Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

A partir de segunda-feira (19) começa o calendário de disponibilização dos recursos do PIS (Programa de Integração Social) e do Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e já no primeiro dia os cotistas que possuem contas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil terão dinheiro depositado em conta corrente ou poupança. Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e Banco do Brasil.

Essa liberação das cotas do PIS/Pasep foi feita por meio da Medida Provisória 889/2019, anunciada pelo governo no início do mês. Pela MP, também houve liberação de saques do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A liberação das cotas é diferente do pagamento anual do abono salarial. Esse pagamento do calendário 2019/2020 começou no final de julho. No caso das cotas do PIS/Pasep, os recursos ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro, lembrou o Ministério da Economia.

PIS beneficia 10,4 milhões

Serão disponibilizados para saque R$ 18,3 bilhões, referentes a 10,4 milhões de trabalhadores que possuem cotas do PIS. Para os cotistas que possuem conta corrente ou poupança na Caixa, os créditos serão realizados de forma automática. O cotista que não é correntista da Caixa e tem idade a partir de 60 anos poderá realizar o saque das cotas do PIS a partir do dia 26 de agosto. Já os cotistas com até 59 anos e que não possuem conta no banco podem receber o benefício a partir do dia 2 de setembro.

Comentário

A Semed (Secretaria municipal de Educação) vai realizar, entre os dias 2 e 6 de setembro, a Semana do Profissional de Educação Física, com extensa programação, que prevê palestras, oficinas, dinâmicas, entre outros. As vagas são limitadas. As atividades são voltadas para profissionais e professores da área que atuam nas escolas públicas e privadas, academias, clínicas e outros espaços, além de estudantes de Educação Física dos cursos de licenciatura e bacharelado de Dourados e região.

A programação já está organizada e vai acontecer no horário das 18h30 às 22 horas, na Coordenadoria Regional de Educação (CRE-5), com exceção da atividade Clínica de Esporte, no dia 3 de setembro, que acontecerá no ginásio da escola Imaculada Conceição. A abertura oficial será no dia 2, a partir das 18h30, na Coordenadoria. Haverá uma mesa redonda com a participação de profissionais que atuam na Secretaria de Saúde em Dourados, que vão abordar “A atuação do profissional de Educação Física e sua relação com a equipe interdisciplinar e multiprofissional junto ao NASF (Núcleo Ampliado de Saúde da Família)”.

No dia 3 de setembro, às 18h30, no ginásio de esporte da Escola Imaculada Conceição acontece a “Clínica de Esporte: O Ensino do Voleibol na Educação Física Escolar”. No dia 4 será a vez da oficina de dança, ritmos e linguagens corporais e para o dia 5 a programação contará com o minicurso “Ações de urgências e emergências: medidas preventivas em caso de acidentes na escola”. A semana terá a programação encerrada no dia 6, com palestra magna que será proferida pelo professor Dartagnan Pinto Guedes que vai abordar “A Promoção da Saúde na Educação Física”.

A professora Mariza Araújo, do Núcleo de Educação Física e Esporte Escolar, destaca a importância de um evento desta magnitude em Dourados com ênfase na formação profissional, garantia de conhecimento e trocas de experiências. “Com a população tão adoecida há de se refletir a importância da prevenção de doenças, bem como a relevância que tem o trabalho da Educação Física em todos os campos de atuação, contribuindo com a boa qualidade de vida de todos. A prática da atividade física deve ser permanente na vida do indivíduo, e isso só cabe a um profissional de Educação Física apto para a prescrição de um programa, quer seja na escola, na academia, hospitais, centros de saúde e tantos outros espaços de atuação”, destaca.

A professora Mariza Araújo destaca que o evento conta com parcerias importantes como da Universidade Federal da Grande Dourados, Anhanguera, Skill Sports, 2º Grupamento de Bombeiro de Dourados, Associação dos Profissionais de Educação Física de Dourados, M.A Assessoria e Eventos, Kikão Restaurante, Coordenaria Regional de Educação, Secretaria de Saúde e Federação Internacional de Educação Física. Haverá certificação de 40 horas, sendo totalmente gratuito e aberto à participação de todos. As vagas são limitadas.

Inscrições podem ser feitas aqui

Comentário

Aos 78 anos, 44 deles dedicados à música, o cantor Matogrosso, que faz dupla com Mathias, é um dos cantores mais experientes do sertanejo no Brasil. Com uma média de cinco shows por semana, ele diz que se sente reenergizado ao subir aos palcos e conta as mudanças pelas quais teve que passar para manter uma carreira de sucesso. Entre elas, a renovação do visual para acompanhar o novo parceiro de dupla, Rafael Belchior, que é 40 anos mais jovem:

“Ele que é mocinho e fica pedindo para deixar o meu cabelo de um lado e de outro, deixar na cor natural. Meu filho também me dá umas roupas novas, me faz cortar o cabelo. Eles cuidam bem de mim. Eu estou bonito, muito chique. Estou me sentindo o rei da cocada preta”, diz o veterano e experiente intérprete nacional.

Rafael é o terceiro “Mathias” a fazer dupla com Matogrosso e, segundo o cantor, vem aumentando cada vez mais a legião de fãs para a dupla. O sertanejo revela que o estilo de cantar da dupla mudou com o novo parceiro.

“Antigamente a gente cantava em primeiro e segundo [voz]. Hoje é primeiro e terço. Eu vou direto no primeiro e ele faz aquela voz mais aguda, que é o terço. Ele dá muita ideia, é gente boa e tem muito carinho pelo público, mas é feio demais”, brinca Matogrosso.

O artista conta que alcançou o espaço que desejava entre os famosos com a música “Tentei Te Esquecer”, quando já tinha quase dez discos gravados. “O reconhecimento mesmo veio em 2003 com essa música que até hoje é sucesso. Mas, para isso, teve muito esforço e batalha. Minha carreira foi sofrida, nunca tive muito apoio e tudo foi na raça. Mas estou acostumado, a pessoa tem que trabalhar mesmo. Hoje não tenho nada a reclamar, estou dando a volta por cima”, conta.

Após anos cantando clássicos sertanejos românticos, a dupla se rendeu ao ‘popnejo’ e gravou canções com cantores mais novinhos como Gusttavo Lima e Zé Neto & Cristiano. Mas, ao longo de quatro décadas, foram 15 discos de ouro, cinco de platina e uma fila de sucessos.

Comentário

O Bayern de Munique fechou a contratação de Philippe Coutinho, e isso faz com que o possível retorno de Neymar ao Barcelona fique mais difícil. Isso porque o Barcelona já gastou bastante nesta janela de transferências - pagou 120 milhões de euros por Griezmann, por exemplo - e não está com dinheiro em caixa. Por isso, para tirar Neymar do Paris Saint-Germain, é fundamental envolver jogadores na negociação. E os mais cotados desde o início são Coutinho, Rakitic, Umtiti, Semedo, Dembélé e Vidal.

O PSG gostaria de vender Neymar, mas desde que recupere ao menos algo bem perto do que investiu há dois anos: 222 milhões de euros. Os franceses têm feito jogo duro com o Barça, não são fãs dessa troca. Mas o nome de Coutinho agradava à diretoria. Além disso, ele era o jogador mais caro dentre os considerados negociáveis pelo Barça, uma vez que custou 160 milhões de euros há um ano e meio.

Com a ida do meia-atacante para o Bayern, o clube catalão perde sua principal moeda de troca com o PSG. Esse é o primeiro motivo, publica o Globoesporte.com.

O formato do acordo entre Barcelona e Bayern tampouco ajuda no caso Neymar. O clube bávaro está contratando Coutinho por empréstimo de uma temporada, com opção de compra ao fim do compromisso no valor fixado em 120 milhões de euros. Ou seja, se quiserem ficar com o jogador, os alemães só terão de desembolar esse montante daqui a um ano. É claro que o Bayern vai pagar algo de imediato por essa transferência - em torno de 20 milhões de euros -, mas nada que seja relevante para os cofres do Barça a ponto de ajudar na compra de Neymar. Esse é o segundo motivo.

A diretoria do Barcelona está rachada, não há um consenso em relação ao camisa 10 da seleção brasileira por causa da forma como ele saiu em meados de 2017. Só que o presidente Josep Maria Bartomeu está sofrendo pressão do elenco, principalmente de Messi, para trazê-lo de volta. Por isso, depois de dois meses de conversas à distância, enviou uma comitiva a Paris para negociar presencialmente com o PSG e tentar logo um acordo.

Nada mudou nas reuniões ocorridas durante a semana, e a situação ficou mais complicada com a ida de Coutinho para o Bayern. Os mais otimistas do lado catalão na operação Neymar levaram um banho de água fria nesta sexta-feira (16) e já admitem nos bastidores que o craque ficou mais longe do Camp Nou. Mas difícil não é impossível. A esperança ainda existe, a toalha não foi jogada, conclui a publicação.

Comentário

A taxa de desocupação em Mato Grosso do Sul apontada na PNAD Contínua (a Pesquisa por Amostra de Domicílios Contínua) no segundo trimestre de 2019 recuou 1,2 pontos percentuais, saindo de 9,5% no acumulado de janeiro a março deste ano para 8,3% no período de abril a junho.

De acordo com o índice divulgado esta semana pelo Ibge, em nível nacional o recuo foi menor, saindo de 12,7% para 12%. Os estados com maior índice de desocupação foram a Bahia (17,3%), Amapá (16,9%) e Pernambuco (16,0%) e as unidades da federação com os menores percentuais foram Santa Catarina (6,0%), Rondônia (6,7%), Rio Grande do Sul (8,2%) e Mato Grosso do Sul (8,3%).

“Em termos de pessoal ocupado, houve um crescimento de 44 mil novas vagas, chegando a 1,3 milhão de ocupados, com queda no número de desocupados dentro da força, passando de 135 mil para 120 mil desocupados no segundo trimestre de 2019”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

De acordo com Jaime Verruck, “essa melhora ocorreu em diversos setores depois que foram contratados 47 mil novos empregados, sendo 25 mil no setor privado e 18 mil no setor público. Além disso, houve queda nos conta-própria de 6 mil e crescimento da categoria empregador em 6 mil novos empresários”.

Comentário

A unidade da Sanesul em Dourados está implantando 1500 metros de rede 200mm para o reforço da rede atual e melhorar o abastecimento de água dos bairros da região Oeste de Dourados. Essa frente de trabalho faz parte de um grande pacote de obras em execução, viabilizado pela própria empresa por meio do Programa Saneamento para Todos, da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 28,860 milhões, e destinando à ampliação e melhorias do Sistema de Abastecimento de Água.

De acordo com o gerente regional da empresa em Dourados, Paulo Nepomuceno, os serviços que incluem perfuração de poço, construção de reservatórios, adutoras, subestação de energia, entre outras obras complementares, fazem parte de um cronograma para atender a região Oeste, que vem apresentando constante crescimento populacional.

“São obras necessárias que irão garantir água tratada em centenas de residências. Após o término, vai otimizar e muito o abastecimento da região”, comentou.

Para executar as obras é necessário interditar algumas ruas, mas os trabalhos estão sendo realizados dentro do previsto, sem causar transtornos inesperados aos moradores. Os motoristas podem optar por rotas alternativas, conta com o apoio da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito de Dourados).

Na atual gestão, o Governo do Estado, por meio da Sanesul, viabilizou para o saneamento em Dourados R$ 240 milhões de reais. A Sanesul está entre as melhores empresas de saneamento do país em razão de seus projetos estratégicos que impactam diretamente na saúde pública, o desenvolvimento social e o desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul.

Comentário

A Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) conheceu esta semana o projeto de monitoramento de segurança para Dourados, apresentado pelo comandante do 3º Batalhão de PM (Polícia Militar), tenente coronel Carlos Silva, e o policial militar Everson Torres na presença do diretor de produtos da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande, Denison Zubieta.

Conhecido como ‘Cidadão Integrado’, o projeto já está sendo utilizado na Capital pela Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) como pioneiro com tecnologia ligada ao 1º Batalhão da Polícia Militar, responsável pela segurança de toda a região central de Campo Grande, baseado em um parecido e desenvolvido em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e que aqui será operacionalizado pela CDL de Dourados. O acesso é feito por meio de um aplicativo para celulares e a Polícia possui todo alcance para acompanhar a movimentação das áreas solicitadas.

“A iniciativa é uma forma de a sociedade contribuir para melhorar a segurança pública. Para integrar o programa, os lojistas associados devem fazer um cadastro autorizando acesso às imagens, especialmente das áreas externas dos estabelecimentos. A CDL também vai incentivar a participação da comunidade, pois o trabalho precisa ser realizado não em caráter preventivo, mas também repressivo”, disse o presidente da CDL de Dourados, Giovane Dal Molin, presente na apresentação do projeto.

Outra característica positiva do sistema é um botão de pânico para acionamento imediato das forças de segurança, que também é ativado por alarmes fazendo com que a notificação seja espalhada para todos os cadastrados, e as forças policiais acionadas para atender eventual ocorrência.

De acordo com o presidente da Aced, Nilson Santos, o projeto está em fase embrionária de viabilidade e a entidade dará uma contribuição logística em Dourados. “O projeto foi apresentado para a diretoria e as empresas associadas que trabalham no setor, onde foi confirmado o apoio junto à Federação das Associações Empresariais do MS. Essa é uma tecnologia inovadora e a principal vantagem é a rápida resposta, uma vez que quem estiver mais próximo da ocorrência poderá atender, evitando assim, o aumento de arrombamentos em residências e empresas da nossa cidade”, disse Nilson.

Comentário

Os vereadores Braz Melo (PSC), Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB) vão reassumir os mandatos segunda-feira (19), às 18h30, na abertura da sessão ordinária do dia, informou a assessoria de comunicação da Câmara de Dourados.

Braz Melo retoma a vaga que vinha sendo ocupada pela suplente Lia Nogueira, depois que a primeira suplente da coligação, Denize Portolann, foi presa em operação que apura irregularidades cometidas na Secretaria de Educação, pasta que comandou durante um tempo a convite da prefeita Délia Razuk.

A defesa de Braz queria antecipar a posse dele, retomando o cargo para o qual foi eleito em 2016, mas o presidente da Câmara, vereador Alan Guedes (DEM), aguardava a publicação de Acórdão por parte do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª. Região), em São Paulo, de reconhecimento da prescrição da punição aplicada ao vereador, condenado por improbidade administrativa no exercício de prefeito na década de 90.

Já os outros dois, que eram membros da Mesa diretora da Câmara quando a vereadora Daniela Hall (PSD) ocupou a presidência do Legislativo, estavam afastados das funções após terem sido presos por conta das investigações da operação ‘Cifra Negra’, do Ministério Público Estadual, que também prendeu o ex-presidente da Casa, Idenor Machado (PSDB) e o suplente de vereador, Dirceu Longhi (PT).

Pepa e Cirilo foram absolvidos em julgamento do plenário da Câmara, depois de passarem por uma Comissão Processante que apurou o delito coletivo. Eles vão assumir as funções que foram ocupadas temporariamente pelos suplentes Marcelo Mourão (PRP) e Marinisa Mizoguchi (PSB).

Maioria

Com o retorno dos vereadores titulares às funções, a prefeita Délia Razuk (sem partido) volta a respirar aliviada na Câmara, principalmente diante de um pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que foi protocolado na sessão de segunda-feira (12) passada pela vereadora Daniela, e que já tinha, entre as cinco assinaturas de apoio, o nome de Lia Nogueira, que agora devolve a vaga ao aliado da prefeita. Também deixam a Câmara os suplentes Marcelo e Marinisa, o primeiro só recentemente aliado de Délia Razuk. 

Vão permanecer compondo o bloco independente, ou, de oposição a prefeita, além do presidente Alan Guedes (DEM), do vice, Elias Ishy (PT) e do primeiro e da segunda secretária na Mesa, Sergio Nogueira (PSDB) e Daniela Hall, os vereadores Madson Valente (DEM) e Olavo Sul (Patriotas. Délia se garante nas primeiras deliberações com uma folgada maioria de 13 vereadores, ou seja, os dois terços regimentais. 

Comentário

Depois de se reunir com cinco ministros nesta semana em Brasília, o governador em exercício Murilo Zauith avalia a agenda de trabalho na Capital Federal como produtiva e com bons encaminhamentos para Mato Grosso do Sul nas áreas da segurança pública, infraestrutura e de saúde. “Todos eles estão empenhados em trabalhar pelo nosso Estado”, afirmou o gestor nesta sexta-feira (16), de volta a Campo Grande.

Com o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), Murilo Zauith teve a garantia de investimentos para a faixa de fronteira do Estado com o Paraguai e a Bolívia. Já está documentada no Ministério a partilha do Fundo Nacional de Segurança Pública, que este ano prevê a distribuição de R$ 1,7 bilhão entre os estados. MS ficará com 5,24% do total, a segunda maior fatia, atrás apenas de SP com 6,66% do montante.

Na Casa Civil da Presidência da República, com o ministro Onyx Lorenzoni, o governador em exercício tratou da liberação de verbas para manutenção das rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul. O assunto também foi discutido com o diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Antônio Leite dos Santos Filho. O Dnit tem R$ 130 milhões para manter as rodovias de MS.

Outro assunto de extrema importância para o Estado, referente às compensações da Lei Kandir, foi debatido com o ministro Paulo Guedes (Economia), que condicionou o pagamento dos ressarcimentos previstos em lei à aprovação da reforma tributária do Governo Federal, que já tramita no Congresso. Segundo Murilo Zauith, a União sinalizou quer terá os recursos no fim de 2019 para ressarcir todo o débito que tem com MS.

Com a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o governador em exercício afinou projetos que preveem melhorar a infraestrutura de pelo menos 200 assentamentos no Estado, onde vivem cerca de 50 mil assentados. A intenção é recuperar estradas vicinais e acessos para potencializar o escoamento da produção dos pequenos agricultores e tornar os produtos mais competitivos.

Ainda na Capital Federal, Murilo Zauith se reuniu com o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) para tratar das obras dos hospitais regionais de Três Lagoas e Dourados. As obras na unidade de saúde da Costa Leste devem ser finalizadas até o final deste ano. A partir da conclusão, o Ministério da Saúde em parceria com a Secretaria estadual de Saúde vai atuar para garantir o compra dos equipamentos.

Comentário

A senadora Soraya Thronicke, eleita para o primeiro mandato pelo PSL do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, está em Dourados para participar, neste sábado (17), às 8h30, no plenário da Câmara de Vereadores, de ato de filiações ao partido. Nesta sexta (16), cumpre agenda de entrevistas e visita entidades e instituições na cidade.

Depois de desbancar figuras nacionais como o senador Waldemir Moka, que tentava a reeleição e o ex-líder do Governo no Senado, Delcidio do Amaral, que tentou retornar à política após envolver-se nos escândalos que culminaram com a derrocada petista no País, Soraya agora busca consolidar o PSL nos princípios municípios de Mato Grosso do Sul.

Em Dourados, ela já deixou claro que o nome da preferência pessoal para disputar a Prefeitura no ano que vem é o do empresário Aristeu Alceu Carbonaro, contra as pretensões do dirigente local e primeiro suplente dela no Senado, Rodolfo Nogueira, que se apresenta, inclusive, como ‘amigo pessoal’ do presidente Bolsonaro.

“O Rodolfo não é candidato, é unanime no partido em Dourados, no Estado e em Brasília que ele não será o candidato. E, se até lá [o prazo final para se definirem as candidaturas, previsto para julho de 2020], permanecer no partido, ele não será candidato também”, afirmou a senadora, durante entrevista ao radialista Antônio Coca, na rádio Cidade FM101.

De acordo com a senadora, “uma pessoa que trabalha contra si mesmo, que trai a candidata do partido [no caso, ela própria] e a si próprio, não investe na campanha, pede voto pra outro, e depois que a pessoa é eleita investe com a esperança de um dia sentar nessa cadeira, não merece a nossa confiança. Pra ele assumir no Senado, só se eu morrer”, disparou.

O PSL promove atos de filiação também em Campo Grande onde o nome do deputado estadual mais votado, capitão Contar, é o preferido, apesar de ele próprio dizer que vai cumprir o mandato na Assembleia Legislativa até o final. Soraya também acusou o deputado reeleito do partido, Coronel Davi, de construir ‘coligação espúria’, juntamente com Rodolfo Nogueira, que impediram o advogado douradense Sindoley Morais, por exemplo, de ser eleito deputado federal. Ele obteve pouco mais de 19.800 votos.

Segundo ainda a senadora, políticos que optarem pelo PSL devem se alinhar em direção ao que o presidente Bolsonaro quer, ou com as diretrizes do partido. “Futuros candidatos terão que assinar termo de contrato, um compromisso de respeitar o estatuto e os compromissos feitos com o partido”, anunciou. A medida, embora não revelada por ela, visa prevenir episódios como o que culminou na expulsão, esta semana, do deputado federal eleito Alexandre Frota.

Comentário

Página 4 de 1405
  • unimed nova
  • cassems
  • governo raly

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus