Timber by EMSIEN-3 LTD
Sábado, 21 Novembro 2020 19:20

Tottenham se impõe, bate o Manchester City e assume a liderança do Inglês

Escrito por
Em grande fase, o Tottenham conseguiu um feito que não alcançava há seis anos: liderar o Campeonato Inglês, mesmo que provisoriamente. O time de Londres subiu para a ponta da tabela de classificação ao derrotar o Manchester City por 2 a 0, neste sábado, em casa. A vitória foi assegurada com gols do sul-coreano Son e do argentino Lo Celso. O Tottenham soma 20 pontos e ultrapassou o Chelsea, em segundo com 18, para se tornar o novo líder, posto que não alcançava desde 2014. A primeira posição, no entanto, não é definitiva, já que o Leicester City, terceiro colocado com 18 pontos, joga contra o Liverpool, neste domingo, no estádio Anfield Road, em Liverpool, e pode recuperar a ponta. Já o Manchester City continua cambaleante nesse início de temporada, o pior dos últimos anos. A equipe do técnico espanhol Pep Guardiola tem apenas três vitórias em oito partidas e aparece na 10.ª colocação, com 12 pontos. Para piorar, pode cair até para o 13.º lugar no decorrer desta nona rodada. Em novo encontro entre José Mourinho e Guardiola, o português levou a melhor por meio da estratégia que mais lhe é habitual: defesa forte e eficiência no ataque. O Manchester City teve mais a bola, finalizou muito - 22 vezes, sendo cinco em direção à meta defendida pelo goleiro francês Hugo Lloris -, mas passou longe de ser eficaz ao contrário do Tottenham, que precisou de quatro arremates para marcar duas vezes. Os anfitriões também contaram com o talento de Son e Kane. Em grande fase, a dupla mais uma vez foi decisiva para o triunfo e ampliou suas já positivas marcas na competição. O sul-coreano abriu o placar aos quatro minutos do primeiro tempo. Ele recebeu enfiada de Ndombélé e tocou por baixo do goleiro brasileiro Ederson para chegar ao nono gol na liga inglesa e se isolar na artilharia. Atrás no placar, os visitantes pressionaram, mas com um volume de jogo inócuo quase não levaram perigo ao gol do adversário. Laporte chegou a balançar as redes, mas o árbitro anulou o tento após flagrar toque de mão do atacante brasileiro Gabriel Jesus no lance. O panorama no segundo tempo continuou semelhante ao do primeiro. O Manchester City seguiu com a bola, mas esbarrava no forte bloqueio defensivo do time de Mourinho, que se armou para o contra-ataque e definiu o triunfo com Lo Celso. O argentino, que acabara de entrar, foi acionado por Kane e bateu na saída de Ederson, aos 19 minutos. O atacante inglês deu a sua nona assistência na competição e lidera a estatística. Ele também ostenta sete bolas na rede e é quem mais participa de gols na liga inglesa (16 participações). No fim, Guardiola colocou Sterling e Foden em campo, mas a produção ofensiva não melhorou e o placar se manteve inalterado. CHELSEA VENCE - No equilibrado início da temporada 2020/2021 do Campeonato Inglês, o Chelsea segue firme na briga pelas primeiras posições. Neste sábado, derrotou o Newcastle por 2 a 0, no estádio St. James Park, em Newcastle, e somou o terceiro triunfo consecutivo na competição, além de ampliar a sua invencibilidade para sete jogos. Além disso, o time ainda não perdeu como visitante - são três triunfos e dois empates. Dono do melhor ataque do Campeonato Inglês, agora tendo marcado 22 vezes, o Chelsea contou com um gol contra para abrir o placar. Logo aos 10 minutos, Ben Chilwell executou cruzamento e o argentino Fede Fernández na tentativa de cortá-lo, mandou a bola para a própria meta. Mesmo não acelerando o ritmo após ficar em vantagem, o Chelsea dominou o restante da partida e marcou pela segunda vez na etapa final. Aos 20 minutos, Tammy Abraham foi lançado em profundidade pelo atacante Timo Werner, que havia passado por três marcadores em um contra-ataque, e finalizou por baixo do goleiro do Newcastle para fazer 2 a 0, definindo o triunfo da equipe londrina. OUTROS JOGOS - Em busca da recuperação no Campeonato Inglês, o Manchester United recebeu o West Bromwich, neste sábado, no estádio Old Trafford, em Manchester, e contou com um gol em cobrança de pênalti para conseguir a vitória por 1 a 0. O resultado o levou ao nono lugar na tabela de classificação com 13 pontos e um jogo a menos. No primeiro tempo, as duas equipes tentaram desde o início abrir o placar com boas chegadas no ataque. Martial arriscou para o Manchester United, mas parou no goleiro Johnstone. O West Bromwich também arriscou e exigiu uma defesa espetacular do goleiro De Gea. Matheus Pereira fez grande jogada e serviu Karlan Grant, que bateu cruzado para o espanhol tocar com a ponta dos dedos. Depois do intervalo, aos 10 minutos, o árbitro assinalou pênalti após o defensor do West Bromwich utilizar o braço para bloquear a bola. Na cobrança, Bruno Fernandes parou em defesa de Johnstone. No entanto, o VAR identificou que o goleiro se adiantou e o meia português teve mais uma chance. Na segunda, ele bateu no canto alto direito e balançou as redes. Em desvantagem, o West Bromwich mostrou valentia e buscou o empate mesmo jogando fora de casa. Quase conseguiu, mas o chute forte de Robinson explodiu no travessão, aos 20 minutos. Os dois times seguiram tentando o gol, mas não conseguiram marcar e, assim, o Manchester United saiu vitorioso. O próximo compromisso do Manchester United pelo Campeonato Inglês será contra o Southampton, fora de casa, no domingo da semana quem vem. O West Bromwich, estacionado nos três pontos, na 18.ª posição, vai receber o lanterna Sheffield United um dia antes. Também neste sábado, o Aston Villa vacilou em casa, foi derrotado por 2 a 1 pelo Brighton (16.º) e perdeu a chance de subir para a terceira colocação. Welbeck e March anotaram os gols dos visitantes e Grealish fez o de honra dos anfitriões.

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis