Timber by EMSIEN-3 LTD
  • cmd recess
Redação Douranews

Redação Douranews

Em um dia de otimismo no mercado financeiro, a bolsa subiu e a moeda norte-americana caiu para o menor nível em um ano. O dólar comercial encerrou a terça-feira (28) vendido a R$ 3,306, com queda de R$ 0,089 (-2,61%). A cotação fechou no menor nível desde 23 de julho do ano passado (R$ 3,296).

O dólar operou em baixa durante toda a sessão, mas ampliou a queda a partir do meio-dia. A divisa acumula queda de 8,5% apenas em junho e de 16,3% no ano, segundo reportagem do portal Terra.

O dia também foi de bons resultados na bolsa de valores. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, subiu 1,55% e fechou em 50.007 pontos. Também foi a primeira alta desde o referendo britânico.

As ações da Petrobras, as mais negociadas, tiveram altas expressivas. Os papéis ordinários, com direito a voto em assembleia de acionistas, subiram 4,17%, para R$ 11,25. Os papéis preferenciais, com preferência na distribuição de dividendos, saltaram 4,78%, para R$ 9,20.

Comentário

Um jovem de 19 anos e a namorada dele de 18 foram encontrados mortos enterrados no quintal de uma casa, no município de Floresta Azul, sul da Bahia, nesta terça-feira (28), quatro dias após desaparecerem depois de participar de uma festa junina.

Um tio do rapaz, proprietário do imóvel, foi preso em flagrante e confessou o duplo homicídio. Segundo a polícia, o homem cometeu o crime após uma discussão com o sobrinho, devido ao fato dele ter levado a namorada para a casa.

De acordo com a delegada Ana Paula Gomes, o suspeito, o pedreiro Wilson Meira de Oliveira, de 41 anos, afirmou ter usado drogas trinta minutos antes de cometer os crimes, na manhã de sexta-feira (24) passada. Antes de assumir a autoria dos homicídios, o homem chegou a prestar queixa na delegacia da cidade sobre o desaparecimento do sobrinho, Edson de Jesus, e da namorada, Isabela Regis Lima, e acompanhar as buscas realizadas pela polícia.

O acusado foi preso também nesta terça, logo após a polícia encontrar os corpos das vítimas em uma cova rasa no fundo da residência, localizada na Travessa Camacã. Os dois haviam sido vistos pela última vez por volta de 4 horas da madrugada de sexta, numa festa em Floresta Azul, e foram encontrados mortos, em avançado estado de decomposição, com as mesmas roupas, segundo reportagem do G1.

Comentário

Trinta e seis pessoas morreram após três explosões na noite desta terça-feira (28) no terminal internacional do aeroporto de Istambul, o maior da Turquia e terceiro mais movimentado da Europa. O número de mortes foi anunciado pelo primeiro-ministro turco, Binali Yıldırım.

Até o meio da noite, agências internacionais repercutiam informações de que três explosões atingiram o terminal internacional antes da área do raio X e que havia 36 mortos e 147 feridos, segundo o governo da Turquia.

Antes de se explodirem, três homens abriram fogo com fuzis, mas nenhum grupo havia, ainda, reivindicado a autoria do ataque, embora haja suspeitas de uma ação do EI (o Estado Islâmico) na ação. O ministro da Justiça turco, Bekir Bozdağ, disse que os responsáveis pelo ataque ao aeroporto Ataturk abriram fogo usando fuzis Kalashnikov. O ataque aconteceu por volta das 22 horas locais.

Comentário

A Câmara de Vereadores de Dourados realizou na noite desta segunda-feira (27) a penúltima sessão ordinária para começar a limpar a pauta de votação do primeiro semestre e inicia, a partir de 8 de julho, o período de recesso legislativo, que vai até o dia 20 do mês que vem. Os vereadores retomarão as atividades em plenário no dia 25 de julho, com a realização da 24ª sessão ordinária do ano.

Para começar a limpar a pauta de projetos, os vereadores apreciaram 12 projetos de lei nesta segunda-feira. Em segunda discussão e votação, a Casa aprovou o projeto de lei 041/2016, de autoria do vereador Sergio Nogueira (PSDB), que denomina Professora Marlene Coelho Chamorro a rua Projetada F JV, no Jardim Vitória; os projetos de lei de autoria do vereador Nelson Sudário (PMDB), que denominam João Dias Alva a rua Projetada 10 RB; Leonardo Moraes Bonito a rua Projetada 06 RB; Professora Maria de Lourdes Silva Ferreira a rua Projetada 11 RB, todas no Residencial Bonanza; além do projeto de lei 073/2016, de autoria do vereador Idenor Machado (PSDB), que denomina João Osvaldo Kruger a rua Projetada 07 RB, também no Residencial Bonanza.

Já em primeira discussão e votação, os vereadores aprovaram o projeto de lei 057/2016, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o Município a adquirir, através de permuta, o imóvel descrito pela Área 02, de propriedade de Ayrton Romero de Castro Junior e Raquel Denise Binelo Batista de Castro, com o imóvel que indica, de propriedade do Município.

Foram aprovados ainda os projetos de lei do vereador Dirceu Longhi (PT), que denominam Alameda das Pedras a rua Projetada 06 CD; Alameda dos Cristais a rua Projetada 05 CD e Alameda dos Citrinos a rua Projetada 4 CD, todas localizadas no Residencial Campo Dourado.

Também foram aprovados o projeto de lei 074/2016, de autoria do vereador Silas Zanata (PPS), que declara de Utilidade Pública Municipal o Instituto Missão Semear; projeto de lei 076/2016, de autoria do vereador Pedro Pepa (DEM), que declara de Utilidade Pública Municipal o “Projeto Luz, Transformando Vidas” e o projeto de lei 077/2016, de autoria do vereador Sergio Nogueira, que institui a campanha Setembro Amarelo, cria o Plano Municipal de Prevenção ao Suicídio e estabelece o Dia Municipal de Prevenção ao Suicídio no Município.

Tribuna livre

Ainda como parte da sessão, a Tribuna Livre da Câmara foi utilizada pelo novo comandante do 2º Grupamento de Bombeiros, coronel Flávio Pereira Guimarães, que abordou a Semana Nacional de Prevenção Contra Incêndio e do Dia Nacional do Bombeiro Militar. O espaço também foi ocupado pela presidente do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados), Gleice Jane Barbosa, que abordou questões trabalhistas da educação.

Comentário

A concretização do sonho do asfalto e da drenagem está mais próxima para 16 bairros douradenses. O governo do Estado lançou, essa semana, o processo licitatório para a escolha da empresa que vai executar obras em diversas regiões da cidade. No total, serão investidos R$ 8 milhões, dos quais a metade (R$ 3.954.600,00) são recursos oriundos de emenda individual do deputado Geraldo Resende (PSDB) no Ministério das Cidades. A outra parte é a contrapartida do Estado, que vai executar as obras. A parceria envolve ainda a Prefeitura, que elaborou os projetos de engenharia das novas frentes.

De acordo com o edital publicado no Diário Oficial desta terça-feira (28), o Estado vai efetuar a contratação de empresa especializada para execução de obras de pavimentação asfáltica e drenagem de águas pluviais urbanas em oito setores no município de Dourados. A abertura das propostas está marcada para o dia 29 de julho.

Serão beneficiados com os recursos indicados por Geraldo Resende e já empenhados pelo Ministério das Cidades os seguintes bairros, parcialmente: Estrela Pytã, Jardim Maipu, Jardim Maracanã, Jardim Santa Hermínia, Jardim Pantanal, Jardim Leste, Jardim Santa Maria, Chácaras 134 e Jardim Yoshikawa, e ainda o Porto Belo.

Com a contrapartida de igual valor (R$ 1.954.600,00) que será investida pelo Governo do Estado, receberão drenagem e pavimentação asfáltica, no mesmo pacote, parte dos bairros Vila Cachoeirinha, Canaã I, Morada do Salto/Canaã VI, Estrela Hory, Vila Bela e Jardim Carisma.

Compromisso

A viabilização desses recursos é o cumprimento de compromissos que o deputado federal Geraldo Resende fez com a população dos bairros, em diversas reuniões realizadas no final do ano passado e início deste. “Em todos os encontros que tenho com a população douradense, fica bem claro que uma das principais demandas é o asfalto e a drenagem”, explica o parlamentar. “Por isso, dedico boa parte dos recursos para tornar esse sonho realidade”.

“A ação conjunta envolvendo meu mandato, o governo do Estado, a Prefeitura e os moradores, já começa a ser vitoriosa", afirma Geraldo Resende. Segundo ele, isso ocorre também porque o governador Reinaldo Azambuja tem plena consciência da importância de Dourados no contexto do desenvolvimento do Estado.

“Estamos trabalhando na construção de um novo momento para o município de Dourados”, diz Geraldo, complementando que nesta parceria o prefeito Murilo Zauith teve papel fundamental. “O prefeito se responsabilizou pela elaboração dos projetos técnicos, os quais foram executados em tempo hábil e o resultado é que estamos próximos de ver o início das obras que vão beneficiar milhares de pessoas”, conclui.

Comentário

A FPF (Federação Paulista de Futebol) apresentou oficialmente nesta terça-feira (28) a edição de 2016 da Copa Paulista, torneio criado em 1999 com o objetivo de movimentar o calendário das equipes paulistas que não disputavam competições nacionais no segundo semestre. Neste ano, entre as mudanças previstas, estão a volta das partidas preliminares. São Paulo e Bragantino já confirmaram que realizarão rodadas duplas com os jogos da Copa Paulista e do Campeonato Brasileiro.

O torneio regional terá início no sábado (2) e contará com o número recorde de 26 times participantes, divididos em quatro grupos na primeira fase, dois com sete clubes e dois com seis. O São Paulo está no Grupo 3, junto com Bragantino, Ituano, Juventus, Paulista, RB Brasil e XV de Piracicaba. Já o Santos compõe o Grupo 4, ao lado de Água Santa, Flamengo, Nacional, São Caetano e São José dos Campos.

A presença de São Paulo e Santos foi celebrada pela FPF, que considera a participação destes clubes como um atrativo para a competição. "Sem dúvida, Santos e São Paulo tornam o campeonato mais competitivo", afirmou Fernando Solleiro, vice-presidente executivo da entidade.

O Tricolor e o Peixe disputarão a Copa Paulista com equipes sub-23, a fim de dar rodagem para os jovens jogadores do elenco que ainda não tem espaço no grupo principal. Apesar disso, as equipes garantem que vão encarar o torneio com seriedade e ressaltam que não encontrarão facilidades.

Fabiano Farah, assessor executivo da presidência do Santos, fez questão de destacar que o Peixe jogará a Copa Paulista com o intuito de ser campeão, mesmo sabendo da dificuldade que os clubes do interior podem representar. Com informações do Terra

Comentário

Mesmo sem quórum, com apenas quatro deputados na sala da reunião marcada para hoje (28), o presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), instaurou processo contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). No prazo de duas sessões, Araújo disse que anunciará o nome do relator do caso a partir de uma lista tríplice que inclui os nomes de Zé Geraldo (PT-PA), Valmir Prascideli (PT-SP) e Wellington Roberto (PR-PB). O parlamentar é acusado, de acordo com uma representação do Partido Verde, de apologia ao crime de tortura.

O parlamentar que ficará responsável por elaborar parecer a favor ou contra a cassação do mandato de Bolsonaro deve ser do PT ou PR em função dos critérios definidos pelo Código de Ética, que restringe as indicações, excluindo parlamentares que sejam do mesmo partido, bloco ou Estado do representado ou aliados.

"No passado, o único impedimento era o Estado e partido do representado. Com a modificação feita por resolução, o presidente em exercício [da Câmara, Waldir] Maranhão fez modificações que impedem que também seja do mesmo bloco. Se perdurar desta forma e não tomarmos providência para voltar a ser como era, pode chegar a um determinado momento em que não poderá ter relator, se admitirem que amanhã pode ser formado um blocão", alertou Carlos Araújo.

O colegiado tem agora 90 dias úteis para decidir o futuro do deputado fluminense. Bolsonaro é alvo de uma representação movida pelo Partido Verde - legenda que não tem assento no conselho. O partido acusa o parlamentar por apologia ao crime de tortura ao homenagear o coronel Brilhante Ustra durante a sessão da Câmara dos Deputados, em abril deste ano, que aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Carlos Alberto Brilhante Ustra, conhecido como coronel Ustra, foi o primeiro militar reconhecido pela Justiça como torturador na ditadura.

Comentário

Os agentes da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) estão participando nesta semana do curso “Polícia Comunitária” com objetivo de atender a população com mais eficiência. O curso é ministrado pela Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) de Mato Grosso do Sul, coordenado pelo coronel Carlos de Santana Carneiro. O curso tem uma carga horária de 40 horas e está sendo ministrado na Unigran. Participam 40 agentes da Agetran, além dos municípios de Maracaju, Amambai e Fátima do Sul.

Temas como Direitos Humanos, Gestão de Qualidade na Segurança Pública, Mediação de Conflito, Mobilização Social e Estruturação dos Conselhos Comunitários de Segurança, são abordados no curso, resultado do Termo de Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Sejusp e a Coordenadoria Estadual de Polícia Comunitária com o Governo Federal por meio da Senasp (a Secretaria Nacional de Segurança Pública). “As temáticas abordadas são consideradas instrumentos democráticos de participação da comunidade na discussão no problema de segurança pública”, ressaltou o coordenador do curso.

O presidente da Agetran, Ahmed ‘Mito’ Gebara, diz que é mais uma oportunidade de profissionalização para os agentes na fiscalização de trânsito dentro da metodologia da Polícia Comunitária. “Nosso objetivo é melhor atender a população, buscando sempre a qualidade e eficiência nos serviços prestados à população”, disse.

Essa será a 122º turma no Estado desde 2007 na formação de policiais comunitários. Até hoje foram formados cerca de cinco mil profissionais, incluindo policiais militares, agentes de trânsito e líderes comunitários, conforme destaca a Sejusp.

Comentário

O Grupo de Parkinson, projeto de extensão da Unigran em parceria com o Ambulatório de Parkinson do HU (Hospital Universitário) da UFGD, realiza nesta terça-feira (28), o II Encontro Científico. O evento é aberto à comunidade, acadêmicos e profissionais interessados na temática.

O tema deste ano é “Atuação Interdisciplinar na Doença de Parkinson: Aspectos Clínicos, Recursos da Intervenção e Relato de Experiência”. Para ministrar as palestras estarão presentes: Elisabete Castelon Konkiewitz – médica neurologista e psiquiatra, Cyntia Letícia Batistetti – fisioterapeuta especialista em Fisioterapia Neurofuncional Adulto, Sabrina Kaely Vital Machiavelli – nutricionista especialista em Nutrição Clínica e Esportiva, além de Luana Barbosa Coelho – acadêmica de Psicologia.

O projeto conta com uma equipe multiprofissional, profissionais e acadêmicos das áreas de Fisioterapia, Medicina, Psicologia e Nutrição, para atender pacientes com Parkinson. Uma das coordenadoras do Grupo e professora do curso de Fisioterapia da Unigran, Angela Cristina de Lima, afirma que as atividades do projeto têm a finalidade de melhorar a vida dos pacientes através de um atendimento interdisciplinar.

“No Encontro vamos falar sobre os recursos de tratamento que são usados no projeto e o que tem de novidade nas profissões que estão trabalhando. O curso de Nutrição vai abordar o papel do nutricionista frente a doenças neurodegenerativas, especificamente a de Parkinson. Psicologia vai trazer o relato de experiência com o grupo de apoio”, ressalta Angela de Lima.

A inscrição para o evento é gratuita e será feita no local. O II Encontro Científico terá início às 19h30, no anfiteatro do Bloco I da Unigran.
Serviço

O Grupo de Parkinson de Dourados oferece atendimento gratuito às quartas-feiras, das 8 às 10 horas na Clínica de Fisioterapia da Unigran. O contato pode ser feito pelo telefone 67 3411-4163.

Comentário

Os brasileiros também estão cansados da homofobia. É isso que mostra uma pesquisa realizada pela agência de publicidade nova/sb/Ilumeo, que ouviu 2.500 pessoas, do ano passado até agcora. Numa escala de 0 a 10, o tema atingiu 8,3 pontos no quesito importância, indicando o combate à homofobia como assunto urgente a ser debatido.

Ao todo, 51% das pessoas se declararam extremamente favoráveis à luta contra este tipo de crime e 50% declarou que, em momentos de socialização, fala favoravelmente sobre combate à homofobia. Os dados foram levantados através de uma metodologia de pesquisa exclusiva da agência: o Índice Popsynergy, que avalia a popularidade, grau de relevância e importância de assuntos e tendências.

“Essa tendência revela uma preocupação com a forma como a sociedade está lidando com este tipo de crime. As pessoas acham necessário falar sobre a homofobia por conta dos altos índices de homicídios e violências. A nossa pesquisa vem alertar que a pauta está em debate e que um movimento forte pelos direitos humanos, na questão LGBTQ, já começou e vem ganhando força”, explica Bob Vieira da Costa, presidente e sócio-fundador da agência nova/sb.

O estudo também analisou um fenômeno que completa um ano no próximo dia 26: uma mobilização virtual onde pessoas e marcas se posicionaram espontaneamente a favor da causa LGBTQ. Na época, os perfis nas redes sociais foram cobertos pela bandeira do arco-íris, alastrando-se com rapidez.

Comentário

Página 1331 de 1374

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus