Timber by EMSIEN-3 LTD
Douranews - Economia
Redação Douranews

Redação Douranews

Carlos Alexandre Quevedo, de 34 anos, morador em Itaquirai e a esposa dele, Rosa Raquel Romeiro Machado de Oliveira, de 36, moradora em Amambai, e ainda Donizete Mota da Silva, de 48 anos, morador em Arapongas/PR, foram presos por uma das equipes operacionais do DOF, transportando mais de 2.500 quilos de maconha em um caminhão na região de Brasilândia.

O fato ocorreu no início da noite deste sábado (17), durante bloqueio policial na BR 158, próximo ao Posto Fiscal na saída para São Paulo, quando foi abordado o veículo Fox de cor branca, com placas de Belo Horizonte, conduzido por Carlos Alexandre e a passageira Rosa Raquel. Devido ao nervosismo apresentado pelo casal, foi realizada uma busca minuciosa no veículo e checada a documentação de ambos, sendo que a documentação de Carlos e do carro apresentaram indícios de adulteração.

Os policiais avistaram também quando um caminhão Mercedes Benz/l 1313 de cor laranja com placas de Mogi das Cruzes/SP, conduzido por Donizete Mota, tentava realizar manobra brusca para entrar em uma entrada vicinal, tendo parte da equipe policial deslocado em acompanhamento ao caminhão.

Ao ser abordado, Donizete desceu do veículo e já confessou que estava transportando maconha na carroceria do caminhão e que havia um veículo Volkswagen de cor branca na frente dele, fazendo a função de batedor. Disse ainda que foi contratado para pegar a droga já com o caminhão em Coronel Sapucaia e que, inclusive, o veículo foi colocado no nome dele pelos contratantes, para diminuir as suspeitas caso fosse parado. Afirmou ainda que se comunicava por celular e por rádio transceptor e que receberia a quantia de dez mil reais para levar a droga até a capital de São Paulo.

Carlos também confessou que foi contratado em Amambai para servir de batedor pela quantia de cinco mil reais, e que chamou Rosa para fazer a viagem para não levantar suspeita e também porque estava sem habilitação. Confessou ainda que não falava direto com Donizete e sim com um terceiro e que este falava com Donizete sobre a presença policial, e que caso fosse necessário utilizaria rádio transceptor que estava instalado ocultamente no veículo Fox.

A carga de maconha pesou 2.630 quilos da droga, distribuída em aproximadamente 2400 tijolos. Foi constatada ainda a adulteração de placas, etiquetas e no chassi do Fox, que acabou sendo identificado como o veículo furtado em abril deste ano em Belo Horizonte.

Comentário

Durante a última sessão ordinária do ano do Legislativo de Dourados, sexta-feira, (16) passada, os vereadores fizeram questão de destacar a união do grupo, a responsabilidade e o trabalho sério na legislação, fiscalização e atendimento das demandas da sociedade.

“Tudo o que foi feito, foi feito dentro da legalidade. Estamos saindo de cabeça erguida”, afirma o presidente da Câmara, Idenor Machado (PSDB). “Fizemos uma gestão de boa convivência interna e também com o Executivo”, acrescenta Idenor. Ele agradeceu a lealdade dos vereadores, dos servidores e de assessores, que ajudaram muito no desenvolvimento de um ótimo trabalho.

O vice-presidente da Câmara, Cirilo Ramão (PMDB), destacou a atual legislatura como uma das melhores de Dourados. Ele disse que acompanha o legislativo há bastante tempo, desde quando era assessor. Desejou sucesso à vereadora Délia Razuk como prefeita de Dourados a partir de janeiro e disse que a experiência adquirida na Câmara a ajudará no trabalho.

O 1º secretário Dirceu Longhi (PT) destacou a convivência harmoniosa entre vereadores e também com os servidores da Casa. Agradeceu a oportunidade de ser vereador por dois mandatos e afirmou que continuará a luta política. “A luta por uma sociedade mais justa e igualitária continua e pode ser feita em várias trincheiras”, disse. Também agradeceu a confiança dos colegas vereadores que o elegeram secretário no último biênio.

O 2º secretário Pedro Pepa (DEM) afirmou que é motivo muito grande de orgulhoso ter participado desta legislatura. “Foi uma grande oportunidade de contribuir com a minha cidade, por ter me acolhido tão bem há 28 anos”, disse.

Para o vereador Aguilera de Souza (PMDB) ter feito parte da Câmara foi uma grande oportunidade para discutir as questões indígenas. “Mas a luta continua”, disse. Para ele, a Câmara foi uma grande faculdade, onde aprendeu muito.

O vereador Alan Guedes (DEM) disse que foram quatro anos de muito aprendizado e que faz aumentar a disposição de continuar o trabalho. “Tenho a sensação do dever cumprido. Estou a disposição da cidade”, disse.

A vereadora Délia Razuk (PR) também disse que aprendeu muito na Câmara. Lembrou de dois momentos difíceis, que foram a cassação do mandato do ex-prefeito Ari Artuzi e a invasão da Câmara por estudantes, mas que, segundo ela, a Casa soube conduziu com serenidade. “Saio com a visão de respeitar esta Casa e de que vamos trabalhar juntos por Dourados”, ressaltou.

Madson Valente (DEM), líder do Governo Municipal na Câmara, disse que fez um mandato de muito comprometimento com a sociedade. Elogiou bastante os vereadores que estão deixando a Casa, destacando as qualidades de cada um e desejou sucesso à futura prefeita.

O vereador Alberto Alves dos Santos, o Bebeto (PR) destacou a atuação de todos os vereadores que estão deixando o Legislativo e colocou o seu gabinete à disposição deles. Também desejou sucesso aos novos vereadores, que assumem as vagas em janeiro.

O vereador Juarez de Oliveira, o Juarez Amigo de Todos (PMDB) afirma que a cidade perde grandes vereadores, mas que ao mesmo tempo ganha novas lideranças dentro do processo democrático. Diz ainda que estar lutando no dia a dia para ajudar a resolver os problemas de Dourados é um privilégio.

O vereador Elias Ishy (PT) agradeceu aos colegas vereadores pela boa convivência e ressaltou que nos casos em que houve embates foram apenas no campo das ideias. Também destacou o fato de estar saindo da Câmara para ser prefeita de Dourados a primeira mulher e desejou sucesso à sua administração.

O vereador Marcelo Mourão (PRP) desejou que todos os que venceram a eleição façam um grande mandato e que os que não venceram sejam muito felizes. “Foi uma eleição dura e difícil”, disse e afirmou que continuará lutando e ajudando Dourados politicamente.

O vereador Nelson Sudário (PSDB) lembrou que realizou o sonho de ser vereador, que tinha desde criança. Disse ainda que ser vereador é uma tarefa muito difícil para quem deseja trabalhar pela comunidade. Destacou o fato de a nova prefeita de Dourados ter saído do Legislativo.

O vereador Maurício Lemes (PSB) também lembrou que desde criança tinha o sonho de ser vereador e afirmou que a despedida é momentânea. “Tentei fazer o meu melhor e acho que consegui. Fui o Maurício de sempre”, ressaltou. Também falou dos projetos de lei que apresentou para ajudar a modernizar a cidade.

O vereador Raphael Matos (PMDB) afirmou que sai com as mãos limpas e a cabeça erguida. “Participei de uma Câmara de gente honesta, abnegada no serviço pela população. Saio com a consciência tranquila”, disse. Agradeceu aos servidores da Câmara e destacou a boa relação entre Legislativo e Executivo.

O vereador Sérgio Nogueira (PSDB) destacou a atual legislatura da Câmara de Dourados como a melhor dos 81 anos do município. Desejou sucesso aos novos e vereadores que estão deixando a Câmara e também à prefeita diplomada Délia Razuk.

O vereador Silas Zanata (PPS) colocou o seu gabinete ao dispor dos vereadores que estão deixando a Câmara para os atendimentos das demandas de Dourados. Desejou sucesso à Délia Razuk e agradeceu à equipe de servidores e colaboradores da Câmara.

A vereadora Virginia Magrini (PP) agradeceu aos colegas vereadores pelo debate respeitoso na Casa. Agradeceu aos servidores e lamentou que a Câmara fique com apenas uma mulher vereadora no próximo mandato. E pediu aos vereadores que estão deixando a Câmara que continuem trabalhando e ajudando a cidade a se desenvolver.

Comentário

Sergio da Silva Lino, de 34 anos morador em Rio Brilhante, morreu no início da tarde deste sábado (17), enquanto trabalhava na restauração de trecho da BR 163 na altura do Km 376 no município de Nova Alvorada do Sul.

Ele era funcionário da concessionária CCR MS Vias e foi colhido pelo próprio caminhão da empresa, que manobrava em marcha ré, colhendo a vítima duas vezes, segundo os colegas de trabalho informaram ao jorna Rio Brilhante em Tempo Real.

Ninguém acertou os seis números sorteados no concurso 1.886 da Mega-Sena, realizado neste sábado (17) na cidade de Canto do Buriti/PI. O prêmio estimado para o próximo concurso é de R$ 36 milhões.

Veja as dezenas sorteadas: 03 - 07 - 15 - 40 - 45 -54.

A quina teve 72 apostas ganhadoras, levando R$ 39.561,62 cada, enquanto a quadra registrou 6.962 apostas acertadas, com cada uma levando R$ 584,48.

Comentário

A Justiça Fluminense suspendeu, por quatro anos, os direitos políticos do senador Luiz Lindbergh Farias Filho, do PT. A decisão, do juiz Gustavo Quintanilha, da 7ª Vara Cível de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, é resultado de condenação do senador pelo Tribunal de Justiça do RJ por ter permitido o uso promocional da imagem, em dezembro de 2007 e no primeiro semestre de 2008, quando era prefeito de Nova Iguaçu e se candidatava à reeleição.

Em nota, o senador informou que irá recorrer da sentença. Segundo o texto, "a matéria já foi julgada em 2011, pelo STF, que decidiu pelo seu arquivamento, com 10 votos a favor, por entender não haver indícios" para o processo. Na época em que era prefeito, de acordo com o TJ, Lindbergh distribuiu caixas de leite e cadernetas de controle de distribuição com o logotipo criado para o governo dele impresso no material. Na sentença, o juiz também condenou o ex-prefeito ao pagamento de multa no valor de R$ 480 mil.

"O réu usou seu cargo e o poder a ele inerente para beneficiar-se em sua campanha à reeleição. O réu causou dano ao gastar verba pública na criação do símbolo, sua inserção em campanhas e sua propagação, associada a seu nome, em situações em que não era necessário. Faltou à conduta do réu impessoalidade, economicidade e moralidade. Posto isso, condeno o réu Luiz Lindbergh Farias Filho à suspensão dos direitos políticos por 4 anos e ao pagamento de multa civil no valor de R$ 480 mil reais", ressaltou o magistrado na sentença.

Comentário

A Praça Antônio João tem recebidos todas as noites milhares de pessoas de Dourados e região para passear, assistir as apresentações culturais, incluindo música, dança, teatro e outros atrativos, na programação do Dourados Brilha. Pelas estimativas da Guarda Municipal, nos dias da semana, de segunda a sexta-feira, passam, em média, pela praça algo em torno de três mil pessoas por noite.

“São pessoas de Dourados e cidades da região que vão ao comércio e passam na praça ou aquelas que vão especialmente para participar ou assistir as atrações com a família, por isso todos os dias a praça é lotada”, comenta o comandante da Guarda Municipal, João Vicente Chencarek.

Nos finais de semana o número de pessoas aumenta para até cinco mil pessoas por dia, no sábado e domingo, incluindo as pessoas que querem conhecer a Casa de Papai Noel e a Árvore de Natal e aproveitam para tirar fotos. Outro atrativo e a pista de patinação no gelo, que normalmente lota de crianças. A Praça de Alimentação também é um ponto muito frequentado.

Equipes da Guarda Municipal ficam de plantão na praça 24 horas por dia. Também estão instaladas na Praça nove câmeras de monitoramento de alta resolução que ajudam a inibir qualquer tipo de violência ou atos de vandalismo. Desde o início da programação, não houve nenhuma ocorrência do gênero, segundo a Guarda.

Seresta

Neste domingo (18), a programação começa a partir das 19 horas, com a cantata de Natal na Igreja Presbiteriana Central (Igreja do Relógio) e na Praça Antônio João, às 19 horas terá a Seresta de Pioneiro de Dourados e às 20 horas, show com Matheus Matos e Banda.

Na segunda-feira (19), véspera do feriado de aniversário de Dourados, a programação na praça segue, a partir das 19 horas, com a Seresta de Pioneiros de Dourados e em seguida, Noite Carismática. A programação do Dourados Brilha segue até o dia 31 deste mês, último dia do mandato do prefeito Murilo Zauith (PSB), após seis anos de administração e a realização da festa anualmente.

Comentário

Com a arena da Praia do Gonzaga em Santos totalmente lotada, o Brasil, já classificado para a final da Copa América, voltou a mostrar a superioridade e o favoritismo na competição. Foi um passeio no tradicional rival sul-americano, a Argentina neste sábado (17) e a goleada por 9 a 2 manteve a equipe com 100 por cento de aproveitamento no Grupo A. Antes havia vencido a Bolívia (9 a 1), Chile (8 a 3) e Uruguai (6 a 2).

Fernando DDI, Mauricinho (3), Bruno Xavier, Nelito, Boquinha, Datinha e Rodrigo marcaram os gols brasileiros, com Benaducci fazendo os dos hermanos na partida válida pela quinta e última rodada da primeira fase. O time brasileiro entrou em campo com o tradicional uniforme verde-amarelo com o escudo da Chapecoense impresso no meio da camisa numa homenagem ao clube que perdeu 19 jogadores no desastre aéreo do dia 29 de novembro.

Agora, a seleção brasileira tentará seu 11º título da Copa América contra o Paraguai, que na preliminar empatou com o Equador por 4 a 4 - após a prorrogação, sem gols, perdeu nos pênaltis mas terminou o Grupo B como primeiro colocado. A partida será neste domingo (18), às 13 horas (de MS), conforme divulga o Globoesporte.

Comentário

A hidrelétrica de Itaipu, compartilhada por Paraguai e Brasil, alcançou aos dez primeiros minutos deste sábado (17) a produção de 98.800.319 milhões de megawatts-hora, superando a própria marca de produção anual de energia, e desbancou o recorde mundial obtidos pela usina de Três Gargantas, na China.

A marca foi alcançada 13 horas depois que a Itaipu superou seu recorde de 98,6 milhões de megawatts-hora, registrado em 2013. Desde a entrada em operação da primeira unidade geradora, em maio de 1984, Itaipu já produziu mais de 2,4 bilhões de megawatts-hora, energia suficiente para atender a demanda do mundo inteiro por 40 dias, conforme informou a usina.

A previsão é que Itaipu supere na quarta-feira (21) os 100 milhões de megawatts-hora produzidos em um ano, um número sem precedentes, de acordo com a empresa.

Para refletir o impacto da produção, a usina afirmou que os 98,6 milhões de megawatts-hora seriam suficientes para abastecer o consumo do Brasil durante dois meses e 15 dias. E o Paraguai ao longo de quase sete anos.

A Itaipu Binacional foi criada há 42 anos para administrar a construção da usina e colocá-la em funcionamento em 1984. A usina possui 14 mil megawatts de potência instalada, o que atende a 17% da demanda energética do Brasil e 75% do Paraguai, conforme reproduz o portal G1

Comentário

O terreno onde funcionava a entidade denominada Coopami (Sindicato dos Taxistas e Mototaxistas), na rua Floriano Peixoto, em frente ao Douranews, e cujas atividades foram interditadas por conta de denúncia da existência de um posto clandestino de revenda de combustíveis, está tomado pelo mato, no centro da cidade.

Em junho passado, uma força-tarefa, integrada pelo Procon de Mato Grosso do Sul e de Dourados, juntamente com a Polícia Civil e a Decom (Delegacia do Consumidor) de Campo Grande e a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) fechou o local após denúncias de que no local se revendia combustíveis de forma não autorizada.

O PA (Ponto de Abastecimento), conforme a denúncia, era mantido pelo Sindicato dos Taxistas e Mototaxistas, e, de acordo com o delegado Elton de Campos Galindo, da Decom, que comandou a operação, o local estava preparado para comercializar em torno de 12 mil litros de combustíveis (gasolina e etanol) por mês.

Os preços praticados eram de R$ 3,44 para a gasolina e de R$ 2,53 para o etanol. O delegado explicou que esse trabalho de fiscalização já acontece em todo o Estado desde novembro do ano passado. O reservatório de combustíveis instalado na área utilizada pela cooperativa foi lacrado, bem como a bomba que servia para o abastecimento, principalmente de veículos usados como táxis e mototáxis.

Moradores da região e vizinhos do imóvel reclamam que o matagal está incomodando, principalmente pelo fato de que, nessa época do ano, com as recentes chuvas e o forte calor, a incidência do aumento nos índices de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti é preocupante.

Comentário

Estão publicados, desde esta sexta-feira (16), no portal do Centro de Seleção da UFGD, os editais com as respostas aos recursos e o resultado final dos concursos para docentes, com 45 vagas, e para técnicos administrativos, com 27 vagas. O resultado apresenta a classificação e a nota final dos candidatos por área.

As provas do concurso para professores foram realizadas nos dias 18 (escrita) e 22 de outubro (prova didática), e as 45 vagas estão distribuídas entre nove nove faculdades diferentes. Os salários variam de R$ 2.293,41 a R$ 9.114,67, de acordo com a classe e regime exigidos pelo cargo.

A prova objetiva do concurso de técnicos administrativos foi realizada no dia 18 de setembro. As 27 vagas estão distribuídas em nível fundamental, com remuneração básica de R$ 2.292,69; médio, com remuneração básica de R$ 2752,81 e superior, com remuneração básica de R$ 4.326,21, de acordo com os diferentes cargos oferecidos

Comentário

Página 1328 de 1710
  • Vitoria

O Tempo Agora

  • mascaras
  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis