Timber by EMSIEN-3 LTD
  • semeadura
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Traficante fugiu de abordagem policial e abandonou 472 quilos de maconha no começo da madrugada de hoje. Fato aconteceu no km 143 da BR-262, na cidade de Água Clara.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), equipe tentou abordar condutor de veículo Ford Ecosport, placas do Distrito Federal, com indícios de adulteração, mas ele desobedeceu ordem de parada e fugiu.

Durante a fuga, condutor perdeu controle da direção, veículo saiu da pista, colidiu contra poste, abandonou carro e fugiu, apurou o Correio do Estado.

Comentário

Rodrigo Junior de Moraes Rodrigues, de 39 anos, que recebeu apenas uma doação de R$ 1.000, de Rogério Alves Caetano, declarou despesas zero até o último dia do balanço parcial permitido antes das eleições e conquistou o primeiro mandato de vereador, usando o nome ‘Junior Rodrigues’, pelo PR, com 1353 votos, o 15º. colocado entre os 19 futuros vereadores da Câmara de Dourados.

Situações como estas é que passam a ser apreciadas pela Justiça Eleitoral, que tem prazo até o dia 16 de dezembro para apreciar os relatórios de campanha de todos os candidatos, dois antes do prazo final para a diplomação dos eleitos, incluindo a nova prefeita e o vice e os 19 vereadores que passam a integrar o comando dos poderes Executivo e as bancadas do Legislativo a partir do ano que vem.

Além desse caso, o Ministério Público Eleitoral analisa a situação dos candidatos eleitos Jânio Miguel, o sexto mais votado nas eleições deste domingo (2), também pelo PR, com 2319 votos, denunciado na reta final da campanha por supostamente estar cometendo ilícitos que significariam troca de vantagens por voto; e de Ramão Cirilo, reeleito pelo PMDB com 1238 votos, o 17º. mais votado, também denunciado por excessos na campanha.

Também está pendente na Justiça o caso envolvendo o ex-prefeito e ex-vice-governador Braz Melo, que conquistou o primeiro mandato na Câmara, com 2107 votos, pelo PSC, denunciado no início da campanha eleitoral pela coligação do candidato derrotado a prefeito Geraldo Resende, do PSDB, por supostamente ter participado de ato de inauguração de obra promovido pela Prefeitura, conduta velada aos agentes públicos com objetivos eleitorais.

Por último, candidatos que tiveram as pretensões indeferidas, por irregularidades no pedido de registro, como o líder comunitário Dil do Canaã, que chegou aos 896 votos pelo PSD na coligação de Geraldo Resende, e foi condenado com base na lei da Ficha Limpa, ainda podem provocar modificações no resultado final da apuração nas eleições proporcionais em Dourados.

Comentário

Depois de conquistar 147.694 votos em Campo Grande, o candidato a prefeito Marquinhos Trad (PSD) se prepara para o segundo turno da disputa pela prefeitura. Neste segunda-feira, Marquinhos avaliou a campanha que o levou ao 1º lugar na escolha do campo-grandense, e afirmou que as brigas e o baixo nível da disputa motivou o desinteresse de mais de 167 mil eleitores entre ausentes e votos nulos e brancos.

Para o candidato, as atitudes de políticos envolvidos em operações como a Lama Asfáltica e a Coffee Break afastaram os eleitores das urnas. “É o apocalipse da política”, resumiu Marquinhos, ressaltando o baixo nível de acusações durante o primeiro turno.

Para o candidato, este segundo turno precisa ter mais embates de ideias e projetos do que ataques, como os ocorridos até ontem. “Quero um embate sadio no segundo turno, o eleitor quer um embate de limpeza, querem propostas e projetos”, disse.

Em relação à busca de apoio para os próximos dias de campanha, Marquinhos afirma que não rejeitará contribuição de nenhum dos 13 candidatos que concorreram com ele com Rose Modesto (PSDB). “Posso aproveitar propostas de todos eles”.

Marquinhos também avaliou a nova composição da Câmara. Segundo ele, o fato dos candidatos André Salineiro (PSDB) e Odilon de Oliveira Júnior (PDT) – policial federal e filho de juiz federal – terem sido os mais votados da Capital demonstram qual o desejo do eleitor para os próximos anos. “O recado do eleitor foi claro”, completou Marquinhos.

Com o reinício da campanha eleitoral às 17 horas de hoje, o candidato irá definir quais serão os próximos compromissos.

Comentário

Ângela Maria de Souza, 34 anos, foi morta a facadas pelo marido Everton Leite, de 35 anos, durante discussão hoje de manhã. Crime aconteceu na residência do casal, que fica na Rua Goiás, Bairro Jardim América, na cidade de Ponta Porã.

De acordo com o Porã News, desentendimento aconteceu por volta das 6h30, ocasião em que Everton desferiu golpes de faca contra a esposa. Vizinhos acionaram equipe da Polícia Militar (PM) e informaram que o marido havia assassinado a esposa na garagem da residência da família.

No local, militares confirmaram a denúncia e encontraram Everton dormindo no quarto do casal. Ele estava com ferimento na mão, no abdômen, foi socorrido por equipe do Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Regional, sob escolta policial.

Peritos identificaram na casa sinais de briga, móveis quebrados no quarto e grande quantidade de sangue no piso e na cama. Duas facas foram apreendidas no imóvel.

De acordo com vizinhos, brigas envolvendo o casal eram constantes.

A fronteira entre Ponta Porã, no Brasil e o lado paraguaio, em Pedro Juan Caballero, vem buscando, há algum tempo, alternativas para consolidar a economia com independência do chamado turismo de compras. Nos últimos anos o aumento na oferta de cursos nos dois lados da fronteira, em especial o de medicina, este no lado paraguaio, vem fomentando a economia local e aquecendo consideravelmente nos dois municípios.

Para especialistas, a fronteira vem se transformando em um polo universitário com a presença de dezenas de universidades públicas e privadas que a cada ano atrai estudantes de diferentes estados do Brasil e do Paraguai, alterando de forma significativa o perfil econômico das duas cidades. Com a alta do dólar, o tão sonhado polo universitário que hoje é realidade vem contribuindo para impulsionar a economia, gerando emprego e renda em setores de serviços diversificados com destaques para rede de gastronomia, comércio e o fortalecimento do setor imobiliário.

Este fenômeno permitiu o aquecimento nas vendas no comércio que agora tem estabilidade e pode planejar suas vendas baseado no fluxo de pessoas que estão aqui frequentando as faculdades de medicina, como também seus familiares que sempre aproveitam as viagens de visitas e acabam indo às compras, sendo uma solução louvável, em virtude da queda de turistas na fronteira pelo aumento do dólar que chegou a R$3,75 e que atualmente tem sua cotação em média de R$ 3.30.

“A cidade de Pedro Juan Caballero conta hoje com sete faculdades de medicina sendo a UCP (Univerdad Central Del Paraguai) a que mais vem se destacando, considerada por alguns acadêmicos como a melhor Faculdade de Medicina do Paraguai, pois conta com uma malha curricular semelhante a de algumas universidades brasileiras e o preço varia entre 700 a 800 reais em média. A faculdade de medicina da UCP está em fase de aperfeiçoamento na estrutura física e acadêmica, contando com modernos laboratórios como centro de estudos de microbiologia, histologia, anatomia de última geração, parasitologia, bibliotecas física e virtual, centro de pesquisas com computadores de primeiro nível, melhorando mais a qualidade de ensino da instituição.

A UCP também faz convalidações de matérias de profissionais da área branca como odonto, enfermeiro, fisioterapeuta, biomédico e bioquímico e farmacêutico. “Não há dúvida de que o fortalecimento das faculdades de medicina em Pedro Juan Caballero Paraguai e o aumento dos cursos nas faculdades em Ponta Porã Brasil, são fundamentais para este novo momento, frisou o empresário e diretor administrativo da Universidad Central Del Paraguai de Pedro Juan Caballero, Karlos Bernardo.

“Com a chegada de estudantes de Medicina no Paraguai, passou a existir um aquecimento no comércio local de forma natural. São cerca de seis mil alunos que gastam com aluguel, comida, roupas, calçados, tecnologia e diversão, fortalecendo a economia dos municípios”, explicou Karlos Bernardo.

Comentário

A Justiça Eleitoral registrou no primeiro turno das eleições municipais de 2016, neste domingo (2), abstenção de aproximadamente 17,58% do eleitorado. O número corresponde a 25.073.027 eleitores que deixaram de comparecer às urnas. O total de eleitores aptos a votar foi de 144 milhões.

Na avaliação do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, o índice de abstenção registrado no pleito deste ano é baixo em relação às eleições presidenciais de 2014, quando a ausência foi de cerca de 20% dos eleitores. Nas eleições municipais de 2012, 16,41% do eleitorado não votou.

Durante coletiva para divulgar à imprensa o balanço final dos dados sobre o primeiro turno, Mendes considerou que os dados sobre votos brancos e nulos não são relevantes, por não indicaram mudanças no comportamento do eleitor em relação às votações anteriores. Segundo o presidente, a preferência do eleitor por votar em branco e mais um “voto de desinformação do que de protesto”.

Em São Paulo, por exemplo, foram registrados 5,29% (367.471) de votos em branco e 11,35% de votos nulos (788.379). No Rio de Janeiro, foram contabilizados 5,50% (367.471) de votos em branco e de 12,76 % votos nulos (473.324). As duas cidades têm os dois maiores colégios eleitorais do país.

Comentário

A Prefeitura de Itaporã passa a funcionar a partir desta segunda-feira (3) em novo horário. O prefeito Wallas Milfont, que perdeu as eleições deste domingo (2) para o ex Marcos Pacco, determinou a volta do regime de meio expediente, das 7 às 13 horas. No mesmo decreto, anunciou que a Prefeitura não terá expediente ao público até o dia 19 deste mês.

O novo horário de funcionamento das repartições públicas municipais atinge às gerências de Administração e Gestão, Chefia de Gabinete, de Desenvolvimento Econômico Sustentável, de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, Indústria e Comércio, Planejamento e Finanças, Ação Social, Obras, Habitação, Meio Ambiente, Educação e o Paço Municipal. Apenas o Setor Tributário de Itaporã, órgão ligado diretamente a Gerência Municipal de Planejamento e Finanças, terá expediente 8 às 14 horas, de segunda a sexta-feira.

O prefeito justifica a decisão para tentar estabelecer mecanismos que permitam a redução de custos da máquina administrativa, possibilitando ao órgão de planejamento do Executivo, um maior controle das contas públicas, em atenção aos princípios da Constituição e da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram, pela terceira vez seguida, a projeção de inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), neste ano, de 7,25% para 7,23%. Para 2017, a projeção foi mantida em 5,07%. Essas estimativas são da pesquisa Focus, elaborada pelo BC com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores da economia.

Mesmo com as reduções, a estimativa para a inflação em 2016 estoura o teto da meta, que é 6,5%. Para 2017, a projeção não supera o teto da meta (6%), mas ultrapassa o centro, que é 4,5%.

O principal instrumento usado pelo BC para controlar a inflação é a taxa básica de juros, usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Quando o Comitê de Política Monetária (Copom) aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

 Por outro lado, quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, mas a medida alivia o controle sobre a inflação. Quando mantém a taxa, o Copom considera que ajustes anteriores foram suficientes para alcançar o objetivo de controlar a inflação.

Desde julho de 2015, os juros básicos estão em 14,25% ao ano, no maior nível desde outubro de 2006. As instituições financeiras mantiveram a projeção para a Selic em 13,75%, ao final deste ano, e em 11%, no fim de 2017.

A projeção de queda do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, se mantevem em 3,14%, este ano. Para 2017, a expectativa de crescimento também não foi alterada: 1,30%, publicou a Agência Brasil.

Comentário

As eleições municipais deste domingo (2) baniram o PT das prefeituras de Mato Grosso do Sul. Em 2012 o Partido dos Trabalhadores elegeu 14 prefeitos, dos quais seis optaram pela mudança de partido para a disputa eleitoral deste ano. Os oito que sobraram foram derrotados nas urnas e agora a legenda deixa de existir no sistema administrativo municipal.

O PMDB, do ex-governador André Puccinelli, perdeu seis posições: caiu de 23 prefeitos eleitos em 2012 para 17 nessas eleições, com o empenho pessoal de André em várias cidades, como Dourados, onde estimulou o deputado Renato Câmara.

Já o PSDB do governador Reinaldo Azambuja, que já havia desbancado o senador Delcídio do Amaral, que também acabou deixando o PT depois de ser envolvido em escândalos de corrupção, nas eleições estaduais de 2014, emplacou 36 prefeitos, duas vezes mais que os 12 eleitos em 2012, e ainda colocou a candidata Rose Modesto no segundo turno em Campo Grande.

Mesmo que tenha perdido as eleições em Dourados, por diferença apertada, Reinaldo comemora as eleições em regiões estratégicas para a própria reeleição em 2018, como Três Lagoas, com o deputado Ângelo Guerreiro, Corumbá, com o ex-prefeito Ruiter Cunha e Ponta Porã, com Hélio Peluffo. Na reta final da campanha, o secretário da Casa Civil e principal coordenador político de Reinaldo Sergio de Paula, disse ao Douranews que o PSDB faria, pelo menos, 30 prefeitos.

Comentário

Cleiton Gonçalves Almeida, 33 anos, foi executado a tiros, na madrugada de hoje, em frente de boate na Rua Toshinobu Kathayama, em Dourados.

Imagem da câmera de segurança da casa noturna mostra momento em que Cleiton conversa com amigos em calçada quando é surpreendido pelo atirador. Já baleada, a vítima tenta correr, mas cai e é atingida por mais tiros. Cleiton foi levado para o Hospital da Vida contudo não resistiu aos ferimentos e morreu.

Funcionários da boate viram momento em que duas pessoas em automóvel Gol deram fuga ao atirador. Os autores foram seguidos e perdidos de vista. Contudo, instantes depois, o carro foi encontrado em frente de imóvel, na Rua Clóvis Cerzósimo de Souza, na Vila Rosa. No local, três funcionários do estabelecimento imobilizaram dois suspeitos. Policiais militares foram chamados e fizeram as prisões em flagrante.

O atirador que não estava junto aos comparsas foi encontrado morto com tiro, na manhã de hoje. A circunstância do assassinato dele não foi esclarecida. O caso é investigado.

Comentário

Página 856 de 1061
  • Unimed 38
  • kikao esquenta

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus