Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) de Mato Grosso do Sul vai realizar, a partir das 9h30 de terça-feira (30) que vem, no auditório da OAB em Dourados, o I Encontro de Incentivo à Capacitação do Trabalho Prisional, um trabalho que é considerado um dever social e condição de dignidade humana, com finalidade educativa e produtiva, que vem representando um dos principais fatores que contribuem para ressocialização de apenados e egressos, ajudando a evitar a reincidência no crime.

Atualmente, a Agepen conta com 181 parcerias, entre órgãos públicos e empresas privadas, que proporcionam ocupação produtiva a mais de 5.800 reeducados, representando mais de 32% da massa carcerária, índice 10% superior à média nacional registrada, conforme explica o diretor do órgão, Aud de Oliveira Chaves.

Com o objetivo de incentivar novos convênios, a Agepen vai lançar, no encontro de Dourados, a cartilha “Mão de Obra Carcerária - Orientações para Futuros Conveniados”. A finalidade é ampliar o oferecimento de ocupação produtiva remunerada às pessoas privadas de liberdade, estimulando o setor empresarial a somar esforços nesse projeto.

A cartilha, inédita no Estado, pretende ampliar as frentes de trabalho aos custodiados. “Reconheço a confiança dos empresários que oportunizam labor lícito à mão de obra carcerária e ressalto que, dessa forma, contribuem para a redução da reincidência criminal e, consequentemente, com a diminuição da violência, beneficiando toda a sociedade”, destaca o dirigente estadual.

Além de ocupação produtiva, a Agepen também busca qualificar a mão de obra carcerária. Somente no ano passado, mais de 1.600 detentos receberam qualificação profissional. Este ano, já está garantida a realização de cursos profissionalizantes a mais de 750 internos em áreas como assistente administrativo, barbeiro, garçom, manicure e pedicure, padeiro, pedreiro de alvenaria e recepcionista.

Comentário

O curso de Publicidade e Propaganda da Unigran abre nesta quarta-feira (24) a 11º Jornada Acadêmica de Comunicação – a Sincom, com o tema ‘Comunicativos – Empregabilidade e Espaço aos que se Movimentam!’. O evento tem o objetivo de discutir a empregabilidade e motivar a busca constante por conhecimento nas inúmeras áreas que compõem o universo da comunicação.

Com uma programação ampla e dinâmica, a Sincom vai proporcionar apresentações e debates entre diferentes players, contribuindo para a formação e o desenvolvimento das atividades acadêmicas regionais e articulação à teoria com a prática, por meio de palestras, sharp talks, oficinas e premiações.

Lana Guedes, coordenadora do curso, explicou sobre a escolha do tema. “Nesta 11ª edição iremos falar sobre empregabilidade. Existe um misticismo de que o publicitário só pode atuar em agências ou deve passar o tempo todo criando, porém, nossa profissão acompanhou o mercado e também evoluiu, o que ampliou os campos de atuação”, disse.

Destacou também a palestra de abertura do evento. “Uma das novidades é o nosso convidado, de São Paulo, Raul Ferreira, que atua com Inteligência de Mercado e irá nos apresentar possibilidades de explorar o potencial de qualquer informação para melhoria de ações de comunicação. Também, teremos três sharp talks, um modelo bastante utilizado em grandes congressos, caracterizado por conversas rápidas com profissionais de diferentes áreas, que dinamiza e enriquece as discussões dos assuntos entre expositores e participantes”, disse.

A palestra de abertura sobre ‘Inteligência de mercado em agências promocionais: explorando o potencial de qualquer informação’, será ministrada pelo gerente de Inteligência de Mercado da Agência Mkt House (SP), Raul Ferreira. Logo após, acontecem os sharp talks com os convidados Viviane Farias, Marketing da TV Morena, Rodrigo Lescano e Nelson Prado, ambos diretores de Projetos da Macaw Content Studio e Lívia Ricieri, diretora de Criação da agência Pajax e depois uma mesa aberta.

Na quinta-feira (25) acontecem as oficinas ‘Desenhando uma campanha: Ferramentas básicas do Illustrator’, ‘Linguagem audiovisual: Da imaginação à adequação técnica’, ‘Oratória e linguagem corporal’, ‘Técnica de iluminação convencional e não convencional para vídeo’, ‘Mídia, e agora? Prática da construção do Mapa de Mídia’, ‘Introdução ao Hand Lettering’, ‘Publicidade e Agronegócio’, ‘Rebranding: Redesenhando marcas’, ‘Teatro para não atores: impulsione sua carreira’ e um happy hour.

As oficinas continuam na sexta (26) sobre ‘Fotografia Still’, ‘Código de Defesa do Consumidor – CDC’, ‘Mercado e novos cenários das assessorias de comunicação em MS’, ‘Os gêneros do discurso na publicidade’, e ‘Vitrinismo: Tornando as lojas mais atraentes’. No sábado (27) acontece o encerramento da Sincom, com o ‘Galo Awards Fantasy’, uma das atividades mais esperadas pelos participantes que vai premiar os trabalhos que mais se destacaram no evento, inscritos nas categorias ‘campanha em mídias digitais’; ‘filme publicitário’; ‘fotografia publicitária’; ‘identidade visual’; ‘iniciação científica’; ‘rádio – jingle e spot’; e ‘redação publicitária’.

Interessados em participar da 11ª Sincom ainda podem se inscrever no site https://eventos.unigran.br/sincom. O investimento é de R$ 60 por pessoa e inclui a participação na palestra de abertura, três oficinas (uma por período), happy hour e um convite para o Galo Awards Fantasy. Mais informações podem ser obtidas na coordenação do curso, ou pelo telefone 3411-4173.

Comentário

O agente penitenciário Duilio Florenciani Gonzalez, de 38 anos, foi executado com, pelo menos, sete tiros de pistola 9mm por volta das 6 horas da manhã desta quarta-feira (24), no bairro Jardim Aurora, em Pedro Juan Caballero, quando se dirigia para o local de trabalho, na Penitenciária Regional da cidade.

Segundo os Investigadores da polícia, os disparos foram realizados na altura da cabeça, após a vítima ter sido alcançada pelos pistoleiros. A Polícia Técnica, que realizou os primeiros procedimentos no local do crime, encontrou com Gonzalez meio quilo de cocaína e maconha. A suspeita é de ele tenha sido executado em razão da conduta adotada no interior do sistema penitenciário da fronteira.

Comentário

A mudança no sistema previdenciário tem impacto fiscal de médio e longo prazos, mas será fundamental para a retomada “imediata” da confiança de investimentos no país, na avaliação do ex-ministro da Fazenda e ex-candidato à Presidência pelo MDB, Henrique Meirelles. “A confiança é fundamental. O grande impulsionador do crescimento após a reforma da Previdência vai ser o aumento da confiança, por razões sólidas, pela questão do controle do deficit público no futuro”, afirmou ele ao Correio Braziliense.

Atual secretário de Fazenda do Estado de São Paulo, ele destacou que o fraco crescimento da economia é resultado da queda na confiança em geral, porque as expectativas em relação ao resultado das eleições não se concretizaram. “Acredito que houve uma reavaliação de expectativa. Em 2018, houve uma incerteza criada por um processo de polarização muito grande e o que ocorreria em função disso. Posteriormente, em 2019, exatamente porque se passou a aguardar muito a votação da reforma, o processo mais prolongado não foi previsto pelos analistas”, explicou.

Meirelles reconheceu que o país não conseguirá voltar a crescer mais fortemente se continuar a investir no patamar registrado em 2018, de 15,8% do PIB (Produto Interno Bruto). “O nível de investimento da economia brasileira está baixo. O grande desafio do Brasil hoje é aumentar o investimento”, destacou. Nesse sentido, a mudança para o modelo de capitalização proposto pela nova reforma da Previdência, poderá ajudar, porque será uma forma de aumentar a poupança a longo prazo. Em 2018, a taxa de poupança foi de 14,5% do PIB, uma das mais baixas da América Latina, cuja média é de 17,6% do PIB, conforme dados do FMI (Fundo Monetário Internacional).

Comentário

O Águia Negra ficou com o título de campeão sul-mato-grossense de 2019, mesmo perdendo o jogo da final em casa, no jogo da tarde de domingo (21) passado no estádio Ninho da Águia, onde, diante de mais de 4.500 torcedores, o rubro-negro perdeu do Aquidauanense por 1 a 0, mas ficou com a taça porque havia vencido o jogo de ida, no estádio Noroeste, por 2 a 1.

Levantamento divulgado no portal da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) nesta quarta-feira (24), com os números da competição, indica que, além de ficar com o título, pela terceira vez na história do certame estadual, o Águia Negra também conquistou a principal artilharia (Salomão, com 10 gols) e registrou o melhor ataque do Campeonato: 34 gols marcados.

A melhor defesa do Estadual de 2019, fazendo justiça, inclusive, ao jogo da final, ficou dividida entre Águia Negra e Aquidauanense, que sofreram 15 gols ao todo durante as disputas. A pior defesa foi do Operarinho, de Dourados, vazada 38 vezes e o pior ataque ficou com o União, que só marcou oito gols ao longo da temporada.

Comentário

O deputado Marçal Filho (PSDB), coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente, reforça a necessidade da presença de profissionais interdisciplinares nas escolas para atender crianças e adolescentes, com ênfase aos setores de psicologia e assistência social.

Nesta terça-feira (23), na Assembleia Legislativa, ele comentou sobre o suicídio de uma adolescente de 17 anos no último domingo, assistente de palco de um programa nacional de televisão e que sofria de depressão. Conforme o deputado, a depressão é um assunto que deve ser tratado com mais seriedade pelo poder público, por ser uma questão de saúde, e considerando que muitos jovens e adolescentes estão sendo vítimas da doença sem receber apoio suficiente da família e da escola para superação.

Marçal entende que a presença de psicólogos e assistentes sociais prestando auxílio aos profissionais da educação poderá colaborar com a formação das crianças e com o combate à depressão, mas a atenção dos pais continua sendo o foco. “Entendemos que a responsabilidade para combater o alto índice de depressão entre os adolescentes é de todos, não apenas dos profissionais da educação ou de psicólogos e assistentes sociais, muito embora seja importante a participação desses profissionais na formação das crianças. Mas precisamos também da sensibilidade dos pais, do contato deles com as crianças, os filhos precisam de atenção”, disse o parlamentar.

O deputado afirmou que com as novas tecnologias, muitas pessoas perdem o contato pessoal com a família, e que isso pode ser prejudicial à saúde mental das crianças e adolescentes. De acordo com Marçal, será realizada audiência pública com a participação de psicólogos e assistentes sociais, além da Secretaria de Educação e professores, no dia 7 de maio de 2019, na Assembleia Legislativa, para discutir boas práticas na educação e para que seja solicitado ao governo de Mato Grosso do Sul que disponibilize mais assistentes sociais e psicólogos nas escolas para o atendimento dos alunos e para suporte aos profissionais da educação. “Espero que os parlamentares se sensibilizem com a causa e que a audiência pública seja um momento de conscientização para todos”, finalizou o deputado.

Comentário

Dourados vai sediar, no período de 29 de abril a 5 de maio, a segunda edição da Exposição Malungo de Capoeira, evento agendado para o pátio do shopping Avenida Center, onde, além da exposição de imagens e instrumentos da arte milenar da capoeira e de seus projetos sociais, haverá ainda apresentações de vários grupos, oriundos dos polos de formação cidadã e de resgate social desenvolvidos nos bairros populares da cidade.

O evento é coordenado pelo professor de capoeira Liandro Moreira, o Mestre Macaúba, que também preside o Instituto Malungo.
Conforme Macaúba, o principal objetivo é promover a divulgação do trabalho de resgate social desenvolvido em Dourados, tendo a capoeira como instrumento pedagógico e de inclusão.

As apresentações fazem parte do processo de aprendizagem, já que as crianças e adolescentes mostram ao público o que aprenderam nos projetos sociais. No período de uma semana, o shopping center também se transforma em sede do projeto, pois as aulas serão ministradas dentro do centro comercial. As apresentações para o público serão sempre no período da tarde e à noite.

O projeto Malungo

O efeito multiplicador do bem para a vida é desenvolvido em Dourados por intermédio do Instituto Malungo, projeto de capoeira distribuído atualmente em cinco núcleos e que envolve mais de 200 crianças e adolescentes em idade escolar.

Malungo, que na tradução para o português significa companheiro/parceiro, está resgatanto vidas e formando para a cidadania na Associação de Cabos e Soldados da PM, no Centro Social Marista, na Creche André Luiz, na Paróquia Nossa Senhora do Carmo e na Aldeia Jaguapiru.

O projeto de verdadeira transformação de vidas usa técnicas de envolvimento das crianças e adolescentes com a cultura e com a arte, focando ainda no fortalecimento de vínculos e na prioridade com o processo educacional. O projeto Malungo tem a colaboração de cinco instituições, mas ainda carece de apoio mais efetivo, tanto do poder público quanto do privado. "Nós usamos a capoeira de forma pedagógica, introduzindo fraternidade, cultura e educação para a inclusão", comenta Macaúba. Ele também destaca o empenho e dedicação de pelo menos dois multiplicadores do bem, que são a instrutora Camila Rocha (Creche André Luis) e o Mestre Rapadura (Joquei Clube).

Para saber mais sobre o projeto que está mudando a vida de centenas de crianças em Dourados e como contribuir para sua manutenção, os telefone de contato são (67) 9 9625-2672 (watts) e 67 - 9 9116-5379. O trabalho pode ser contemplado também na página do Instituto Malungo, no Facebook.

Comentário

O vereador Toninho Cruz (PSB) sugeriu, na sessão ordinária desta segunda-feira (22) da Câmara de Dourados, a implantação do programa “Amigo do Bairro”, projeto que visa a contratação de pessoas, através de convênio celebrado entre o Executivo e Associações de Moradores dos bairros, para a realização de mão de obra e prestação de serviços de manutenção e limpeza.

Toninho Cruz explicou que a Prefeitura, através da Secretaria de Serviços Urbanos, celebraria um convênio com as associações, onde cada entidade faria o contrato com moradores que residem no próprio bairro ou distrito. “O programa vai dar prioridade aos aposentados que, em muitos casos, encontram uma diferente realidade e ficam limitados para desempenhar algum tipo de trabalho ou ficam na ociosidade. Outros critérios também serão utilizados para a contratação e execução destes serviços de manutenção e limpeza”, destaca.

Segundo dados da Prefeitura, Dourados conta com mais de 300 bairros e sete distritos, o que gera uma enorme demanda de serviços a serem prestados à comunidade, principalmente, no que diz respeito a limpeza urbana. “Os serviços disponibilizados pela Prefeitura não conseguem atingir a todos, devido ao número reduzido de funcionários, o que tem deixado uma lacuna no que se refere ao assunto limpeza urbana, principalmente nos bairros e distritos”, afirmou o vereador.

Para o vereador, o programa “Amigo do Bairro” irá, além de contribuir com a melhora urbanística dos bairros e distritos da cidade com os serviços de limpeza e dar oportunidade para que as Associações de Moradores possam dar sua parcela de ajuda ao município, “valorizar as pessoas que porventura venham a trabalhar no programa”. Esse tipo de parceria chegou a funcionar no primeiro mandato do então prefeito Braz Melo, na década de 80. (Com assessoria)

Comentário

O Governo de Mato Grosso do Sul abriu nesta terça-feira (23), por meio da Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) e da Agepen (Agência estadual de Administração do Sistema Penitenciário), o 1º Cipe (o Curso de Intervenção Prisional e Escolta) voltado a agentes penitenciários. Serão capacitados 50 servidores da área de Segurança e Custódia, sendo 40 homens e 10 mulheres, aprovados em etapas anteriores do certame.

Realizado em regime de internato, o curso terá duração de 18 dias com avaliação teórica e prática; e, ao final de cada disciplina, o candidato deve alcançar no mínimo, a nota 70 (setenta). O objetivo da capacitação é formar agentes penitenciários para atuarem, gradativamente, no Cope (o Comando de Operações Penitenciárias), em operações de intervenção rápida e escolta do sistema penitenciário e na identificação dos meios a serem empregados na segurança e controle da população carcerária no âmbito das unidades prisionais do Estado.

Comentário

Quase um ano após a criação da plataforma para atendimento aos brasileiros prejudicados pelos planos econômicos das décadas de 1980 e 1990, oito em cada dez cadastrados ainda não receberam os valores devidos. Segundo associações de defesa dos poupadores, eles têm tido dificuldades com o sistema digital criado pelos bancos.

No fim de maio do ano passado, os bancos colocaram no ar uma plataforma digital para que os poupadores pudessem aderir ao acordo, que prevê a compensação de perdas com os planos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor 2 (1991).

O acordo previa que as adesões seriam feitas em série, segundo a idade dos poupadores, conforme publica o Correio Braziliense. O limite de adesão ao acordo era de dois anos, contados a partir da homologação pelo STF (Supremo Tribunal Federal), em março de 2018. O prazo, portanto, termina no ano que vem.

Segundo a Febraban (a Federação brasileira dos bancos), todos os bancos que aderiram ao acordo já realizaram pagamentos, pela plataforma ou negociações diretas. A federação lembra que, em parceria com tribunais de justiça, tem realizado mutirões para agilizar o pagamento. Até março, 8.805 acordos foram fechados.

Comentário

Página 2 de 1287
  • gov entregas
  • 4ipva

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus