Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Os consumidores de Dourados devem gastar em média R$ 644,13 com as comemorações de Ano Novo em 2019. O valor é o maior de Mato Grosso do Sul e representa um aumento de 72,7% em relação a 2018, quando a média foi de R$ 372,77.

Os dados são da Pesquisa de Intenção de Consumo e Comemoração no Natal e Ano Novo divulgada nesta terça-feira (3) pelo Sebrae/MS em parceria com o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio (Federação do Comércio em MS).

Para a economista e analista do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt, esse valor pode estar relacionado à característica da cidade de possuir muitas casas que são alugadas para festas de fim de ano e momentos de lazer. “Pode ser uma questão cultural da população de Dourados em reservar espaços para comemoração, o que aumenta o nível de gastos”, arrisca.

Entre os municípios do interior do estado, Dourados também possui a maior movimentação financeira total com as duas datas (R$ 75,2 milhões) e o maior valor estimado em festejos para o Ano Novo: os 53,9% dos consumidores que comemorarão a data vão movimentar financeiramente cerca de R$ 37,4 milhões.

A especialista explica que a tendência é que de fato as pessoas gastem mais com comemorações no Ano Novo do que no Natal. “Dourados está refletindo uma realidade que aconteceu em todo o Estado. No Natal, as pessoas tendem a comemorar mais com a família, é uma data mais simbólica. Já no Ano Novo, usualmente não ficam em casa: é a data que vão para clubes e festas”.

Outro destaque é o aumento do valor médio do presente de Natal, de R$ 293,89 para R$ 356,74. O número de pessoas que irão presentear e o valor estimado em compras também aumentou - este ano, 56,8% dos consumidores irão comprar presentes, representando uma movimentação financeira de R$ 21,8 milhões contra os R$ 17,3 milhões de 2018.

Segundo a economista, esse crescimento é reflexo de indicadores que começam a ficar mais positivos. “Há uma leve recuperação econômica. Este ano, alguns fatores influenciaram nessa expectativa de gastos do consumidor, como por exemplo a liberação do FGTS, uma medida que estimula o consumo”, ressalta Vanessa. Em todo o estado, a movimentação financeira com compra de presentes e comemorações de Natal e Ano Novo deve chegar a quase R$ 1 bilhão.

Pesquisa

O estudo ouviu 1.692 pessoas em Campo Grande, Dourados, Bonito, Coxim, Três Lagoas, Ponta Porã e na região do Pantanal (Corumbá e Ladário). As entrevistas foram aplicadas entre os dias 28 de outubro a 18 de novembro e o índice de confiança é de 95%.

Comentário

Mato Grosso do Sul poderá ter o Cepe (Cadastro Especial de Primeiro Emprego), destinado à identificação e ao encaminhamento de alunos da Rede Estadual de Ensino, com potencial de aproveitamento das vagas oferecidas por programas desenvolvidos pelo Estado. É o que prevê projeto de lei apresentado pelo deputado Neno Razuk (PTB) na sessão ordinária desta terça-feira (3) da Assembleia Legislativa do Estado.

O encaminhamento e a eventual qualificação dos alunos integrantes do cadastro serão feitos pela Funtrab (a Fundação do Trabalho) cujos diretores deverão ser orientados e qualificados, conforme prevê o projeto de lei, para que deem cumprimento à norma.

No dia 8 de outubro, a Assembleia Legislativa realizou audiência pública para debater a inserção e a contratação de adolescentes nas empresas do Estado. Na ocasião, foi apresentado o levantamento do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), que apontou mais de 13 mil vagas de aprendizes em Mato Groso do Sul, porém, somente 35% com cota legal preenchida.

Para o deputado, a desinformação colabora para que as vagas não sejam preenchidas. “Além disso, existe a indiferença da sociedade e ausência de esforços do poder público. Por isso, apresentamos este projeto, com a intenção de criar um mecanismo simples, no entanto, objetivo, capaz de produzir resultados positivos, a partir da mobilização integrada dos setores da educação e do trabalho”, acrescentou Neno.

Comentário

O secretário municipal de governo Celso Schuch classificou como “curiosa” a decisão do Simted de anunciar a paralisação dos professores “caso não recebam seus salários até sexta-feira”. Schuch considera uma ameaça descabida, considerando que a Prefeitura está se esforçando no sentido de pagar os salários não apenas dos professores, mas de todos os servidores municipais em dia, no quinto dia útil como preconiza a legislação.

“E ainda que isso não fosse possível, tendo em vista os enormes problemas financeiros que assolam as administrações municipais neste modelo de Federação que concentra as arrecadações em outros níveis – federal e estadual, trata-se de uma ameaça que só serve para causar pânico entre pais de alunos, ou seja, em nada contribui para a solução do problema”, disse o secretário.

Na opinião de Celso Schuch, esta situação criada pelo Simted gera insegurança e mal estar entre as partes, especialmente quando a Prefeitura se mostra sempre aberta ao diálogo. “Confiante em poder cumprir com o pagamento dos salários de todos os servidores dentro dos prazos estabelecidos por lei, estamos decepcionados com a atitude dos trabalhadores da educação de quem esperávamos que fossem menos afoitos”.

O secretário finalizou afirmando que “estão ameaçando greve, criando pânico entre os pais de alunos, por fatos que sequer ocorreram mesmo sabendo que a Prefeitura está se empenhando ao máximo para pagar os salários em dia”.~´

Comentário

A Petrobras informou nesta terça-feira (3) que vai aumentar o valor do óleo diesel em 2% a partir de quarta-feira (4), assim como reajustar toda a cadeia do produto. O diesel marítimo vai subir 2,1% e os destinados às térmicas subirão 2,2% (S500) e 2% (S10).

A comercialização do preço do diesel abaixo da paridade internacional nas últimas semanas fez com que a Abicom (Associação dos Importadores de Combustíveis) reclamasse no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) na semana passada, alegando que o congelamento prejudica o mercado.

Segundo a Petrobras, o preço da gasolina deve permanecer inalterado.

Comentário

O secretário de Fazenda Carlos Dobes recebeu na manhã desta terça-feira (3) os representantes do Banco Bradesco para a assinatura do contrato entre a instituição e a Prefeitura de Dourados que visa à prestação de serviço para o processamento da folha de pagamento dos servidores e gerenciamento das contas do Município.

O Bradesco foi representado pelo gerente comercial Márcio Bastos da Cruz e pelo gerente da Agência central de Dourados Moacir Lorenzon. O banco venceu a licitação no dia 22 de novembro e vai substituir o Banco do Brasil nessas transações. Lorenzon afirmou que dentro de noventa dias os servidores da Prefeitura já estarão recebendo salários através do Bradesco.

No processo licitatório o banco Bradesco fez a melhor proposta e comprou a folha por R$ 22.760 milhões para um contrato que terá duração de cinco anos. A instituição financeira terá de depositar o valor na conta do município até 10 dias após assinatura do contrato.

De acordo com o secretário de Fazenda, Carlos Dobes Vieira, a mudança de gestão optou por não renovar com o Banco do Brasil, que detinha a conta desde 2013. A instituição oficial havia definido, em agosto, que seriam pagos R$ 7,5 milhões, sendo R$ 500 mil à vista e R$ 7 milhões parcelados dentro de um contrato também de cinco anos.

O contrato com o Bradesco prevê também que a instituição deverá instalar terminais no Centro Administrativo Municipal e, ainda, disponibilizar equipes em um espaço a ser montado dentro do CAM para atender aos servidores, com abertura das contas-salário e atualização cadastral.

Comentário

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu arquivar a proposta de resolução que previa autorizar o plantio de maconha por empresas para fins medicinais. A proposta do relator foi rejeitada por três votos a um. O único conselheiro a votar a favor foi o diretor-presidente William Dib. Nesta terça-feira (3), mais cedo, a Anvisa aprovou o registro e venda de medicamentos à base de maconha em farmácias do país.

Em linha com a posição do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Cidadania, Osmar Terra , o conselheiro da Anvisa Antonio Barra votou contra a autorização para que empresas façam o plantio controlado de maconha para fins medicinais. Barra foi indicado ao cargo pelo presidente. Em um voto de mais de duas horas, o conselheiro argumentou que o processo não foi conduzido devidamente na Agência.

Segundo Barra, a Anvisa não realizou estudos profundos e tampouco consultou adequadamente ministérios e autoridades relacionadas ao tema, tanto na área de Segurança Pública quanto nas áreas da Saúde, Economia e Agricultura. Durante exposição, Barra argumentou que a forma como foi conduzida a discussão prejudica o processo e deixa o país vulnerável à ação de grupos criminosos e impactos no SUS (Sistema Único de Saúde).

Comentário

A Câmara de Dourados realiza nesta quarta-feira (4) Sessão Solene de entrega de títulos e honrarias, contemplando 60 personalidades do município, indicados pelos vereadores e escolhidos conforme os relevantes trabalhos prestados à comunidade douradense.

O presidente da Câmara, vereador Alan Guedes (DEM), por exemplo, concede o título de Cidadão Douradense a José Nunes de Souza, de Cidadão Benemérito a Rozemar Mattos e Souza e Diploma de Jubileu ao CEIA (Centro de Integração do Adolescente) “Dom Alberto”.

Bebeto (PL) confere o título de Cidadão Douradense a Geremias Pereira Farias e Diploma de Honra ao Mérito a Luciano Primo da Silva. O vereador Braz Melo (PSC) atribuiu o título de Cidadão Douradense a Idalina Maria Provenci, de Cidadão Benemérito a Leonardo Lúcio Amorom Mussury e também de Cidadão Douradense a Lia Oliveira e Silva.

Cido Medeiros (DEM) concedeu o título de Cidadão Benemérito a Jane da Silva Freitas Carvalho e de Cidadão Douradense a Mariana Farias Gonçalves. O vereador Cirilo Ramão (MDB) conferiu Diploma de Honra ao Mérito a Fabiano Costa e o título de Cidadão Douradense a Solange Denize Fernandes de Luna.

Daniela Hall (PSD) confere o título de Cidadão Douradense a Denis Colares de Araújo e de Amigo Honorário do Município a Marisa Fátima Gonçalves. O vereador Elias Ishy (PT) atribui título de Cidadão Douradense a Marco Antonio Delfino de Almeida, Diploma de Honra ao Mérito a Wilson Valentim Biasotto e Diplma de Jubileu a Associação Cultural Nipo-Brasileira “Laranja Lima”, devido aos 40 anos de sua criação, e a Associação Nipônica de Kyoei, pelos seus 62 anos.

Idenor Machado (PSDB) concede Diploma de Honra ao Mérito a Adilson Stiguivitis Lima e o título de Cidadão Douradense ao engenheiro Francisco de Almeida Prado Junior e ao contabilista Melchiades Prado.

O vereador Jânio Miguel (PL) confere o título de Cidadão Douradense a Lauter Heiz e de Cidadão Benemérito ao desportista Renato Vera. Juarez de Oliveira (MDB) atribui Diploma de Honra ao Mérito a Alexandre Mantovani e o título de Cidadão Douradense a Jander da Silva Santos.

O vereador Junior Rodrigues (PL) concede título de Amigo Honorário da Câmara a Fabiano Costa e a Marinete Nelvo Nunes, de Cidadão Benemérito a Izael Morales, de Amigo Honorário do Município a Jurandir Ferreira dos Santos e de Cidadão Douradense a Rogério Fernandes Lemes.

Madson Valente (DEM) confere o título de Cidadão Douradense a Humberto José Sepa de Matos Filho e o Diploma de Honra ao Mérito a Maristela de Castro Menezes. O vereador Mauricio Lemes (PSB) atribui título de Cidadão Douradense a Carlos Clementino M. Filho e de Cidadão Benemérito a Luiz Machado de Souza.

Olavo Sul (Patriota) concede o Diploma de Honra ao Mérito a Cassius Vinicius Rodrigues de Morais e de Jubileu à Clínica Veterinária Univet, enquanto o vereador Romualdo Ramim (PDT) confere o título de Cidadão Douradense a José Geraldo Pinheiro, de Cidadão Benemérito a Nicacio Pereira Cantero e o Diploma de Jubileu pelos 26 anos da Ducal Materiais de Construção.

Sergio Nogueira (PSDB) atribui título de Cidadão Benemérito a Elias Carvalho de Aragão e de Cidadão Douradense a Ildemar de Oliveira Berbet. O vereador Silas Zanata (Cidadania) concede o título de Cidadão Douradense a Edgard Jardim Rosa Junior, Diploma de Honra ao Mérito a Rubens Di Dio e de Jubileu pelos 70 anos do Colonial Esporte Clube.

Carlito do Gás (Patriota) confere o título de Cidadão Douradense a Cicero Louranço Fernandes e, por iniciativa conjunta dos membros do Poder Legislativo, atribuem-se títulos honorário de Amigo da Câmara a Áurea Florêncio da Silva, Cleuza Ormedo de Souza Marinho, Eva Sales da Costa e a Valentim Sgaravatti (Tim); o Diploma de Honra ao Mérito a Lourenço William da Silva Ribeiro Pinho e a Marcos Vinicius Penko Bitante; e de Jubileu pelos 43 anos da Unigran e pelos 68 anos do Jornal O Progresso.

A Mesa Diretora ainda concede os títulos de Cidadão Dourande a Carlos Marinho e a Ivone Macieski. De proposição de Alan Guedes e Olavo Sul, será conferido o título de Cidadão Douradense ao promotor de Justiça Ricardo Rotuno.

Ainda serão concedidos Diploma de Jubileu pelos 28 anos da ADL (Academia Douradense de Letras), de proposição de Alan Guedes, Sergio Nogueira, Elias Ishy e Braz Melo, pelos 30 anos do Buffet Laudir Festas, dos vereadores Alan Guedes, Sergio Nogueira e Daniela Hall, e pelos 30 anos da TV Morena, de Alan Guedes, Sergio Nogueira e Mauricio Lemes.

Comentário

O Condel (Conselho Deliberativo) da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste) aprovou nesta segunda-feira (2) a programação orçamentária para o FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) 2020. Mato Grosso do Sul terá 24% do total, com mais de R$ 2 bilhões em recursos para contratação pelos setores rural e empresarial em relação a este ano.

O Estado terá R$ 1,710 bilhão em recursos operacionalizados pelo Banco do Brasil, além de R$ 201,2 milhões que poderão ser financiados por bancos cooperativas (ação que depende de mudança de legislação federal para vigorar) e R$ 100,6 milhões contratados via BRDE.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, presidente do CEIF/FCO (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO) destaca que o Fundo se mantém como a principal fonte de financiamento do desenvolvimento do Estado, com foco no crescimento das Micro e Pequenas Empresas.

“O FCO tem como objetivo reduzir as desigualdades e contribuir para o desenvolvimento dos municípios e estados do Centro-Oeste e em Mato Grosso do Sul tem sido o principal agente de financiamento nos últimos anos, com grande participação das pequenas empresas que são parte ativa do desenvolvimento econômico estadual”, destacou o secretário.

Entre as prioridades setoriais estão a contratação para produções que agreguem valor à cadeia alimentícia, integração lavoura-pecuária no rural, investimento em tecnologia, biossegurança e turismo. Já nas prioridades espaciais, estão os municípios localizados na faixa de fronteira e de média renda.

O superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Semagro, Bruno Gouveia, explica que as adequações para 2020 ajudam a manter o nível de operacionalização do FCO. “A partir de agora todas as operações com valor acima de R$ 500 mil terão que passar pelo CEIF, que faz reuniões a cada 15 dias para avaliar os processos que chegam”.

O FCO rural pode ser contratado em duas modalidades, com taxa de juros pré e pós fixada. Apesar da possibilidade, 100% das operações do FCO rural em 2019 foram feitas com taxas pré-fixadas, que variam de 5,21% a 8% ao ano, conforme o porte da empresa e a linha contratada. No empresarial, a taxa de juros é pós-fixada.

Os recursos do FCO são administrados pelo MDR (o Ministério do Desenvolvimento Regional) e concedidos por meio do Banco do Brasil, aquecendo a economia, gerando emprego e renda na região. Possibilitam o financiamento de projetos para abertura do próprio negócio, investimentos para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração – aluguel, folha de pagamento, despesas com água, energia e telefone.

Comentário

Uma caminhonete S-10, com placas do Paraná, foi encontrada abandonada na madrugada desta terça-feira (3) no trecho da BR 163, em Eldorado, carregada com cigarros contrabandeados. Agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) faziam o trabalho de fiscalização no Km 33 da rodovia, quando deram ordem de parada ao veículo. O motorista passou direto e empreendeu fuga.

Houve perseguição e, mais adiante, na altura do Km 34, os policiais encontraram a caminhonete abandonada às margens da rodovia. O veículo estava carregado com 32.500 maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. Ainda segundo a PRF, a S-10 tinha placas adulteradas e havia registro de roubo/furto em agosto deste ano. O motorista ainda não foi localizado.

Comentário

O vereador Idenor Machado (PSDB) protocolou, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (2), uma indicação ao Poder Executivo e ao Governo do Estado, no qual solicitou investimentos do Programa “Minha Casa Minha Vida” nos distritos de Dourados.

“Atualmente, Dourados tem nove distritos com uma população média de 20 mil pessoas, onde a maioria desenvolve suas atividades no próprio distrito, nada mais justo que sejam beneficiários deste programa também”, aponta o vereador.

De acordo com a Agehab (Agência Municipal de Habitação e Interesse Social), o número de inscritos no programa “justifica e consolida a necessidade de que esse programa seja efetivado nesses locais”. Vale lembrar que o recadastramento também poderia ser feito no próprio distrito, uma vez que muitos têm dificuldade de se locomoverem, em razão da distância, até a cidade.

“É imprescindível que o Estado e o município se unam em razão desta demanda, que não é só minha, já existem outros vereadores pleiteando este benefício para os distritos e sabemos do interesse do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), na organização e desenvolvimento destes”, relata Idenor, salientando que assim como os distritos são beneficiados com escolas, creches e postos de saúde, precisa também garantir moradia para os moradores destas regiões.

Diploma Educador Emérito

Acontece na terça-feira (10) que vem a entrega do Diploma de Educador Emérito. Honraria criada pelo vereador Idenor Machado no ano de 2018 que homenageia professores e coordenadores pedagógicos aposentados e que exerceram suas atividades no município de Dourados, junto com o autor da proposição outros vereadores apresentarão e homenagearão seus indicados.

“Sempre defendi que essa profissão é a mais importante e a base de todas as outras, acredito que esta seja uma homenagem ínfima diante da grandiosidade desta missão, pois ser professor é ser um missionário do saber. Devemos valorizar mais esta classe que é a garantia de um futuro para as próximas gerações”, ressalta o parlamentar. (Da assessoria)

Comentário

Página 5 de 1510

O Tempo Agora

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus