Timber by EMSIEN-3 LTD
Quinta, 31 Outubro 2019 11:47

Apae de Itaporã conhece projetos de acessibilidade na Unigran Destaque

Escrito por
Cadeirantes puderam experimentar, na prática, projeto de acessibilidade desenvolvido nessa mostra Cadeirantes puderam experimentar, na prática, projeto de acessibilidade desenvolvido nessa mostra Assessoria

Na terceira semana de exposição, a Casa do Estudante, realizada pelo curso de Arquitetura e Urbanismo da Unigran, recebeu a visita de alunos e docentes da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Itaporã. Durante a atividade, eles conheceram as duas casas da mostra, que nesta 6ª edição trouxe o tema ‘Acessibilidade’. A Casa do Estudante é um projeto desenvolvido pelos acadêmicos do 2º semestre de Arquitetura e Urbanismo e coordenado pelas professoras Rosane Ferreira Lima e Claudia Torraca.

Lima explicou sobre a atividade, que iniciou em 2014. “A Casa do Estudante é projetada pelos acadêmicos do 2º semestre, quando eles apresentam os projetos em um concurso que elege os dois que mais atendem o tema da mostra. No projeto, os alunos atuam como arquitetos e comandam a construção. Todos os alunos foram divididos em cinco grupos, sendo que cada um ficou responsável pela construção de uma parte da casa, as paredes, área externa, sala cozinha, banheiro e o quarto”, falou.

A professora também destacou a importância dos alunos da Apae visitarem o projeto, vivenciando a importância da acessibilidade. “Nossos próprios alunos estão conduzindo os visitantes e com isso, aprendem muito neste momento, ao criar e executar os projetos, utilizando e reaproveitando materiais sustentáveis. Além disso, aprendem na prática a trabalhar em equipe, pois o arquiteto nunca trabalha sozinho, e também a ter noção de espaço. Ainda, essa atividade proporciona o embasamento necessário para a criação de projetos de acessibilidade para a vida toda desses futuros profissionais”, apontou.

Para a diretora da Apae, Lucilene Boni Dias, inciativas como essa contribuem para a diminuição dos problemas enfrentados pelos deficientes. “A Apae se preocupa muito com o tema da acessibilidade porque sabe das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência, principalmente os cadeirantes, ao se locomover nas calçadas e ruas. Mas não é só nesses locais, a maioria das casas não estão adaptadas e possuem, entre outros problemas, os portais estreitos por exemplo. Por isso, achamos muito importante que os estudantes de arquitetura tenham o conhecimento prático do tema. Por isso, fizemos questão de trazer os alunos para visitarem a mostra, manusearem suas cadeiras no interior das casas para mostrar a importância disso”, concluiu ela, agradecendo a Unigran pela recepção e por fomentar projetos que apoiam as pessoas com deficiência.

As duas casas de, aproximadamente 40m², foram adaptadas pensando na mobilidade das pessoas com deficiência física e visual, além de focar também na sustentabilidade, uma vez que os alunos utilizaram materiais recicláveis para a conclusão do projeto. A mostra aconteceu no saguão do bloco 10 da Unigran, quando recebeu centenas de visitantes durante os 30 dias de exposição.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus