Timber by EMSIEN-3 LTD
Redação Douranews

Redação Douranews

O julgamento de genética de qualidade da raça nelore mais uma vez atraiu a atenção de criadores em Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. O julgamento de nelore aconteceu como parte da programação da 55ª Expoagro e foi feito por juízes da ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu), com realização do grupo Nelore MS, que reúne os criadores da raça no Estado, em parceria com o Sindicato Rural de Dourados.

A 55ª Expoagro começou no dia 10 e encerra neste domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho.

Segundo Miguel Rudes, organizador do Nelore MS, o julgamento teve a participação de 90 animais, considerados aptos para o evento. Antes, todos os bovinos passam pela pesagem e precisam atender a alguns critérios – as fêmeas adultas, por exemplo, precisam ter acima de 20 meses e apresentar prenhez, constatada por meio de exame de ultrassonografia. Já os animais machos precisam ser aprovados no exame de circunferência escrotal.

O julgamento avalia os animais da raça nelore em diferentes categorias, como baby, bezerro, novilha, macho e fêmea jovem e fêmea e touro sênior. Depois de eleitos os campeões em cada categoria, acontece o grande campeonato – realizado no sábado (18), onde foram eleitos os grandes campeões de macho e fêmea.

“São diversos critérios avaliados pelos jurados, entre eles o aprumo, posição, beleza, peso corporal, estado geral do animal e altura de membros, por exemplo. Basicamente é feita uma comparação entre todos os participantes em cada categoria, e ganha aquele que de modo geral tem características melhores do que os outros”, explica Miguel Rudes.

Segundo ele, o julgamento tem como objetivo separar os melhores indivíduos para genética e manejo. “Vencer o julgamento agrega valor ao animal, o que certamente é utilizado pelo criador para melhorar o preço de venda, por exemplo. Os animais vencedores geralmente são bons reprodutores também, o que agrega à genética do rebanho. É um título bastante disputado entre os criadores”, complementa o representante do Nelore MS.

A grande campeã desta edição foi uma fêmea de 546 quilos, de um criador de Sidrolândia. Já o grande campeão foi um touro de 710 quilos, de Itaquiraí.

O nelore representa 80% do rebanho nacional e é considerada a raça mãe do Brasil. Segundo a organização, o julgamento busca reconhecer o trabalho de excelência feito por criadores de todas as regiões em benefício de uma raça que é fundamental para o contínuo crescimento da pecuária nacional. (Com assessoria)

Comentário

Policiais Militares da 9º Companhia do 3º grupamento de Polícia Militar de Laguna Carapã  foram acionados na noite de sexta feira (17), por volta das 21 horas para atender uma ocorrência de acidente de trânsito (com capotamento) na estrada da localidade conhecida como “Passo Kau”.

Chegando ao local, constataram que no interior do veículo sinistrado, bem como nas proximidades deste haviam vários tabletes de substância entorpecente, tipo maconha, que após pesados, totalizaram 1.810 quilos Na checagem do número no chassis, constatou-se que o veículo, uma caminhonete S-10, era produto de roubo, tendo no entanto placa adulterada, cuja identificação pertencia a outro veículo idêntico. A guarnição da PM realizou diversas ações pela região, mas não conseguiu localizar ocupantes do veículo.

A caminhonete e a droga foram apresentados à autoridade competente da Delegacia de Polícia Civil de Laguna  Carapã para a tomada de providências necessárias.

O comando da 9º Companhia de Polícia Militar tem orientado os militares para que atuem dentro da filosofia de policiamento ostensivo preventivo, em horários específicos e pontos com maior incidência de criminalidade, com a finalidade de prevenir a prática de atos ilícitos. Frisa, ainda, que a estratégia adotada será aplicada de forma rotineira, considerando os resultados positivos alcançados.

Comentário

Com o apoio da Unigran, o CRO (Conselho Regional de Odontologia) de Mato Grosso do Sul lançou a cartilha ‘Protocolos farmacológicos recomendados na prática odontológica’, que objetiva auxiliar os cirurgiões-dentistas na aplicação de medicamentos em tratamentos odontológicos.

O documento foi elaborado em conjunto pelos profissionais Alcides Moreira, docente do curso de Odontologia da Unigran, Júlio César Leite e Rodrigo Balejo, e traz atualizações em protocolos medicamentosos indicados no exercício da profissão.

Durante o lançamento, Alcides também ministrou a palestra ‘Farmacologia na prática odontológica’, como parte do projeto de Educação Continuada do Conselho, para cirurgiões-dentistas de Dourados e região.

Silvânia da Silva Silvestre Cabral, secretária do CRO-MS, explicou como a iniciativa de elaborar a cartilha surgiu. “O CRF (Conselho Regional de Farmácia) nos procurou e apontou alguns problemas com a prescrição de medicamentos pelos profissionais. Então, entramos em contato com os três professores da área de farmacologia para entender o que estava acontecendo e achar uma solução. Como na Odontologia a prescrição de antibióticos e outros medicamentos é diferente da dos médicos, constatamos que muitos colegas tinham dúvidas. Assim, fizemos um levantamento dos farmacológicos mais utilizados pelos profissionais do estado e, a partir daí, criamos a cartilha, que é a primeira de Mato Grosso do Sul. O resultado está um sucesso e todos os municípios estão pedindo a palestra do professor Alcides e exemplares”, disse.

Moreira, organizador da cartilha, apontou que havia a necessidade das prescrições terem maior embasamento científico. “A utilização e a prescrição de medicamentos era mais embasada de maneira empírica, pela experiência dos colegas e sem muito conhecimento técnico ou científico. Por isso, o CRO reuniu representantes da área, de três instituições de ensino do Estado, para montar os protocolos medicamentosos indicados, tanto no âmbito público quanto privado, baseados em evidências científicas”, informou.

O professor destacou também a preocupação da Unigran não só com a formação, mas também com a atuação dos profissionais. “A Unigran tem um curso de Odontologia muito bem conceituado e tem um papel de grande importância na formação de novos profissionais. Mas ela se preocupa também com a atuação profissional deles, ou seja, com a sociedade como um todo, por isso sempre apoia o CRO, principalmente nas formações continuadas, atuando na extensão universitária e beneficiando tanto a classe odontológica quanto os pacientes que vão receber um atendimento com mais qualidade e segurança”, apontou.

Já o delegado da Delegacia Regional do CRO-MS em Dourados, Efraim Neres Santana, destacou que a cartilha atende as mudanças ocorridas na área. “A Odontologia mudou muito. Hoje temos uma gama de opções medicamentosas e essa cartilha vem para servir como uma base para os colegas, uma apostila prática para eles usarem no dia a dia e esclarecerem qualquer tipo de dúvidas. Certamente vai beneficiar todos os profissionais independente da área de atuação”, finalizou.

Participaram do evento, profissionais de Dourados, Itaporã, Jateí, Sete Quedas, Caarapó, Douradina, Fátima do Sul, Maracaju, Naviraí e Paranhos e todos receberam um exemplar da cartilha. Mais informações sobre como ter acesso a esse reforço de orientação técnica podem ser obtidas na Delegacia Regional de Dourados do CRO-MS ou pelos telefones (67) 3421-1608 e 99258-4824.

Comentário

Participar de uma festa tradicional com muita diversão e ainda concorrer a prêmios. Com essa intenção, a Prefeitura de Dourados promove, por meio da Secretaria de Cultura, durante a 42ª Festa Junina de Dourados, de 14 a 16 de junho, apresentações de quadrilhas na Praça Antônio João.

Os grupos participantes podem ter no mínimo oito casais e no máximo 30. As apresentações acontecerão no dia 15 de junho (sábado) na Praça Antonio João, em ordem estabelecida em sorteio.

O concurso será dividido em quatro categorias:
A (Quadrilha de Instituições), na qual podem se inscrever quadrilhas representativas de entidades diversas;
B (Quadrilha Educacional – Ceims, Ensino Fundamental de 1° ao 5° anos), na qual podem se inscrever quadrilhas formadas por alunos das redes municipal, estadual e privadas;
C (Ensino Fundamental 6° ao 9° anos e Ensino Médio), na qual podem se inscrever também alunos das redes municipal, estadual e privada;
D (Universitária), na qual podem se inscrever quadrilhas formadas por acadêmicos das universidades públicas e particulares.

O secretário de Cultura, Jorge Augusto Ramos Lopes, o “Peu”, destaca o convite para que a sociedade participe de uma festa tradicional da família douradense. Ele destaca que as quadrilhas podem abusar da criatividade e trazem muita diversão a quem participa e a quem acompanha.

“A festa está sendo preparada com muito carinho para os públicos de todas as idades que vão se sentir muito a vontade em participar desta festa que é para toda a família. As quadrilhas são sempre um ponto alto de diversão. Convidamos para que a sociedade organize seu grupo, venha se divertir e ainda concorrer a prêmios”, diz.

O primeiro lugar levará R$ 700 e um troféu. Para o segundo lugar o prêmio é de R$ 300 e troféu. O terceiro lugar levará troféu. A Comissão Julgadora avaliará e classificará as quadrilhas conforme os quesitos de coreografia, evolução/animação, figurino, harmonia/conjunto, marcador/cantador.

O edital e a ficha de inscrição podem ser solicitados via e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). O prazo para solicitação vai até o dia 4 de junho e as fichas devem ser enviadas devidamente preenchidas até o dia 5 de junho, pelo mesmo e-mail.

Comentário

Acadêmicos e profissionais de Publicidade e Propaganda contaram com uma programação vasta na 11º Sincom, a Jornada de Comunicação da Unigran. Palestras, sharp talks, oficinas, happy hour e a tão esperada festa de premiação do Galo Awards Fantasy marcaram esta edição que teve como tema ‘Comunicativos – Empregabilidade e Espaço aos que se Movimentam!’.

A palestra principal abordou a ‘Inteligência de Mercado em agências promocionais: explorando o potencial de qualquer informação’ e foi ministrada pelo gerente de Inteligência de Mercado da Agência Mkt House – São Paulo, Raul Ferreira, seguida dos três sharp talks comandados pelos profissionais Viviane Farias, marketing da TV Morena, Rodrigo Lescano e Nelson Prado, ambos diretores de Projetos da Macaw Content Studio e Lívia Ricieri, diretora de Criação da Agência Pajax.

Raul Ferreira apontou como a inteligência de mercado começou a fazer parte da vida das agências, principalmente nas agências voltadas para o mercado promocional. O Head de Inteligência de Mercado mostrou aos estudantes como transformar dados em informação, para que todo mundo consiga se beneficiar, tanto a empresa, indústria, quanto as agências e o próprio consumidor na ponta, que tem um produto, uma ação mais direcionada para ele.

“As ações promocionais são um meio de conseguir gerar dados. Por exemplo, uma bem famosa é o ‘Avião do Faustão’, em que são direcionadas as promoções da Procter & Gamble Company [P&G] para as pessoas que consomem seus produtos, tudo o que envolve, as propagandas de mídia, o que vai para TV, é tudo focado para as pessoas que são desse público”, mencionou.

A partir da ação, Ferreira afirmou que será o momento em que serão identificadas as pessoas/clientes, estimulá-las a participar das promoções, principalmente no ponto de venda, que é onde elas vão ter contato com o produto, quando vão poder comprar esse produto ir se cadastrar para concorrer ao prêmio no final.

“É um processo cíclico, um ciclo de informações. Primeiro vende-se a ação para o cliente, ele aprova a ação e ela coloca em campo, com isso, coleta-se as informações durante este período para melhorar a campanha. Quando termina, tem-se essas informações, que serão utilizadas quando for feito o planejamento de campanha com dados sobre como foi a última ação, o que funcionou e o que não funcionou. Isso vai gerando um ciclo de informações e também um ciclo de negócios novos para a própria empresa”, ressaltou. O diferencial, segundo Raul Ferreira, é o profissional saber lidar e de que maneira aproveitar essa informação para melhorar o negócio.

Comentário

Mato Grosso do Sul registrou queda no número de mortes no trânsito no primeiro quadrimestre de 2019, em comparação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a abril de 2018, 66 pessoas perderam a vida no trânsito do Estado. Neste ano, a quantidade caiu para 31 – redução de 53%, informa o Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Os acidentes envolvendo veículos e pedestres também diminuíram no mesmo intervalo de tempo pesquisado. Nos quatro primeiros meses de 2019 foram contabilizados 5.472 colisões, atropelamentos e quedas. Na mesma época do ano passado o registro é de 6.162 ocorrências – diminuição de 11%.

Das cinco maiores cidades do Estado, quatro registraram menos acidentes com mortes este ano, na comparação com o ano passado. No primeiro quadrimestre de 2019, nove pessoas perderam a vida no trânsito de Campo Grande. Neste período do ano passado foram 10. O número de vítimas fatais também caiu em Dourados, de nove para quatro; em Três Lagoas, de cinco para duas; e em Ponta Porã, de três para duas.

O chefe de fiscalização do Detran-MS, André Canuto, credita os bons números a uma série de fatores. “Entre eles o comportamento do condutor, que passou a ter mais atenção às regras, e à devida presença do Estado nas ruas, com a ordenação do trânsito, campanhas educativas e ações de fiscalização”, explicou.

Para André, quando o Estado está presente nas ruas, por meio de agentes de trânsito ou de policiais militares, motoristas tendem a ser mais atentos às regras de trânsito. Segundo ele, a maioria dos condutores sul-mato-grossenses é habilitada e conhece a legislação. “Educação e fiscalização têm surtido efeito”, afirmou o gestor.

Em pleno Maio Amarelo, mês de conscientização e promoção do trânsito mais seguro, as instituições do Governo de Mato Grosso do Sul, entre elas o Detran e a Polícia Militar, têm intensificado orientações nas ruas do Estado. O objetivo é conscientizar motoristas e pedestres para o correto convívio no trânsito do Estado.

Comentário

A união de ideias inovadoras dos acadêmicos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores é uma das responsáveis pelo sucesso em que já se transformou a 3ª edição da Unigran Decor, única Mostra brasileira de ambientação produzida por universitários, lançada quarta-feira (15) em Dourados.

Com a temática “Casa, sua vida sua história”, o evento encanta quem passa pelos 26 ambientes de exposição da casa. O local escolhido para sediar o evento deste ano foi a mansão Garcete, uma das primeiras construídas em Dourados, ainda na década de 70. O imóvel tradicional no município foi totalmente repaginado em cerca de 60 dias para receber a mostra. Alguns cômodos foram totalmente reconstruídos, como os banheiros.

A Unigran Decor reúne, em um só lugar, arquitetura, design e gastronomia. Um destaque extra nesta edição é o jardim da casa, assinado pelo arquiteto e paisagista Benedito Abbud, referência do país na área, em parceria com a São Bento Incorporadora, como uma mostra do Hectares, novo empreendimento do grupo.

Para Douglas Raldi, professor e curador da Unigran Decor, todo esse projeto tem como objetivo, além de proporcionar ao acadêmico contato mais próximo com a realidade profissional, do mercado de trabalho, servir de palco, vitrine, para produtos e prestação de serviços.

“Nossa intenção é unir empresários, profissionais e acadêmicos para incentivar a troca de informações sobre o mercado de trabalho e tendências. Nas duas primeiras edições da Unigran Decor, recebemos a visita de mais de 15 mil pessoas, um número significativo que com certeza nós vamos ultrapassar este ano”, diz Raldi.

Os visitantes poderão, além de visitar os espaços, degustar pratos da culinária francesa, não apenas de encher os olhos, mas também saciar desejos. A elaboração dos pratos ficou a cargo dos acadêmicos do curso de gastronomia, orientados por professores e pelo coordenador do curso, Marlon Libório.

“Nós pensamos em um cardápio que remete aos sabores e saberes da França, com entradas, pratos principais e sobremesas sofisticadas, gostosas e, o melhor de tudo, com preços acessíveis”, afirma Libório.

Para a ambientação dos espaços, a parceria de empresas do setor de móveis, decorações e de paisagismo foi fundamental. A contrapartida vem na oportunidade de mostrar produtos e serviços ofertados para a região, além da visibilidade que um evento desta amplitude pode gerar.

“Todas as empresas que estão trabalhando em parceria conosco tem a chance de expor vários tipos de produtos, compondo a estrutura de atmosferas sofisticadas utilizando mobiliários, revestimentos, iluminação, móveis, entre tantos outros produtos utilizados para compor nossos ambientes”, frisa Douglas Raldi.

De acordo com a Reitora da instituição, professora Rosa Maria D’Amato De Déa, a Unigran desde sempre foi uma instituição de ensino preocupada com atividades que tragam para o acadêmico oportunidades de exercer na prática a teoria aplicada em sala de aula. “Nossos alunos estão de parabéns, os ambientes estão lindos e esse é nosso propósito, mostrar ao público que aqui nós temos pessoas talentosíssimas que desde a academia estão preocupadas em mostrar o melhor no mercado de trabalho” diz.

Para o empresário Gilson Maroto Ribeiro, da Art Móveis, uma das empresas colaboradoras da Mostra, no ramo de marcenaria há mais de 20 anos atuando na confecção de projetos de ambientes internos e externos, o evento é uma oportunidade que os profissionais do interior do Mato Grosso do Sul têm de conhecer e se inteirar das novidades.

“Com essa Mostra podemos mostrar a capacidade que temos em impressionar com produtos de qualidade, com profissionais capacitados que não deixam a desejar em nenhum aspecto (...) a Unigran está formando ótimos profissionais e essa casa toda repaginada é prova disso”, constata.

A Mostra está aberta para o público de quarta-feira a domingo, das 16 até às 22 horas. A mansão onde acontece a Unigran Decor 2019 fica na rua Albino Torraca, esquina com a Olinda Pires de Almeida.

Comentário

O vereador Toninho Cruz (PSB) pediu, na sessão Ordinária de segunda-feira (13) da Câmara de Dourados, que a Prefeitura de Dourados se mobilize, através da Secretaria de Saúde, junto ao Governo do Estado, para a criação de um setor de fisioterapia nos postos de saúde do Município.

Para o vereador, a inserção do setor de fisioterapia nos postos irá proporcionar maior acesso da população a esses serviços, evitando grandes deslocamentos dificultados pelas limitações físicas, mentais e econômicas dos usuários dessa área.

“A proposta é de levar estes atendimentos até a população, implantando estes serviços através da locação destes profissionais em cada um dos postos de saúde da cidade, facilitando o acesso ao tratamento e prevenção nas áreas de Fisioterapia e Terapia Ocupacional”, destacou o vereador Toninho Cruz.

Comentário

Um dos problemas que vem chamando a atenção de educadores e especialistas em educação do mundo todo é o bullyng, tema que também foi tratado na semana passada durante evento que envolveu professores e estudantes da UCP (Universidad Central do Paraguay) e a comunidade escolar do Colégio San Blas em Pedro Juan Caballero.

O trabalho foi dirigido pela professora e psicóloga Mabel Cardozo, como parte do programa de Extensão Universitária da UCP. Mabel abordou o tema em uma palestra e realizou dinâmicas de grupo com o auxílio de universitários da instituição para mostrar aos alunos como o bullyng é prejudicial dentro do ambiente escolar e as formas de prevenir e evitar que o problema aconteça.

“Tratamos o assunto com muita seriedade e mostramos para estes jovens e adolescentes que este tipo de brincadeira pode deixar marcas para toda vida de quem é atingido por esta forma de agressão”, disse Mabel.

Ela contou também que os estudantes e professores foram muito participativos e que acredita que eventos como o que foi realizado podem fazer uma grande diferença dentro e fora do ambiente escolar. A psicóloga disse que, baseado na experiência do Colégio San Blás, outras escolas de Pedro Juan Caballero deverão ser beneficiadas com palestras com estes e outros temas.

Comentário

Fazendas conectadas, empresas vendendo maquinários e insumos através das redes sociais. Um cenário cada vez mais presente em todas as regiões do Brasil. A palestra “Do Campo para a Internet: Como o marketing digital pode ajudar o agronegócio” debateu o uso de ferramentas para ajudar o homem do campo a ter mais lucro.

O tema foi trazido pelo palestrante Jimmy Alegre, que atua na área. Promovida pelo Sindicato Rural de Dourados, a 55ª Expoagro segue até domingo (19) no Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, em Dourados.

Através de cases de sucesso e dados, Jimmy Alegre mostrou como empresas do ramo rural podem ter a internet e as redes sociais como uma ferramenta para gerar mais vendas com um investimento baixo. Mas, segundo ele, o produtor rural também precisa estar integrado.

“Hoje tudo tem de estar conectado. Isso inclui a informação que vem do escritório de contabilidade, com a sede da fazenda e o comércio. Você precisa estar conectado. Quem não vê a fazenda como uma empresa rural, com conectividade, infelizmente vai acabar ficando para trás”, alertou o especialista.

Ao longo da 55ª Expoagro aconteceram mais de 80 palestras em diversas áreas do agro, muitas delas de forma simultânea. Toda programação técnica é gratuita e termina nesta sexta-feira (17), conforme o calendário definido pelo Sindicato.

Comentário

Página 1 de 1300
  • unimed nova

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014
E-mail: douranews@douranews.com.br

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus