Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) e suas unidades subordinadas realizaram neste final de semana, mais uma edição da operação “MS Mais Seguro”, com o objetivo de oferecer à população campo-grandense uma maior sensação de segurança. Entre os dias 19 e 21 de agosto, 2.539 pessoas e 1.019 veículos foram abordados, resultando no cumprimento de 10 mandados de prisão, 23 veículos recuperados e apreensão de seis armas de fogo.

Neste três dias também foram conduzidas para delegacias da Polícia Civil 71 pessoas, 58 veículos removidos para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), juntamente com a confecção de 166 Autos de Infração de Trânsito e 36 Autos de Recolhimento e Documentos (ARD).

Para o comandante do CPM, Waldir Ribeiro Acosta, o resultado de mais essa edição da operação “MS Mais Seguro” foi positivo. “Além da presença da PM inibir a ação criminosa, conseguimos recuperar veículos e capturar evadidos do sistema prisional. Essa é uma estratégia que temos utilizado e que vem trazendo bons resultados, portanto as operações continuarão ocorrendo com bastante frequência em diferentes regiões da cidade de acordo com as necessidades levantadas”, frisou o comandante.

De acordo com o subcomandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), coronel Francisco de Assis Ovelar, essas ações são realizadas com base no trabalho desenvolvido pelo setor de inteligência, sempre nas áreas e bairros que no momento apresentam o maior número de incidências de crimes como furtos, roubos e homicídios, e com foco na prisão dos envolvidos nas práticas desses crimes, bem como, recuperação dos bens subtraídos.

Desde o lançamento do programa “MS Mais Seguro”, diversas ações estão sendo realizadas em todas as regiões de Campo Grande, com objetivo de garantir a tranquilidade e a ordem pública.  Até o próximo ano mais de R$ 96 milhões devem ser aplicados na área da segurança pública para aquisição de equipamentos, armamentos, veículos, materiais de proteção do policial, entre outros.

Confira todos os resultados:

1) Veículos abordados – 2.539
2) Veículos Removidos ao Detran – 58
3) Pessoas abordadas – 1.019
4) Pessoas Conduzidas a delegacia – 71
5) Mandados de Prisão Cumprido – 10
6) Auto de Infração – 166
7) Auto de recolhimento documentos – 36
8) Veículos Recuperados – 23

Comentário

Nesta terça-feira (23) o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), realiza solenidade para homenagear 521 servidores aposentados do poder Executivo estadual. A solenidade será realizada a partir das 14h no Salão de Exposições Layde Bonfim de Andrade, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo.

Para o Secretário Interino de Administração e Desburocratização, Édio Viegas, essa é uma forma de demonstrar gratidão por tantos anos de serviços prestados. “O Governo do Estado tem esse compromisso de valorizar o servidor não só enquanto ele esta com a vida funcional ativa, mas também quando ele se aposenta. Esse é o grande diferencial do Governo do Estado, de ver o servidor como ser humano e como um grande parceiro” pontua Édio.

O diploma de Mérito Funcional foi instituído por meio do decreto nº 14.182 com objetivo de reconhecer o trabalho de servidores públicos que dedicaram toda uma trajetória profissional a serviço da sociedade. Desde sua criação, 1802 servidores já receberam a homenagem.

Na segunda solenidade do ano, o Governo do Estado presta homenagem a 521 servidores da Capital e do interior do Estado, que se aposentaram entre 13 de abril e 10 de agosto. Do total de homenageados, mais da metade são servidores da Secretaria de Educação, sendo 275 servidores. Os demais homenageados são; 1 servidor da AEM; 3 servidores da Agepen; 9 servidores da Agesul; 3 servidores da Agraer; 5 servidores do Detran; 1 servidor da Fundação de Cultura; 1 servidor da Fertel; 7 servidores da Funsau; 2 servidores da Funtrab; 2 servidores da Iagro; 1 servidor do Imasul; 2 servidores da PGE; 3 servidores da SAD; 9 servidores da Sedhast; 19 da Secretaria de Fazenda; 47 servidores da Sejusp; 22 servidores do Corpo de Bombeiros; 85 servidores da Policia Militar; 1 servidor da Sepaf; 20 servidores da Secretaria de Saúde; e 3 servidores da UEMS. A solenidade contará com apresentação do Coral dos servidores.

Comentário

Com dois golaços no segundo tempo, um de Marlone e outro de Marquinhos Gabriel, o Corinthians ganhou do Vitória por 2 a 1 na noite desta segunda-feira, em Itaquera, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado, que devolveu o time paulista ao G-4, na terceira posição, interrompeu duas sérias negativas: três jogos sem vencer na competição nacional e três partidas sem sucesso como mandante. O time baiano não conseguiu sair da zona de rebaixamento: é o 17º colocado. 

O Corinthians começou o jogo trocando passes e abrindo espaços na defesa do Vitória. Guilherme, posicionado como centroavante, voltava para dar a chance aos meias de avançarem. A movimentação era boa, o time criava, mas não conseguia finalizar bem. Foram oito tentativas no primeiro tempo.

Nenhuma no alvo. O time baiano, por sua vez, esperava uma brecha. Ela apareceu nas costas de Fagner. Aos 42, Marinho recebeu por ali e cruzou rasteiro. Yago tentou cortar de carrinho e marcou contra.

Comentário

Mesmo com crescimento nas duas principais fontes de receita neste ano, provenientes do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), Campo Grande deve fechar o ano em aperto financeiro e com dificuldades para fazer investimentos. De acordo com relatório de transferências constitucionais divulgados na semana passada pela Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), de janeiro a julho deste ano, o montante transferido para os cofres públicos da Capital aumentou 3,57% — de R$ 173,993 milhões para R$ 180,205 milhões, no caso do ICMS, enquanto o valor referente ao FPM avançou 3,33%, de R$ 68,061 milhões para R$ 70,333 milhões no comparativo com igual período do ano passado.

Apesar desses incrementos, o secretário municipal de Receita, Disney Fernandes, alega que os percentuais de aumento são nominais e não refletem o impacto da inflação sobre a receita do município, que não vem acompanhando os custos.

Comentário

Mais de dois dias após o temporal que destruiu vários barracos da favela do Bairro Bom Retiro, em Campo Grande, as 135 famílias que vivem no local tentam reconstruir as moradias, que deveriam ser temporárias, mas se tornaram definitivas há três meses devido a atrasos para construção das casas populares e descaso da prefeitura.

Histórias de quem perdeu quase tudo por causa da chuva e do vento no sábado (20) são relatadas pelos moradores, que se uniram para reconstruir os barracos. Voluntários e uma equipe da Defesa Civil do município também estiveram no local para ajudar as famílias, com alimentos, cobertores, alimentos e materiais de construção.

“Nós fomos jogados aqui, e esquecidos. Prometeram um monte de coisas e nada se cumpriu. Estamos servindo de manobra eleitoral. Porque o prefeito diz que é perseguido, mas nós é que somos as vítimas. Não temos para onde ir, somos proibidos de construir por conta própria nossas casas e a prefeitura não faz nada”, afirmou o jardineiro Rogério Carvalho do Carmo, 29 anos.

Comentário

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspendeu nesta segunda-feira (22) lotes de três medicamentos tranquilizantes de venda controlada, usados no controle de ansiedade e insônia, entre outras indicações. A medida ocorre após testes apontarem absorção insuficiente ou falhas na embalagem.

A decisão, publicada no Diário Oficial da União, veda a distribuição, comercialização e uso de alguns lotes específicos de remédios como o Rivotril e Lexotan, fabricados pela farmacêutica Roche.

Ficam suspensos os lotes RJ0792 e RJ0899 do Rivotril (Clonazepam), com comprimidos de 0,5 mg e validades em fevereiro de 2017 e janeiro de 2019, respectivamente; assim como o lote RJ0613 do medicamento Lexotan (Bromazepan), de 6 mg, com validade até janeiro de 2018. Segundo a Anvisa, foram detectados índices insuficientes em resultados de testes in vitro que simulavam a absorção dos comprimidos pelo organismo -o que pode estar relacionado uma possível falha na fabricação.

Questionada pela reportagem, a Roche informou, em nota, que "conduz testes rigorosos para assegurar a eficácia, segurança e qualidade dos medicamentos". A empresa afirma ter apresentado "proativamente" à Anvisa dados referentes aos lotes citados e que está em contato com a agência para avaliar os motivos que levaram à suspensão dos lotes.

EMBALAGEM

Além desses dois medicamentos, a agência também suspendeu nesta segunda o lote de outro remédio indicado para a ansiedade -no caso, o lote 812594 do Alprazolam 1 mg, com 15 comprimidos e validade até novembro de 2017.

A medida segue comunicado de recolhimento voluntário divulgado pela própria fabricante, a EMS, que constatou possibilidade de que o medicamento estivesse sendo embalado em caixas de Alprazolam de 2 mg.

Comentário

Viatura capotou e policiais militares ficaram feridos em acidente que aconteceu no final de semana, durante perseguição a veículo roubado e carregado com droga. Ninguém foi preso, mas ação terminou com apreensão de 158 quilos de maconha e carro na estrada vicinal conhecida como Linha 23, no Distrito de Ipezal, em Angélica.

Conforme o site Jornal da Nova, equipe da PM fazia ronda na Linha 23 quando abordou veículo Parati, placas do Rio de Janeiro. Durante vistoria, perceberam quando condutor de um Sandero saiu da estrada vicinal para seguir pela MS-145, mas ao se deparar com a polícia mudou de direção e fugiu em alta velocidade.

Teve perseguição e no trajeto o Sandero caiu em vários buracos. Viatura que seguia logo atrás também caiu nos buracos e capotou aos passar por um deles. Já o suspeito passou a perder o controle da direção, parou o carro e fugiu a pé.

Militares ficaram feridos, foram socorridos e encaminhados ao hospital municipal de Angélica, onde foram medicados e liberados.

Policiais encontraram no Sandero 280 tabletes de maconha, que totalizaram 158 quilos da droga. As placas que estavam no carro eram de outro veículo e foi constatado que o automóvel havia sido roubado em Goiânia (GO).

Comentário

A campanha "Saindo do Sufoco" começou hoje, segunda-feira (22), em Itaporã, numa iniciativa inédita, que será realizada pela Prefeitura Municipal através do PROCON (Programa Municipal de Defesa do Consumidor), e em parceria com a ACITA (Associação Comercial e Industrial de Itaporã) e a FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) com A proposta de apoiar a população para renegociar dívidas em atraso com o comércio local.

A Campanha "Saindo do Sufoco" será realizada entre os dias 22 de agosto e 22 de setembro. Onde o Procon vai mediar a renegociação de dívidas entre o cliente que está devendo e a empesa credora. Na prática, o consumidor vai direto à sede do Procon de Itaporã, instalado no Terminal Rodoviário, apresenta a dívida e o nome do credor.

O Procon entra em contato com a empresa para mediar a negociação. Cliente e Comerciante cadastrado mostram suas propostas e contrapropostas, até que ambos cheguem num acordo amigável que fique interessante financeiramente aos dois lados. Lembrando que a ida do cliente ao Procon não gera queixa contra a empresa credora.

Os interessados poderão obter melhores informações pelo fone 3451-1028, ou na sede do Procon de Itaporã, localizada na Rua Camilo Hermelindo da Silva, 830 - no Terminal Rodoviário “Alcides Pinheiro Martins”. 

Durante toda esta semana, as pessoas que forem às unidades do Poupatempo Sé, Santo Amaro e Itaquera vão encontrar um robô circulando pelos corredores, que vai dar informações sobre o câncer de colo do útero. A ação faz parte de uma campanha para chamar a atenção da sociedade e dar voz às mulheres que enfrentam a doença. Batizado de Força Amiga, o movimento foi organizado por sociedades médicas, especialistas e organizações mundiais, em parceria com a Roche Brasil, companhia suíça que fabrica produtos farmacêuticosl, com o objetivo de estimular o apoio à pacientes com a doença e incentivar o debate em torno do tema.

O câncer de colo do útero é o terceiro mais comum entre as brasileiras. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), serão 16.340 novos casos em 20161, um aumento de 4,8% na incidência (15.590 registrados em 2015). Estima-se que mais de 5 mil mulheres morrem por ano em decorrência da doença, o que totaliza uma morte a cada 90 minutos.

De acordo com o secretário de comunicação da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Claudio Ferrari, o câncer de colo de útero é uma doença mutilante e letal quando em estágio avançado, por isso a preocupação, já que a doença é evitável por meio da vacinação contra o HPV, que atinge 685,4 mil pessoas no Brasil, e é uma de suas principais causas. Entre os sintomas estão sangramentos fora do período normal e dores durante a relação sexual.

“Na medida em que o governo disponibiliza a vacina para as meninas, conseguimos ver um cenário de erradicação da doença em algumas décadas. Mesmo para quem não tomou a vacina, a doença continua sendo evitável, porque é possível reconhecer nos exames de prevenção lesões precursoras de câncer e se consegue tratar antes de se tornar a doença. Se diagnosticado precocemente, o câncer consegue ser eliminado sem sequela”, disse.

Ferrari ressaltou que o câncer de colo de útero merece atenção porque é prevenível, evitável e curável. Apesar de ser possível a cura em casos mais avançados, nessa situação pode haver sequela. “É importante desmistificar essa doença. O HPV é prevalente na população e não é uma doença de quem não se cuida ou tem maus hábitos. Basta uma relação sem proteção para adquirir o HPV. Temos que trabalhar para erradicar a doença”.

Depois do Poupatempo, o robô passeará pelas estações do metrô e, em seguida, dará lugar a ação nas redes sociais por meio da hashtag #ForçaAmiga. Ao todo o movimento durará cerca de três meses.

Comentário

Começam hoje (22) as inscrições para as vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) no segundo semestre de 2016. O prazo para os estudantes não graduados que tenham sido pré-selecionados no processo regular vai até o dia 28. No dia 26, começam as inscrições para os estudantes graduados pré-selecionados.

A inscrição é gratuita e feita exclusivamente pela internet, na página do FiesSeleção. Em seguida, o estudante deve acessar o Sistema Informatizado do Fies e concluir sua inscrição em dois dias úteis subsequentes.

Pode se inscrever às vagas remanescentes o estudante que tenha renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos, tenha participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação superior a 0.

O Fies é o programa do Ministério da Educação que financia cursos superiores em instituições privadas com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Nesta edição, foram ofertadas 75 mil vagas.

O programa oferece financiamento a uma taxa efetiva de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

Comentário

Página 1331 de 1431
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus