Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

Uma análise na movimentação financeira de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio, mostra indícios de que pelo menos uma funcionária pode ter depositado em sua conta o equivalente a quase tudo que recebeu na Casa no período agora sob investigação. Foi esse o caso de Nathalia Melo de Queiroz, filha do ex-servidor que, no período investigado, repassou a ele R$ 97.641,20, hipotético crédito mensal médio de R$ 7.510,86.

A quantia equivale a 99% do pagamento líquido da Alerj a Nathalia em janeiro de 2016, segundo a folha salarial do Legislativo fluminense. Como não há dados sobre a movimentação financeira total de Nathalia, não é possível dizer com certeza que o dinheiro teve como origem exclusivamente os pagamentos da Alerj.

Os cálculos, por aproximação, conforme publicação do jornal O Estado de S. Paulo, utilizando-se de relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) da Operação Furna da Onça e consultando a folha salarial da Casa, mostram que, no período investigado, Nathalia transferiu os R$ 97.641,20 para a conta do assessor de Flávio. A cifra foi dividida pelos treze meses investigados para obter a média mensal, que foi comparada com três valores. Um foi o pagamento líquido recebido em janeiro de 2016 por Nathalia na Alerj: R$ 7.586,31. No confronto com o bruto, R$ 9.835,45, chegou-se a um repasse de 77,14%. Cotejada com a renda usada pelo Coaf, R$ 10.502,00, o porcentual foi de 72,23%.

A renda considerada pelo Coaf, possivelmente, incorpora valores que não constam da folha de janeiro da Alerj ou rendimentos obtidos por Nathalia de outras fontes. Todos as cifras, porém, mostram porcentuais altos de repasse. Nathalia trabalhou na Alerj de setembro de 2007 a dezembro de 2016. Depois foi trabalhar como assessora no gabinete parlamentar do hoje presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), na Câmara dos Deputados. Foi exonerada em 15 de outubro, mesmo dia em que seu pai foi desligado do gabinete de Flávio. Oficialmente, o motivo foi a aposentadoria de Queiroz como PM. Reportagem publicada nesta sexta-feira (14) pelo jornal Folha de S. Paulo mostrou que Nathalia, enquanto era funcionária, trabalhava como personal trainer no Rio.

De acordo com o que repercute o portal Terra sobre esse assunto, o deputado tem se defendido, afirmando não ter cometido nenhuma irregularidade. O presidente eleito já disse que caberá a Queiroz explicar sua movimentação financeira - de mais de R$ 1,2 milhão no período.

Comentário

Sábado, 15 Dezembro 2018 09:29

Fiems encerra 2018 lançando o selo de 40 anos

Durante a festa de confraternização de fim de ano da Diretoria, realizada na noite desta sexta-feira (14), no Loft Garden, em Campo Grande, o presidente Sérgio Longen lançou o selo comemorativo aos 40 anos da Fiems em Mato Grosso do Sul, que serão completados em 2019. Ele também aproveitou a cerimônia para anunciar que o próximo ano deve ser cheio de trabalho, desafios e realizações para fortalecer cada vez mais o setor industrial do Estado.

“Estou muito feliz por ter todos aqui neste momento de confraternização e gostaria de agradecer por este ano de 2018, que não foi fácil, e saudar o novo ano que vem chegando. Com certeza 2019 será um ano muito especial porque viveremos um momento novo no País, com muitas expectativas e otimismo. Também será o ano em que a Fiems completa seus 40 anos e o Sesi e Senai completam 70 anos. Esperamos então que esse 2019 tenha ainda mais trabalho, sempre com o foco no desenvolvimento da indústria de Mato Grosso do Sul e do Brasil”, afirmou Longen.

Para diretor da Fiems, João Batista de Camargo, o lançamento do selo representa um marco para o Sistema Indústria. “A Fiems consolidou-se uma instituição muito respeitada e isso foi graças a muito trabalho. Assim como estamos otimistas com o ano de 2019 por conta desse novo Governo, também esperamos grandes realizações em Mato Grosso do Sul para a indústria e, para isso, trabalharemos ainda mais para trazer mais empresas para cá, gerando mais renda e emprego para o nosso Estado”, destacou.

Na mesma linha, o diretor Zigomar Burille reforçou a credibilidade da Federação não só em Mato Grosso do Sul, como em todo País. “Nosso presidente Sérgio Longen é vice-presidente na CNI (Confederação Nacional da Indústria) e isso é reflexo do bom trabalho desenvolvido por todos da Fiems, desde os colaboradores até a Diretoria. Então só podemos esperar grandes realizações para 2019”, finalizou.

Comentário

As lavouras de soja da região já começam a sentir os efeitos de 13 dias sem chuvas em Dourados. A última chuva ocorreu no dia 29 de novembro quando foi registrado na Estação Agrometeorológica da Embrapa Agropecuária Oeste, por meio do Guia Clima, 12.8mm.

Esses dias sem chuvas, associados a temperaturas elevadas e forte radiação solar, revelam que as lavouras de soja de ciclo precoce, que foram semeadas no início de outubro, estão, em média, com déficit hídrico de 47mm, segundo dados do Guia Clima.

Leia mais sobre...

Para repor esse déficit é necessário em torno de 52mm de água já infiltrada no solo, o que corresponde uma chuva de aproximadamente 60 a 70mm. Quem faz o alerta é o pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Rodrigo Arroyo Garcia, ao explica que “parte considerável das lavouras estão agora na fase de formação de vagens e enchimento dos grãos, que é a fase de maior demanda de água pelas plantas, e que o déficit proporciona maior impacto negativo na produção”.

“Os produtores que plantaram contando com maior quantidade de palha em suas lavouras, estão mais protegidos, pois o solo coberto contribui com menor perda de água do sistema”, acrescenta. Por outro lado, o produtor sabe que a ocorrência de veranicos de 10-15 dias na região é comum, e que todo ano isso pode ocorrer.

Ele destaca ainda que nesse momento nada pode ser feito, a não ser aguardar pelas chuvas. E que agora o que vai fazer diferença mesmo é a qualidade do solo, seja pela cobertura ou pela maior possibilidade de crescimento de raízes da soja em profundidade, que pode amenizar os possíveis impactos negativos dessa estiagem. “Assim, as raízes mais profundas podem explorar as camadas mais profundas do solo onde ocorre maior concentração de água”, diz Arroyo Garcia.

Comentário

A Justiça Federal aceitou a denúncia do Ministério Público e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se tornou réu em um processo pelo crime de lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido R$ 1 milhão para intermediar discussões entre o governo de Guiné Equatorial e o grupo brasileiro ARG para a instalação da empresa no país.

A denúncia, apresentada em novembro pela Força Tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo, foi recebida pela Justiça Federal nesta sexta-feira (14), publica o portal G1.

Segundo denúncia do MPF (Ministério Público Federal) em São Paulo, Lula recebeu a quantia dissimulada em forma de uma doação da empresa ao Instituto Lula, entre setembro de 2011 e junho de 2012.

Quando o MPF fez a denúncia, o advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins, afirmou em nota que a nova denúncia “é mais um duro golpe no Estado de Direito porque subverte a lei e os fatos para fabricar uma acusação e dar continuidade a uma perseguição política sem precedentes pela via judicial”.

Na ocasião, a assessoria de imprensa do Instituto Lula afirmou que todas as doações recebidas por ele "são legais, declaradas, registradas, pagaram os impostos devidos". Ainda de acordo com o comunicado, as doações "foram usadas nas atividades fim do Instituto e nunca tiveram nenhum tipo de contrapartida".

Lula está preso desde o dia 7 de abril deste ano na sede da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná, condenado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção no caso do triplex no Guarujá (SP).

Além do ex-presidente, o MPF denunciou ainda o controlador do grupo ARG, Rodolfo Giannetti Geo, pelos crimes de tráfico de influência em transação comercial internacional e lavagem de dinheiro. Como Lula tem mais de 70 anos, o crime de tráfico de influência prescreveu em relação a ele.

As negociações começaram entre setembro e outubro de 2011. Segundo o MPF, Geo pediu a Lula para que interviesse junto ao presidente da Guiné Equatorial, Obiang Nguema Mbasogo, para que o governo continuasse realizando transações comerciais com a ARG, especialmente na construção de rodovias. O MPF diz que conseguiu provar a transação com base em e-mails encontrados em computadores no Instituto Lula, apreendidos em março de 2016 na Operação Aletheia, a 24ª fase da Operação Lava Jato de Curitiba.

Comentário

O Ministério da Saúde prorrogou as inscrições de brasileiros e estrangeiros formados no exterior (sem registro no Brasil) para participação no Programa Mais Médicos. Os candidatos têm até domingo (16) para enviar documentação à pasta. Segundo o ministério, a medida foi tomada após picos de instabilidade do site do programa, conforme divulga a Agência Brasil de notícias.

Até nesta quinta-feira (13), 6.634 profissionais brasileiros ou estrangeiros formados no exterior completaram a inscrição no Mais Médicos. O médico que iniciar o processo tem até 24 horas para finalizar o envio da documentação para validação da inscrição. Ao todo, são 17 documentos, entre eles, o de reconhecimento da instituição de ensino pela representação do país onde os profissionais obtiveram a formação.

Com o novo cronograma, os profissionais com registro (CRM) no Brasil também terão até 18 de dezembro para apresentação nas cidades selecionadas. O começo da atuação deve ser estabelecido junto ao gestor local. O último balanço do ministério aponta que 5.352 médicos compareceram nas localidades ou já iniciaram as atividades.

Cronograma

As próximas etapas do programa seguirão o seguinte cronograma:
Até 16/12 – Inscrição dos médicos brasileiros e estrangeiros formados no exterior
Até 18/12 – Apresentação dos médicos com CRM Brasil nos municípios
De 20/12 a 21/12 – Médicos com CRM Brasil escolhem municípios com vagas disponíveis
De 27/12 a 28/12 – Médicos brasileiros formados no exterior escolhem municípios com vagas disponíveis
De 3/1 a 4/1/2019 – Médicos estrangeiros formados no exterior escolhem municípios com vagas disponíveis

Comentário

Uma jovem de 24 anos foi morta com tiros de espingarda pelas costas e dentro de casa, na Vila Maciel, zona rural de Ribeirão Grande (SP), nesta quinta-feira (13). Segundo a Polícia Civil, o marido, de 28 anos, foi encontrado enforcado dentro do banheiro após o fato

Segundo o delegado responsável pelo caso, Hélio Edson de Souza Junior, o crime ocorreu por volta das 20 horas locais, quando vizinhos ouviram o barulho de disparos de arma de fogo e acionaram uma equipe da PM.

Os policiais foram até o local e encontraram o corpo da estudante Jéssica Cristina de Lima Pina no chão da sala com marca de dois tiros de espingarda nas costas. Na sequência, os policiais encontraram o ajudante geral Ângelo Daniel de Lima enforcado.

"Ouvimos parentes que nos disseram que os dois viviam brigando e estavam sempre discutindo. Mas ainda não sabemos a motivação do crime. Abri inquérito e, inicialmente, trabalhamos com a hipótese de que ele matou a mulher e, na sequência, cometeu o suicídio", afirmou o delegado ao portal G1.

Comentário

Pais e responsáveis que desejam matricular crianças nas escolas e Ceims da Reme (Rede Municipal de Ensino) de Dourados podem fazê-lo via internet até o dia 13 de janeiro. A Semed (Secretaria Municipal de Educação) está com inscrições abertas desde o dia 3 deste mês. Já as rematrículas devem ser observadas conforme agenda nas unidades de ensino.

É possível também realizar a matrícula nas escolas municipais ou na Central, localizada na sede da Semed, no Pavilhão Dom Teodardo Leitz, ao lado do prédio da Prefeitura.

Rosângela Castilho Cardoso Guimarães destaca a facilidade da matrícula online que tem sido muito utilizada. “Muitos pais e responsáveis têm aderido à matrícula pela internet. É simples em formato que agiliza o processo”, disse, confirmando a alta adesão pelo sistema.

A matrícula digital pode ser feita pelo portal da Prefeitura de Dourados (www.dourados.ms.gov.br), acessando a aba Cidadão e depois clicando no menu Matrícula Digital 2019. Já a rematrícula deve ser feita nas unidades de ensino, bem como os pedidos de transferência para outra unidade.

Após o período de inscrições, os pais ou responsáveis pelos alunos devem ficar atentos à “designação”, que será divulgada no dia 21 de janeiro. Por fim, acontecerá a “confirmação de matrícula”, em períodos diferentes para Ceim e escolas.

Para os Centros de Educação Infantil a confirmação acontece nos dias 1° e de 4 a 6 de fevereiro. Para as escolas, no período de 22 a 25 de janeiro. No ato da inscrição, o candidato deverá indicar três opções de Centro de Educação Infantil municipal ou unidade escolar de preferência, bem como o ano que irá cursar.

A Semed divulgou que a estimativa de vagas passa de 24 mil para escolas e deve ultrapassar 6 mil nos Ceims. Dourados conta com 45 escolas municipais e mais de 37 Ceims (dois recém-inaugurados).

Critérios para desginação

A Secretaria trabalha com alguns critérios para designação. Para os Ceims, terão prioridade de vagas crianças em situação de abandono, de risco social ou que são assistidas por portadores de doenças crônicas, crianças de família de menor renda, filhos de pai e mãe que trabalham e filho de doador de sangue.

Para as unidades escolares, a prioridade será para crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e familiar, aluno com necessidades educacionais especiais (mediante apresentação de comprovante de Avaliação Técnica e Laudo Médico no ato de matrícula), aluno, pai, mãe ou responsável legal que seja doador de sangue, com a apresentação de cópia dos respectivos comprovantes anexados junto à ficha de inscrição, aluno que tenha irmão estudando na unidade escolar e aluno de menor idade.

Comentário

Azarão na final do revezamento 4x200m livre, o jovem time brasileiro surpreendeu os favoritos Rússia, China e Estados Unidos e conquistou a medalha de ouro no Mundial de piscina curta (25m) de Hangzhou, na China, com direito a recorde mundial. O quarteto formado por Luiz Altamir, Fernando Scheffer, Leonardo Santos e Breno Correia liderou de ponta a ponta e bateu na frente com o tempo de 6m46s81 - mais de dois segundos abaixo do antigo recorde (6m49s04).

A prova foi uma das mais fortes em quatro dias de disputas na China. Além do ouro do Brasil, os outros dois times no pódio também nadaram abaixo do recorde mundial anterior. A Rússia levou a prata (6m46s84) e a China, que contou com o astro multicampeão olímpico Sun Yang, ficou com o bronze (6m47s53).

Comentário

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o vice, Murilo Zauith (DEM), além dos 24 deputados estaduais, os oito federais e os dois senadores eleitos em Mato Grosso do Sul com os respectivos suplentes serão diplomados pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) na noite desta sexta-feira (14), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo do Palácio Popular da Cultura, em Campo Grande.

A solenidade é organizada pela Justiça Eleitoral e permite aos candidatos eleitos tomarem posse nos respectivos mandatos, em 2019. O evento também é marcado pelos discursos dos parlamentares e do governador, que no caso de Mato Grosso do Sul, foi reeleito para mais quatro anos.

Essa também é a oportunidade em que o governador reeleito deve apresentar os principais objetivos e prioridades da gestão, apontando os rumos do segundo mandato que começa oficialmente após a posse marcada para o dia 1 de janeiro do ano que vem. Nessas cerimônias, costumam discursar o deputado estadual mais votado, no caso, o capitão Renan Contar (PSL), que obteve 78.390 votos para a Assembleia e a ainda vice-governadora Rose Modesto, eleita deputada federal com 120.901 votos.

A deputada federal reeleita Tereza Cristina (DEM) também será diplomada, e vai tomar posse do cargo em Brasília, em fevereiro do ano que vem, devendo depois se licenciar para assumir o Ministério da Agricultura.

Comentário

Oito mandados de busca e apreensão e dois de prisão contra esquema de roubo que estaria sendo ‘contratado’ de dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) resultou na aplicação da operação ‘Sob encomenda’, conduzida nesta sexta-feira (14) pela Polícia Civil de Itaporã. Pelo menos cinco assaltos com as mesmas características teriam sido realizados em seis meses.

De acordo com o delegado Rauali Kind Mascarenhas, o esquema consistia na ação de criminosos invadindo residências, fazendo as vítimas reféns e imobilizando em algum lugar da cidade para perpetrar o roubo de veículos que eram levados ‘sob encomenda’ para o Paraguai.

Ordens judiciais foram cumpridas também em Douradina, Rio Brilhante e Dourados, envolvendo policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais), da Polícia Civil e da Defron (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Fronteira), além de militares do Canil. Três pessoas foram encaminhadas à delegacia de Itaporã.

Comentário

Página 1 de 1149

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus