Timber by EMSIEN-3 LTD
  • CORONA3
  • Dnews Whats
  • 10 anos
  • 10 anos1
Sexta, 14 Janeiro 2011 15:26

Colheita da soja avança pouco em MT e umidade preocupa

Escrito por Redação Douranews/ com uol

A colheita de soja avança lentamente em Mato Grosso, e o tempo chuvoso preocupa produtores na região, que precisam reforçar o monitoramento por causa da incidência do fungo da ferrugem.

Até quinta-feira, a colheita da soja havia sido realizada em 43,5 mil hectares em Mato Grosso, o maior produtor brasileiro da oleaginosa, informou nesta sexta-feira o Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária).

O total colhido representa apenas 0,7 por cento da área total semeada no Estado, de 6,21 milhões de hectares. Na semana anterior, os produtores mato-grossenses haviam colhido apenas 0,3 por cento da área cultivada.

Na temporada anterior, o Mato Grosso havia colhido até esta época 2,7 por cento de uma área de 6,2 milhões de hectares.

"A colheita segue muito pontual. É feita, principalmente, por produtores voltados para (plantio) da segunda safra", disse Maria Amélia Tirloni, analista de grãos do Imea.

A analista ressaltou que o início lento era esperado, uma vez que o plantio ocorreu mais tarde no ano passado, mas a chuva recente contribuiu para postergar um pouco mais a colheita.

Em 2009/10, chuvas chegaram antes em Mato Grosso, em setembro, e permitiram um plantio antecipado.

Na atual temporada, 2010/11, a semeadura se concentrou em meados de outubro, somente após chuvas tardias, o que explica um menor volume colhido até o momento em relação a 09/10.

Relatório da Somar Meteorologia indica que o clima ainda pode ter impacto no processo de colheita, uma vez que são previstos grandes volumes de chuva no Estado.

"Nada muda até 18 de janeiro e chuvas fortes atingem boa parte das regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte. No Centro-Oeste, o acumulado será maior em Mato Grosso, passando dos 130mm.", previu.

A Somar informa ainda que a previsão para a próxima semana também é de chuva forte na região.

FERRUGEM

O clima úmido e as altas temperaturas preocupam produtores, uma vez que essa condição aumenta a capacidade de propagação da ferrugem asiática, doença fúngica que atinge as plantas e provoca perda de produtividade.

O Mato Grosso registrou esta semana seu primeiro caso de ferrugem asiática da soja no ciclo 2010/11.

A Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja) informou que a doença foi encontrada em uma lavoura comercial no município de Sorriso, o principal produtor do Estado.

Segundo a Aprosoja, "a descoberta veio exatamente dois meses depois do primeiro caso registrado na safra 2009/2010, em 12 de novembro de 2009".

A colheita de soja no Brasil, o segundo produtor mundial, geralmente começa antes em Mato Grosso.

A produção de soja de Mato Grosso está estimada em 18,6 milhões de toneladas, contra 18,8 milhões de toneladas da safra passada, segundo o Imea.

No Paraná, o segundo produtor nacional de soja, a colheita ainda não começou, de acordo com dados da Secretaria Estadual da Agricultura.

Última modificação em Sexta, 14 Janeiro 2011 15:01

ENTREVISTA

  • pmd corona
  • unigran 150
  • Editais

O Tempo Agora

  • unigran novo

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis