Timber by EMSIEN-3 LTD
Quinta, 28 Outubro 2010 09:15

Fiems articula instalação de novas PCHs em MS

Escrito por Redação Douranews, com Assessoria

O presidente Sérgio Longen, o prefeito de Chapadão, Jocelito Krug, e o deputado Paulo Corrêa visitaram a PCH Planalto, que fica na divida de GO e MS

Durante visita ao município de Chapadão do Sul, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, voltou a destacar que as PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) instaladas ou em processo de implantação em Mato Grosso do Sul vão contribuir decisivamente para a auto-suficiência energética nos próximos anos. Hoje, já são 9 PCHs em operação no Estado e 4 com a autorização da Aneel para a implantação.  No entanto, Mato Grosso do Sul tem potencial para o triplo de empreendimentos desse porte.

“As PCHs são uma oportunidade de investimento pronto, responsáveis pela geração de energia limpa e junto com a energia da biomassa são fontes de riqueza. O setor tem potencialidade para crescer integrando um novo modelo de atividade industrial que pode tornar o Estado até exportador de energia elétrica”, ressaltou Sérgio Longen. A Fiems já  oferece subsídios aos empresários interessados em investir na geração de energia por meio das PCHs.

Atualmente, as 9 PCHs em operação em Mato Grosso do Sul são a Alto Sucuriu e Porto das Pedras (Chapadão do Sul), Aquarius (Sonora), Assis Chatobriant (Ribas do Rio Pardo), Buriti (Água Clara), Costa Rica (Costa Rica), Paraíso (Paraíso das Águas), Planalto (Cassilândia) e Ponte Alta (São Gabriel do Oeste), enquanto as quatro que tem autorização para implantação são a Verde 4 e Verde 4 A (Ribas do Rio Pardo) e Indaiá Grande e Indaiazinho Grande (Cassilândia).

PCH Planalto

Acompanhado pelo prefeito de Chapadão do Sul, Jocelito Krug, e do deputado estadual Paulo Corrêa, o presidente da Fiems conheceu de perto a PCH Planalto, que pertence ao Grupo Brennand Energia e tem capacidade para gerar 17 MW (Megawatts). Construída na margem esquerda do Rio Aporé, na divisa dos municípios de Aporé (GO) e Cassilândia (MS), a 40 quilômetros de Chapadão do Sul, a PCH entrou em operação em março de 2009 e integra as hidrelétricas em operação do Grupo Brennand, que fornece energia ao mercado regulado e tem forte atuação no mercado livre, tendo se constituído no maior fornecedor de energia elétrica nacional, no segmento de consumidores potencialmente livres.

O deputado estadual Paulo Corrêa assegura que a Assembléia Legislativa pode ajudar a viabilizar recursos por meio das PPPs (Parcerias Público-Privadas) para a construção de PCHs no Estado. “É possível, por meios das PPPs, constituir um consórcio de empresas públicas e privadas para viabilizar participação em leilões de linhas de transmissão de energia elétrica e o legislativo apóia a busca desse espaço pelas nossas empresas”, ressaltou.

Para o prefeito Jocelito Krug, além de contribuírem para que o Estado alcance a auto-suficiência energética, as PCHs são fontes de empregos para os municípios onde elas são implantadas. “Durante a construção da PCH Planalto, por exemplo, foram gerados cerca de mil empregos diretos por um período de dois anos. Esse empreendimento gerou receita para o município como um todo, além de explorar o potencial de geração de energia da região sem agredir o meio-ambiente”, disse, ressaltando a importância da geração de energia limpa nos dias de hoje.
  • al sustentavel 2
  • kikao professor

Entre em Contato

Editor de conteúdo
Clóvis de Oliveira
Email: clovis@douranews.com.br

Rua Floriano Peixoto, 343
Jardim América – Dourados/MS
CEP 79803-050
Tel.: 67 3422-3014

WhatsApp 9 9913 8196

Telefones Úteis

Horários de Vôos | Horários de Ônibus