Timber by EMSIEN-3 LTD
Douranews - Economia
Redação Douranews

Redação Douranews

A médica Nislaine Colman Benites, que trabalhava na unidade de saúde do bairro Jardim Marambaia, em Ponta Porã, foi assassinada no começo da manhã desta quarta-feira (14), no local onde atuava.

O suspeito principal é o ex-marido dela, Rafael dos Santos, de 35 anos, conforme informa a PM (Polícia Militar) da cidade. Após o crime, o autor dos disparos teria fugido em uma moto de cor cinza, segundo testemunhas do ocorrido.

rafael medica

Rafael é apontado como assassino da ex-mulher Nislaine, morta com três tiros

⁠⁠⁠Informação não oficial divulgada no local do crime dá conta de que a vítima seria filha do vereador de Ponta Porã, Marcos Bello Benites.

De acordo com o jornal Pontaporainforma, a médica Nislaine Benites havia acabado de chegar no posto de saúde ‘Dr Nery de Azambuja’, e estava na cozinha tomando café quando avistou o ex-marido chegando armado. A vítima correu e trancou a porta, mas o autor deu um tiro na porta, entrou e executou a jovem médica com três tiros, provavelmente de pistola 380.

Na fuga, segundo testemunhas, depois de executar a ex-mulher, Rafael deixou cair o capacete. A polícia já tem imagens das câmeras de segurança e o caso começa a ser investigado sob a chefia do delegado Patrick Linares, do 2º DP (Distrito Policial) em Ponta Porã

Após a denúncia publicada pelo Douranews, onde os moradores da área central da cidade protestavam contra o matagal que tomava conta do imóvel localizado na avenida Weimar Gonçalves Torres, esquina com a General Osório, em um terreno medindo cerca 2.500 metros quadrados, o problema foi solucionado.

Os proprietários da área foram acionados pelas autoridades, e a área foi recuperada, apresentando agora um aspecto mais atraente, conforme relatam moradores das imediações. “A vizinhança agradece”, relatou o advogado José Tibiriçá, um dos moradores da área, ao enviar foto com o novo aspecto do lugar.

A Prefeitura de Dourados dispõe da Lei da Dengue, instrumento jurídico que permite entrar no imóvel, proceder à limpeza e ainda inserir os donos do imóvel em Dívida Ativa, por conta dos custos com essa ação, visando proteger a população e impedir que ocorra a proliferação do Aedes aegipty, transmissor da dengue e outras doenças.

Comentário

A Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) realiza nesta sexta-feira (16), às 20 horas, a Noite de Premiações, no auditório da entidade. Serão entregues os prêmios aos vencedores do XIX Concurso de Fotografia Aced e aos mais assíduos do Despertar para o Trabalho, além das empresas que incentivaram a capacitação profissional dos colaboradores. Os ganhadores do XIX Concurso de Fotografia vão receber os cheques com os prêmios que somam R$ 5 mil.

No concurso para escolha das fotos que acompanham o calendário anual da Aced, serão premiados na categoria Câmera Fotográfica, os fotógrafos José Aparecido Frota (1º lugar), Eduarda Fernandes da Rosa (2º) e Paulo Yuji Takarada (3º). Já na categoria Telefone Celular, recebe o prêmio Franz Maciel Mendes. Além das quatro vencedoras, outras oito fotografias inscritas também foram selecionadas pela Comissão Julgadora para estampar o Calendário Aced 2017. Aqueles fotógrafos que tiveram suas imagens selecionadas receberão certificados durante a cerimônia desta sexta-feira.

Despertar

Ainda na Noite de Premiações, serão contemplados os ganhadores do Prêmio Assiduidade. Foram premiados os participantes Terezinha Moraes dos Santos e Naira Correa Ribeiro, ambas da empresa Pena Fiel Contabilidade, além de Aline Silva de Souza, da Condata Contabilidade. A Pena Fiel Contabilidade, a Condata Contabilidade e a Leda Modas, vão receber o Prêmio Aced de Incentivo à Participação – Despertar para o Trabalho, em reconhecimento ao estímulo de encaminhar seus colaboradores para este projeto de capacitação e motivação profissional.

Ao todo, 15 colaboradores ficaram entre os mais assíduos e foram sorteados entre eles os que receberam o prêmio Assiduidade. Os premiados do Despertar foram definidos no último encontro do ano, realizado no mês de novembro. Todos os colaboradores que participaram da última edição do Despertar, também concorreram a sorteio de brindes fornecidos pelas empresas parcerias Kikão, ABV e FG Informática. As ações do programa Despertar para o Trabalho estão previstas para retornar em fevereiro de 2017.

Comentário

O vereador Elias Ishy (PT) enviou ofício ao prefeito Murilo Zauith (PSB), com cópia ao secretário de Saúde Sebastião Nogueira, e também se pronunciou na tribuna da Câmara, externando preocupação com a possibilidade de aumento dos casos de dengue no município e a eminência de uma epidemia, caso haja interrupção das ações de combate e controle à proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Ishy solicitou que o executivo municipal não deixe o setor de controle de endemias sem a infraestrutura necessária e adequada para as ações de controle e combate, como combustível, defensivos e medicamentos, entre outros. Informações encaminhadas ao gabinete do vereador apontam que o setor já enfrenta dificuldades para desenvolver as atividades.

Neste ano, em Dourados, já foram feitas 5.109 notificações e detectados 3.624 casos positivos de dengue, foraos casos de zica vírus e chikungunya, diz o vereador pela assessoria. Informações da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) afirmam que as epidemias do verão 2016/2017 serão maiores que em anos anteriores.

“A situação é preocupante porque ainda não está havendo as chuvas regulares desta estação do ano, quando os casos dessas doenças tendem a se agravar. Esperamos que a Prefeitura tome providências e dê condições para que o setor de combate a endemias possa realizar seu trabalho”, afirmou Ishy.

Comentário

As chuvas não pretendem dar trégua em Mato Grosso do Sul nos próximos dias. O alerta é da meteorologista do Cemtec (o Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), Franciane Rodrigues. Segundo ela, o grande volume de precipitação pluviométrica registrado no Estado no mês de dezembro é normal, já que este é um período de fortes pancadas de chuva.

No Estado, a média histórica de chuvas em dezembro varia entre 100 e 260 milímetros, predominando os municípios de Paranaíba (274,9 mm), Cassilândia (270,6 mm) e Costa Rica (249,3 mm) como os que registram maior volume de precipitação de água. Em Campo Grande, a média histórica no último mês do ano é de 224,9 mm.

“O que ocasiona essa condição climática são os ventos quentes e úmidos vindos da região Norte do Brasil. Eles chegam a Mato Grosso do Sul e formam nuvens carregadas, aumentando a umidade relativa do ar e ocasionando chuvas fortes, com rajadas de ventos e descargas elétricas”, explica Franciane.

Conforme a meteorologista, entre os dias 14 e 21 deste mês o Estado vai registrar grande volume de chuva. “Pancadas totalmente fortes, tempo nublado e bastante descarga elétrica”, alerta. De acordo com ela, o tempo fechado deve amenizar no domingo (18) e na segunda-feira (19), mas nos dias seguintes voltará a ser realidade em todo o Estado.

Raios

Ainda de acordo com a profissional do tempo do Cemtec, Mato Grosso do Sul é um dos estados campeões em incidência de raios no Brasil. Só nos primeiros 12 dias do mês de dezembro foram 312.947 raios caindo em solo sul-mato-grossense, conforme estimativa do Instituto de Meteorologia da USP (Universidade de São Paulo), que faz o levantamento nacional via satélite.A região de Dourados registrou descargas intensas na noite desta terça (13) e madrugada desta quarta-feira (14).

“Somos um dos estados com maior descarga elétrica justamente pela incidência dessas nuvens”, conta. “É uma condição normal para o período do final do ano”, reforça Franciane. De acordo com o levantamento, o Pantanal de Mato Grosso do Sul é a região mais atingida pelos raios. “Especialmente Corumbá, seguida por Porto Murtinho e Aquidauana”, revelou.

Para prevenir acidentes em épocas de tempo severo, com grande quantidade de chuva e raios, a meteorologista diz que não é recomendável procurar abrigo embaixo de árvores e evitar estacionar veículos próximo de torres de transmissão e de placas de publicidade. Dentro de casa deve-se evitar o uso de aparelhos eletrônicos e tirar os dispositivos da tomada. “Qualquer dúvida é aconselhável ligar para a Defesa Civil no 199”, finaliza.

Comentário

O presidente Michel Temer agradeceu ao Senado a aprovação, em segundo turno, da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que cria um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Classificando a proposta do teto dos gastos como a “primeira emenda que visa tirar o país da recessão”, Temer declarou ter “coragem para governar” e promover as mudanças que o país precisa.

“Se não tiver coragem, por que vou reduzir os gastos em dois anos e pouco [período para o fim do mandato]? Para que mexer na Previdência? Poderia deixar para depois, para que outro cuide do país todo atrapalhado e desarticulado. Mas esta não é a missão de quem deve tudo ao Brasil e de quem ama o Brasil”, afirmou o presidente, ao discursar durante evento que anunciou o Programa de Renovação de Frota do Transporte Público Coletivo Urbano.

Nesta terça-feira (13), a PEC 55/2016 foi aprovada pelos senadores por 53 votos a 16, número menor do que a votação em primeiro turno (61 a 14). Temer justificou a diferença nas votações afirmando que muitos parlamentares com quem conversou ainda estavam chegando a Brasília.

“A votação agora foi menor que a primeira, mas se deve ao fato de o presidente [do Senado] Renan Calheiros ter antecipado a votação inicialmente programada para a tarde. Peço desculpas e licença para esse comentário trivial, e revelar que isto ocorreu por causa da ausência de senadores e não a voto contrário”, explicou.

Ao agradecer ao Congresso Nacional pelo que chamou de “competência” e “preocupação absoluta com o Brasil”, o presidente citou ainda que a parceria do Executivo com os parlamentares está permitindo as vitórias recentes do governo no Congresso. “Há conflitos, há problemas no país, mas não podemos mantê-los indefinidamente”, defendeu ainda, mencionando o pedido que fez ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para acelerar as investigações envolvendo o nome de políticos. Com informações da Agência Brasil

Comentário

O Governo de Mato Grosso do Sul encaminhou à Assembleia Legislativa o Plano de Aplicação de Recursos do Fundersul (o Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado) para o exercício de 2017. Conforme a projeção estadual, os recursos empregados serão de pouco mais de R$ 824 milhões, dos quais R$ 690,5 milhões para a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) investir em obras, serviços e equipamentos. O restante, R$ 133,5 milhões, será repassado aos municípios.

Do total de recursos da Agesul, conforme a projeção, R$ 3 milhões serão utilizados para aquisições de veículos de apoio. A outra parte será para obras e serviços de pavimentação asfáltica e implantação de rodovias (R$ 120 milhões); pavimentação asfáltica, restauração e drenagem urbana (R$ 80 milhões); restauração, conservação e manutenção de rodovias (R$ 387 milhões); construção, reforma e manutenção de pontes (R$ 45 milhões); contrapartidas (R$ 3,5 milhões); apoio técnico para fiscalização e controle de qualidade (R$ 2 milhões); projetos executivos (R$ 10 milhões); manutenção de equipamentos e equipes de trabalho (R$ 15 milhões) e despesas de exercícios anteriores (R$ 25 milhões).

O plano está sob análise dos deputados estaduais e deve ser discutido nas comissões da Assembleia antes de ser votado em plenário, até na semana que vem.

Comentário

O Cepec (Conselho de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura) da Universidade Federal da Grande Dourados publicou segunda-feira (12), no Boletim de Serviços, a Resolução nº 243, de 7 de dezembro de 2016, que garante o uso do nome social por estudantes de Graduação e Pós-Graduação da UFGD. A Resolução entrou em vigor a partir da publicação e dá prazo de 180 dias para que as unidades administrativas e acadêmicas façam o que for necessário para “assegurar à pessoa discente da UFGD, cujo nome civil não reflita adequadamente a identidade de gênero, o direito de uso e de inclusão nos registros e documentos acadêmicos do nome social”.

Agora, estudantes da UFGD poderão solicitar que o nome social esteja em documentos públicos como diploma, histórico escolar, atestado de matrícula e certificados e também nos documentos internos, como por exemplo, as listas de presença, listas de divulgação de notas, resultados de editais, diários de classe e o cartão de identificação de discente (a carteirinha do RGA).

O vice-reitor Marcio Eduardo de Barros também foi membro da Comissão do Cepec que criou a resolução e explica que frente às outras normatizações universitárias sobre o nome social, a UFGD conseguiu avançar ainda mais com a apresentação do nome social na frente dos diplomas e certificados, fazendo a correspondência com o nome civil apenas no verso, e a possibilidade de discente menor de idade usar o nome social na UFGD sem a necessidade de autorização dos pais.

Mais do que os registros em documentos, a Resolução determina também que as pessoas discentes têm o direito de serem chamadas oralmente pelo nome social e tratadas pelo gênero correspondente, sem menção ao nome civil em todo ambiente da UFGD, seja em sala de aula ou em eventos.

A Resolução prevê ainda que ex-discentes da Universidade que conseguiram mudança judicial de registro civil de pessoa travesti, transgênero ou transexual poderão obter gratuitamente a emissão de novos históricos escolares, declarações, certificados, atestados e diplomas com as informações do registro civil atualizado.

Além de discentes e ex-discentes, pessoas candidatas em concursos e vestibulares realizados pelo Centro de Seleção da UFGD também estão contempladas pela Resolução e poderão usar o nome social.

Comentário

Com a proximidade do início do recesso parlamentar, previsto para segunda-feira (19), conforme o regimento interno do Legislativo, e o encerramento da atual legislatura (no último dia do mês), a Câmara de Dourados realiza duas sessões ordinárias nesta semana. A primeira já aconteceu segunda-feira (12) e a segunda está marcada para esta sexta-feira (16), com início às 16 horas.

A realização de duas sessões tem por finalidade concluir o processo de votação de matérias que já tramitam na Casa e que ainda carecem de votação final e, também, projetos que deram entrada mais recentemente, segundo informa a assessoria da Câmara.

Durante todo este ano, a Câmara já realizou 43 sessões ordinárias e os vereadores discutiram e votaram mais de quatro mil proposições, entre projetos de lei, projetos de decreto legislativo, projetos de resolução e projetos de emenda, além de requerimentos, indicações e moções diversas.

Até a última sessão ordinária, realizada na noite desta segunda, o plenário do Legislativo douradense aprovou 155 projetos de lei, 23 projetos de lei complementar, 59 projetos de decreto, três projetos de resolução e dois projetos de emenda à LOM (a Lei Orgânica do Município).

Também foram produzidos pelos vereadores e suas assessorias, pouco mais de 500 requerimentos a órgãos da administração pública municipal, além de 2.500 indicações de obras, programas e serviços voltados a atender às demandas da sociedade, informa a assessoria.

Comentário

O grupo de professores de dança do VFVD (Vamos Fazer Você Dançar), sob o comando de Jair Henrique de Souza, encerrou as atividades neste ano no salão de festas e eventos do Ubiratan Esporte Clube, na Cabeceira Alegre, com a formatura de 300 pares de novos baileiros. A festa do encerramento da formação da quarta turma de baileiros, com uma média de idade entre 18 a 40 anos, aconteceu sexta-feira (9) passada e para o próximo já ano existe a expectativa de aumentar mais este número, uma vez que o trabalho dos integrantes do grupo é literalmente social, tanto que não há taxa para os que se inscrevem para aprender a dançar.

Após a diplomação dos 40 pares da última turma do ano, Jair Henrique e os convidados, em sua maioria formada por familiares e amigos dos formandos, participaram de um baile ao som do grupo Gurizada Baileira de Bela Vista. O evento transcorreu com muita festa nas dependências do clube Ubiratan, após os formandos receberem os certificados de conclusão do curso que teve a duração de 15 horas distribuídas em 45 dias de ensaios nas modalidades de vanerão e chamamé com sarandeio.

Para Jair Henrique, o criador do VFVD, a formação dos 300 novos pares de baileiros ao longo do ano faz com que todos eles, sem exceção passam a partir de agora a ter opção de lazer nos finais de semana e em feriados prolongados assim como deixam de viver uma vida ociosa e passam a abrir novos caminhos, através da dança. “A maioria dos que se formaram por alguma razão tinha vergonha de dançar. Com a participação deles no nosso curso acreditamos que eles não se sentirão inúteis, pelo contrário, estarão aptos a irem a qualquer clube da cidade para se divertirem através da dança, que quer queira ou não, é uma das grandes atividades físicas e principalmente mental”, disse Jair Henrique.

Comentário

Página 1331 de 1707
  • Vitoria
  • pmd proteja

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis