Timber by EMSIEN-3 LTD
Domingo, 22 Novembro 2020 16:51

Saúde deve assinar 'carta de intenção' sobre 5 vacinas; compra não é garantida

Escrito por
O Ministério da Saúde informou neste domingo, 22, que deve assinar "cartas de intenção não-vinculantes" para compra de vacinas de cinco desenvolvedores: Pfizer, Janssen, Bharat Biotech, Fundo Russo de Investimento Direto (responsável pela Sputinik V) e Moderna. O documento, porém, não formaliza a compra dos produtos. A Saúde afirma que ainda aguarda o fim dos estudos de "fase 3", além do registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a precificação e a incorporação do produto ao SUS. O Estadão apurou com fonte da cúpula da Saúde que a ideia é evitar nova "complicação política" com a compra de vacinas. Por isso, qualquer negócio só deve ser fechado após o aval da agência para comercializar a droga no País. A postura reticente do ministério aumentou após o presidente Jair Bolsonaro desautorizar o ministro Eduardo Pazuello. Em outubro, o chefe da Saúde teve de recuar e desfazer a promessa da compra de doses da Coronavac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan de São Paulo. Esse acordo é liderado pelo governo paulista de João Doria (PSDB), inimigo político de Bolsonaro. As desenvolvedoras foram recebidas na Saúde nesta semana. "A pasta tomou nota e tirou dúvidas sobre detalhes técnicos do desenvolvimento dessas vacinas, sua segurança e eficácia, e de aspectos logísticos para operacionalizar sua distribuição. Os encontros também serviram para estreitar a comunicação entre as áreas técnicas do Ministério e o corpo técnico das empresas", diz nota do ministério. O ministério afirmou ainda que já há previsão de acesso a 142,9 milhões de doses por contratos já firmados. Estes imunizantes estariam garantidos por meio de negócio de cerca de R$ 2 bilhões para fornecimento de 100 milhões de unidades da vacina de Oxford/Astrazeneca, além da transferência de tecnologia de produção da droga à Fiocruz. Outro caminho é pela Covax Facility, um consórcio liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para acelerar o fornecimento dos imunizantes. O Brasil investiu R$ 2,5 bilhões para entrar no grupo e espera receber, por meio do consórcio, vacina para 10% da população. Segundo a Saúde, estes dois caminhos já garantem a imunização de cerca de 30% da população brasileira. "É importante ressaltar que uma série de premissas precisam ser analisadas antes da compra - como a segurança; a eficácia; a capacidade de produção em escala; a oferta em tempo oportuno para inserir as vacinas no Programa Nacional de Imunizações (PNI); o preço proposto para a incorporação; as condições logísticas oferecidas e a aprovação pela Anvisa", diz a Saúde.
  • Douranews Anúncio
  • unimed fevereiro

// EDITAIS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO - UNIMED DOURADOS

  EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E DO PROCESSO ELEITORAL Nos termos Estatut&aacu...

Edital Assembleia Geral Extraordinária

SINEPE/MS – BASE SINTRAE/SULEDITAL DE CONVOCAÇÃOASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A Presidente ...

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITALRR PARTICIPAÇOES SOCIETÁRIAS EIRELI, torna Público que recebeu do Instituto de Meio Ambiente de Dourado...

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITAL PARA REQUERIMENTO DE AUTORIZAÇÃO AMBIENTAL - AA EDITAL MERCADOMOVEIS LTDA, torna Público que requere...

Edital de Licenciamento Ambiental

EDITALRR PARTICIPAÇOES SOCIETÁRIAS EIRELI, torna Público que recebeu do Instituto de Meio Ambiente de Dourado...

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis