Simelela, diretora geral de Saúde da Família, da Mulher e da Criança da OMS. "Devemos priorizar o fornecimento de acesso universal a serviços de saúde de qualidade para todas as crianças, particularmente na época do nascimento e nos primeiros anos, para que elas tenham a melhor chance possível de sobreviver e prosperar".

Para as crianças de todos os lugares, o período mais arriscado da vida é o primeiro mês. Em 2017, 2,5 milhões de recém-nascidos morreram no primeiro mês. Um bebê nascido na África subsaariana ou no sul da Ásia tinha nove vezes mais chances de morrer no primeiro mês do que um bebê nascido em um país de alta renda. E o progresso para salvar recém-nascidos tem sido mais lento do que para outras crianças menores de 5 anos desde 1990.

Mesmo dentro dos países, as disparidades persistem. Com menos de 5 anos, as taxas de mortalidade entre crianças em áreas rurais são, em média, 50% mais altas do que entre crianças em áreas urbanas. Além disso, aqueles nascidos de mães sem instrução têm mais que o dobro de probabilidade de morrer antes de completar 5 anos do que os filhos de mães com ensino secundário ou superior.

Apesar desses desafios, menos crianças estão morrendo a cada ano em todo o mundo. O número de crianças que morrem abaixo de 5 caiu drasticamente de 12,6 milhões em 1990 para 5,4 milhões em 2017. O número de mortes em crianças mais velhas com idade entre 5 a 14 anos caiu de 1,7 milhão para menos de um milhão no mesmo período, conforme os números que são reproduzidos em reportagem da coluna BemEstar do portal G1.

Comentário

O Governo do Estado promove, a partir das 8 horas do dia 25, por meio da SAD (a Secretaria estadual de Administração e Desburocratização), um leilão com 130 lotes de veículos e sucatas. A previsão de arrecadação é de R$ 338 mil. O leilão presencial será realizado na sede da ABO-MS (a Associação Brasileira de Odontologia de Mato Grosso do Sul), no bairro Monte Líbano, em Campo Grande.

O menor lance inicial, no valor de R$ 50, é referente ao lote 109 que oferta duas sucatas de VW/Gol 1.6 sem motor. Já o maior lance inicial, no valor de R$ 9 mil, é referente a duas camionetes movidas a diesel, sendo o lote 001 que oferta uma Nissan/Frontier 4X4, ano 2014/2015 na cor preta; e o 004 com uma Amarok CD 4×4 SE, ano 2013.

Para aquisição dos lotes 108 e 109 destinado à sucata de veículos para desmanche, poderão participar somente pessoas jurídicas de qualquer natureza e que estejam devidamente cadastradas no Departamento Estadual de Trânsito, conforme a lei 12.977/2014, regulamentada pela Resolução Contran 611/2016, destinados à desmontagem, reciclagem e destinação das peças usadas de veículos automotores.

Comentário

O vereador Carlito do Gás (PEN) voltou a cobrar da Prefeitura a revitalização dos campos de futebol do Parque das Nações I e do Parque das Nações II. “Assim como tenho lutado pela reforma das Unidades Básicas de Saúde e dos Ceims, pela melhoria na infraestrutura, no que se refere à pavimentação asfáltica, iluminação e sinalização e por outras ações que influenciam diretamente no dia a dia do cidadão, entendo que o esporte também deve ter um novo olhar por parte da Prefeitura. Desde o início do mandato tenho alertado para essa necessidade”, afirmou Carlito.

“A nosso pedido tem sido realizado serviços paliativos, como as roçadas que impedem que os campos virarem matagais, mas é preciso que seja feito o serviço completo de reforma, de modo a dar condições de uso por parte dos esportistas e da comunidade em geral”, ponderou o vereador.

Carlito do Gás sugeriu que ao redor dos dois campos de futebol sejam implantadas pistas de caminhadas e Academias ao Ar Livre, de forma a que os frequentadores possam desenvolver várias práticas esportivas e de promoção à saúde em um só local.

“A caminhada é uma modalidade de atividade física reconhecida como meio de promoção à saúde e que pode ser praticada por todas as faixas etárias. No campo em frente à Praça da Juventude, no Parque das Nações I, foi iniciada e paralisada a implantação de uma academia. Além da conclusão dessa Academia, falta a implantação de iluminação ao redor do campo, que pode ser aproveitada na implantação da pista de caminhada, obra de relativo baixo custo e que daria melhor aproveitamento ao espaço”, raciocinou, acrescentando que situação semelhante ocorre no campo do Parque II.

O vereador comenta ainda sobre a situação do campo de futebol do Parque II. “Lá é preciso a reforma dos alambrados e dos banheiros, que também são usados como vestiários. A implantação de um novo bebedouro, a demarcação do campo de vôlei, troca da areia, a roçada e demarcação do gramado do campo e, como já dissemos, o melhor aproveitamento do espaço com a implantação de uma Academia ao Ar Livre”, relacionou o vereador, para o qual, os órgãos da Prefeitura devem agilizar a liberação dos recursos federais necessários para as duas obras. O próprio vereador comprometeu-se a, assim que definida a nova bancada federal, se empenhar para que sejam destinadas emendas prevendo recursos para a execução das reformas dos dois campos de futebol e a agregação de novas opções, como as Academias ao Ar Livre. (Da assessoria)

Comentário

O procurador regional eleitoral de Mato Grosso do Sul, Marcos Nassar, determinou que a Policia Federal abra inquérito para apurar as denúncias feitas pelo ex-assessor Jedeão de Oliveira em relação ao juiz federal aposentado e candidato a governador de Mato Grosso do Sul, Odilon de Oliveira (PDT).

Jedeão foi funcionário de confiança por mais de 20 anos de Odilon, e acusou o juiz de vender sentenças, arquitetar negociatas para beneficiar traficante e manipulação de dados para majorar número de apreensões, conforme reproduz o jornal Campo Grande News.

As acusações do ex-funcionário foram feitas em entrevista para o jornal Folha de S. Paulo, antes da conclusão de inquérito inicial instaurado pela Policia Federal. Nassar determina o prosseguimento dos trabalhos, antes interrompido pela Federal sob a alegação de ‘falta de provas’, e o encaminhamento de cópia das declarações de Jedeão à Corregedoria do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região).

A investigação deve ser encabeçada pela Delecor (Delegacia de Repressão a Corrupção e Crimes Financeiros) da PF. No documento, o procurador também determina a remoção do sigilo do documento com as declarações de Jedeão.

Denúncias

Desde que surgiram denúncias de sumiço de dólares na 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande e a demissão dele, Jedeão mora em Cuiabá. Ele justificou que foi para o Mato Grosso por medida de segurança. Ele é acusado de desviar R$ 11 milhões da Justiça Federal, foi demitido em 2016 e desde então é alvo de uma investigação, segundo ele, patrocinada pelo ex-chefe, agora candidato.

As “declarações por instrumento particular” datam de 15 de junho de 2018. Odilon é retratado por Jedeão como um exibicionista, que passava por cima da lei para investigar a quem quisesse através de uma agência própria de espionagem e de escutas clandestinas, conforme as acusações protocoladas em um cartório de Bauru (SP) e entregues ao MPF a fim de fechar acordo de delação em ação contra o ex-servidor.

O MPF rejeitou a tentativa de acordo por não enxergar ali elementos para uma colaboração premiada, porém, confirmou que vai analisar o documento “para verificar a viabilidade de início de investigação”, segundo a publicação.

Comentário

Absolvido das denúncias de que teria trabalhado para obstruir os trabalhos da Justiça no episódio em que teria tentado facilitar, inclusive, a fuga do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, o que lhe custou também a cassação do mandato de senador e resultou, em seguida, na desfiliação do PT, o engenheiro Delcidio Amaral protocolou, nesta segunda-feira (17), o pedido de registro de candidatura para tentar voltar ao Senado.

“Sou ficha limpa”, garante o ex-senador, ao se anunciar pré-candidato, aguardando o julgamento do pedido a ser deferido, ou não, pela Justiça Eleitoral.

Comentário

Cinco candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul participam, em Dourados, do debate organizado pela rádio Grande FM, que acontece do auditório da UFGD e é retransmitido via redes sociais sob a coordenação do diretor geral da emissora, Mauro Alcantara. O atual governador e candidato a reeleição, Reinaldo Azambuja (PSDB), líder nas principais pesquisas, é o único ausente.

Esse debate repete a tradição da primeira emissora de rádio FM do Município, que costumeiramente reúne os principais candidatos às disputas majoritárias nesses encontros com a população pela rádio. Em 2014, quando foi eleito para governar o Estado pela primeira vez, também cinco candidatos participaram; à época, o ausente foi Delcidio do Amaral (PT) que liderava as intenções de voto.

Comentário

O lançamento do jogo interativo para Educação de Trânsito, produzido pelas turmas de Informática da Internet do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), em parceria firmada recentemente com a Prefeitura de Dourados, será o grande marco da abertura da Semana Nacional do Trânsito no município. A campanha, realizada por meio da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), será lançada oficialmente em solenidade no gabinete da prefeita Délia Razuk a partir de 7h30 desta terça-feira (18), com o tema “Nós Somos o Trânsito”.

O protótipo, que ainda recebe finalização de detalhes, é uma ferramenta que visa interatividade como forma de fixar regras e ensinamentos do trânsito e tem a reprodução de cenários e situações de trânsito da cidade de Dourados. “O público-alvo é de alunos da rede municipal que terão um jogo interativo pelo qual conquistam pontos ao acertar a aplicação de regras e reordenamento do trânsito nas situações apresentadas na plataforma”, disse o diretor-presidente da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos.

O diretor do departamento de Educação para o Trânsito, idealizador do projeto, Christian Lelis, destacou que a ferramenta tem quase os mesmos efeitos de uma palestra. “É muito importante na fixação do aprendizado para crianças e adolescentes. A partir de um jogo menos elaborado que conheci em outro Estado, elaborei esta ideia que amadureceu com a cooperação de várias pessoas e foi ao encontro deste projeto de parceria com o IFMS, dando este fruto importante”, disse.

Exposição

Conforme Lelis, o jogo estará à mostra na ExpoTrânsito que acontece na Praça Antônio João de quarta (19) até sexta-feira (21), das 8 às 11 e das 13h30 às 17 horas. “Haverá exposição do jogo e quem visitar terá a oportunidade de conhecer o aplicativo”, disse Lelis.

O coordenador destacou que, além da apresentação do jogo, a ExpoTrânsito conta com ampla estrutura para visitação. A mini-cidade, que já foi sucesso no ano passado, e a participação de órgãos vinculados às ações de trânsito, como o Detran, a PRF, Sest/Senat e Samu, trarão inúmeras oportunidades de conhecimentos aos visitantes. “A mini-cidade serve para que as crianças entendam na prática que os espaços no contexto do trânsito precisam ser respeitados”, disse Lelis.

A Semana Nacional do Trânsito é mais uma ação de conscientização a respeito de regras e convivência no trânsito. Em Dourados, o tema segue o do Maio Amarelo, que integra a sociedade em prol do sentimento de unidade no trânsito. Segundo Christian Lelis, tanto o Departamento Nacional de Trânsito como a Organização Mundial da Saúde apontam que 90% dos acidentes de trânsito têm na causa o comportamento humano. “Se a imprudência, o desrespeito à sinalização e outros problemas causam acidentes e mortes, temos que fomentar a educação para o trânsito e pedir às pessoas que se atentem a todos estes ensinamentos”, disse.

A realização da campanha é da Agetran, com o apoio de inúmeras instituições e entidades, entre elas: Universidade Federal da Grande Dourados, Polícia Rodoviária Federal, Sest/Senat, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Detran, Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Educação, Samu, Guarda Mirim, CCR MSVia e Grand Prix.

Comentário

Com investimentos de 70% do valor da obra, a Prefeitura de Dourados está concluindo mais um projeto de parceria com a população, finalizando os serviços de asfalto comunitário que vai beneficiar moradores do Residencial Monte Carlo. O custo total da obra, estimado em R$ 4,8 milhões, contou com a contrapartida equivalente a 30% rateada entre os moradores que aderiram ao plano.

De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Tahan Sales Mustafa, a Prefeitura aplicou mais de R$ 3,5 milhões do total da obra em drenagem, áreas públicas, parte dos terrenos de esquina e não aderentes ao plano de asfaltamento comunitário. Atualmente, a obra está em fase final de implantação de meios-fios e colocação de algumas bocas-de-lobo.

Jardim Guaicurus

No Jardim Guaicurus, igualmente, a Prefeitura já executou mais de 70% da pavimentação de parte das ruas G1, G8, G12, G17, G18, G19, G20 e G21, em um empreendimento que ao final terá consumido recursos da ordem de R$ 4 milhões, resultado de captação junto à Caixa Econômica Federal.

A área pavimentada totaliza cerca de 4 quilômetros e compreende ainda 2.723 metros quadrados de drenagem e 9.311 m² de calçamento e está sendo executada pela empresa LC Braga, vencedora da licitação para utilização dessa verba.

Comentário

Mato Grosso do Sul abriu mais uma vez, nesta segunda-feira (17), o plantio da soja em todo o Brasil. Conforme projeção da Aprosoja (a Associação de Produtores de Soja de MS), o Estado deve alcançar produção de 10 milhões de toneladas do grão na safra 2018/19 com três milhões de hectares cultivados.

Durante o ato na cidade de Terenos, palestrantes falaram de pautas importantes para o agronegócio atual, como a tabela do frete, o cenário político, a instabilidade do dólar, a guerra comercial entre China e EUA e as perspectivas para a safra atual. Em 20 anos a produção estadual de soja cresceu 320%, resultado do trabalho do agricultor sul-mato-grossense e dos avanços das pesquisas.

A área cultivada deve crescer 4% em relação à safra passada, enquanto que a produtividade deve alcançar média de 59 sacas por hectare. Na safra 2017/18 Mato Grosso do Sul produziu 9,6 milhões de toneladas de soja, segundo os números apresentados nesse ato.

A agricultura de Mato Grosso do Sul tem um ambiente favorável à produção de soja, que apresentará um aumento de área inferior a 5%, mas com uma capacidade de produção elevada, com expectativa de atingir, na temporada 2018/19, um patamar aproximado de 10 milhões de toneladas.

Comentário

Página 1 de 1055
  • Unimed 38
  • kikao esquenta

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus