Timber by EMSIEN-3 LTD
  • unigran vest 18
Terça, 22 Agosto 2017 14:48

Secretário nacional do MEC fala dos desafios para ser bom na área, na Unigran Destaque

Escrito por
Henrique Sartori, da Secretaria nacional de Regulação do Ensino Superior, na Unigran Henrique Sartori, da Secretaria nacional de Regulação do Ensino Superior, na Unigran Divulgação/Assessoria

O professor Henrique Sartori, atualmente titular da Seres (Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior), do Ministério da Educação, participou, sexta-feira (18) passada, de palestra na Unigran, onde foi recepcionado pela Reitora Rosa De Déa e os dirigentes da instituição, o casal Murilo e Cecília Zauith. O secretário falou, entre outros temas, sobre a qualidade do ensino superior em Mato Grosso do Sul e deu boas dicas para os jovens acadêmicos não desperdiçarem as oportunidades.

A palestra, destinada ao corpo docente da Unigran, foi elaborada para explicar as metas da Seres, como o decreto 9.057/2017 e as normativas decorrentes. A ideia é “expandir a oferta de ensino superior com qualidade, a partir do estabelecimento de diretrizes para constante aprimoramento das ações de regulação, avaliação e supervisão de instituições e cursos, em conformidade com as diversas leis e diretrizes da educação”, disse o secretário nacional do MEC.

Henrique Sartori destacou ainda que as instituições com conceito a partir de 3, em uma escala de 1 a 5 no ICG (Índice Geral de Cursos), serão valorizadas nesse sentido. O grupo Unigran, por exemplo, está presente no ranking das poucas instituições no país, com nota 4 e o título de Excelência de Ensino. O Secretário de Regulação do MEC diz que a responsabilidade de fiscalizar não é unicamente do poder público, já que o cidadão que busca o ensino superior também pode contribuir com esse trabalho.

“Atualmente existem vários mecanismos de fiscalização que todos temos acesso, como o emec.mec.gov.br, uma ferramenta em que podemos encontrar informações sobre todas as instituições de ensino e cursos regulares. Então é fundamental que o cidadão use esses dispositivos para criar um bom filtro que o ajudará a fazer a melhor escolha”, informou.

Além do site, também é possível realizar as consultas via telefone, através do número 0800-616161, no qual os interessados podem obter detalhes sobre a qualidade da instituição e do curso que desejam ingressar. Sartori ressalta que o Ministério está de olhos atentos a todas as IES (as Instituições de Ensino Superior), e que, ao detectar alguma anormalidade, busca sempre uma solução, porém, quando não há, o curso é descredenciado e naturalmente acaba por se extinguir, garantir a qualidade do bom ensino praticado pelos demais no Brasil.

Durante a palestra, o secretário da Seres reconheceu e destacou os índices obtidos pela Unigran, como a nota máxima de alguns cursos, citando e parabenizando a seriedade e o investimento da Instituição, como no curso de Publicidade e Propaganda, nota máxima, 5, e o melhor do país nos resultados do Ministério da Educação.

Os acadêmicos e as oportunidades

Com relação aos estudantes, Sartori foi enfático ao dizer que “as oportunidades surgem para quem as busca, para quem trabalha, estuda muito, se dedica e corre atrás dos objetivos”. Foi com essa receita que o douradense galgou um dos mais altos níveis da hierarquia educacional brasileira. Assumiu a Seres em março de 2016, setor responsável por regular e supervisionar e, consequentemente, garantir a qualidade do ensino superior no país. Antes disso também foi secretário executivo do CNE (o Conselho Nacional de Educação).

Henrique Sartori contou que em seu caminho não surgiram muitas oportunidades, contudo, foram decisivas. Ele acredita que não trabalha para si mesmo, mas para a sociedade. “Eu sempre me coloquei à disposição das oportunidades. E o retorno é importante para que outros também se sintam motivados em buscar outros caminhos. Atualmente estou em uma condição que me deixa muito feliz, mas não vou parar por aí, a missão ainda não está cumprida, afinal, tenho 37 anos e ainda muito trabalho pela frente”, complementou.

O palestrante falou da importância da dedicação, da doação, em todas as esferas de convivência, seja com a família, no trabalho e no relacionamento com as pessoas. “Todos temos muito para dar, para colaborar. É importante termos a consciência de que todos os resultados e acontecimentos são meros reflexos do nosso trabalho e dedicação. Eu nunca me neguei a trabalhar muito, a acordar cedo e tudo isso sempre me gerou muita satisfação pessoal e também pelo que já consegui contribuir com a sociedade”, enfatizou.

  • mistura
  • Unimed 38

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus