Timber by EMSIEN-3 LTD
  • governo abril
  • Dnews Whats
Redação Douranews

Redação Douranews

Os vereadores de Dourados receberam na noite de quarta-feira (18), em uma sessão especial ‘provocada’ pelo vereador Madson Valente, um dos mais árduos críticos da administração, o secretário municipal de Educação, Upiran Jorge Gonçalves, que abordou a atual situação da Educação no Município. Sem rodeios, Upiran discorreu sobre os trabalhos realizados nesses 45 dias à frente da pasta, admitiu que encarou o convite da prefeita Délia Razuk como um desafio na carreira e confirmou estar empenhado em trabalhar em prol da educação, com muita calma para adequar, assim como solucionar os problemas enfrentados pela Secretaria.

Em pouco mais de 30 minutos, o secretário usou a tribuna livre e em seguida ouviu os vereadores falarem sobre as dúvidas, indicações e requerimentos referentes à pasta. “Esse tempo à frente da Secretaria ainda é muito curto para que eu possa fazer ou ter feito tudo quanto precisa ser feito pela educação de Dourados, mas sei que, com a ajuda da equipe que lá encontrei, vamos conseguir”, salientou o secretário.

Dourados conta com 45 escolas municipais, 36 Ceims (Centros de Educação Infantil), sete escolas indígenas e sete escolas conveniadas [instituições particulares que abrem vagas para alunos da rede pública], além do CEI-UFGD e entidades dedicadas à educação especial. Ao todo são aproximadamente 22 mil alunos e mais de dois mil professores.

O secretário falou ainda sobre como estão sendo realizados os trabalhos para sanar o problema da falta de professores, em escolas da cidade. “Quando assumi, tínhamos um processo seletivo cujo projeto de lei foi votado e aprovado nesta Casa e que estava em fase final. No entanto esse processo seletivo ainda não se encerrou, foram feitas várias convocações”, pontuou o secretário. Entre os dias 9 de março e 12 de abril, segundo o secretário, foram realizados mais de 400 contratos, assim como foram reativados os convênios com as escolas da educação infantil. Ele falou ainda sobre a posse dos professores aprovados no concurso de 2016, que está sendo feita de forma organizada. Upiran ainda apontou sobre a questão da merenda escolar, alegando que apenas o pagamento foi centralizado pela Secretaria de Fazenda.

Escolha certa

A presença do secretário na Câmara, explanando de forma clara e transparente os trabalhos que ainda precisam ser feitos, produziu boa impressão entre os vereadores. A presidente Daniela Hall (PSD), por exemplo, disse que a Educação necessitava de alguém como ele para comandar e pediu para que Upiran utilize das medidas necessárias para o bom funcionamento da Secretaria.

O vereador Marçal Filho (PSDB) falou sobre o trabalho de Upiran, quando promotor de Justiça, feito de forma séria e que a prefeita Délia Razuk (PR) acertou na escolha do secretário. Outro tucano, Sergio Nogueira, parabenizou o secretário pelos trabalhos realizados e disse ‘ter certeza’ de que ele se empenharia em fazer o melhor para a educação de Dourados.

Compromisso

O propositor da 1ª Sessão Especial realizada na Câmara, Madson Valente (DEM), parabenizou o secretário e agradeceu por comparecer à Casa de Leis. Ele lembrou ainda que o secretário encontrou muitos problemas, mas, no entanto, “de forma prática está conseguindo resolver as dificuldades e demonstrou compromisso com Dourados”.

Cirilo Ramão (PMDB) falou que o secretário está empenhado e que a ainda será possível um bom tempo para conseguir resolver os problemas referentes à Educação, que não são de agora, mas sim de anos.

Alan Guedes (DEM) elogiou a atuação do secretário nesses 45 dias, destacando a ‘tranquilidade’ em comandar a Educação. Idenor Machado (PSDB) falou, com experiência, da importância da presença do secretário na Casa de Leis, para que sejam repassadas as informações referentes à Educação, assim como os vereadores possam tirar suas dúvidas e fazer os questionamentos sobre os trabalhos realizados em suprir a demanda e atender a população.

Já Pedro Pepa (DEM) questionou sobre a reposição das aulas durante a falta de professores no início do ano letivo e ainda sobre a reposição salarial e data base dos servidores de Educação. Olavo Sul (PEN) lembrou a falta de professores no início do ano letivo e ainda sobre a luta dos profissionais de educação em realizar um trabalho de qualidade apesar das dificuldades que enfrentam. Ele pediu ainda que os funcionários públicos sejam vistos com investimento e não como despesa.

Disponibilidade

Elias Ishy (PT) lembrou que como o secretário está há pouco tempo a frente da pasta, não há como cobrar muitas coisas, no entanto, notou “a disponibilidade que Upiran demonstrou” em debater ao se prontificar em aceitar o convite da Casa de Leis, e ainda fez um balanço da atual situação da secretária municipal de Educação da administração municipal de Dourados.

O líder da prefeita na Câmara, vereador Junior Rodrigues (PR), falou sobre necessidade de reorganizar a pasta e atender a demanda da educação e ainda relembrou os problemas enfrentados no início do mandato, “resolvidos” com a ação do secretário.

Comentário

As comemorações pelo dia do índio, realizadas nesta quinta-feira (19) na Reserva Indígena de Dourados, contaram com várias atividades e a presença de autoridades. A prefeita Délia Razuk participou das ações em vários espaços da aldeia Bororó. No Cras (Centro de Referência da Assistência Social), atividades culturais e de lazer, além de serviços gratuitos, foram oferecidas aos participantes.

A Secretaria de Assistência Social apoiou o evento no Cras e entre as ações ocorreram cortes de cabelo, orientações nutricionais, orientações quanto à saúde bucal, distribuição de kits de higiene bucal elaborados pela Secretaria de Saúde, e a entrega de mudas e de sementes de milho para os produtores, pela Secretaria de Agricultura Familiar.

A prefeita Délia Razuk foi recebida com festa e homenageada pela comunidade. Ela destacou a satisfação em participar das ações, a importância do trabalho dos líderes indígenas e o trabalho do Executivo para que a Reserva se desenvolva positivamente.

“Estou muito orgulhosa de estar aqui nesse dia com vocês; sei que é um dia muito especial para nós, para toda a comunidade. Quero parabenizar as lideranças indígenas, que também intermediam o trabalho público para nossa aldeia. Tenho um carinho muito especial pela nossa reserva e tenho propósito de continuar trabalhando para que ela seja referência nacional e tenha como destaque a luta de todos; as raízes, as coisas boas daqui, a produção e outras oportunidades”, disse.

O secretário Landmark Rios destacou na oportunidade, que o Cras tem desenvolvido atividades constantes com a comunidade, com ênfase nos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, e que foram estruturadas oficinas de circo, música, teatro que acontecerão até dezembro com foco no desenvolvimento em especial dos jovens.

O coordenador do Cras da aldeia Bororó, Keneddy de Souza Moraes, disse que a data é também marco de “reflexão”. Ele pontuou o dia como de grande importância para a comunidade e um dia para reforçar a cultura local. Afirmou que a prefeita Délia Razuk tem se mostrado sensível às demandas locais e encaminhado serviços das secretarias de obras, saúde, educação, agricultura familiar para atender a população indígena.

Ambrósio Ricardo, líder indígena, também pontuou que a população tem sido atendida pela Prefeitura de Dourados e disse que acredita “que ainda muito poderá ser feito pelo trabalho da prefeita”.

Comentário

O TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) rejeitou nesta quinta-feira (19) mais um recurso apresentado pela defesa do ex-ministro José Dirceu, condenado a 30 anos e 9 meses de prisão por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Lava Jato.

No julgamento dos embargos infringentes, os juízes mantiveram a condenação do ex-ministro e determinaram a execução provisória da pena. A defesa de Dirceu pode ainda entrar com um pedido de embargos de declaração, mas o recurso não pode mais reverter a condenação.

Com a decisão, o juiz federal Sergio Moro pode decretar a qualquer momento a prisão de Dirceu. O ex-ministro foi acusado de participar de um esquema de contratos superfaturados da construtora Engevix com a Petrobras. O Ministério Público Federal afirma que ele recebeu R$ 12 milhões em propinas.

Em primeira instância, o ex-presidente do PT havia sido condenado em maio de 2016 por Moro a 20 anos e 10 meses de reclusão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Em setembro do ano passado, porém, o TRF-4 aumentou a pena dele para 30 anos, 9 meses e 10 dias de prisão. Com informações do portal Terra.

Comentário

Bruna Marquezine usou o perfil que mantém no Instagram, nesta quinta-feira (19), para mostrar, toda feliz, que ganhou o álbum da Copa da Editora Panini. A atriz fez alguns vídeos registrando o momento. "Olha o que eu ganhei, não tive tempo de comprar...”

Depois, à medida que foi abrindo os pacotinhos, a atriz descobriu que em todas as figurinhas que tocava, aparecia a foto do namorado Neymar, o craque da Seleção brasileira.

Ela pensou em deixar o álbum inteirinho com a cara do jogador do PSG, mas depois, pensou melhor e propôs ao público: “Olha, nunca pensei que diria isso, mas estou dando meu namorado pra quem quiser, preciso preencher os outros quadradinhos”, brincou, conforme relata o caderno de famosos do portal UOL.

Comentário

Os ex-alunos Matheus Willian Dias Civardi e Gabriel Lima Souza, que frequentaram o Colégio Anglo em Dourados e cursam atualmente Engenharia Mecatrônica na USP e Engenharia Química na UFSCAR, foram premiados, respectivamente, com medalhas de ouro e prata na Olimpíada Brasileira de Física – OBF 2017.

A Olimpíada Brasileira de Física é um programa da SBF (a Sociedade Brasileira de Física), com os objetivos de despertar e estimular o interesse pela Física; proporcionar desafios aos estudantes; aproximar a universidade do Ensino Médio, além de identificar os estudantes talentosos em Física, preparando-os para as olimpíadas internacionais e estimulando-os a seguir carreiras científico-tecnológicas.

Segundo o diretor do Colégio Anglo Unigran, Wilson Akira Tanizaki, este é o evento mais importante da educação básica na Física. “Para nós é muito gratificante, é um resultado muito expressivo na matéria de Física. Como tantos outros resultados, pode se comparar a um resultado em um vestibular concorrido, como Medicina, por exemplo”, comemora.

Participam da competição estudantes regularmente matriculados no 8º e 9º ano do Ensino Fundamental e nas 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio e estudantes da 4ª série do Ensino Técnico e que não tenham ingressado em curso de Ensino Superior.

Comentário

Esposas e mães de internos que cumprem penas na PED (Penitenciária Estadual de Dourados) estão prometendo acionar o MPE (Ministério Público Estadual) para relatar situações de tortura e maus tratos que teriam sido praticados contra os presos durante a realização da operação pente-fino, conduzida por agentes do Choque da Polícia Militar de Campo Grande.

Segundo o relato, essas mulheres foram na quarta-feira (18) até o local, após tomarem conhecimento de que estava sendo feita grande mobilização em busca de armas, drogas e munições em poder dos presos. Elas receberam informações, e obtiveram inclusive imagens produzidas com o uso de equipamentos eletrônicos, de que o Choque chegou a usar de violência contra internos.

Na manhã desta quinta-feira (19), a jornalista Lia Nogueira comentou, durante participação no boletim informativo da rádio FM101, que diante da gravidade dessas denúncias será preciso, realmente, um acompanhamento muito rígido das autoridades no sentido de apurar a veracidade das informações coletadas por esse pessoal, que visitou parentes na PED no dia da revista geral.

Comentário

O Palmeiras não mede esforços nem dinheiro para tentar provar que houve interferência externa na arbitragem da final do Campeonato Paulista, vencida pelo Corinthians. A começar pela contratação dos serviços de uma das maiores empresas de investigação privada no mundo.

Com auxílio da Kroll, empresa que tem sede nos Estados Unidos e escritórios em 30 países diferentes, o clube espera reunir provas de que o quinteto de arbitragem recebeu informações de fora – o que é proibido – para rever a decisão de uma marcação de pênalti a seu favor, publica o Globoesporte.com.

Na semana passada, o Palmeiras divulgou imagens nas quais é possível ver o diretor de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol), Dionísio Roberto Domingos, aproximar-se duas vezes de um dos árbitros assistentes na linha lateral, enquanto o árbitro principal estava dentro do campo e se mostrava indeciso quanto à própria marcação.

Com base nesse vídeo, o departamento jurídico palmeirense entrou com pedido de instauração de inquérito no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) paulista. Por isso, o quinteto, o diretor de arbitragem e o delegado daquela partida foram convocados e prestaram depoimento na última terça-feira. A sessão foi acompanhada presencialmente por pelo menos dois funcionários da Kroll, segundo a publicação.

Requerente do processo no TJD-SP, o Palmeiras também investiu na equipe jurídica. Quem representou o clube foi José Luis Oliveira Lima, conhecido como Juca, um dos principais advogados criminalistas do país, em cujo currículo constam atuações para figuras como José Dirceu e J. Hawilla, ex-presidente da Traffic e pivô do escândalo de corrupção na Fifa.

Durante a sessão, além do assistente Daniel Kignel, que integra seu escritório, Juca contou com auxílio de dois advogados que geralmente defendem o Palmeiras: Américo Espallargas e Alexandre Miranda. Além disso, segundo ainda a reportagem do Globoesporte.com, a Kroll é uma das maiores empresas de investigação privada do mundo.

Comentário

O Governo do Estado realiza investimentos que ultrapassam meio bilhão de reais em Dourados. São R$ 527,2 milhões empregados nos atendimentos em saúde, educação, segurança, habitação e em recursos para infraestrutura que transformaram a cidade em um grande canteiro de obras.

Desde o início deste ano, pelo menos dez frentes de melhorias urbanas são executadas simultaneamente pela gestão estadual. As mais emblemáticas delas estão em andamento, com a revitalização do quadrilátero formado pelas principais avenidas. Após o período de chuvas, as obras seguem em ritmo acelerado com execução à frente do cronograma pactuado com as empresas.

Segundo a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), na avenida Weimar Torres o percentual de execução está acima de 29%, quando o previsto era 27.66%. Já na Joaquim Teixeira, na qual a previsão era de 16,67% de conclusão, os trabalhos no início deste mês de abril já superaram os 30% executados. Na avenida Marcelino Pires, onde o previsto era 13,88% o percentual de execução no mesmo período é de 16%.

Nessas três avenidas, equipes trabalham primeiro corrigindo os desníveis no pavimento atual com o serviço de tapa-buraco. Conforme a Agesul, o acerto da base é feito para aumentar a durabilidade do recapeamento. Na sequência é realizado o pavimento rígido de concreto nos locais onde há pontos de ônibus, como ocorre na Marcelino Pires onde o trabalho é diferenciado justamente por se tratar de um corredor de transporte coletivo. O trabalho é executado em parceria com a Agetran de Dourados. Somente após a conclusão dessas etapas é que o asfalto novo será colocado nas avenidas.

“Todo mundo que entra em Dourados passa pela avenida Marcelino Pires e ela também é de suma importância para a atividade comercial da cidade. O recapeamento é algo aguardado há muito tempo pelos comerciantes e por toda a população, é uma obra muito importante”, comenta o empresário Nelson Eduardo Brant.

“O recapeamento da Marcelino Pires é de suma importância não só para o comércio e sim para toda Dourados. A avenida é uma via de acesso da entrada da cidade, é o nosso cartão de visita. E Dourados é uma cidade polo que integra 33 municípios. É uma iniciativa que nós precisamos muito e há muito tempo estávamos esperando por essa ação”, completa o empresário Laércio Pereira.

Comentário

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), classificou como xenófobas as críticas da senadora Ana Amélia (PP-RS) ao vídeo que gravou para a rede de televisão Al Jazeera. Ana Amélia afirmou que Gleisi poderia ter violado a Lei de Segurança Nacional por supostamente ter provocado "atos de hostilidade" contra o Brasil ao pedir apoio para a campanha de libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na emissora árabe.

O artigo oitavo da Lei de Segurança Nacional diz que seria crime "entrar em entendimento ou negociação com governo ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil".

No plenário, Ana Amélia fez duras críticas ao vídeo da petista, que classificou como grave, e disse que "espera que essa convocação não seja um pedido para o Exército islâmico [o grupo extremista EI] atuar no Brasil". "Essa hostilidade pode estar entendida aí exatamente aquilo que a gente suspeita que possa ter sido o objetivo dessa manifestação publicada nesta semana pela TV Al Jazeera, com sede no Catar e com grande repercussão e influência no mundo árabe", insinuou a senadora gaúcha.

Pelo Twitter, e depois em discurso no plenário, Gleisi reforçou que deu entrevistas praticamente idênticas para redes de televisão de países como França, Inglaterra e Espanha, porém apenas a emissora árabe gerou reações negativas por parte de Ana Amélia. "O incômodo dessa senadora do Rio Grande do Sul não foi com o conteúdo da minha fala, e sim a emissora com quem falei", disse.

A presidente do PT disse ainda que a indignação de Ana Amélia representa um "desvio de caráter", fruto de "ignorância, xenofobia e má-fé" com o povo árabe. "Essa mesma senadora incentivou violência contra caravana de Lula, quando disse que era para erguer o relho", reagiu Gleisi. Com informações do portal GaúchaZH, de Porto Alegre.

Comentário

Um preso teve um dedo amputado durante a manifestação de detentos ocorrida na tarde desta quarta-feira (18), na penitenciária de segurança média de Três Lagoas. O incidente ocorreu durante manifestação de presos contra um pente fino realizado pelo BChoque (o Batalhão de Choque) da Polícia Militar de Campo Grande na PED de Dourados, no início da manhã.

A Polícia Militar fez um cerco ao presídio para conter a manifestação e evitar uma possível rebelião. Equipes da Força Tática e da Rádio Patrulha foram enviadas ao local. O comandante da PM na cidade, major Ênio de Souza, confirmou as informações.

Disparos de advertência foram feitos após uma aproximação de presos à muralha, área considerada de segurança. O preso participava de um ato chamado de "bate grade", durante o banho de sol, após às 10 horas quando se acidentou. Ele foi socorrido pelo Samu e levado ao Hospital Auxiliadora, informou o jornal JPNews

Comentário

Página 9 de 896
  • mistura
  • unigran pos

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus