Timber by EMSIEN-3 LTD
Quinta, 28 Novembro 2019 12:44

Pesquisadores da Alemanha vão estudar espécies do Aquário do Pantanal Destaque

Escrito por
Peixes que se reproduzem no projeto Quarentena, até Aquário ser concluído, despertam atenção mundial Peixes que se reproduzem no projeto Quarentena, até Aquário ser concluído, despertam atenção mundial Assessoria/Edemir Rodrigues

Para ampliar as relações bilaterais entre Mato Grosso do Sul e Alemanha, o cônsul Axel Zeidler, visando o Estado pela primeira vez, se reuniu com o governador Reinaldo Azambuja e o vice-governador e titular da Seinfra (Secretaria estadual de Infraestrutura), Murilo Zauith, na manhã de terça-feira (26) e discutiu possibilidades de cooperação entre Estado e o país europeu, incluindo a utilização do Aquário do Pantanal, que deve ser entregue à população no fim de 2020 com mais de 260 espécies de animais, como uma oportunidade de pesquisa para as universidades alemãs.

Durante o encontro, o vice-governador propôs um convênio com as universidades da Alemanha, disponibilizando o Centro de Pesquisas e Reabilitação da Ictiofauna Pantaneira para estudo das espécies que irão compor os 32 tanques do Aquario.

“O Aquário será um centro de estudos e pesquisas, um empreendimento turis-científico da biodiversidade pantaneira. Propusemos um convênio com as universidades alemãs para que eles possam pesquisar as diversas espécies que teremos aqui, inclusive os exemplares inéditos que já registramos", explicou o vice-governador.

Instalado no Parque das Nações Indígenas, principal cartão postal de Campo Grande, o Centro de Pesquisa contará com 260 espécies de animais, entre peixes, invertebrados, répteis e mamíferos. Ao menos 12 mil animais da ictiofauna pantaneira vão habitar os 32 tanques (24 internos e oito externos) da estrutura. Serão 5,4 milhões de litros de água e um sistema de suporte à vida com condições reais do habitat.

Um laboratório, chamado de "Projeto Quarentena", foi montado há quatro anos para a manutenção de mais de 180 espécies de peixes. Lá, 55 espécies já se reproduziram, sendo nove registros inéditos no mundo e outros três documentados pela primeira vez no Brasil.

O cônsul alemão disse estar genuinamente disposto a criar ampla relação com Mato Grosso do Sul, já que o Estado possui muitas potencialidades. “Queremos ampliar a relação com Mato Grosso do Sul e não ficar apenas em São Paulo, onde existem muitas indústrias. Aqui tem o turismo, o meio ambiente, o setor agropecuário, além das empresas alemãs que já vendem aqui nossos produtos. Já importamos carne de Mato Grosso do Sul, mas queremos ampliar as relações bilaterais e por isso queremos saber quais as possibilidades de cooperação no futuro”, observou durante a visita oficial.

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus